quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Resenha: livro "O Sorriso da Hiena", Gustavo Ávila

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre a minha experiência de leitura com o livro "O Sorriso da Hiena" escrito pelo Gustavo Ávila e publicado em 2017 pela Verus Editora.

Resenha, livro, O-Sorriso-da-Hiena, Gustavo-Ávila, Verus, serial-killer, trecho, diagramação, fotos, imagem, diagramação, opinião

 Um garoto foi encontrado sozinho em casa, sentado, amarrado numa cadeira. Na frente dele, duas cadeiras, onde antes estiveram sua mãe, que levou um tiro na cabeça, e seu pai, que teve a língua cortada. Os corpos não foram encontrados. A investigação do crime ficou a cargo de Artur, um detetive com síndrome de Asperger.

 "- Muita gente pode te achar o máximo, mas para mim você não passa de um sujeitinho arrogante.
 - Arrogante é como os invejosos chamam os competentes.
 - Será que você seria bom no que faz se não tivesse esse seu... problema?
 -  Será que você seria se tivesse? - disse, sem parecer um insulto, o que insultava ainda mais." (página 69)

 Como a única testemunha era uma criança, que estava muito abalada, o psicólogo William ficou encarregado de conversar com o garoto para que a polícia conseguisse mais pistas. William era especialista em trabalhar com crianças e tinha escrito uma tese bem conhecida sobre o tema. Eis que um crime semelhante tornou a acontecer, e depois outros... O serial killer agia sempre da mesma forma!

 Como está na sinopse, o assassino se chamava David e tinha passado por uma experiência traumática na infância. Ele oferecia a William a oportunidade de estudar as vítimas de seus crimes e descobrir se a perda dos pais causaria nas crianças o mesmo que causou em David. Será que o psicólogo aceitaria fazer parte dessa trama? Será que o policial Artur conseguiria pegar o criminoso? Leiam para descobrir!

 Já li alguns romances policiais estrangeiros, onde os investigadores iam muito fundo na investigação, viravam noites investigando uma pista, revirando arquivos. Enquanto lia "O Sorriso da Hiena", eu me desesperava ao ver coisas como um policial indo sozinho até a casa de um suspeito, um possível suspeito sendo deixado livre para ir para casa sem que ninguém ficasse de olho nele, um policial verificando apenas uma vez o local onde poderiam estar as provas. Sabe quando parece que a polícia não está fazendo o suficiente?

 Senti tanto asco do William, que vocês não tem ideia! Para mim, o pior foi o que ele foi capaz de fazer com um determinado personagem! Obviamente, não vou contar o que foi para não dar spoiler. Para descobrir se ser vítima de uma tragédia na infância te torna mal, acredito que não é preciso sair matando pais na frente dos filhos, pois já há um número considerável de crianças que passaram por situações traumáticas na infância e que podem ser observadas. Achei muito fraca essa justificativa dada pelos personagens. Esses dias mesmo eu fui desafiada a responder "O que há de errado com a humanidade", e acho que é bem visível o que está errado observando o David e o William: falta limite, falta respeito ao outro.

 "- É sempre o mesmo discurso. O mundo sempre vira desculpa para quem acha que pode fazer o que quiser como compensação." (página 254)

 "O Sorriso da Hiena" foi uma leitura bem fluida, daquelas em que era possível ler páginas e mais páginas em pouco tempo. Para um livro de estreia, a escrita do autor está muito boa. A história é bem intrigante, tem personagens principais e coadjuvantes interessantes, e despertou diversas emoções em mim. Quando cheguei no último capítulo, pensei "Espera! Não! Não pode acabar assim! Precisa de mais um capítulo para fechar essa investigação!" Fiquei curiosa para entender melhor como o David fez tudo o que fez.

 Enfim, na minha opinião, a obra cumpre o seu papel de trazer uma reflexão sobre o mal e o bem que é despertado em cada um, especialmente através do personagem William, que acredito ser o principal entre os três mencionados. É uma história que prende o leitor, cheia de surpresas e reviravoltas (tem muito, mas muito mais do que eu contei na resenha), e por isso valeu a pena tê-la lido, mas eu, que prefiro finais bem fechados, dei três estrelas e meia para ele no Skoob por causa do desfecho.

 "- O mal nada mais é do que um buraco que quer desesperadamente ser preenchido, detetive." (página 136)

Resenha, livro, O-Sorriso-da-Hiena, Gustavo-Ávila, Verus, serial-killer, trecho, diagramação, fotos, imagem, diagramação, opinião
Resenha, livro, O-Sorriso-da-Hiena, Gustavo-Ávila, Verus, serial-killer, trecho, diagramação, fotos, imagem, diagramação, opinião

 Finalizo a resenha comentando sobre a capa bem bonita da obra, com elementos relacionados à trama. As páginas são amareladas, a revisão é boa, as margens, letras e espaçamento tem um bom tamanho.

 Detalhes: 266 páginas, ISBN-13: 9788576865940, Skoobleia um trecho. Para comprar online na Saraiva, acessando pelo link do blog (é só clicar aqui) e usando o cupom livro10, você consegue 10% de desconto.

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post, me contem nos comentários se já conheciam, leram ou tem vontade de ler "O Sorriso da Hiena". Para quem já leu, podemos conversar sobre o livro aqui ou nas redes sociais, é só colocar um alerta de spoiler caso vá contar algum.



Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

14 comentários:

  1. Olá, não li o livro "O Sorriso da Hiena",mas já li alguns comentários sobre a história.
    Como gosto de histórias investigativas,já fiquei aqui imaginando mil possibilidades do David ser tão cruel.
    Será que os pais dele foram omissos e escolhia pais como os dele para assassinar????

    Olha só até onde vai minha curiosidade.

    Gostei da resenha,e me interessei bastante! :)

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante da sua resenha, estou curiosa para ler esse livro por causa de tantos comentários que vi do livro. Achei a capa do livro bem bonita e compraria só pela capa hahahah

    ResponderExcluir
  3. Oi, AMEI a sua resenha do livro, quando eu li o título não esperava nada de mais, mas é muito bommm, sei disso só pela sinopse e renseha

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bem?
    Já vi várias resenhas positivas sobre esse livro, nenhuma comentava sobre o final. Quero bastante lê-lo para tirar minhas próprias conclusões hahaha
    Adorei a resenha!
    Beijoss!
    Páginas Empoeiradas

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    O Sorriso da Hiena é um livro que está sendo muito bem comentado, e apesar de não ser um dos meus gêneros favoritos, fiquei curiosa para conhecer a escrita do autor, e mais feliz ainda por ser um autor nacional. E gosto de livro que traz reflexões para o leitor e desperta um misto de emoções, tenho certeza que é um ótimo livro para sair da minha zona de conforto! :)
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Apesar de estar bem curiosa sobre o desfecho dessa história acredito que esse tipo de leitura não é algo que me agrade.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  7. Eu estou extremamente curiosa com o desfecho menina, queria muito saber o que foi feito e como William teve a capacidade, felicidade de ver que a obra cumpriu seu papel, dica muito mais que anotada, quero ler para ontem.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Fiquei bem curiosa com essa obra. Já tinha visto a capa e lido a sinopse, mas só de saber que tem um super suspense me deixou mais animada ainda.
    Pelo visto a trama é daquelas que nos tira o folego até a última página.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto muito do gênero e quando vi esse livro (há muito tempo, quando ainda era independente) eu me interessei por ele. Acho a trama mirabolante e completamente instigante, espero gostar da leitura. Achei a sua resenha bem detalhada e fiquei ainda mais curiosa

    ResponderExcluir
  10. Oiii!

    Vi poucos comentários sobre a obra, mas bastante divulgação do enredo... Não li ainda... Mas faria com prazer, parece um livro que prende bastante atenção.

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  11. Mari, eu já tinha visto o nome e a capa do livro por aí, mas não fazia ideia do que se tratava.
    Confesso que não sou de ler livros que tratam de investigação, mas como este não é só isso fiquei bem interessada.

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Ruim quando o final deixa a desejar, mas de qualquer forma gosto da premissa do livro e quero ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Mari!
    Gosto dos livros no estilo, onde podemos confrontar determinados comportamentos do que é ou não ético, principalmente relacionado a pesquisas ‘científicas’ que poderão possibilitar comportamentos futuros sobre determinado assunto e posicionamento.
    Se os protagonistas são cativantes e bem estruturados pelo autor, fica ainda melhor de fazer a leitura.
    “Para cultivar a sabedoria, é preciso força interior. Sem crescimento interno, é difícil conquistar a autoconfiança e a coragem necessárias. Sem elas, nossa vida se complica. O impossível torna-se possível com a força de vontade.” (Dalai Lama)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  14. Acabei de ler "Dez coisas que aprendi sobre o amor" e sei bem o que é sentir ódio de finais abertos. Pelo menos desse, porque geralmente eu gosto muito quando não fica tudo muito definido. Entretanto, acredito que para o autor fazer esse tipo de coisa, tem que ser um enredo muito bem encaixado... Enfim... Quero ler o livro e acredito que vou gostar do final.

    https://notasmentaisparaumdiaqualquer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados