Resenha: livro "O Homem de Areia", Lars Kepler

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "O Homem de Areia", escrito por Lars Kepler (pseudônimo do casal sueco Alexandra e Alexander) e publicado em 2018 pela Alfaguara.

Resenha, livro, O-Homem-de-Areia, Lars-Kepler, alfaguara, blog-literario, petalas-de-liberdade, thrillers, suspense, policial, capa, foto, trecho

 "Não há dados abrangentes sobre o número de pessoas desaparecidas no mundo por ano, mas é de conhecimento geral que o total é perturbadoramente alto. Nos Estados Unidos, cerca de cem mil pessoas desaparecem por ano; na Suécia, cerca de sete mil. A maioria reaparecia, mas ainda havia um número alarmante que não. Apenas uma parcela muito pequena daquelas que nunca eram encontrados tinha sido sequestrada ou assassinada." (página 55)

 Treze anos atrás, os dois filhos de Reidar, um escritor famoso, desapareceram: Mikael, na época com dez anos, e a irmã Felicia. A investigação concluiu que eles poderiam ser vítimas do serial killer Jurek Walter, já que foram encontrados outros corpos de desaparecidos quando Jurek foi preso. Mas, numa noite fria em Estocolmo, Mikael reaparece, e descobre-se que ele foi mantido em cárcere privado por todos esses anos, e que sua irmã ainda pode estar viva. Assim começa uma corrida contra o tempo para tentar encontrá-la e descobrir qual o verdadeiro envolvimento de Jurek Walter no caso.

 "Jurek Walter foi considerado culpado por apenas dois homicídios e uma tentativa de homicídio, mas há evidências contundentes que o ligam a outros dezenove casos de assassinato.
 Treze anos antes, fora flagrado na floresta de Lill-Jan, no Djurgården, em Estocolmo, forçando uma mulher de cinquenta anos a voltar para um caixão embaixo da terra. Ela tinha sido mantida no caixão por quase dois anos, mas ainda estava viva. A mulher sofreu lesões terríveis, estava desnutrida, os músculos tinham definhado, exibia ferimentos de pressão e queimaduras de frio, e tinha sofrido danos cerebrais graves. Se a polícia não tivesse seguido e prendido Jurek Walter ao lado do caixão, talvez ele nunca tivesse sido detido." (página 12)

 O policial Joona Linna foi um dos responsáveis pela prisão de Jurek, e entra na investigação, revisitando todas as pistas encontradas treze anos antes e procurando novas. Como o caso é urgente e interrogatórios comuns não funcionam com Jurek, a equipe de investigadores resolve infiltrar alguém disfarçado na unidade onde ele é o único preso, para tentar fazê-lo falar e dar alguma pista sobre onde a irmã de Mikael possa estar.

 "- Você precisa fazer com que ele fale - diz Pollock, e estende para ela um envelope plástico com o microfone. (...)
 - Você vai ter de engolir, depois vomitar antes que chegue ao duodeno e, se necessário, engolir de novo - Pollock explica.
 - Nunca o mantenha dentro do corpo por mais de quatro horas - Verner diz.
 - E continuo fazendo isso até ter uma chance de plantar o microfone na sala comum - Saga diz." (página 170)

 É a inspetora Saga Bauer que terá essa missão de se aproximar de Jurek fingindo ser uma condenada por assassinatos, mas além de Jurek ser um perigoso manipulador (funcionários da unidade usam até fones de ouvido para evitar que algo que ele diga possa perturbá-los), ainda há o fato de o novo médico  responsável pela unidade ser Anders, sem muita experiência na área e que não sabe realmente com o que está lidando. Será que Saga descobrirá alguma coisa? Joona encontrará uma nova pista? Jurek está envolvido no reaparecimento de Mikael? Eu recomendo que leiam para descobrir!

 "- Precisa de quantos comprimidos de codeína para matar uma pessoa?
 - Criança ou adulto? - o Agulha pergunta, sem nem mesmo parecer surpreso." (página 454)

 Uma das características do livro que chama a atenção logo de cara é o tamanho dos 181 capítulos, todos são curtos, trazendo agilidade para a narrativa, é fácil imaginar a história como um filme. Gostei do fato de, diferente de alguns outros livros de suspense que li, a narração seguir uma sequência de acontecimentos, não ficar pulando entre um personagem e outro, por exemplo: se estamos acompanhando a escolha de Saga para fazer parte do caso, os capítulos vão até o momento em que ela decide aceitar o trabalho e começa a se preparar, para depois mostrar o que tem acontecido com outro personagem, não dá aquela sensação de "ah, não quero saber o que fulano está fazendo, vou pular esse capítulo e ir logo ver o que acontece com sicrano".

 Falando em personagens, as características de alguns deles vão sendo mostradas não só para construir seus perfis, mas também por serem importantes em algum momento da trama. Saga tem impulsos violentos causados por situações que viveu na infância; Anders é pai de uma garotinha com Síndrome de Asperger e precisa muito se firmar no emprego, mas mesmo analisando os comportamentos psicológicos errados dos pacientes, não consegue identificar os seus próprios desvios, o que torna ambos influenciáveis por Jurek. Outros personagens que merecem o meu destaque são os amigos de Reidar, quando os filhos foram declarados mortos, ele mergulhou na bebida e vivia com a casa cheia para preencher o vazio que sentia, alguns desses amigos que estavam sempre bebendo na casa dele me pareciam aproveitadores, mas se mostraram verdadeiros companheiros em determinado momento.

 "São quatro da madrugada quando eles terminam e ele desfaz os nós. Petra tira a calcinha rasgada que ele enfiou na boca dela quando ela pediu para ele parar. Ela está quieta, o corpo tremendo enquanto massageia os punhos doloridos. Seu cabelo está suado, as bochechas riscadas de lágrimas, e a venda caiu em volta do seu pescoço." (página 190)

 "O Homem de Areia" é um thriller muito bom. Apesar das mais de 400 páginas, pode ser uma leitura rápida pela fluidez do texto e por prender o leitor, deixando-o curioso para desvendar o caso. Mesmo que criemos muitas hipóteses para o reaparecimento de Mikael e o envolvimento de Jurek, e que algumas possam estar certas, ainda há a curiosidade para descobrir o que virá no capítulo seguinte e quem sairá vitorioso. O fato de ser escrito por um casal pode ter contribuído na construção do perfil dos personagens, e foi ótimo sair um pouco dos livros de autoria e ambientação norte-americana ou inglesa e conhecer uma história ambientada na Suécia. Preciso alertá-los para a existência de cenas pesadas e um pouco chocantes na obra, que podem abalar alguns.

 O final deixa um gancho para uma continuação da história de Joona, ainda que eu não acredite que, depois do que aconteceu, precisamos temer o vilão desse livro. "O Homem de Areia" é o quarto volume da série Joona Linna, eu não li os anteriores e acredito que não seja obrigatório lê-los para entender a história desse, não me senti perdida em nenhum momento. Falando na série, os dois primeiros livros são "O hipnotista" e "O pesadelo", publicados pela Intrínseca, o terceiro, cujo título original é "Eldvittnet", foi publicado em Portugal com o título de "A vidente", mas não foi publicado no Brasil, então, nem que quiséssemos poderíamos ler a série em ordem; o quinto, o sexto e o sétimo volumes já foram publicados no exterior.

 "Jurek era um mentiroso. Era isso que ele fazia. Destruía as pessoas com suas mentiras." (página 454)

Resenha, livro, O-Homem-de-Areia, Lars-Kepler, alfaguara

 A edição tem uma capa que pode lembrar Mikael "voltando para o mundo dos vivos". As páginas são amareladas, há poucos erros de revisão e a diagramação traz letras, margens e espaçamento de bom tamanho. Fica a minha recomendação para quem procura um bom romance policial, com muito suspense, bem escrito e com ótimos personagens.

 Detalhes: 456 páginas, ISBN-13: 9788556520739, Skoobleia um trecho. Clique e compre na Amazon:


 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já leram ou querem ler algo do autor? Gostam de histórias de suspense e de thrillers policiais?

Livros livros e recebidos em novembro (e sorteio)

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje venho mostrar os livros que li e os que chegaram no último mês. Apertem o play para conferir no vídeo ou continuem lendo:




 ♥ CAIXA DE CORREIO Vamos começar pelos recebidos. Achei que não teria nenhum livro novo em novembro, mas na última semana do mês chegaram 3!

 "Os números do amor" da Helen Hoang é um lançamento da Paralela. A história é sobre uma mocinha com Síndrome de Asperger que contrata um acompanhante para ajudá-la nos relacionamentos. A premissa tinha me interessado pelo perfil da protagonista e já vi o livro na lista de melhores leituras do ano e com resenhas positivas em outros blogs. Lá no Instagram deixei a sinopse e contei que convenci meu marido a adiantar meu presente de Natal/aniversário.

 "Desejo e Escândalo" é um romance de época da Lorraine Heath enviado pela parceira Harlequin. A história é sobre o filho bastardo de um nobre que decide se aproximar da noiva do filho legítimo desse nobre, pela sinopse me parece que há um romance entre pessoas de classes sociais diferentes.

 A Oasys Cultural me enviou "Barcelona não é Espanha" do Márcio Menezes, publicado pela Editora Rubra, que narra a aventura de um ex-estudante de teatro que chega em Barcelona na primavera de 2002. A partir de subempregos (desde iluminador de espetáculos pornô a ator de filmes universitários, entre outros), para garantir a cidadania espanhola, o imigrante ilegal é envolvido em incidentes em toda a capital catalã.

 Sobre a Black Friday: não teve Black Friday para mim esse ano =[. Não achei os livros da minha lista de desejados em boas ofertas. Não comprei nada, diferente do ano passado. E olha que eu até tinha juntado dinheiro para comprar... Pensem na decepção!


 Mas vamos voltar a falar de coisa boa. Com vocês, um resumo sobre os livros lidos do mês!



 Terminei de ler "Aquela Moça", livro de contos da Francine S. C. Camargo publicado pela Penalux, a escrita dela é ótima. Resenha aqui.

 Li 2 romances de época da Eloisa James, da série Contos de Fadas publicada pela Arqueiro: "A Torre do Amor" (inspirado em Cinderela) e A Duquesa Feia (inspirado em O patinho feio). Ambos trazem casais mais jovens do que costumo ver em livros do tipo, tentando aprender a viver um casamento. Foram boas leituras, mas o romance de época que roubou o meu coração esse mês foi "Um acordo e nada mais" da Mary Balogh, 2° volume da série Clube dos Sobreviventes. O protagonista ficou cego na guerra, fugiu de casa para evitar que a família empurrasse-o para um casamento, foi salvo pela protagonista de ser obrigado a casar, mas isso fez a mocinha ser expulsa de casa. Na tentativa de ajudá-la, ele vai acabar propondo um casamento. É lindo ver a forma como cada um tenta ajudar o outro a ter uma vida melhor. Amei!

 "Livro de Marcar Livros - seu diário de aventuras literárias" organizado pela Increasy Consultoria Literária e publicado pela Verus é um livro interativo, mas como estava cadastrado no Skoob, resolvi marcá-lo como LIDO pra dar um ajudinha na meta de leitura, rsrs. Tem SORTEIO dele aqui, participe.

 "A Fênix de Fabergé" das autoras brasileiras Sue Hecker e Cassandra Gia publicado pela Harlequin é um romance adulto ambientado no circo e com cultura russa como pano de fundo! Resenha aqui.

 "As Brumas de Ébano" é o 3° livro da série de fantasia "Os mistérios de Warthia" da Denise Flaibam, publicado pela Mundo Uno! Eu estou amando essa série! Resenha aqui.

 Li um conto da Vi Keeland disponibilizado gratuitamente pela Editora Charme, a escrita dela é realmente boa, saiba mais no post.

 E li também 2 livros infantis escritos pelas irmãs Jaqueline e Micheline, que assinam suas obras como JackMichel.

 "Paraatiparapapá" publicado em 2017 pela Editora Illuminare, conta com 53 páginas amareladas e com boa diagramação, repletas de poemas e ilustrações. Os poemas são de vários formatos, mas todos explorando as sonoridades das palavras.

 "Tim, O Menino do Mundo de Lata", publicação da Helvetia Ediçõe, traz, em 24 páginas coloridas e bem diagramadas, a história de Tim, um garotinho que amava imaginar um mundo onde tudo e todos eram feitos de lata, mas descobrirá que que esse mundo pode não ser tão bom assim.

 Tem sorteio de um kit com 1 exemplar de "Paraatiparapapá" e 1 exemplar de "Tim, O Menino do Mundo de Lata" no Instagram, para participar é só clicar no link https://www.instagram.com/p/BrNpiQ0A-4c/ ou na foto \/



🍀Hoje trago para vocês o #SORTEIO de 2 livros infantis escritos pelas irmãs Jaqueline e Micheline, que assinam suas obras como #JackMichel (passe para o lado para ver detalhes dos livros). . 🌼Publicado em 2017 pela #EditoraIlluminare, Paraatiparapapá conta com 53 páginas amareladas e com boa diagramação, repletas de #poemas e ilustrações. Os poemas são de vários formatos, mas todos explorando as sonoridades das palavras. . 🦄Tim, O Menino do Mundo de Lata, publicação da Helvetia Ediçõe, traz, em 24 páginas coloridas e bem diagramadas, a história de Tim, um garotinho que amava imaginar um mundo onde tudo e todos eram feitos de lata, mas será que esse mundo era tão bom assim? . ➡️➡️Para concorrer aos 2 livros, me siga: @marijleite e siga o perfil das autoras: !@jackmichel2017, curta essa foto e marque 3 amigos nos comentários. . ✔️Pode deixar quantos comentários quiser, desde que marque amigos diferentes em cada comentário. Não vale marcar fakes, inativos, famosos ou lojas. Inscrições até 30/12. Resultado em até 1 semana nesse mesmo post. Envio em até 30 dias após o recebimento dos dados do sorteado, necessário ter endereço de entrega no Brasil. Boa sorte! . 📚Ps.: Clica na tag #sorteiodamarijleite para conferir os outros sorteios que estão rolando aqui no meu perfil, e vai ter sorteio de mais exemplares desses livros no blog, link na bip. #leiamulheres #literaturanacional #literaturainfantil #livrosinfantis #sorteiodelivros #blogliterario #bookreview #igreads #igreads #booktuber #igliterario #instalivros #leitura #livro
Uma publicação compartilhada por Maria - Pétalas de Liberdade (@marijleite) em


 E tem sorteio de mais 4 kits com 1 exemplar de "Paraatiparapapá" e 1 exemplar de "Tim, O Menino do Mundo de Lata", para participar, preencha o formulário abaixo ou no link: http://www.rafflecopter.com/rafl/display/818a3f1148/? .

a Rafflecopter giveaway

NÃO SABE COMO USAR O FORMULÁRIO? Clique aqui e confira o tutorial.

 Importante: Inscrições até 30/12. Resultado em até 1 semana nesse mesmo post. Envio em até 30 dias após o recebimento dos dados do sorteado, necessário ter endereço de entrega no Brasil.

 E por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já leram ou querem ler algum dos livros citados? Aos participantes do sorteio, boa sorte!

* Sorteio: "Livro de Marcar Livros" e Diário de Leituras da TAG
Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Resenha: livro "Pôr do Sol no Central Park", Sarah Morgan

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Pôr do Sol no Central Park", escrito pela Sarah Morgan e publicado no Brasil em 2018 pela editora parceira Harlequin. Ele é o segundo volume da série "Para Nova York, com amor", mas acho possível lê-lo sem ter lido o primeiro, "Amor em Manhattan", já que cada história é protagonizada por um casal e a autora dá todas as informações necessárias para que se entenda a trama, embora ler em ordem possa ser mais interessante para conhecer melhor os personagens.

 "Todos parecem estar apaixonados, pensou ela.
 As pessoas assumiam o risco continuamente. Saltavam mesmo sabendo que poderiam cair. Ela se sentiu como uma criança tremendo à borda de uma piscina, vendo todos dentro da água, com medo de pular e se afogar.
 Todos eram tão mais corajosos que ela." (página 261)


Resenha, livro, Por-do-Sol-no-Central-Park, Sarah-Morgan, Harlequin, blog-literario, petalas-de-liberdade, para-nova-york-com-amor, capa, trecho

 Matt é irmão da Paige e amigo do Jake, protagonistas do livro anterior. Ele é um arquiteto paisagista, mora no prédio onde também há o apartamento de Paige e Eva e o apartamento de Frankie. As três fundaram uma empresa de eventos, onde Frankie é decoradora. O grupo tem uma amizade de anos, e Matt é interessado em Frankie há tempos. O problema é que Frankie não acredita em "felizes para sempre" (ao contrário de Eva). Os pais de Frankie se separaram na sua adolescência, e ela viu como o término do relacionamento afetou a vida da mãe e a vida dela também.

 "- Vocês compraram um livro para mim? - Ela abriu e sentiu um rompante de alegria. Seu mau humor evaporou. - É o novo do Lucas Blade! Só vai ser lançado no mês que vem. Como vocês conseguiram? - Praticamente salivando, ela segurou o volume contra o peito. Frankie queria se sentar e começar a ler imediatamente.
 - Eva tem bons contatos.
 As covinhas das bochechas de Eva formaram um sorriso:
 - Comentei com minha querida Mitzy que você adora o trabalho de Lucas Blade e ela usou seus poderes de avó para forcá-lo a autografar uma cópia. O porquê de você querer ler um livro chamado A morte retorna ainda é um mistério para mim. Eu passaria a noite inteira gritando. A única coisa boa nesse livro é a foto dele na contracapa. O cara é insanamente gostoso. A Mitzy quer me apresentá-lo, mas não sei muito bem se quero conhecer um cara que ganha a vida escrevendo sobre assassinatos. Acho que não temos muito em comum.
 - O livro tem dedicatória? - Frankie abriu o livro e viu seu nome grafado em caligrafia preta. - Isso é tão legal. Eu tinha pensado em comprar na pré-venda, mas o preço é chocante, tamanha a fama dele. Não acredito que vocês fizeram isso por mim.
 - Para você a ideia de terror é enfrentar um chá de panela ou um casamento, e mesmo assim você conseguiu - disse Eva -, por isso quisemos recompensá-la hoje à noite. É nosso agradecimento. Se ficar com medo e quiser companhia, é só bater à nossa porta.
 Frankie sentiu a garganta apertar. Isso é amizade. Entender alguém.
 - Espero que eu sinta medo. Esse é o intuito do livro" (página 21)

 Frankie cresceu acreditando que todo relacionamento tem um fim, e que não vale a pena investir nele para sofrer depois, por isso faz o possível para não demonstrar seus sentimentos ou chamar a atenção, o que não evita que Matt se sinta atraído por ela.

 Matt é dono de Garrinhas, uma gata que foi vítima de maus tratos antes dele encontrá-la, e numa noite em que vai até o apartamento de Frankie para saber se a gata por acaso está lá, Matt acabará descobrindo um pequeno segredo de Frankie, e isso o motivará a tentar finalmente se aproximar dela. Será que Frankie vai ter coragem de se arriscar num relacionamento?

 "Será que ela passaria menos temor se preocupando com o que poderia dar errado, pensou Frankie, se tivesse passado mais tempo vendo as coisas darem certo?" (página 278)

 Os personagens são um grande destaque do livro, tanto os principais quanto os secundários. Eu não tinha gostado muito do Matt no livro anterior, por ele ser superprotetor com a irmã, mas, nesse livro, ele me surpreendeu, é encantador o seu cuidado com Garrinhas e com os amigos, a forma como ele se dispõe a ajudar os outros, como acontece com uma colega de trabalho.

 "Não era algo que Frankie falasse, mas, por algum motivo, era fácil conversar com Matt. Ele não era dessas pessoas que pensam que conversar é escrutar o que o outro diz até encontrar uma brecha para dizer algo sobre si. Ele não escutava apenas: ele ouvia." (página 263)

 A Frankie é uma personagem interessantíssima. É compreensível, especialmente para quem leu o primeiro livro, como os problemas com sua família lhe marcaram, mas além disso temos sua paixão pelas plantas que usa em seu trabalho, pelos livros e o fato dela ser faixa preta em caratê. A Paige e o Jake aparecem também, dando bons conselhos (as conversas do Matt com o Jake são bem engraçadas), mas é a Eva quem rouba a cena, e estou curiosíssima pelo livro onde a história dela será contada.

 "A irmã dele era uma organizadora nata - um dom, na opinião de Matt. Esse era um dos motivos que garantiam o sucesso de seu negócio. O lado negativo era uma tendência a querer tentar organizá-lo junto com o resto.
 - Agradeço pela preocupação, Paige, mas já tenho mais trabalho do que consigo lidar.
 - Não estou falando de trabalho. Não tenho como ajudar com isso. Estou falando sobre sua vida amorosa.
 Matt já tinha funcionários se metendo em sua vida amorosa. Sua irmã era a última coisa que precisava." (página 125)

 "- Você será meu cunhado. É oficial. Vai ter cerimônia e tudo. De certo modo, você está se casando comigo.
 Matt quase esboçou um sorriso:
 - Vou entrar com um pedido de divórcio.
 - Sob qual alegação?
 - Conduta insensata. Arrombamento, invasão e... - ele olhou para a cerveja - roubo e apropriação indébita." (página 47)

Resenha, livro, Por-do-Sol-no-Central-Park, Sarah-Morgan, Harlequin, sinopse
livro, Por-do-Sol-no-Central-Park, Sarah-Morgan, Harlequin

 "Nunca tente adivinhar o final antes de ter lido o livro inteiro. - Matt" (página 357, e ele está bem certo, viu?! Nos capítulos finais tem uns acontecimentos bem interessantes)

 A capa traz tons de laranja, que remetem ao pôr do sol, as páginas são amareladas, a diagramação tem bom tamanho de espaçamento, letras e margens, e há alguns erros de revisão. Cada capítulo começa com uma frase curta de algum personagem.

 "- Um livro não substitui um homem!
 - Discordo. Um livro pode oferecer a maioria das experiências que um relacionamento proporciona. Pode fazer rir, pode fazer chorar, pode levá-la a outros mundos e ensinar coisas. Você pode até levá-lo para jantar. E se você se sentir entediada, a fila anda. Praticamente o mesmo que acontece na vida real.
 (...)Ela não queria que as pessoas a conhecessem. Frankie havia se mudado da pequena ilha onde crescera justamente por esse motivo: as pessoas já sabiam demais sobre ela. Cada detalhe íntimo e profundamente constrangedor de sua vida privada era de conhecimento público." (página 17)

 Ainda que eu tenha me empolgado mais com a história do primeiro livro e que acredite que esse segundo poderia ter algumas páginas a menos, foi uma boa leitura e é um livro que recomendo para quem gosta de romance com cenas eróticas leves, de histórias sobre amizade, com um toque de humor, algumas informações sobre o mundo dos negócios e que nos faz refletir sobre como, muitas vezes, tememos algo sem motivo.

 Detalhes: 368 páginas, ISBN-13: 9788539826643, Skoob. Clique e confira a resenha do primeiro livro: Amor Em Manhattan. Curiosidade: alguns personagens secundários que aparecem nesse livro, como Emily, Ryan, Brittany e Zach, fazem parte de outra série da autora ainda não publicada no Brasil: Puffin Island, ou "Ilha de Puffin", que é onde Paige, o irmão e as amigas cresceram. Clique e compre na Amazon:

 "- Você tem que deixar ela querer isso, Ev. Não é possível amar alguém que não queira ser amado." (página 57)

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já leram ou querem ler algo da autora? Já conheceram alguma personagem como a Frankie, faixa preta em caratê?

* Sorteio: "Livro de Marcar Livros" e Diário de Leituras da TAG
Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Review e sorteio: "Livro de Marcar Livros" e Diário de Leituras da TAG

Review e sorteio: "Livro de Marcar Livros" e Diário de Leituras da TAG.

 Olá pessoal, tudo bem? Um ano novo chegando, muita gente procurando agendas, bullets journal e planner, inclusive os leitores... Pensando nisso, no post de hoje, venho trazer o review do Livro de Marcar Livros e do Diário de Leituras da TAG, além de sorteios. Aperte o play para conferir no vídeo ou continue lendo:



Review Livro de Marcar Livros


livro-de-marcar-livros, verus-editora, blog-petalas-de-liberdade, blog-literario, sorteio, youtube
livro-de-marcar-livros
livro-de-marcar-livros
livro-de-marcar-livros
livro-de-marcar-livros
livro-de-marcar-livros
livro-de-marcar-livros

 "Livro de marcar livros - seu diário de aventuras literárias", foi organizado pela Increasy e publicado pela Verus Editora em 2015.

 Ele é um misto de agenda com livro interativo. Tem um tamanho menor do que livros comuns (12x18), capa dura, páginas brancas, detalhes e letras em preto e azul.

 Conta com espaço para anotar sua história como leitor, lista de ganhadores do Prêmio Nobel de Literatura, Jabuti, Man Booker Prize e Pulitzer (além de breve explicação sobre eles) para você marcar quais livros já leu ou quer ler. Espaço para anotar seus livros favoritos, lidos, que pretende ler, autores favoritos, livros indicados por amigos ou pessoas famosas, clássicos, nacionais, livros que recebeu ou deu de presente, obras que foram adaptadas para o cinema, leituras coletivas, programação para a Bienal e registro de outros eventos, entre outros tópicos.

 O link para comprar o Livro de Marcar Livros na Amazon é: https://amzn.to/2rd0UNx (disponível também em outras lojas online). Skoob, 200 páginas, ISBN-13: 9788576864493. Curiosidade: há também uma versão para anotar filmes.


Comparando com o Diário de Leituras


Diario-de-leituras, tag-experiencias-literarias, blog-literario, booktube, sorteio, blog-literario-petalas-de-liberdade
Diario-de-leituras, tag-experiencias-literarias
Diario-de-leituras, tag-livros
Diario-de-leituras, tag-livros
Diario-de-leituras, tag-livros
Diario-de-leituras, tag-livros
Diario-de-leituras, tag-livros

 O Diário de Leituras foi enviado como um brinde exclusivo para os assinantes do clube TAG Experiências Literárias. Não dá para comprar a menos que, algum dia, a TAG disponibilize-o em sua loja online.

 Fisicamente falando, é um pouco menor que o Livro de Marcar Livros, mas também tem capa dura, holográfica e cheia de referências literárias. O corte das folhas é preto, vem com fitilho e tem páginas amareladas.

 No conteúdo, também traz a lista de ganhadores do prêmio Jabuti e Man Booker Prize, além da lista de livros enviados pela TAG, livros de países diferentes e 12 livros sugeridos num desafio literário. Há um espaço para anotar livros desejados e emprestados, e muitas páginas para anotar os livros lidos, registrando ano e país de publicação, número de páginas, personagens principais, onde a história se passa, data do término da leitura, como descobriu a obra, citações, se virou filme ou série, avaliação, etc.

Sorteios

 Para quem é inscrito no canal, vou sortear o Diário de Leituras. Para participar, é só preencher o formulário abaixo ou no link http://www.rafflecopter.com/rafl/display/818a3f1147/:

a Rafflecopter giveaway

TUTORIAL PARA QUEM NÃO SABE USAR O FORMULÁRIO: o formulário pode demorar um pouco para carregar. No computador: clique em "Log In" para entrar com o seu Facebook ou em "Use Your Email" para entrar com um e-mail. (Pelo celular, clique em "Enter the Giveway" e siga os mesmos passos). Depois clique em "e-mail" para deixar seu e-mail para contato (será através dele que entrarei em contato caso seja o sorteado), digite seu e-mail e clique em "Enter". Repita o procedimento no próximo campo. Pronto, você já está participando! Mas depois de cumprir essas entradas obrigatórias, aparecerão as chances extras, onde você pode aumentar as suas chances de ser sorteado, aproveite-as!

 E para participar do sorteio do Livro de Marcar Livros no Instagram, acesse: https://www.instagram.com/p/Bq0RaLAn6yK/.

REGRAS GERAIS: As inscrições começam hoje e vão até dia 28/12/2018. O resultado sairá em até uma semana após o término das inscrições no post e nas redes sociais. O prazo para o sorteado responder à mensagem enviada fornecendo seu endereço para envio do prêmio é de até uma semana, ou o sorteio será refeito. O prêmio será enviado em até 30 dias após recebimento do endereço do ganhador. É necessário ter endereço de entrega no Brasil. Não me responsabilizo por danos ou extravios do Correios.

 E por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: vocês utilizam alguma agenda ou caderno para anotar suas leituras e organizar sua vida literária? Boa sorte!

Comentários sobre "Dry Spell", conto da Vi Keeland disponibilizado gratuitamente pela Editora Charme

 Olá pessoal, tudo bem? Hoje não teríamos post, mas resolvi abrir uma exceção. Ontem estava olhando os preços dos livros da Vi Keeland e pensando no quanto queria ler algum livro da autora para conhecer sua escrita após ter visto várias resenhas positivas sobre seus romances. Aí vi que a autora e a Editora Charme resolveram publicar um conto gratuito para os leitores brasileiros. O título é "Dry Spell", e a história foi adaptada para filme no PassionFlix (uma espécie de Netflix voltada para adaptações de livros de romances para séries ou filmes).

Dry-Spell, Vi-Keeland, ebook-gratis, blog-literario, Editora-Charme, blog-petalas-de-liberdade

 "Dry Spell" em tradução livre quer dizer "Período de seca", e a narradora, a advogada Ava, estava passando por um período longo de seca no quesito relacionamento amoroso. Ava cansou de esperar que Evan, um promotor que conheceu no trabalho e com quem estava saindo há algumas semanas, desse o próximo passo e levasse o relacionamento dos dois para o nível físico da coisa, nem os barulhos sugestivos vindos do apartamento vizinho davam motivação para o rapaz!

 Então, Ava resolveu fazer uma surpresa aparecendo no apartamento dele com um look irresistível. No começo do conto, vemos a protagonista bem confiante nessa decisão, e pelo que já tinha lido sobre as outras histórias da autora, onde sempre rola uma cena inusitada com o casal, eu já comecei a desconfiar de que o plano da Ava não ia dar certo. Sem querer dar spoiler, só digo que realmente as coisas não aconteceram como ela esperava... E a Ava acabou conhecendo o Smith, o dono do apartamento ao lado e descobrindo a origem dos barulhos que ela ouvia quando estava na casa do Evan.

 O restante da história vocês só vão descobrir lendo o conto, e eu já adianto que nem tudo é o que parece; "Dry Spell" nos mostra como podemos julgar erroneamente algumas situações e pessoas. Acho que esse foi justamente o motivo de eu ter resolvido fazer esse post aqui no blog, pule para o PRÓXIMO PARÁGRAFO para evitar um possível spoiler, me deu vontade de conversar com alguém sobre a forma como a Ava interpretou as atitudes do Evan: seria ele um babaca traidor ou um cara que só queria uma boa conversa sobre trabalho e ela é que entendeu errado? Quem já tiver lido o conto, deixa aí nos comentários a opinião sobre esse ponto.

 É um conto bem curtinho, que pode ser lido em minutos, mas com uma história com começo, meio e fim, que deve ter ficado bem legal na adaptação. A escrita da autora é realmente fluida, bem-humorada e gostosa de se ler. Há o aviso de que o conto não é recomendado para menores pelo teor sexual, mas não é nada muito explícito ou vulgar.

 Sobre a edição: a capa não me pareceu muito atrativa, mas o rapaz não está sem camisa por um motivo aleatório, é relacionado à história; e tem alguns detalhes no e-book, como o elevador, que tem a ver com a trama. Não encontrei erros de revisão.

Dry-Spell, Vi-Keeland
 Fica meu agradecimento à Charme e à Vi Keeland por nos presentear com a história. Para quem quiser baixar também, o link é: https://loja.editoracharme.com.br/pagina/dry-spell-vi-keeland.html?fbclid=IwAR0DDd4W_UIeEhgDNdiP_KzO09tqniUI6qbeUtZQq02ru6XfhUnapwZkT7g (vi algumas pessoas comentando na fan page da editora que não estavam conseguindo abrir o arquivo, mas eu baixei no computador e abriu normalmente no programa Kindle, para quem quiser ler no dispositivo Kindle, é só baixar no formato MOBI e transferir pelo e-mail, clique aqui para conferir a explicação no site da Amazon).

 Para quem gostar do conto e quiser ler outras histórias da autora, a boa notícia é que os livro da Vi Keeland publicados pela Editora Charme estão disponíveis no Kindle Unlimited (por R$19,900 por mês, você pode ler quantos e-books do catálogo conseguir), clique para conferir: Vi Keeland no Kindle Unlimited.

 E por hoje é só, me contem: já leram algum livro da autora? Já sabiam da existência da PassionFlix?

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Resenha: livro "As brumas de ébano", Denise Flaibam

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "As brumas de ébano", escrito pela Denise Flaibam e publicado em 2018 pela Mundo Uno Editora. Ele é o terceiro da série de fantasia "Os mistérios de Warthia", mas podem ficar tranquilos que não darei spoilers que prejudiquem a leitura dos volumes anteriores.

Resenha, livro, As brumas de ébano, Denise Flaibam, blog literario, Mundo Uno Editora, Os misterios de Warthia

 "As Trevas estavam drenando a esperança das pessoas. E um mundo sem esperança era o lar da escuridão." (página 64)

 Fazendo um breve resumo, no primeiro livro, a vila onde Serafine morava com os pais adotivos foi atacada por lobisomens e ela precisou fugir com a ondina Ývela e o guerreiro Jarek, que depois ela descobriu serem seus guardiões. A jovem descobriu também que as marcas que tinha no corpo tinham sim um significado e que ela era a Escolhida, aquela que, segundo uma profecia, seria decisiva para impedir que as forças do mal tomassem conta do continente Warthia. Para isso, Serafine precisava desenvolver seus poderes, mas os seres das Trevas não esperariam até que ela estivesse pronta. No segundo livro, vemos como ela sai do Norte e vai até o desértico Reino do Oeste, governado pelo jovem Rei Jon, em busca de seu segundo mestre, e como o exército da escuridão da feiticeira Sharowfox causa destruição perseguindo a jovem.

 "Guarnecer Warthia seria a última cartada do exército da Luz. Enquanto o continente resistisse, haveria esperança para a Escolhida. Os Reinos lutariam por seu território, impedindo o avanço da escuridão. Serafine teria uma chance. Onde quer que estivesse, Ývela rezava para que se apressasse, que estivesse preparada para o golpe que Sharowfox lançaria sobre o mundo." (página 183)

 "As brumas de ébano" começa de onde o volume anterior parou. Jon Tytos e seus aliados rumam para o Norte em busca do rei desaparecido e de respostas para o caos que se instaurou no continente. Serafine e seus guardiões vão para o Sul, onde pretendem encontrar o terceiro mestre para que ela continue desenvolvendo seus poderes, mas a viagem para o Reino das Brumas será cheia de obstáculos inesperados, e Serafine acabará ficando cara a cara com as forças do mal.

 "O Sul era de fato coberto por brumas. Serafine espreitou a paisagem; a névoa perolada estava por toda parte. Rareada ou intensa, ao ponto de impossibilitar o vislumbre de um palmo à frente, ela rastejava por encostas e colinas, por estradas e pelo gigantesco bosque de árvores brancas. (...) O inverno nunca acabava ali no Sul, e a neblina jamais cessava." (página 70)

Resenha, livro, As-brumas-de-ebano, Denise-Flaibam, blog-literario, Mundo-Uno-Editora, Os-misterios-de-Warthia, fantasia, literatura-nacional, quote, capa, opiniao, trecho

 O início de "As brumas de ébano" é cheio de tensão para Serafine e seus guardiões, é bem visível como a escuridão começa a fazer efeito sobre a jovem, a afetá-la e deixá-la confusa; e ela e seu grupo passam por muitas situações complicadas até conseguirem alguns aliados. Eu já sabia que a ida para o Reino do Sul seria difícil, pois desde o primeiro livro é mostrado que o reino está sob o comando das forças das Trevas, mas eu não esperava que o grupo enfrentasse tantas dificuldades.

 "Cornélio a estava levando para uma armadilha, mas a avisara com seus olhares e menções às Trevas. Serafine era a única capaz de desbravar a escuridão sob as ondas, a esperança do amaldiçoado. Fazia aquilo pelas respostas, sim, mas lutar para salvar alguém dava um quê de satisfação. Cornélio era um aproveitador, mas também uma vítima das Trevas. Todos eram." (página 171)

 Nesse volume, muitas respostas são dadas, especialmente sobre os pais biológicos da protagonista, e é impressionante como algumas coisas ditas lá no primeiro livro passam a fazer sentido agora. Mas também temos revelações surpreendentes, que nos colocam em dúvida sobre o que já sabíamos até então sobre o destino de Serafine e de Warthia. A história mostra a dualidade que pode haver nos personagens, onde bem e mal se misturam. Como eu já vi que profecias podem ser interpretadas de diferentes maneiras, não fiquei tão desesperada com o que aconteceu com a protagonista no último capítulo, mas estou sim muito curiosa para saber o que acontecerá no volume final: "O império de fogo".

 "A escuridão vai tentá-la, querida. Não pode cair perante ela." (página 26)

 Como quem acompanhou as resenhas dos livros anteriores da série deve saber, eu gostei do primeiro e amei o segundo, li esse terceiro com o coração na mão, com medo do que poderia acontecer no capítulo seguinte, mas também foi um livro que gostei muito, embora o segundo ainda seja o meu preferido. Fiquei encantada com a devoção de Jarek e confiante na força dos sentimentos dele, mais apaixonada ainda por Jon Tytos, fascinada pela Ývela, surpresa e curiosa para saber mais sobre Luke, o príncipe do Sul, e sua irmã. Luke só não me surpreendeu tanto quanto Sharowfox, mas vocês precisa ler para entender o motivo.

 "Nem tudo que vem das sombras pertence ao mal, assim como nem tudo que serve à Luz estende bondade. (...) Você foi traído vezes demais para um coração tão jovem, majestade." (página 196)

As-brumas-de-ebano, Denise-Flaibam, Mundo-Uno-Editora, Os-misterios-de-Warthia, fantasia, literatura-nacional
As-brumas-de-ebano, Denise-Flaibam, Os-misterios-de-Warthia,
Livro, As-brumas-de-ebano, Denise-Flaibam, Mundo-Uno-Editora
Livro, As-brumas-de-ebano, Denise-Flaibam, Mundo-Uno-Editora

 O padrão da capa desse terceiro livro é um pouco diferente dos anteriores, mas eu gostei e reflete bem as diferenças entre os volumes. Há detalhes nos cantos de todas as páginas, que são amareladas, as margens, o espaçamento entre uma linha e outra e as letras tem um bom tamanho. Há um mapa de Warthia e do Reino do Sul. Encontrei alguns erros de revisão.

 "- Ainda há esperança, não é? Mesmo com a escuridão cobrindo Warthia, com o medo em nossos corações, a esperança... Ela ainda existe." (página 90)

 Enfim, "Os mistérios de Warthia" é uma forte concorrente a se tornar minha série de fantasia favorita. Recomendo que leiam "As brumas de ébano" (após ler "A profecia de Mídria" e "A Fortaleza do Dragão"), mesmo que não sejam muito fãs de fantasia, pois os livros são curtos, numa média de 300 páginas, podendo ser leituras rápidas mas muito envolventes. A escrita da Denise é fluida, ela tem um vocabulário ótimo, traz seres sobrenaturais (alguns mais conhecidos como lobisomens e feiticeiras, outros novos como os Atyubros) de forma original. Em "As brumas de ébano" vocês encontrarão um pouquinho de romance (que não é o foco da trama), magia, aventura e muitas surpresas! Que tal mergulhar nessa série também?

 "Há Luz e Trevas dentro de cada um de nós, Cornélio havia dito. Serafine não podia deixar de concordar." (página 122)


Topo