Primeiras impressões: livro "Fugitivos", Carlos Barros

 Olá pessoal, tudo bem? Algum tempo atrás, recebi um e-mail da Letícia Iarossi com um convite para ler um trecho do livro Fugitivos, escrito pelo mineiro Carlos Barros, e postar minhas primeiras impressões sobre a obra no blog. Como já havia visto uma resenha bastante positiva sobre ele, decidi participar, mas o tempo foi passando, várias coisas acontecendo e o prazo para postar minhas primeiras impressões estava terminando. Por isso, ontem decidi dar uma olhada no primeiro capítulos e ver se a história parecia interessante. Se parecesse, eu continuaria lendo e faria o post, se não, deixaria para lá. Resultado: não consegui parar de ler até chegar na última página recebida!

 Fugitivos é narrado em terceira pessoa e conta a história de alguns adolescentes. O primeiro deles é Caio, que perdeu os pais de forma trágica aos 15 anos. A tragédia o deixou órfão e com marcas pelo corpo. Ele saiu do Rio de Janeiro e foi morar em Belo Horizonte, com a avó. Lá, na banda de jornais da avó, Dona Teresa, ele conheceu Jonas, um garoto de 11 anos, que gostava de quadrinhos da mesma forma que ele. Ao encontrar Jonas, ele tentou sair de seu estado de luto pela primeira vez e se permitir um pouco de diversão. Fernanda era a irmã mais velha de Jonas, e ela e Caio logo se encontraram.

 Aos 15 anos, Fernanda fazia o possível para proteger o irmão mais novo das maldades do pai, que era um carrasco dentro de casa, transformando a vida dos irmãos num inferno. Quando conheceu Caio, alguma coisa mudou dentro dela, fazendo com que a garota quisesse estar perto dele.

 Na Banca de Dona Teresa, trabalhava Gabriel. Aos 17 anos, ele não tinha mãe, o pai estava preso, o irmão mais velho não seguia por um bom caminho, de forma que era Gabriel que fazia o papel de pai e mãe para Bianca, sua irmã de apenas 5 anos. Ele a levava para todo lugar e sempre cuidava dela.

 "Fernanda colocou a mão na boca, com os olhos molhados, sem acreditar no que estava acontecendo com ela. Naquela manhã, quando desceu do morro, desceu diferente. Não tinha mais segurança no que pensava ou no que queria fazer. Não tinha mais certeza de nada na sua vida, a não ser que queria reencontrar aquele menino para descobrir se havia se apaixonado por ele durante as conversas com Teresa ou quando o abraçou debaixo da árvore."

 Não demorou muito para que o caminho dos 5 se cruzasse, Caio e seu luto, Fernanda e Jonas e seus problemas com o pai, Gabriel e Bianca tentando formar uma família normal. Eu li apenas 7 capítulos da história, 169 páginas, mas já estou completamente encantada pela trama. Já ri, já fiquei revoltada, já me emocionei. E só pelos 7 primeiros capítulos, eu já recomendaria a leitura!

 A escrita do autor é ótima, amei a forma como ele foi introduzindo os personagens na história, contando sobre os desafios de cada um conforme eles iam se juntando. Suas descrições dos cenários me faziam sentir como se estivesse vendo um filme. Mas foram os personagens que mais me encantaram! Jonas é super divertido, engraçado. Bianca é a menina mais fofa do mundo! O cuidado que Gabriel tem com a irmã em meio a toda a desestruturação da família é lindo. Fernanda também cuida de Jonas, mas de uma forma diferente, acho que ela precisa ser ainda mais forte. Força que Caio precisa aprender a ter para se recuperar fisicamente e emocionalmente, e é interessante observar que ele não perdeu a ternura diante da tragédia. Dona Tereza também merece ser mencionada, uma avó maravilhosa!

 "Caio achou graça na determinação que ela tinha em protegê-lo. Mesmo sabendo que não podia fazer algo, ela não desistia e nem recuava. Ela era forte e parecia não ter medo de ninguém. Ele amava isso nela."

 "A rodoviária ficava no bairro Centro, local de prédios altos e ruas de trânsito intenso. As duas mulheres ficaram no banco de trás do táxi, e Caio no banco ao lado do motorista. Ele abriu a janela e deixou o vento entrar, sentindo o ar quente que subia do asfalto e o cheiro de óleo derramado pelos motores dos carros. Tentava disfarçar, mas sentia medo por não ter mais a segurança do que era familiar. Não podia esconder o rosto em sua almofada, nem se deitar em sua cama. Até a roupa que vestia não era sua. Queria sair correndo, voltar para casa, abrir a porta e abraçar seus pais. Queria contar como era ruim aquele pesadelo e ouvir de resposta que não tinha problema, que logo ele iria acabar e tudo voltaria ao normal. Caio fechou os olhos e se esforçou para não chorar. Ficou assim, sentindo o balançar do carro, até chegar ao seu destino." 

 "– Beleza! Vou gostar. O Trigue também vai querer voltar.
 – Esse seu tigre gosta de todo mundo, não dá para confiar.
 Bianca sorriu e apertou a almofada com força."

 Eu quero muito poder ler o restante do livro! Pelo que li na sinopse, a história vai seguir por caminhos bem maiores do que vi até aqui, mas só pelo que já li, por mais estranho que pareça, eu confio no autor. Acredito que ele vá manter o encanto da trama, os personagens continuarão sendo fortes quando precisarem e divertidos quando puderem, e se precisarem de ajuda, encontrarão forças no amor que sentem pelo irmão, pela irmã ou pelos pais que já se foram. Com certeza, Fugitivos será um dos melhores livros do ano!


livro, Fugitivos, Carlos Barros, giostri, sinopse, quote
Sinopse: De onde vem a amizade? O que é necessário para se ter uma vida melhor? Caio, um carioca de 15 anos, perdeu os pais em uma tragédia e foi morar com a avó em Belo Horizonte. Traumatizado pelo incidente que vitimou sua família, ele não tem mais desejo de retomar sua vida. Até que conhece Fernanda, uma menina de 15 anos, que protege o irmão Jonas, de 11 anos, do temperamento violento do pai. Ao mesmo tempo, Caio fica amigo de Gabriel, um rapaz de 17 anos, e Bianca, a irmã de 5 anos. Os dois perderam a mãe, por ela ser viciada e ter sofrido uma overdose, e o pai está preso. Ficam sob a tutela da Justiça e do irmão mais velho, de 20 anos, que apoia o pai em planos escusos para melhorarem de vida. Em Fugitivos, acompanhamos o amor nascer entre Caio e Fernanda, sentimento que será o catalisador de uma briga que colocará em risco a segurança dos dois, e a força da amizade que surge entre os cinco jovens, de forma tão intensa que o drama de cada um deixa de ser individual e passa a ser de todos. No momento em que suas histórias se misturam, eles precisam fugir para salvarem suas vidas. Nessa corrida emocionante, que atravessa os estados de Minas Gerais, Bahia, Alagoas e Pernambuco, mais de dois mil quilômetros, iremos descobrir seus sonhos, seus medos, suas tristezas e suas alegrias, tudo envolto por muito suspense, perigo, romance e reviravoltas surpreendentes.
 Nas redes sociais: TwitterFacebookInstagram, SiteSkoob (ISBN-13: 9781500257415, 634 páginas, Editora Giostri).

Fugitivos, Carlos Barros
Biografia: Carlos Barros cresceu na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. Quando concluiu o Ensino Complementar, impulsionado pela vontade de conhecer novos lugares, decidiu ingressar na faculdade de Ciências e Tecnologia de Lisboa, Portugal, onde escreveu pequenos contos de ficção, narrativas sobre obras de arte e artigos para o jornal acadêmico. Permaneceu no país por 5 anos, período em que fez praticamente de tudo para conseguir sobreviver e pagar seus livros, desde redações pagas por colegas de sala, monitor colegial, garçom e desenvolvedor de sistemas de informática. Foi nessa última profissão que conseguiu um sustento maior. De volta ao Brasil, ingressou em uma grande empresa de Belo Horizonte e prosseguiu com uma carreira voltada para a tecnologia, onde chegou a ganhar o prêmio iBest de melhor site do país. Entretanto, as histórias de ficção, que povoavam sua mente desde a época colegial, nunca deixaram de crescer. Em 2015, finalizou seu primeiro romance: Fugitivos.
 Nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram.

evento, lançamento, livro, Fugitivos, Carlos Barros

 Por hoje é só; espero que vocês tenham gostado do post. Se você é um dos blogueiros que também recebeu os primeiros primeiros capítulos do livro mas ainda não leu, leia e também fique encantado e ansioso pelo livro. Se você ainda não conhecia Fugitivos, tenha certeza que ainda vai ouvir falarem muito sobre ele!

 ♥ Participe das promoções do blog:
 -  Sorteio: concorra a 3 livros da Editora Agir - HarperCollins Brasil 
 - Promoção de aniversário do blog Livros Românticos e concorra a 5 kits de livros

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.
13 comentários via Blogger
comentários via Facebook

13 comentários

  1. Bom, o livro realmente parece interessante, fiquei interessada, acho maldade as primeiras impressões do livro quando curtimos muito, o gosto de quero mais acaba comigo :D

    ResponderExcluir
  2. Oii, quero muito ler o livro do Carlos, não vejo a hora de compra-lo e lê-lo.

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii!
    Eu conheci o Carlos pouco tempo atrás, quando recebi marcadores autografados de um sorteio e já me instiguei desde os brindes. Ao saber mais sobre a história e ver que você adorou os capítulos que leu, me senti mais animada em fazer a leitura. Estou curiosa pelo livro e espero gostar dele tanto quanto você!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Mari, não conhecia o livro, mas gostei muito da história dos garotos e como vão se mesclando.
    Fiquei curiosa para ler e espero que você possa ler o restante logo.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro e seu post me deixou interessada, principalmente por ter escrito que possui bons personagens, coisa que aprecio muito. E que bom que prendeu você e te deixou interessada em ler o restante da história, isso é muito bom!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Tenho o livro e ainda não consegui ler, depois de saber sua opinião - e olha que de poucos capítulos - fiquei muito empolgada para ler logo a obra. Eu adorei a trama!
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  7. Oieee!
    Não conhecia o livto, mas gostei bastante da premissa e das suas primeiras impressões. Espero que po autor consiga continuar com os personagens fortes e eu adoro histórias com adolescentes. Tomara que você leia logo o livro todo e traga a resenha completa pra gente!
    Beijos

    Lumartinho.Blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. acho bem legal a capa do livro e gostei do que vc disse e olha que é só primeiras impressão, acho que vc gostar sim do resto ^^
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Mari.
    Eu tenho que ser sincera: não dava nada pelo livro até ler suas impressões... não sei porque.
    Da forma que você elogiou o autor, que é a coisa que eu mais busco ao ler algo sobre um livro, eu leria de boa e pelo visto não me decepcionaria.
    bjs bjs

    ResponderExcluir
  10. Poxa, o livro parece bem legal, pena que foi só uma degustação. Espero que vc receba logo o livro todo, pra poder saber mais sobre a história e resenhar pra gente. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi Marii!
    Q legal que gostou do livro!!
    Eu sempre vejo a galera falar deste livro por ai, mas confesso que nunca dei a devida atenção, parece ser uma boa leitura, daquelas que prende o leitor.
    Bjos!
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  12. um livro diferente de tudo q ja li !
    estou muito curiosa para ler, eu ainda n tinha ldo nada parecido, vou ler esse livro estou mt curiosa.

    ResponderExcluir
  13. Oi,
    Primeiras impressões de um obra que nos agrada tanto é meio que covardia né?
    Eu não leria o livro logo de cara, mas lendo suas primeiras impressões e sinopse o livro me chamou atenção e me deixou curiosa.
    Beijos Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo