Resenha: livro "Remissão da pena", Patrick Modiano

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é Remissão da pena, escrito pelo francês Patrick Modiano e publicado no Brasil pela Editora Record em 2015.

livro, Remissão da pena, Patrick Modiano, resenha, Paris, comprar, Nobel

 Remissão da pena é narrado em primeira pessoa por Patoche, um garoto que tinha um irmão mais novo. Os dois foram deixados na casa de amigas de seus pais, enquanto eles viajavam e trabalhavam. No livro, lemos sobre o período em que Patoche e seu irmão viveram na casa de Hélène, Annie e Mathilde (mãe de Annie). Elas contrataram uma babá, apelidada de Branca de Neve, para ajudar a cuidar dos garotos.

 "Não creio ter sido pior que nenhum dos outros alunos. Sem dúvida, a diretora do instituto Jeanne-d'Arc havia se informado sobre minha família. Devia ter percebido que Annie não era minha mãe. Annie, a pequena Hélène, Mathilde e mesmo Branca de Neve: que família esquisita... Ela ficara com medo de que eu fosse um mau exemplo para meus colegas de turma." (páginas 26 e 27)

 Apesar de viverem em um lar diferente, Patoche e seu irmão eram como todas as outras crianças do mundo, com suas fantasias e medos. E isso é o mais encantador do livro. Os dois bolavam planos para aventuras tão característicos da infância, se divertiam com coisas comuns, e era bom ver como o irmão mais velho sempre falava do mais novo, havia uma cumplicidade e uma ligação muito bonita e tocante entre os dois.

 Talvez vocês já tenham ligado o nome a pessoa: Patrick Modiano foi o ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 2014. Fiquei curiosa para conhecer as obras dele, por isso decidi ler Remissão da pena. Quando falamos de um autor premiado, é normal que haja uma expectativa grande sobre o que ele escreveu, mas Remissão da pena não foi escrito para alcançar qualquer expectativa, é um livro totalmente despretensioso e deve ser lido desta forma, sem apegos a expectativas.

 Foi assim que eu o li, após ver que a obra tinha uma nota baixa no Skoob. Me abri para o que a leitura tivesse a me oferecer, sem buscar qualquer referência externa, me concentrei apenas no que estava escrito naquelas páginas, no pequeno universo de Patoche. E era como se eu estivesse vendo cada pedacinho da cena que ele descrevia.

 O livro é curtinho, apenas 128 páginas, a diagramação tem margens, espaçamento e letras grandes, contribuindo para que seja uma leitura bem rápida. A história parece simples, apenas o relato de uma criança que vivia na casa de estranhos, sem entender ao certo tudo o que estava se passando, mas desde a primeira página há aquela curiosidade e aquela suspeita de que algo surpreendente vai acontecer. E no final, quando aconteceu, fechei o livro pensando: "Não é possível! Como assim? Não acredito!".

 Enfim, Remissão da pena foi um livro que eu gostei, apesar de me deixar cheia de perguntas ao finalizá-lo. É uma história boa de se ler, com partes divertidas, emocionantes e também confusas. Mas uma coisa é certa: é impossível ficar indiferente ou não ser tocado de alguma forma pela história de Patoche.

 "- E vou logo avisando: os protestantes veem tudo! Nada se pode esconder deles! Os protestantes não têm apenas dois olhos! Também têm outro atrás da cabeça! Entendeu?
 Ela me apontava o coque.
 - Entendeu, imbecil afortunado? Um olho atrás da cabeça!
 Desde então, nós, meu irmão e eu, sentíamos-nos incomodados em sua presença, sobretudo quando passávamos por trás dela. Demorei muito a entender que os protestantes eram iguais a todo mundo e a não trocar de calçada toda vez que encontrava um." (página 102)

Capa livro Remissão da pena, Patrick Modiano
Contracapa livro Remissão da pena, Patrick Modiano
Remissão da pena, Patrick Modiano

 Já falei acima sobre a boa diagramação, acrescento que as páginas são amareladas e com uma textura porosa. Num primeiro momento, havia considerado a capa simples demais, já após analisar bem, acho que ela tem a ver com o clima a história. Além disso, a capa parece ter uma textura quase aveludada, assim como a de Rio Negro, 50, outro livro da editora (também lançado em 2015 e já resenhado no blog).

 Detalhes: 128 páginas, ISBN-13: 9788501102751, Skoob. Onde comprar online: Submarino.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Quem aí já conhecia o livro ou já leu algo do Patrick Modiano?


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.
18 comentários via Blogger
comentários via Facebook

18 comentários

  1. To aqui envergonhada por não saber que o cara ganhou o Nobel. Mudando de assunto, eu gostei da capa, bem singela. Achei a história bem tocante, pelo que você falou e acho que seria um dos livros que eu leria num domingo chuvoso, pois o enredo me remeteu a isso. Adorei a resenha, pois me apresentou um livro que eu não conhecia, de um autor tão importante. Bjs

    http://territorio6.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus, eu também estou aqui me perguntando em que mundo eu vivo por não saber que esse cara ganhou o nomel da literatura! HAHAHA
    Parece ser um livro bem reflexivo, vou achar um tempinho para lê-lo nas férias!
    Beijos ♥
    http://encontrosliterarioslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não sabia que ele tinha ganhado o Nobel e tão pouco conhecia as obras dele.
    Me senti meio ignorante agora.
    Achei a história bem tocante e daria uma chance para a leitura com certeza.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  4. Não sabia quem o autor era. :O Sou bem perdida hahahaha
    Infelizmente a trama não me chamou tanto a atenção, apesar de tudo que você disse sobre a obra. Parte disso se dá pela capa, ela não me conquistou nem um pouco. Leio muito um livro pela capa, e sei que posso me decepcionar, mas mesmo assim no momento essa leitura não seria algo para mim.
    http://www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Gente que capa bonita, ela é tão simples mas tão linda *-* gostei da premissa da história me parece o tipo de livro perfeito pra um sábado a tarde kkkkk e como sempre eu desinformada não sabia que ele era ganhador do Nobel u.u kkkkkk

    https://www.facebook.com/Mylittlegardenofideas?fref=ts

    ResponderExcluir
  6. Que bom que eu não fui a única a descobrir agora que o autor foi vencedor do Nobel hahahaha
    Gosto muito de livros que nos fazem refletir depois da leitura, e esse com certeza parece ser um livro assim. Vou atrás dele já e espero lê-lo em breve!
    Beijos
    Carol
    www.sobrevicioselivros.com

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem com você?
    Pela capa eu não leria, sou daquelas que vai mais pelas capas sabe? kkkk, mas sua resenha mudou um pouco minha opinião, achei interessante a criança retratar como se sente com todos esses estranhos, e é curtinho, dá pra ler rapidinho.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu adorei essa capa, tem um ar de mistério que me fez pensar que o o gênero era de terror haha a premissa dele não me chamou muito atenção, mas quando tiver oportunidade, vou ler.

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  9. Hummm... cada dia que passo, tenho ficado mais encantada com o autor. Acho que esses é um daqueles livros com gosto de nostalgia. E sua resenha está mágica, quando você diz que se abriu para o livro independente de nota do skoob, que lindo e maduro.
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Ainda não conhecia o livro, confesso que olhando primeiro a capa o livro não me ganharia, mas de certa forma sua resenha me deixou aquele gostinho de conhece a história de pertinho, me pareceu ser uma história diferente dessas que encostramos, gostei do estilo do livro, de todo trabalho da editora.
    Parabéns pela resenha, dica anotada
    Beijos
    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  11. Não sabia desse Nobel da Literatura não HAHAHAH. E olha, as notas do skoob nunca são atrativos para mim, já li cada livro que foi incrível pra mim que estava com nota baixa que até perco as contas. Gostei bastante da resenha e fiquei bem interessada no livro.

    Beijos,
    http://www.girlbeinggeek.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, eu não conhecia o autor e muito menos sabia que ele havia ganhado um nobel, mas achei o livro interessante parece ser uma historia simples e despretensiosidade, as vezes acontece isso de o livro ter nota baixa no skoob e ele ser incrível ou ao contrário também.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  13. Olá! confesso que não conhecia nem o autor, nem a obra, mas achei muito interessante a sua resenha.
    Dica anotada! <3

    ResponderExcluir
  14. adorei a resenha, assim como a capa do livro que está belíssima. Fiquei super curiosa para conferir a história!

    http://umreinomuitodistante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Não tinha lido uma resenha de Remissão da Pena ainda, gostei da sua e gostei do que li sobre ele, é um gênero que adoro e que sempre procuro ler, adoro essas histórias mais dramáticas e com teor melancólico. Já coloquei nos desejados.
    Beijos
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Eu conhecia o livro "de vista", mas não tinha parado para conhecer o enredo, nem nada do tipo. E agora que eu li a sua resenha, eu realmente me interessei por esse enredo. Acho que pode ser uma boa leitura pra mim.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Parece ser bem curiosa a história, assim como os personagens. Gosto de livros que abrangem muito mais do que clichês, deixando tudo mais instigante.
    Angel Sakura
    www.euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bom?
    Adoro livros que tem essa linearidade e que conseguem ser surpreendentes no final. Não conhecia o livro, mas fiquei interessada na narrativa.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo