Resenha: livro "Entre quatro paredes", B. A. Paris

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Entre quatro paredes", escrito pela B. A. Paris e publicado no Brasil em 2017 pela Editora Record.

Resenha: livro "Entre quatro paredes", B. A. Paris

 "Esther não sorri, por isso acho que ela está com um pé atrás. Mas não a culpo. Desde que se juntou ao nosso círculo de amizades um mês atrás, tenho certeza de que já disseram a ela inúmeras vezes que Grace Angel, esposa do brilhante advogado Jack Angel, é o exemplo perfeito de uma mulher que tem tudo: a casa perfeita, o marido perfeito, a vida perfeita. Se eu fosse Esther, também desconfiaria de mim." (página 08)

 A história é narrada por Grace, com capítulos intercalados entre o passado e o presente. Ela é uma mulher de trinta e dois anos, casada com Jack, um advogado especializado em casos de mulheres vítimas de violência. Nos jantares com os amigos, Grace e Jack parecem ser um casal perfeito, ela é a dona de casa impecável, cozinha esplendidamente bem, a casa dos dois é perfeita. Nem o fato de Grace ter uma irmã mais nova com Síndrome de Down abala a perfeição do casal, pois, antes do casamento, já ficou acordado que Millie iria morar com os dois assim que completasse dezoito anos e saísse do colégio interno onde estudava.

 "Não estou agitada por Jack ter saído, como costumo ficar, porque hoje estou alimentada. Certa vez, ele só voltou depois de três dias, quando eu estava prestes a comer o sabonete do banheiro." (página 84)

 Mas, entre quatro paredes, a vida de Grace é muito diferente do que parece, e tudo o que ela mais quer é que alguém desconfie do excesso de perfeição que é a sua vida, que alguém questione as grades na janela da casa ou o fato de Grace não ter celular nem um e-mail próprio e o motivo de ela não atender quando o telefone e a campainha de casa tocam, além das diversas desculpas que inventa para não comparecer em eventos.

 "Jack insistiu em escolher a casa sozinho, dizendo que era o meu presente de casamento, por isso a vi pela primeira vez quando voltamos da nossa lua de mel. Apesar de ele sempre dizer que era perfeita para nós, não entendi o que isso queria dizer até finalmente conhecê-la. " (página 08, eu não gostaria que a casa onde vou morar pelo resto da vida fosse escolhida por outra pessoa.)

 "Entre quatro paredes" foi um livro que me chocou muito. Eu esperava uma história sobre um relacionamento abusivo, mas o que encontrei foi muito além disso. É desesperador imaginar que podemos estar convivendo com uma pessoa que passa pelas mesmas situações que Grace e nem desconfiamos, não notamos que essa pessoa precisa de ajuda.

 "Onde estava o perfeito cavalheiro que eu tinha conhecido? Tudo não passava de uma fachada? Ele havia escondido sua verdadeira personalidade com um manto de genialidade e bom humor para me impressionar?" (página 78)

 Grace achava que estava vivendo um sonho, que tinha encontrado seu príncipe encantado quando conheceu Jack, um homem lindo, e que se interessou por ela mesmo ela sendo "comum" e tendo uma irmã com Síndrome de Down de quem cuidar. O casamento com Jack aconteceu com pouquíssimos meses de namoro, e aí o inferno começou, e poderia se tornar ainda pior se Grace não conseguisse escapar, mas ela já tinha feito tantas tentativas... Durante a leitura, eu não sabia se ela conseguiria. Jack conseguiu fazer com que ninguém acreditasse em Grace, para isolá-la, algo típico de um relacionamento abusivo, e quantas vezes nós acabamos nos comportando como aquelas pessoas que não acreditavam em Grace? Quantas vezes, mesmo sem sermos médicos ou convivermos com uma pessoa, acreditamos que ela é louca, desequilibrada, especialmente se for mulher?


 "Ele afastou as únicas pessoas que poderiam tentar me ajudar.
 [...] Eu mal comecei a entender o que Jack sabe desde o início: o medo é o melhor freio de todos." (página 90)

 Assim como algumas pessoas acreditavam que Millie era muito mais limitada por causa da Síndrome de Down do que ela realmente era. E a Millie foi uma das personagens que mais gostei nesse livro.

 "Percebo, outra vez, o quanto a minha situação é irremediável. Estou ficando desesperada porque ninguém questiona a perfeição absoluta das nossas vidas." (página 111)

 "Entre quatro paredes" é um livro eletrizante e perturbador que eu recomendo muito. É impossível lê-lo sem se compadecer com o sofrimento extremo por qual Grace passa. Só dei quatro estrelas e meia ao invés de cinco em minha avaliação pelo desejo de mais algumas páginas depois de tanto sofrimento. Imaginar o desfecho de um determinado personagem pode ser assustador, mas não mais assustador do que os atos e as intenções desse personagem. Têm algumas coisas que não conseguimos prever nem evitar, mas se essa leitura traz alguma lição, acredito que é o aviso para desconfiarmo de tudo o que parecer muito perfeito, tudo o que parecer bom demais, para analisarmos sim as entrelinhas e as ações das pessoas e, quem sabe, percebermos suas más intenções ou pedidos ocultos de socorro. Um conselho meu, seria o de observar por, pelo menos, um ano o comportamento da pessoa com quem você pretende se casar, observar como ele é em cada uma das quatro estações, em cada feriado.

 "Para meu horror, começo a chorar.
 Diante do silêncio causado pela surpresa, choro ainda mais com a certeza de que Jack vai me punir pela falta de autocontrole. Desesperada, tento conter as lágrimas, mas é impossível. Muito constrangida, tento contar as lágrimas, mas é impossível. Muito constrangida, me levanto da mesa, ciente de que Diane está perto de mim, tentando me consolar. Mas é Jack quem me puxa para seus braços - é claro que ele agiria assim - e me abraça forte, aninhando minha cabeça em seu ombro, murmurando palavras tranquilas de conforto, e choro ainda mais, pensando em como minha vida poderia ter sido, em como achei que seria. Pela primeira vez tenho vontade de desistir, de morrer, pois tudo parece demais para suportar e não há saída." (página 159)

Resenha: livro "Entre quatro paredes", B. A. Paris
Resenha: livro "Entre quatro paredes", B. A. Paris
Resenha: livro "Entre quatro paredes", B. A. Paris

 A edição da Record traz uma capa que eu achei bonita, com um detalhe vermelho em alto-relevo na maçaneta e na contracapa. As páginas são amareladas, a diagramação tem letras, margens e espaçamento de bom tamanho, e não me lembro de ter encontrado erros de revisão.

 Detalhes: 266 páginas, ISBN-13: 9788501109606, Skoobleia um trecho. Onde comprar online: SubmarinoAmericanas.

 Por hoje é só, me contem: gostaram da resenha? Já conheciam o livro ou a autora?

Até o próximo post!
Me acompanhe nas redes sociais:

Resenha: livro "Norma", Sofi Oksanen

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Norma", escrito pela finlandesa Sofi Oksanen e publicado no Brasil em 2017 pela Editora Record.

suspense, realismo-mágico, feminismo, crítica social, Trecho, livro, Norma, Sofi-Oksanen, Record, resenha

 "As pessoas sempre reagiam a mortes violentas da mesma forma, com hipocrisia e curiosidade." (página 18)

 Norma Ross era uma mulher de trinta anos que vivia com a mãe, Anita, em Helsinque, na Finlândia. As duas escondiam um segredo: o cabelo de Norma crescia de forma absurda, quase um metro por dia, e para evitar que Norma fosse observada como uma aberração, elas não contavam isso para ninguém. Até que Anita supostamente se suicidou, se jogando nos trilhos do metrô.

 "Norma acendeu um cigarro e pensou. Apenas algumas horas antes de pegar o voo para a Tailândia, sua mãe estava marcando clientes na agenda. Por que ela faria isso se estava planejando acabar com a vida? (página 55)

 Anita trabalhava há pouco tempo no salão de Marion, onde o cabelo ucraniano, fornecido por Anita, era a sensação do momento. Havia filas para conseguir apliques de cabelo ucraniano, pois os fios eram maravilhosos. Com a morte de Anita, Marion estava sendo pressionada por seu irmão, Alvar, por seu pai, Lambert, e pela madrasta, Alla, que também eram donos do salão, para descobrir quem fornecia o cabelo ucraniano para Anita e continuar oferecendo os apliques aos clientes. Além disso, família de Marion tinha clínicas de fertilidade, que ofereciam barrigas de aluguel para pessoas que não poderiam gerar e gestar os próprios filhos. Esses negócios tinham suas partes ilegais.

 Como vocês já devem supor, o tal do cabelo ucraniano não tinha nada a ver com a Ucrânia, e vinha da cabeça da própria Norma. Agora, ela estava sozinha com o seu segredo, tentando descobrir o que teria levado a mãe a querer se matar sendo que Anita sabia o quanto a filha precisava dela. Talvez Norma encontrasse respostas no salão de Marion, mas isso a colocaria ainda mais sob a pressão de Lambert. Será que o segredo de Norma seria descoberto?

 Sofi Oksanen faz uso de muito suspense e de realismo mágico nessa obra. A narração é feita em terceira pessoa, focando em vários personagens, e temos algumas partes em primeira pessoa com relatos de Anita. É um daqueles livros que temos que ler com muita atenção, pois num piscar de olhos podemos perder alguma peça do complicadíssimo quebra-cabeças que é a história da família de Anita, com sua amizade com Helena, a mãe louca de Marion e Alvar.

 É uma história que vai crescendo, nos envolvendo pouco a pouco. Junto com Norma, tentamos desvendar as motivações de Anita e a complicada relação da família de Marion. É chocante ver como não há amor nenhum entre Marion, Alvar, Lambert e Alla. Tudo se resume à sucesso, poder, dinheiro, e se alguém atravessar o caminho, pode ser eliminado sem dó, inclusive os membros da própria família. E mesmo assim, Anita se aproximou novamente deles. Por quê motivo ela fez isso? Talvez na tentativa de poder ajudar a filha de alguma forma, talvez por culpa, mas essa busca acabou cobrando um preço muito alto de Anita.

 "Os homens ficaram com os lucros dos cachos das irmãs Sutherland, assim como dos de Elizabeth, e é por isso que estou chocada com tudo o que Marion me contou sobre a indústria de cabelo. As mulheres não evoluíram nem um pouco durante todo esse tempo. As irmãs Sutherland viviam numa época em que o campo de ação da mulher era limitado à casa, e, para ter sucesso, elas precisavam de homens trabalhando no ramo do entretenimento. Agora, as mulheres têm os mesmos direitos, as mesmas oportunidades, e, ainda assim, não ficamos com os lucros. Nós apenas oferecemos todo o material para muitos setores de cosméticos. Oferecemos mão de obra. Século após século, oferecemos nossos rostos, cabelos, úteros, seios, e ainda são os homens que embolsam o dinheiro que é ganho com tudo isso. Eles gerenciam, possuem ou comprar na mesma hora todos os negócios que fazem qualquer tipo de sucesso." (página 133)

 É revoltante perceber como a vaidade feminina escraviza as mulheres. O livro me fez pensar muito sobre essa indústria da beleza e espero que sirva como um alerta para outros leitores. Quem se preocupa com a origem dos cabelos naturais usados em apliques? São cabelos doados de boa vontade ou cabelos roubados de mulheres nas ruas, ou vendidos por preços irrisórios por famílias miseráveis? É esse o preço que nós, mulheres, queremos pagar pelo padrão de beleza absurdo imposto pela mídia? Queremos carregar na cabeça algo que foi fruto da miséria de alguém?

 A questão da barriga de aluguel também é chocante. Quando famosos têm filhos graças às barrigas de aluguéis, o interesse por essa forma de gestação sobe, o que dá espaço para FAZENDAS DE BEBÊS! Imaginem mulheres em países subdesenvolvidos que não encontram condições dignas de sobreviver, e recebem a oferta de gestar um bebê por nove meses em troca de uma oportunidade melhor. E, quantas vezes, no livro, essas mulheres são obrigadas a ser barriga de aluguel, tudo em nome do lucro para uma família como a de Lambert! E os pais que contratam os serviços de uma barriga de aluguel não se interessam por averiguar se aquela mulher africana, maquiada e arrumada que eles veem num vídeo, está mesmo ali por vontade própria; esses pais só querem saber da criança pela qual pagaram ao fim dos nove meses, enquanto há tantas crianças órfãs, abandonas, precisando de um lar e de amor. Que fique claro que eu não sou contra uma mulher oferecer o seu útero para gerar o filho de outra, o que revolta é ver até isso ser um comércio em condições desumanas.

 A autora traz alguns casos de mulheres que tinham cabelos que poderiam ser considerados tão únicos quanto os de Norma, como os das irmãs Sutherland e Elizabeth Siddal no século dezenove (vale pesquisar sobre suas histórias no Google). Mulheres que também tiveram sua "excentricidade" usada, o que Anita temia acontecer com a filha. E em meio a tantos segredos, numa linha tênue entre a realidade e a loucura, entre a liberdade ou o fim para Norma, a história vai crescendo de forma desesperadora. Aí vem o epílogo, que, apesar de ser crível, acabou me decepcionando um pouco depois de toda a tensão dos capítulos anteriores.

 "Depois que você nasceu, refleti sobre todos os remédios que tomei e sobre minha dieta durante a gravidez. Pensei que eu talvez tivesse ido parar em algum local onde mulheres grávidas não devem ir, quem sabe um local infectado por toxinas ambientais, ou comido cogumelos radioativos acidentalmente ou visitado fazendas que usavam DDT. Era completamente absurdo ter uma filha cujo cabelo cresce quase um metro por dia. Também não fazia o menos sentido pensar que se tratasse de um aspecto hereditário oculto ou de uma predisposição para crescimento de cabelo excepcional, mas a foto de Eva Naaka sugeria algo assim. Se o excesso de cabelo na foto era real, ela apresentava a mesma anomalia que você, e, nesse caso, pelo menos eu não teria feito nada que tivesse causado o seu problema." (página 64)

suspense, realismo-mágico, feminismo, crítica social, Trecho, livro, Norma, Sofi-Oksanen, Record, fotos, opinião, resenha
suspense, realismo-mágico, feminismo, crítica social, Trecho, livro, Norma, Sofi-Oksanen, Record, fotos, opinião, resenha, sinopse
suspense, realismo-mágico, feminismo, crítica social, Trecho, livro, Norma, Sofi-Oksanen, Record, fotos, opinião, resenha
suspense, realismo-mágico, feminismo, crítica social, Trecho, livro, Norma, Sofi-Oksanen, Record, fotos, opinião, resenha
Norma, Sofi Oksanen

 Achei a capa do livro bem bonita, obscura como a história (mas a da edição em inglês, aí ao lado, é linda também). As páginas são amareladas, a diagramação tem letras, margens e espaçamento de bom tamanho e não me lembro de ter encontrado erros de revisão.

 Detalhes: 322 páginas, ISBN-13: 9788501109613, Skoob, leia um trecho. Onde comprar online: compare preços, Submarino, Americanas. Recomendo a leitura da seguinte notícia, para entender um pouco mais sobre esse comércio de barrigas de aluguel: Mulher faz barriga de aluguel de gêmeos, mas descobre que um dos bebês é seu filho.

 Fica a sugestão de leitura para quem gosta de histórias com "suspense, realismo mágico, feminismo e crítica social", como é dito na contracapa. Tem muito disso em "Norma". Por hoje é só, me contem se já conheciam a autora, o livro e o que acharam da resenha.

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Resenha: livro "O fantástico universo do ser humano", Carlos Holthausen

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar minha experiência de leitura com o livro "O fantástico universo do ser humano", escrito pelo Carlos Holthausen e publicado em 2017 pela Editora Autografia.

Resenha: livro "O fantástico universo do ser humano", Carlos Holthausen

 Carlos Holthausen é psicanalista e ensaísta, e nesse livro de não-ficção, fala sobre o ser humano em seis capítulos e um epílogo. O autor discorre sobre alguns temas interessantes, por exemplo, como o ser humano precisa do outro para validar sua existência. Exemplificando: meu nome é Maria, mas para que esse nome tenha alguma utilidade, é necessário que alguém reconheça que esse é o meu nome, que alguém me chame por esse nome. Holthausen fala também sobre como são as primeiras emoções, aquelas que temos logo ao nascer, como o primeiro contato com o seio materno, que começam a moldar o nosso conhecimento de mundo.

 "Eis o diagnóstico de quem é o recém-nascido! Carne viva, que, para transformar-se em ser humano, terá que ser constituída, como tal, pelo outro." (página 35)

 O autor nos convida a refletir sobre como o ambiente em que vivemos pode interferir nas nossas escolhas até mais do que a nossa vontade. Por exemplo, para quem seria mais fácil se tornar surfista: uma pessoa que mora perto de uma praia onde o esporte é praticado, ou uma pessoa que mora numa região onde ninguém pensa em surf?

 "Mas não custa afirmar que, quando olhamos para o lugar geográfico onde nascemos sempre ficamos com a nítida impressão de que, se tivéssemos nascido noutro sítio, a nossa vida possivelmente teria sido diferente. Não necessariamente melhor ou pior, mas diferente." (página 91)

livro O fantástico universo do ser humano, Carlos Holthausen (2)
livro O fantástico universo do ser humano, Carlos Holthausen (3)

 A edição da Autografia traz uma capa interessante, boa revisão, diagramação com letras, margens e espaçamento de bom tamanho. É um livro curto, com cerca de 170 páginas, que pode ser uma leitura rápida. Apesar do uso de algumas situações ilustrativas e de uma linguagem não muito complexa, acredito que o conteúdo do livro possa ser mais facilmente compreendido por quem já tem algum conhecimento ou interesse por assuntos ligados à psicologia e goste de ler não-ficção, especialmente, ensaios.

 "Assim, nossos desejos dependem muito mais das oportunidades, oferecidas pelo habitat geopolítico, econômico e cultural em que nascemos e vivemos do que da nossa capacidade de tomar decisões, pautadas no suposto livre-arbítrio da razão." (página 114)

 Detalhes: 172 páginas, ISBN: 978-85-518-0195-6. Onde comprar online: loja da editora, Saraiva.

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já conheciam o livro ou o autor?

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Vídeo: caixa de correio - livros recebidos em outubro de 2017

 Olá pessoal, tudo bem? Hoje trago um vídeo mostrando todos os livros que recebi em outubro. Mais uma vez consegui me controlar e não comprar muito. Apertem o play para conferir cada um deles:



 Como comento no vídeo, comprei "No seu pescoço", o novo livro da Chimamanda Ngozi Adichie, com um vale que ganhei por ter indicado um amigo para assinar a caixinha da TAG Experiências Literárias. Se você quiser assinar a TAG, use o código de indicação MARRESUA na hora de assinar, e ganhe um vale de R$35,00 para usar na loja exclusiva para assinantes (lá tem livros, camisetas e muito mais).

 Outro livro sobre o qual falei no vídeo é "O  Maravilhoso Bistrô Francês" da Nina George (autora de A livraria mágica de Paris).  Vou deixar a sinopse aqui para vocês terem uma ideia melhor do que se trata:

Marianne Messmann está presa num casamento sem amor e não vê a hora de pôr um fim em tudo. Durante uma viagem a Paris, ela sobe na Pont Neuf e se joga no Sena, mas é salva do afogamento por um passante. Em seguida, é levada para o hospital e lá vê um azulejo pintado com a linda paisagem de uma cidade portuária da Bretanha. Inspirada pela pintura, ela decide embarcar em sua derradeira aventura. Ao chegar à Bretanha, Marianne entra num restaurante chamado Ar Mor (o mar) e é arrebatada por um novo e encantador modo de viver. Lá ela conhece Yann, o belo pintor, Geneviève, a enérgica dona do restaurante, Jean-Rémy, o chef perdido de amor, e várias outras pessoas que abrem os olhos dela para novas possibilidades. Entre refeições, músicas e risos, Marianne descobre uma nova versão de si mesma — apaixonada, despreocupada e forte. Porém, de repente, seu passado chega para confrontá-la. E, quando isso acontece, ela precisa decidir entre voltar para sua vida antiga ou abandoná-la de vez em nome de um futuro promissor e empolgante. O maravilhoso bistrô francês é uma jornada dos sentidos, com refeições suculentas e paisagens estonteantes. Uma história recheada de poesia, beleza, sensibilidade, romance, erotismo e segundas chances, que nos mostra que não existe idade para recomeçar e ser feliz. Compre aqui.


 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já leram ou querem ler algum dos livros mostrados?

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:

Pré-venda: livro "Com Outros Olhos - Crianças Invisíveis", Editora Estalo

 Olá pessoal, tudo bem? Hoje venho trazer uma novidade que me deixou muito contente: começou a pré-venda do livro "Com Outros Olhos - Crianças Invisíveis" no site da Editora Estalo. E eu estou tão contente com essa pré-venda por um motivo muito especial: "Com Outros Olhos - Crianças Invisíveis" é uma antologia de contos, e um conto meu vai ser publicado nessa antologia!

 Confiram a capa e a sinopse do livro:

Capa da antologia Com outros olhos

Sinopse:
Com a maior parte de sua população formada por crianças, Prisma é o planeta mais belo da galáxia Jardins.
Seus vastos campos, animais exóticos e paisagens de tirar o fôlego fazem com que seja um ótimo lugar para essas pequenas vidas.

Porém nem tudo são flores e as crianças vivem algo que os adultos sequer imaginam.

Exploração, abandono e medo são apenas alguns dos monstros que tiram a paz daqueles que antes preenchiam o silêncio com risos.

Até quando isso vai continuar? Chegará um momento em que os adultos enxergarão o que acontece a sua volta?

Desperte!
Com outros olhos, o mundo passa a ter mais cores.


Citação do conto "Enquanto o dia não amanhece"
Uma citação do meu conto.
 O conto que escrevi se chama "Enquanto o dia não amanhece", e é protagonizado pela Amanda, uma garotinha de nove anos, que só tem um objetivo: proteger Lili, sua irmãzinha recém-nascida, de um monstro que quer pegá-las.

 Foi um desafio escrever esse conto, pois ele se passa em Prisma, um planeta imaginário, e é narrado por uma garotinha que, apesar de muito esperta para a idade, é só uma menina passando por coisas que, infelizmente, eu sei que existem na vida real.

 Pela prévia que a editora me enviou, a diagramação do livro vai ficar super bonitinha.

Pré-venda: livro "Com Outros Olhos - Crianças Invisíveis", Editora Estalo

 A pré-venda começou na loja online da editora. O livro está saindo por R$20,00 essa semana, pois está rolando uma Black Week. A previsão para a entrega dos exemplares vendidos na pré-venda é a primeira quinzena de dezembro, então dá pra garantir seu presente de Natal (se comprar mais de R$60,00, ainda ganha desconto na próxima compra).


Black Week na Editora Estalo
Outros títulos em promoção na Black Week.


 Lá na fan page  estarei postando citações de outros contos nos próximos dias.

 Cadê os viciados em testes do Buzzfeed? Alguém me chamou? A editora criou um teste lá no Buzzfeed para descobrir quem você seria dentro do livro. Olha o link: https://goo.gl/zs7Ls9 . Obviamente eu já respondi e, adivinhem?! Meu resultado deu "Amanda", a personagem do meu conto!!!

 A editora também fez um tema para foto de perfil, ficou fofo, se quiserem experimentar é só clicar em Tema Com outros olhos.

 Por hoje é só, espero que tenham gostado da novidade.

 Estou na torcida para que adquiram "Com outros olhos" e possam conferir a história da corajosa e determinada Amanda e da pequena Lili, além de todas as outras histórias lindas que esse livro trará.

antologias, contos
 Logo, logo, "Com outros olhos" virá fazer companhia para as outras antologias das quais participei ("Tempos de Inocência" e "Contos de um Natal sem luz - volume III" foram tiragens pequenas e esgotadas, mas "Contos e Encontros do Coração" [sobre a qual falei semana passada no Instagram] está a venda no site da Hope. Também está em pré-venda outra antologia da qual participo, "III - A Hora Morta volume 2", saibam mais sobre ela no site da Luva Editora).


 Me contem: já conheciam a editora Estalo? Gostaram da capa da antologia?

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

[Promoção] Sorteio Natal com Literatura Nacional

 Olá pessoal, hoje trago mais uma promoção para vocês, com a oportunidade de ganhar muitos livros nacionais (entre ele, o meu "Contos e encontros do coração"). Confiram:


Olá, querido(a) leitor(a)!

Você quer ganhar livros e marcadores de presente de Natal? Então, esta
Leitora EncantadaLeitura DescontroladaPacto Literário,  Sonhos e Aventuras de Amor e Três Leitoras se uniram para dar dois super kits de livros e marcadores para dois leitores!
Confira a composição dos kits abaixo!


Kit 1:
- Livro Uma Chance para Recomeçar (Diana Scarpine)
- Livro Estarei Aqui (Daya Alves)
- Livro Selvagem Moto Club (Mari Sales) + marcadores
- Livro A Menina dos Olhos Molhados (Marina Carvalho) [blog Leitora Encantada]
- Livro Bom Dia, Verônica (Andrea Killmore) [Blog Amor Livrônico]
- Livro Ultra Carnem (Cesar Bravo) + marcadores [Blog Confissões Femininas]
- Livro A Ilha de Kansnubra e o Portal Perdido (Andrews Ulisses) [Blog dos Jovens Leitores]
- Kit de marcadores [Blog Pacto Literário]
- Kit de marcadores [Blog Três Leitoras]


Kit 2:
- Livro Mais que uma escolha (Bruna Longobucco)
- Livro Contos e encontros do coração (Maria José)
- Livro Miriade (Carla Kleyde)
- Livro Espelho dos olhos (Nicolas Catalano) e marcadores [Blog Sonhos e Aventuras de Amor]
- Livro O Tronco do Ipé (José de Alencar) [Blog Cláudia e a Literatura]
- O Espelho do Monge (Rosana Dias Vitachi) e marcadores
- Kit de marcadores [Blog Leitura Descontrolada]
- Kit de marcadores [Blog Brooke Bells]
- Kit de marcadores [Blog Estante da Suh]
- Kit de marcadores [Blog Eureka Mundo]




Organização: Diana Scarpine e Amanda Nicole Aguiar de Oliveira.


REGRAS:
1. Marcar quatro amigos nos comentários da postagem oficial do sorteio no instagram. A postagem oficial encontra-se no instagram da escritora Diana Scarpine (https://www.instagram.com/dianascarpine/)
2. Compartilhar a foto em público no seu perfil do instagram.
3. Residir no Brasil


INFORMAÇÕES ADICIONAIS:
— Serão sorteados 2 ganhadores. Cada um deles receberá um kit. O kit 1 contém 7 livros e 2 kits de marcadores. O kit 2 contém 6 livros e 4 kits de marcadores. A quantidade de marcadores varia de acordo com o kit.
— O concurso é recreativo e não está vinculado a marcas, compras e vendas de serviços.
— O sorteio será realizado pelo SorteioGran e o resultado será divulgado nas redes sociais da escritora Diana Scarpine, das demais
autoras e dos blogs participantes e colaboradores em 23/12/2017.
— A postagem oficial encontra-se no instagram da escritora Diana Scarpine (https://www.instagram.com/dianascarpine/).
— Os ganhadores terão três dias para entrar em contato por e-mail (dianascarpine@gmail.com) com a autora Diana Scarpine, informando os dados para envio dos
kits de prêmios. Findo esse prazo, será feito novo sorteio. A escritora Diana Scarpine repassará os endereços para as demais autoras e blogs.
— As escritoras e os blogs terão 45 dias para envio dos livros e marcadores, após o contato dos ganhadores.
— Os prêmios serão enviados separadamente aos ganhadores.
— Não serão aceitos perfis fakes ou criados exclusivamente para promoções.
— As regras serão devidamente conferidas!
— As despesas de envio são por conta e responsabilidade das autoras e blogs participantes, que não se responsabilizarão em caso de demora ou extravio dos correios.

Regras sujeitas a alterações sem aviso prévio!

BOA SORTE!

Resenha: livro "Herdeira?", Eleonor Hertzog (com sorteio de um exemplar)

 Olá pessoal, tudo bem com vocês? No post de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Herdeira?", escrito pela Eleonor Hertzog e publicado pela Mundo Uno Editora. "Herdeira?" é um livro extra/conto/spin-off da série "Uma geração. Todas as decisões.", que tem como livros principais: Cisne, Linhagens e Talismãs, e tem o outro livro extra "Guardião?" e o conto "Ruiva?" (todos já resenhados no blog, é só clicar nos títulos para conferir a resenha).

resenha, resenha-premiada, livro, herdeira, eleonor-hertzog, capa, fotos, quote, opiniao, critica, sorteio, fantasia, literatura-nacional

 Imagine viver numa cidade no fundo do mar! É num lugar assim que mora a princesa Katelin, herdeira de Relana: na cidade de cúpulas Nova Atlantis, no Império Atlante. Katelin perdeu pai e mãe, os Imperadores, além dos dois irmãos mais velhos, num ataque de renegados quando tinha apenas 7 anos. Pouco depois, também foram assassinados todos os Lordes de Relana, que ajudavam os pais de Katelin a governar. Katelin passou a ser criada pela avó materna, a condessa Cristina, e Relana passou a ser governada por um Conselho. Além de Katelin, a condessa também adotou os filhos dos Lordes mortos, os sete novos Lordes, quatro meninos e três meninas, todos de idade próximas a da princesa.

 "O Dourado de Relana.
 Kate engoliu em seco.
 Seus dois irmãos haviam sido príncipes dourados e, ao menor descuido, a aura de Relana os cercava num maravilhoso clarão. Mas eles tinham morrido, e ela decidira não brilhar nunca mais, reprimindo sua luz com tanta força e teimosia que nem tinha precisado de treinamento de controle." (página 127)

 O tempo passou, e a princesa e seus lordes, antes tão comportados, mudaram completamente na adolescência. Aos 16 anos, Katelin e seus amigos estavam sempre nos assuntos das revistas de fofoca de Nova Atlatins: eram vistos fazendo esportes radicais, jogando demais em cassinos, a Ladie Glaira parecia maluca e desconectada da realidade, Katelin e o Lorde Lonal viviam se agarrando em lugares cada vez mais impróprios. O que seria de Relana e Nova Atlantis com governantes assim? O que teria causado essa mudança nos jovens?

 Eu lhes respondo a segunda pergunta: para evitar ser o próximo alvo daqueles que mataram seus pais, a princesa e seus lordes não eram o que pareciam, assim como muitos dos personagens da série. Enquanto a hora de assumir o poder não chegava, enquanto eles não fossem fortes o suficiente, Katelin e seus lordes agiam disfarçadamente, impedindo que o Conselho corrupto e que só se preocupava em lucrar em cima da população cometesse mais atrocidades. Quem imaginaria que aqueles jovens baderneiros poderiam já ter salvado a cidade tantas vezes? E agora um novo perigo para Nova Atlantis estava rondando, o que seria?

 "De novo, os pensamentos de Kate se desviaram para a maravilha de um Artefato com milhares de anos vencendo a tecnologia mais avançada. Fazia pensar, e muito, sobre a Ciência Mental dos antigos imperiais... Quantos segredos a Pérola ainda esconderia? E os Palácios? Eram tantas possibilidades!" (página 57)

 Descobrir qual era o plano do conselho e impedi-lo, evitando milhares de mortes era a nova missão da princesa e seus lordes. Felizmente, eles teriam a ajuda da Pérola de Crialelar, um objeto mágico que pertencia a princesa. Como ela teria conseguido esse artefato tão raro? Para descobrir isso e muitos outros segredos de Nova Atlantis, só lendo "Herdeira?"!

 Como sempre, a escrita da autora estava ótima, contando uma história fantástica e cativante, daquelas que nos prendem de tal forma, que se largamos o livro, continuamos pensando no que aconteceu e no que pode acontecer com os personagens. Falando neles, os personagens são muito bem construídos, dá para se compadecer com o quanto a Katelin sofre pela perda da família, também dá para perceber como aquele grupo de adolescentes ainda precisa melhorar, precisa aprender, e eles também terão consciência disso quando descobrirem que não são os únicos a ser mais do que parecem.

 "O capitão e os nove oficiais permaneceram com a princesa, como sua escolta. Katelin posicionou-se bem no alto. Certo. Se era para brilhar, ela brilharia. Para honrar a memória dos irmãos e dos pais que, se estivessem vivos, não permitiriam que nada daquilo acontecesse.
 Em um golpe só, abriu toda a luz que guardava dentro de si." (página 128, e aqui começam as partes onde os olhos do leitor se enchem de lágrimas!)

serie, uma-geracao-todas-as-decisoes, eleonor-hertzog, mundo-uno-editora
Tudo o que tenho já foi publicado da série .
 Para quem ainda não leu nada da série, eu acredito que "Herdeira?" possa ser lido mesmo assim, pois a história é bem centrada nos personagens de Nova Atlantis, que até então não apareceram tanto nos outros livros. Basta saber que a história se passa num futuro, misura fantasia e ficção científica, e que a maioria dos humanos não sabem que existem muitos outros mundos, com Linhagens muito antigas (espécie de raças com características próprias e poderes), com suas Casas (palácios cheios de magia) e que há um bloqueio que separa a superfície da terra dos atlantes, que vivem debaixo da água, onde há alguns reinos, como o de Relana. A questão da missão de Katelin fica resolvida, dando um bom final para o livro, descobrimos várias informações novas para a série como um todo (repararam que tem uma interrogação no título?), e diversas outras questões são trazidas, aumentando ainda mais a minha ansiedade para o livro quatro.

 "– Kate ergueu os olhos para a amiga. – Para mim, pessoalmente, é importante. Eu quero muito! Mas por que é tão importante para a Pérola? O que, afinal, está me esperando em Champ-Bleux?! (página 61)

resenha, resenha-premiada, livro, herdeira, eleonor-hertzog, capa, fotos, quote, opiniao, critica, sorteio, fantasia, literatura-nacional
resenha, resenha-premiada, livro, herdeira, eleonor-hertzog, capa, fotos, quote, sinopse, critica, sorteio, fantasia, literatura-nacional
resenha, resenha-premiada, livro, herdeira, eleonor-hertzog, capa, fotos, quote, opiniao, diagramação, sorteio, fantasia, literatura-nacional

 A edição da Mundo Uno está maravilhosa como sempre: uma capa linda e que traz uma cena da Katelin em ação. Diagramação com letras, margens e espaçamento de bom tamanho, páginas amareladas e boa revisão.

 "Herdeira?" é uma aventura fascinante numa cidade no fundo do mar, com uma princesa e uma turma de amigos adolescentes que são muito mais do que parecem. Prepare-se para se deslumbrar com cenas maravilhosas e brilhantes na escuridão do oceano, escuridão que esconde perigos bem maiores que os tubarões. Com o bom humor característico da autora, "Herdeira?" lhe fará sorrir, ficar tenso, sofrer junto com a Katelin, se encantar com a inteligência dos personagens e descobrir que as aparências realmente enganam! Uma leitura imperdível para os apaixonados por fantasia! Ah, acho que vocês vão se emocionar com as cenas finais, assim como eu. Quem tem o livro, provavelmente reconhecerá esse parágrafo, pois meu comentário foi colocado na orelha de "Herdeira?", pensem numa blogueira orgulhosa.

 Detalhes: 175 páginas, ISBN-13: 9788567218120, Skoob, fan page, grupo da série no Facebook. Onde comprar online: loja da editora, Submarino, Americanas.

Sorteio

resenha-premiada, livro, sorteio, herdeira, lançamento, eleonor-hertzog

 A autora cedeu um exemplar de "Herdeira?" para ser sorteado para vocês! Para participar:
1°- deixe um comentário na resenha,
2° - curta a página do blog: www.facebook.com/petalasdeliberdade e da editora: www.facebook.com/mundounoeditora e
3° - preencha o formulário do Rafflecopter abaixo. Não sabe como usar o Rafflecopter? É fácil! Clique em "Log in" para entrar com seu Facebook (ou você pode se cadastrar com e-mail e senha). Depois é só clicar em todas as "caixinhas" que aparecerem e cumprir o que é pedido (as entradas que aparecem nesse primeiro momento são as obrigatórias, após cumprir todas aparecerão as extras, aproveite-as, pois aumentarão muito as suas chances de ser o sorteado)Se o formulário não aparecer, clique aqui.
 As inscrições começam hoje e vão até dia 20/12/2017. O resultado do sorteio será divulgado no formulário em até uma semana após o término das inscrições. O sorteado será avisado por e-mail e terá até uma semana para responder ao e-mail enviado informando seu endereço para entrega ou o sorteio será refeito. O envio do livro será feito pela autora Eleonor Hertzog (é necessário ter endereço de entrega no Brasil). Alguma dúvida? Boa sorte!

 Por hoje é só, espero que tenham gostado da resenha. Me contem: o que acharam do livro? Já conheciam a autora ou a série?

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

Sorteio para os inscritos do canal: livro "Conto de Natal", Charles Dickens

 Olá pessoal, tudo bem? Com o final de mais um ano chegando, decidi presentar um inscrito do canal. Estarei sorteando meu exemplar do livro "Conto de Natal" (título original: “A Christmas Carol”) escrito pelo Charles Dickens. A edição sorteada é da Ediouro e conta com ilustrações.

Sorteio, livro, Conto-de-Natal, Charles-Dickens

 Sinopse: "Esta é a história do velho Scrooge, um negociante insensível e solitário, cuja adoração pelo dinheiro o conduz ao pecado da avareza. Mas um incidente inesperado transforma a vida desse homem triste e amplia seu horizonte de conquistas muito além do que ele poderia ter imaginado; As histórias de Charles Dickens, autor de David Copperfield, alcançaram notoriedade devido à sensibilidade com que tratou um dos temas mais cruciais da história do Homem: a injustiça. As dificuldades por que passou na infância sugerem um conteúdo autobiográfico em sua obra." Skoob

 É uma leitura rápida e fluida que eu recomendo a todos, não só pela ótima história mas também por promover a reflexão sobre a forma como convivemos com os outros.

 Apertem o play para saber mais sobre o livro:



Para concorrer ao livro você precisa:
1° Se inscrever no canal,
2° Clicar em gostei no vídeo e
3° Deixar e-mail para contato (será através dele que solicitarei seu endereço para entrega do livro caso seja o sorteado) e link do seu perfil de inscrito (não sabe qual o seu link de inscrito? Quando você comenta em um vídeo, basta clicar no seu nome e ser redirecionado para o link) no formulário: https://goo.gl/forms/KfCpz2rIEqHPvzJV2 .

CHANCE EXTRA (caso seja sorteado e tenha cumprido ao menos uma chance extra, você também ganhará, junto com o livro, um kit com cinco marcadores de páginas variados):

- Se você deixar um comentário no vídeo, pode preencher o formulário mais uma vez deixando seu nome de comentarista.
- Se você curtir a fan page do canal https://www.facebook.com/petalasdeliberdade , pode preencher o formulário mais uma vez deixando seu link de perfil no facebook.
- Se você me seguir no instagram https://www.instagram.com/marijleite/ , pode preencher o formulário mais uma vez deixando seu link de perfil no instagram.
- Se você seguir o blog pelo Google Friend Connect, pode preencher o formulário mais uma vez deixando seu nome de seguidor.
- Se você me seguir no Twitter https://twitter.com/marijleite , pode preencher o formulário mais uma vez deixando seu link de perfil no twitter.

INSCRIÇÕES ATÉ 10/12/2017. O resultado será disponibilizado aqui nesse mesmo post em até uma semana após o termino das inscrições.
O sorteado será avisado por e-mail e terá até uma semana para responder ao e-mail enviado informando seu endereço para entrega ou o sorteio será refeito. O envio do livro será feito em até 30 dias. Não me responsabilizo por danos ou extravios dos Correios. É necessário ter endereço de entrega no Brasil.

Alguma dúvida? Boa sorte!

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

TAG: Deuses do Olimpo

 Olá Leitores (as), como estão? Espero que estejam todos bem. O nosso blog Pétalas de Liberdade foi indicado pelo blog Dream On para responder a TAG: Deuses do Olimpo. A Maria teve uma grande ideia, e me convidou para que juntas respondêssemos as perguntas, e eu, claro não poderia deixar de participar, e topei na hora. Esta será a primeira TAG que vou responder, e estou muito feliz! Vamos lá...

A TAG foi criada pelo Davyd Santos (Encontro com Livros) e Magno Ribeiro (Diálogo Literário).

Regras:
- Indicar no mínimo 5 blogs.
- Dizer quem são os criadores da TAG. (Citado acima)
- Dizer quem te “tagueou”. (Citado acima) 

1- Zeus: Rei dos Deuses – Qual livro é o rei da sua estante?


Lana: O primeiro livro que veio na minha consciência foi com certeza a obra Diário de Uma Escrava, da autora Rô Mierling, que possuiu uma edição maravilhosa de capa dura, e as páginas possuem bordas coloridas, que é incrível.  

 Maria: mas já começa com pergunta difícil, hein?! Vou citar não um, mas três, as três antologias em que tenho contos publicados e que sempre terão um lugar na minha estante: "Tempos de inocência" e "Contos de um Natal Sem Luz Volume 3" da Illuminare e "Contos e encontros do coração" da Hope.



2- Hera: Deusa do Casamento- Um casal que você shippa?

Lana: Esta vai ser difícil de responder, pois confesso que shippo muitos casais, porém o mais shippados de todos com certeza foram os personagens Sydney e Ridge do livro Talvez Um Dia, da autora Colleen Hoover. Quem não shippo? haha 

Maria: acho que o Kell e a Lila de "Um tom mais escuro de magia" da V. E. Schwab tem tudo a ver! Quem sabe nos próximos livros da série a relação deles mude para um romance.



3- Poseidon: Rei dos Mares – Qual livro você jogaria no mar do esquecimento?

Lana: Um livro que não curti foi à obra O Maravilhoso Agora, do autor Tim Tharp que inclusive repensando, acredito que já devo ter jogado no mar do esquecimento, pois não me lembro do que se trata o livro. Acredito que criei muitas expectativas e me decepcionei feio. 
Foto: Skoob
 Maria: vou copiar uma das respostas da Lana e mencionar "Diário de uma escrava", mas pelo fato de achar que ter lido ele no Wattpad tirou um pouco do impacto quando fui ler a versão impressa, talvez se tivesse jogado a história no mar do esquecimento e tivesse pego o livro físico sem me lembrar dos fatos, pudesse ter tido uma leitura diferente.

4- Deméter: Deusa da Agricultura – Imaginando que sua bagagem literária é uma árvore, qual foi o livro semente?

 Lana: Sem pensar duas vezes, foi o livro Entre o Agora e o Nunca, da autora J. A. Redmersk que li em PDF. Depois o meu noivo, que na época era meu namorado, me deu de presente o meu primeiro livro em físico, que foi a continuação desta obra, o título Entre o Agora e o Sempre. Depois disto, nunca mais parei! haha


 Maria: "Harry Potter e a Pedra Filosofal" foi o livro que me fez retomar de vez o gosto pela leitura (eu gostava de ler desde os cinco anos, mas não lembro de um livro específico da época).


5- Hades: Deus dos Mortos – Um personagem que você mataria?


Lana: Eu mataria sem dó o personagem Sebastian, do livro A Educação de Sebastian, da autora Jane Harvery Berrick. Bom, ele agia na maioria das vezes pelos seus sentimentos, e não pensava nunca em Caroline, sinceramente um chato. 



 Maria: os protagonistas de "Outlander - A viajante do tempo"! Acho que foi o único livro na vida, que, quando surgia uma cena onde um dos dois estava em perigo, eu torcia pra um deles morrer e acabar logo com a história.

6- Héstia: Deusa Virgem do Lar – Qual personagem você levaria para casa?

Lana: Um dos personagens que durante a leitura eu quis ser amiga foi o Simon do livro Simon Vs. A Agenda Homo Sapiens, da autora Becky Albertalli. Por isto o levaria para casa com certeza, poderia até ser meu irmão se quisesse.  haha


 Maria: o Charlie de "As vantagens de ser invisível" com certeza seria um personagem ótimo de se ter por perto! Sabe aquela pessoa que intende tudo o que você sente? Seria ele!

7- Afrodite: Deusa do Amor e da Sensualidade – Um livro que você se apaixonou?

Lana: Um livro que me apaixonei de primeira foi, a obra Uma Razão Para Respirar, da autora, e minha inspiração Rebbeca Donavan. Inclusive quero muito reler esta trilogia. 

 Maria: tem que escolher um só?! Já me apaixonei por tantos livros... mas vou citar minha paixão mais recente: "Todas as constelações do amor" da Lydia Netzer.

8- Apolo: Deus do Sol e da Arte – Um personagem artista? 

Lana: Bom, não me lembro de ter lido nenhum livro em que o personagem fosse artista. No entanto o personagem Owen Gentry do livro Confesse, da autora Colleen Hoover, que eu ainda não li e pintor, e que se encaixa perfeitamente nesta categoria.  

 Maria: a pequena Fanette de "Ninfeias negras" do Michel Bussi, além de estudante, ela é pintora.


9- Ártemis: Deusa Virgem da Caça – O livro que te levou a grandes aventuras?

Lana: O livro Caixa de Pássaros, do autor Josh Malerman, no qual queria muito ler a obra, mas estava com muito receio. No entanto acabei pegando emprestado o livro com uma amiga, e acabou que a estória me surpreendeu em todos os sentidos.
Foto: Skoob
 Maria: a história de sobrevivência da "A Montanha" da Lori Lansens com certeza é a aventura mais marcante que eu já li. Uma aventura não só através de uma montanha, mas uma aventura pela vida!



10- Ares: Deus da Guerra - Um livro ou personagem que te deixou com ódio?

Lana: O personagem Warner do livro Estilhaça-me, da autora Tahereh Mafi, entretanto confesso que foi uma relação de amor e ódio.

 Maria: o pai do Arthur de "A Senhora de Wildfell Hall" da Anne Brontë. Que homem desprezível!

11- Atena: Deusa Virgem da Sabedoria - Um personagem que te inspira?

Lana: A primeira personagem me que me inspirou foi Lake, do livro Métrica, da autora Colleen Hoover. Mas, atualmente vários outros personagens já me inspiraram. 

 Maria: Dom Pino, o padre Pino Puglisi de "O que o inferno não é" do Alessandro D'Avenia é com certeza um personagem extremamente inspirador, daqueles que nos faz ter vontade de mudar o mundo!


12- Dionísio: Deus do Vinho e das Festas - Qual foi a sua maior ressaca literária?

Lana: Minha maior ressaca literária se trata do livro Raio de Sol, da autora Kim Holdem, surgiram lágrimas até depois da leitura.

 Maria: pesquisando no arquivo do blog, vi que falei sobre ressaca literária duas vezes. A segunda foi na resenha de “Eu me ofereço! Um tributo a Stephen King”, que foi um livro que me fez voltar a ter ânimo de ler depois de quatro leituras bem fraquinhas, e acho que não é isso que a pergunta pede. A primeira vez, foi na resenha de "Ser Clara", onde eu falava sobre o quanto meu coração ficou arrebatado ao ler "Ser Clara" logo depois de ler o mega intenso "Julieta Imortal" da Stacey Jay. Então, acho que minha resposta é "Julieta Imortal".

13- Hefesto: Deus do Ferro e do Fogo (Ferreiro dos Deuses) - Um livro que tenha ferro ou fogo na capa?

Lana: Infelizmente ainda não li a série, mas possuo os dois últimos livros da série Trono de Vidro, por isto para esta categoria escolho o título Império de Tempestades - Tomo1, da autora Sarah J. Mass

 Maria: é fogo esse negócio na capa de Golem e o Gênio da Darkside, né? Aliás, pense num livro que está no topo da minha lista de desejados! Tomara que na Black Friday esteja com um preço bom.




14- Hermes: Deus do Comércio (Mensageiro dos Deuses) - Um livro que você não compraria ou se arrependeu de ter comprado?

Lana: Por não gostar muito do gênero, talvez não comprasse livros com estórias de terror, pelo fato de que provavelmente eu não irei ler.


 Maria: me arrependo de ter comprado "Chá de Sumiço" da Marian Keyes, porque eu já tinha comprado um exemplar usado no sebo, aí vi o livro numa promoção e comprei de novo, pensando que poderia vender um dos dois, mas até hoje não consegui vender o exemplar extra =[.

Os blogs/ canais indicados para responder a TAG:

Vocês leitores, gostaram de conferir nossas respostas referentes à TAG? Admito que esta foi uma experiência muito agradável. Deixem nos comentários o que acharam, ou se já leram alguns dos livros citados, pois a opinião de vocês é sempre muito importante e bem vinda. 

Espero que tenham gostado, e por hoje é só.

Até o próximo post.

Me acompanhe nas redes sociais:
Topo