Resenha: livro "Devoção", Patti Smith

 Olá pessoal, tudo bem? Quem lembra do post que fiz me desafiando a ler 30 dos livros mais finos da minha estante em janeiro? Hoje venho trazer a resenha do primeiro que li: "Devoção", escrito pela Patti Smith e publicado no Brasil pela Companhia das Letras em 2018, numa edição exclusiva para a Tag Experiências Literárias que enviou a obra como um brinde para os seus associados em março do último ano.

Resenha, livro, Devoção, Patti Smith, Tag Livros

 "Por que escrevemos? Irrompe um coro.
 Por que não podemos somente viver." (página 124)

 "Devoção" é dividido em três partes. Na primeira, a autora relata uma de suas viagens à França e todos os elementos que foram servindo de inspiração para que ela escrevesse a segunda parte, que é um conto que dá nome à obra, e a terceira parte nos traz mais um pouco sobre a viagem e as reflexões da autora sobre o ato de escrever.

 "Meu editor francês organizou uma semana de eventos literários que incluem conversas com jornalistas sobre escrita. Meu caderno permanece intocado. Uma escritora que não escreve preparando-se para ir falar com jornalistas sobre escrita. Que sabichona, eu me repreendo." (página 16)

 Só pela sinopse, eu acreditava que Patti Smith falaria sobre o que lhe inspira e sobre sua rotina como escritora, mas ela faz algo além disso: ela nos mostra, nos deixa perceber, através do relato de sua viagem, como tudo foi servindo de inspiração para que uma história surgisse dentro dela. É impressionante como um filme que assistiu, um livro que estava lendo, uma apresentação de patinação que viu por acaso na TV, a observação das pessoas ao redor, as amoras que comeu antes de viajar, foram servindo de base para a trama do conto, e é delicioso ir encontrando essas referências ao longo da leitura de "Devoção".

 "Todos tinham medo naquele tempo, mesmo depois do fim da guerra, mas eu era só uma criança sem medo de nada." (página 58)

 Falando especificamente do conto, ele é protagonizado por uma garota que foi mandada pelos pais para viver com a tia em outro país por causa da guerra. Ela era apaixonada pela patinação e conheceria uma homem mais velho que prometeria ajudá-la a poder patinar sempre, não só nos meses em que o lago perto de casa estava congelado. Mas essa história, que conta com algumas cenas chocantes, teria um desenrolar angustiante e um desfecho trágico.

 "- Eu não cheguei a conhecer meus pais. Eles foram deportados da Estônia na primavera, para um campo de trabalho na Sibéria.
 - Por que motivo?
 - Não é necessário haver um motivo para tratar as pessoas como gado." (página 79)

 Acredito que seja uma daquelas narrativas que possa ter mais de uma interpretação, e a minha é a de uma história sobre a perda da inocência, os defeitos humanos, o afastamento do que mais se ama, sobre a solidão, a falta de uma família e de um país.

 "E me ocorre que os jovens quando dormem parecem lindos, e os velhos, como eu, parecem mortos." (página 34)

 Alguém aí já reviu um filme ou leu um livro e percebeu que a história não era exatamente como lembrava? Que parece que a nossa mente vai modificando nossa memória, e algumas lembranças não são tão precisas, algumas vezes até acrescentando coisas? Isso já aconteceu comigo, e é algo que a autora também comenta, uma das curiosidades da mente humana.

 "Devoção" foi o meu primeiro contato com a escrita da autora e foi uma leitura que gostei muito, um livro que li em uma tarde mas que me acrescentou muito e me fez ficar encantada com a escrita maravilhosa da autora, me deixando empolgada para ler "Só garotos", outro livro que tenho da Patti Smith (que também é uma cantora sensacional, se ainda não ouviu nenhuma de suas músicas, está perdendo tempo!).

 "Para mim, parecia que estávamos soltas no espaço, e isso me dava medo. Mas agora percebo que também foi um milagre. Desprovidas de passado, tínhamos apenas presente e futuro. Todos nós gostaríamos de acreditar que viemos apenas de nós mesmos, que cada gesto é todo nosso. Mas então descobrimos que nosso lugar é na história e no destino de uma longa fileira de criaturas que também podem ter desejado ser livres." (página 104)

Resenha, livro, Devocao, Patti-Smith, Tag-Livros, companhia-das-letras, sinopse, capa, foto, opiniao, trecho, blog-literario, petalas-de-liberdade-blog
Resenha, livro, Devocao, Patti-Smith, Tag-Livros, companhia-das-letras, sinopse, capa, foto, opiniao, trecho, blog-literario, petalas-de-liberdade-blog

 A edição tem um tamanho de bolso, com uma capa com itens que tem a ver com a história, páginas amareladas, boa revisão, algumas fotografias e diagramação com letras, margens e espaçamento de bom tamanho.

 "A ideia de embarcar num avião sem um livro produz uma onde de pânico. O livro certo pode servir como uma espécie de docente, dando o tom ou até alterando o rumo de uma viagem." (página 17)

 Detalhes: 126 páginas, ISBN-13: 9788535930603, Skoob. O livro pode ser adquirido na loja da TAG.

 E essa foi minha experiência de leitura com "Devoção", uma leitura rápida mas muito marcante e inspiradora, que recomendo com certeza, especialmente para quem tem vontade de ser escrever. Me contem: já leram ou querem ler algo da autora?

Devocao, Patti-Smith, Tag

 ♥ Trazendo uma atualização do meu desafio de ler #30livrosemjaneiro, na foto vocês podem ver as minhas 6 leituras feitas até agora: "Devoção", "Rir é o melhor remédio", "Por trás das grades", "Notas sobre ela", "Crenshaw" e "Branca de carvão" (os dois últimos também fazem parte da TBR da Maratona Literária de Verão). Tenho comentado sobre cada livro no Story Instagram e no Skoob, os links estão aí embaixo. Irei postando as resenhas aqui no blog, e talvez elas fiquem um pouco diferentes do padrão das resenhas habituais, mas espero que gostem. Para rever o post sobre o desafio, clique em: TBR para a Maratona Literária de Verão 2019 e 30 livros para ler em Janeiro #MLVAllStar.

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

8 comentários

  1. Oii, parece ser muito bom, quero muito ler, acho que me identifiquei em algumas coisas.Gostei da autora, ainda não li nada dela. Um livro rápido que parece ser muito gostoso de ler, sua resenha ficou linda *-*

    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  2. Que legal! parece ser muito bom!
    Beijos
    https://oneoffjulia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu não li nada da autora ainda, na verdade, nem conhecia este livro. Fiquei interessada e vou deixar o título anotado
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Tudo bem?!
    Eu não conhecia o livro. Para mim é novidade. Sua resenha ficou bem atraente. Salvei o título para dar uma olhada melhor depois.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eu não conhecia o livro, e fiquei com a sensação de que seria uma boa leitura, como você disse. Esse lado de que a personagem amadurece, e a vida vai tirando, ou colocando as coisas no lugar, é interessante. Obrigada pela dica!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  6. Oi Marijleite , sua linda, tudo bem?
    Achei bem diferente esse enredo, às vezes é bom sairmos de nossa zona de conforto e com isso nos surpreendermos. Mas confesso que não é algo que eu procuro agora, mas sei para quem indicar.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro, mas achei um enredo bem diferente, até pela forma como foi dividido. No entanto, confesso que não faz meu estilo de leitura. Não sou muito de ler não ficção e não sei se teria muita paciência com os relatos da viagem dela. Até fiquei curiosa para ler o conto, mas, mesmo assim, não sei se leria o livro.
    De qualquer forma, adorei a sua resenha e fico feliz que tenha gostado da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem? Eu vejo muito falar sobre Patti mas pra ser sincera eu nunca parei pra entender sobre as suas obras. Achei muito bacana o seu desafio e é uma forma bastante honesta de desencalhar um monte de obras, quem sabe funcione comigo também haha valeu pela dica.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo