Resenha: livro "Travessuras da menina má", Mario Vargas Llosa

     Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é "Travessuras da Menina Má", escrito pelo peruano Mario Vargas Llosa e publicado no Brasil pela editora Alfaguara.
     Mario Vargas Llosa é um escritor bastante conhecido e que já ganhou diversos prêmios, entre eles, o Nobel de Literatura em 2010. Esse foi um dos motivos que me levaram a ler "Travessuras da Menina Má". Outro motivo foi minha curiosidade para saber como o autor conseguiria contar uma história que se passa em um período de tempo tão grande (da década de 50 até a década de 90) e em tantas cidades.

Travessuras da Menina Má - Mario Vargas Llosa

     Quem narra a história é Ricardo Somocurcio. Na década de 50, quando ele era adolescente e morava em Lima (Peru), conheceu e se apaixonou por Lily, uma garota misteriosa e ousada. Os mistérios de Lily acabaram afastando os dois.
     Ricardo tinha como objetivo de vida morar em Paris. Correu atrás desse objetivo, conseguiu um emprego como intérprete e se fixou na Cidade Luz.
     "Ser intérprete me parecia uma profissão banal, mas também a que acarreta menos problemas morais para quem a exerce. E, além do mais, me permitia viajar, ganhar bastante bem e ter o tempo livre que quisesse." (página 119)
     Lá, por acaso, ele reencontrou Lily, seus sentimentos pela moça ressurgiram. Ela foi para Cuba e ele ficou em Paris. Depois de algum tempo ela retornou, totalmente mudada, casada, fingindo ser outra pessoa.
     Ricardo e Lily tiveram um caso até ela partir novamente, depois ela reapareceu, sumiu de novo, reapareceu, sumiu... por décadas foi assim. Algumas vezes Ricardo tentou ir atrás dela, em outras, ela é que o procurou.
     O amor de Ricardo nunca morreu, por mais que ele tentasse seguir em frente e deixar Lily no passado, quando ela aparecia ele não resistia. E ela pisava no pobre coração dele sem dó alguma, usava-o enquanto ele lhe era útil e depois o abandonava.
     Demorei algum tempo para me dar conta que o título do livro era "Travessuras da Menina Má", e não "Travessuras de Menina Má", o que faz uma diferença enorme. Lily não era uma menina qualquer, seu nome verdadeiro sequer era Lily, Menina Má era um apelido mais que apropriado.
     "(...) ela de fato conseguia me fazer viver sempre intranquilo, apreensivo com a ideia de que, um belo dia, da maneira mais inesperada, voltaria a aprontar e desapareceria sem se despedir." (página 239)
     Além de contar sobre o amor de Ricardo, o livro mostra um pouco da história do mundo, através das cidades em que as cenas do livro acontecem: as tentativas de revolução no Peru; Paris revolucionária na década de 60; os anos 70 com suas drogas, a cultura hippie e do amor livre em Londres; a Tóquio dos grandes mafiosos nos anos 80; e a Madri em transição política dos anos 90.
     "Eu pensava que, sem dúvida, no país em que nasci, e do qual me afastei de maneira cada dia mais irreversível, muitos homens e mulheres como ele, basicamente decentes, que ao longo de toda uma vida sonharam com um progresso econômico, social, cultural e político que fizesse do Peru uma sociedade moderna, próspera, democrática, com oportunidades abertas para todos,e agora se sentem cada vez mais frustrados, como o tio Ataúlfo, ao chegarem à velhice - à beira da morte - atônitos, perguntando-se por que nós retrocedíamos em vez de avançar, e agora estávamos pior - com mais contrastes, diferenças, violência e insegurança - do que quando começaram a viver." (página 241)

     "Travessuras da Menina Má" é um livro que eu recomendo, principalmente para quem procura um romance que foge do convencional. Mario Vargas Llosa me surpreendeu positivamente ao conseguir ir elevando o nível da história até o final, sem perder o ritmo em nenhuma década ou cidade. Fui gostando da história aos poucos e estava totalmente apaixonada no final. Todos os personagens são interessantes, bem construídos e inesquecíveis.
     Eu ficava ansiosa para saber quando e o que a Menina Má ia aprontar, até que ponto chegaria o amor de Ricardo e quais os motivos de Lily ser como era.
     "(...) já tinha passado por suficientes coisas na vida para saber que nada era impossível, que as coincidências e fatos mais extravagantes e inverossímeis podiam ocorrer quando aquela mulherzinha (...) estava envolvida na história." (página 248)

Livro, Travessuras da Menina Má, Mario Vargas Llosa, capa, resenha, trechos
     Sobre o autor:
Sinopse, contracapa, Travessuras da Menina Má, Mario Vargas Llosa, livro, resenha, trechos
Mario Vargas Llosa

     Sobre a diagramação: as folhas são amareladas, as margens e as letras tem um tamanho bom. Gostei da capa, ela tem a ver com o clima da história.

     Detalhes: 304 páginas, ISBN: 8573028084, Skoob, saiba mais sobre o livro e leia um trecho no site da editora. Onde comprar online: SubmarinoSaraiva.

     Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha.
     Alguém aí já leu "Travessuras da Menina Má"? Ou algum outro livro do Mario Vargas Llosa? Qual livro do autor vocês me indicam?

Me acompanhem nas redes sociais:
30 comentários via Blogger
comentários via Facebook

30 comentários

  1. Adorei a resenha! Nunca tinha ouvido falar do autor nem do livro. De cara (pela capa e título) nao pareceu um romance como descrito, mas nossa, interessei. Principalmente quando falou que é um romance fora do convencional ! E como eu procuro livros assim...
    Parabéns pela resenha! Ta muito boa!
    Bjs'
    Markus
    http://mundoemcartas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Markus, fico contente que tenha gostado, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  2. Não conhecia o livro, mas parece muito interessante. Ainda mais pela parte que conta detalhes históricos.
    Beijos!
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paloma, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  3. Que romance lindo! Já assisti um filme parecido com essa história, onde a menina sempre "foge" do cara que a ama e ele vive pensando nela, o amor nunca morre e tals. Achei lindo. Se fosse comprar pela capa não compraria, achei a capa estranha, sei lá.

    www.nahboa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  4. Oi Maria!
    Não conhecia o autor nem o livro..! Fiquei curiosa pra saber como termina esse romance de tantos desencontros!
    Bjos!
    Karen
    http://www.bookadvisor.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karen, o final é bem interessante, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  5. Oi Mari, tudo bem?
    Adorei sua resenha! Eu tenho ouvido muito falar sobre o Vargas Liosa, mas não conhecia nenhuma obra dele.
    Fiquei bastante curiosa com travessuras da menina má, parece ser um livro bem interessante.
    Espero em breve ter também a oportunidade de ler algo do autor!

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maiara, fico contente que tenha gostado, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  6. Mari,
    Llosa é sempre uma perfeita leitura. Não é a toa que ele ganhou o Nobel de Literatura.
    Gosto muito de Tia Julia e o escrevinhador.
    Esse ainda não li. ( sempre achei que era travessuras de menina má e não "da".
    Mais um dele para lista.
    bjs.
    Luana
    www.blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  7. oi adorei a resenha
    acho que comprarei
    espero sua visitinha no meu blog
    http://garotadopoder1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mailla, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  8. Oii Maria! Tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas sua resenha fez com que eu me sentisse atraído por ele. Eu não gosto muito de romances, mas como você disse que este é um romance fora do comum acho que poderei gostar rsrs.
    Adorei seu blog!
    Abraços! =)
    http://enjoythelittllethingss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Guilherme, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  9. a questão é: lily vai ficar com ele????? xDD

    http://taycomarte.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tay, isso só lendo para saber :P , obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  10. Esse livro me chamou muita atenção, primeiro pelo título e depois pelo fato de ser romance e falar de uma menina jovem.Beijos

    www.brendacaroline.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Brenda, uma menina eternamente jovem, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  11. Esse livro parece ser muito intrigante e a capa é super misteriosa né?! Queria saber o final, porque ela sempre tem de mudar de "vida" e tal... A Paris nos anos 60 abrange histórias maravilhosas.

    Beijos,
    www.meianoiteequinze.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  12. não curto muito esse estilo de livro mas parece ser legal beijos
    já estou seguindo:)
    livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucas, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  13. Eu adoro a escrita do Llosa e "Travessuras da menina má" é um dos meus livros do coração. Acho incrível o panorama mundial que vai mudando ao longo dos anos e das viagens dos personagens. Fiquei com muita pena do Ricardito, mas convenhamos... ele é ingênuo pra caramba, né?
    bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michelle, também fiquei com pena dele, obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  14. Voilà!

    Que máximo! Adorei sua resenha, Mari!
    Este livraço dele aí, ainda não li, confesso. Lerei, urgentemente, agora, certeza. Obrigadão, por me conduzir a ele... Bravo! rs. Pois então, retribuo não com uma, mas sim, com duas ótimas indicações, dele, M.V.L, que eu adorei-as, okay?! Oquêi, lets bora... rs. "Pantaleão e as visitadoras", de 1975. É muuuito engraçada, essa sátira cheia de deboche e ironia inteligente. Só de pensar, no tragicômico, capitão Pantoja e suas peripécias, eu rio. Eheheh! O outro é: "Conversa na catedral", de 1969. Que livro!
    Vários romances num só: Vargas Llosa – apetite pela totalidade. Ídolo!

    Fique feliz e tranquila, Nobilíssima...

    Dartanghan Éluard.

    P.S.: Lia também, quando puder, "A Trégua", de 1960. É a mais importante narrativa do escritor uruguaio Mario Benedetti (1920- ). Adorei, adoro! Adorarás.

    ResponderExcluir
  15. Adorei a sua resenha!Uma amiga me emprestou este livro,porém não tive tempo de ler...fiquei super curiosa e ansiosa para realizar a leitura!Parabéns!

    Jeniffer
    Abs,

    ResponderExcluir
  16. Adorei o livro, no decorrer da história viajamos por diversos países, a ingenuidade do eterno apaixonado... oh! relutei no decorrer da leitura pelo amor doentio de Ricardito por Lily, modo de pensar de cada leitor. Ótima leitura.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo