Resenha: conto "Amor", Clarice Lispector #ProjetoClaricese

 Olá pessoal, tudo bom com vocês? Estou participando de mais um desafio literário em 2017, o "Clarice-se", criado pela Thainá, pela Júlia e pela Tayres, o desafio consiste na leitura e debate de um conto da autora Clarice Lispector por mês. Para participar também, é só entrar nesse grupo. Na imagem abaixo, estão listados cada conto e seu respectivo mês de leitura.


 "Ela apaziguara tão bem a vida, cuidara tanto para que esta não explodisse."

 O conto de janeiro se chama "Amor", e tem aproximadamente sete páginas. Nele, conhecemos Ana, uma mulher que vivia em prol da família e da casa, todo dia seguindo sempre a mesma rotina de cuidar dos filhos, do marido e da casa. Porém, Ana temia a tarde, aquelas horas em que parecia não haver mais nada que pudesse ser limpo ou arrumado, nada que precisasse dela para ser feito. Nessas horas, Ana saía, ia fazer compras ou levar roupas para costurar, qualquer coisa que evitasse um sentimento de vazio, uma inquietação interior.

 Mas numa dessas tardes, Ana veria algo que faria com que ela despertasse da "bolha" em que vivia, e que voltasse a pensar sobre a vida.

 "Sua juventude anterior parecia-lhe estranha como uma doença de vida. Dela havia aos poucos emergido para descobrir que também sem a felicidade se vivia: abolindo-a, encontrara uma legião de pessoas, antes invisíveis, que viviam como quem trabalha – com persistência, continuidade, alegria. O que sucedera a Ana antes de ter o lar estava para sempre fora de seu alcance: uma exaltação perturbada que tantas vezes se confundira com felicidade insuportável. Criara em troca algo enfim compreensível, uma vida de adulto. Assim ela o quisera e escolhera."

 Esse não foi o meu primeiro contato com a escrita da autora; dela, eu já havia lido "A hora da estrela" (clique para conferir a resenha). Num primeiro momento, a forma com que Ana vivia causou um incômodo em mim, pois eu sentia nitidamente que ela se enganava, que passava os seus dias sem de fato viver, mas aí vem o restante do conto e o confronto da protagonista com o mundo ao redor.

 O significado do conto não me foi cem por cento claro, há partes mais poéticas e de sentido figurado que talvez tenham um sentido diferente para cada um. Por outro lado, foi interessante ver o Rio de Janeiro de décadas passadas como cenário, com os bondes circulando pelas ruas, um meio de transporte que não faz parte da época e do lugar em que vivo.

 Foi uma boa experiência fazer essa leitura, e espero gostar também dos próximos contos que serão lidos no projeto. Me contem: já conheciam o desafio "Clarice-se", já leram "Amor" ou alguma outra obra da autora?

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl
14 comentários via Blogger
comentários via Facebook

14 comentários

  1. Muito lindo, nao é? Como a gente leva nossa vida sem olhar para o que é belo, sem pensar no outro, amei muito o conto, e poder participar do projeto
    Beijos floooor

    http://cariocadointerior.com.br/index.php/2017/01/30/projeto-clarice-se-amor/

    ResponderExcluir
  2. Caramba que projeto bacana, adorei e é uma ótima forma de conhecer mais a escrita da Clarice, adorei mesmo e o conto é lindo!

    www.memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Eu ainda não conhecia esse conto, assim como o projeto, mas gostei dessa ideia.
    Acredito que vou gostar da leitura, e achei interessante o final ser entendido por cada leitor.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  4. Oiii!!

    Que bacana esse projeto! Eu li pouca coisa da autora e fiquei animada para conhecer esse conto. Achei interessante a forma como ela consegue mexer de maneira unica com cada pessoa.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Olá. Mari. Tudo bem?

    Clarice é fantástica. Boa autora, boa escritora, contadora de histórias envolvente. Depressiva e eloquente.

    Belo projeto, parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Não há palavras para descrever Clarice. Ela foi maravilhosa no que fez e repercussão de suas obras na sociedade atual é a prova disso.

    ResponderExcluir
  7. Excelente projeto divulgando o trabalho de Clarice Lispector. Faz um bom tempo que não leio algo dela. Boas experiências para quem está no projeto! Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari!
    Não conheço muito da Clarice, mas certamente a escrita dela é maravilhosa pelos trechos inseridos da resenha.
    Concordo com você sobre a Ana se enganar vivendo assim... e fiquei curiosa sobre o que fez o dia dela mudar.
    Vou conferir esse conto.
    Bj

    ResponderExcluir
  9. Oiee Mari, tudo bom? Tenho lido algumas resenhas sobre esse conto e adorei a sua! Já li alguns contos da Clarice e também A Hora da Estrela, que é maravilhoso. Ainda não li "Amor", mas agora estou bem curiosa!! Espero que tenha ainda ótimas experiências lendo seus contos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Não conhecia os contos da Clarice não, apesar do nome dela ser bem famosa. Queria muito participar do projeto, mas sou uma negação quando faço leitura programa hahaha Que bom que você gostou, espero que seja surpreendida também nos próximos.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Já tinha visto algumas postagens sobre o projeto e achei bem legal.
    Confesso que ainda não fiz a leitura de nenhuma das obras da Clarice e desconhecia o fato de ela ter escrito contos.
    Fico feliz em saber que foi surpreendida e estou ansiosa para saber mais sobre outras obras da autora através de suas impressões.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  12. Oiee ^^
    Eu já tinha visto sobre esse desafio antes, mas fiquei em dúvida se participava dele ou do Edgar Allan Poe, e acabei escolhendo o Poe. Quem sabe na próxima, Clarice :/ já li alguns trechos de obras dela, mas acho que nunca li nenhum conto. Tenho curiosidade, porém.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  13. Nunca li nada da autora, mas gostei do desafio, só não vou participar, pois já estaria perdendo um mês e por que não li nada dela ainda e tenho medo, mas ano que vem pretendo colocar como meta ler pelo menos um livro dela.
    Adorei a resenha, a premissa é muito interessante, acho que vale a pena tentar sim, com certeza vou anotar a dica.

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Eu ainda não conheço nada da Clarisse, mas sempre tive muita curiosidade. Fiquei bem curiosa com o conto Amor e quero saber como ela traz a questão poética.
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo