Resenha: livro "Diário de uma bicicleta", Fabrício Maurício (por Isaac Zedecc)

Sinopse: O livro ajudará o leitor a compreender as suas batalhas e não desistir. Além de trazer lições de como apreciar até mesmo a sua queda. Nesta vida, tudo é parte de um aprendizado maior e Diário de uma bicicleta carrega essa mensagem em cada uma de suas linhas.
Com uma narrativa dinâmica e envolvente, que mistura realidade e fantasia, cada capítulo é independente. Podendo ser lido em sequência ou de acordo com o sentimento diário do leitor.
A leitura faz com que o leitor foque na batalha interior que travamos todos os dias entre querer e realmente fazer, o que nos impede e nos mantém distante de nossos objetivos reais.
A cada “passeio de bicicleta” torne-se responsável por sua vida e fortaleça sua autoestima, treinando-se para vencer e saber lidar com suas perdas.






 Pela segunda vez, resolvi-me aventurar no gênero Autoajuda, o qual eu tenho certo distanciamento e preconceito, e novamente o gênero me surpreendeu. No ano de 2014, li o livro “Mulheres Guerreiras” da Fátima Rosalina como minha primeira experiência no gênero... Acabei amando o livro e o mesmo se tornou o melhor do ano. Novamente, me aventurei na leitura de “Diário de uma bicicleta” e novamente me surpreendi, o livro conseguiu me cativar e acabou sendo uma da,s melhores leituras.  

 “Só pode alcançar o equilíbrio, aquele que está em movimento.”

 Vamos lá! O livro não tem uma história em si para contar, mas em 300 páginas mostra lições de vida de Nanci e sua bicicleta por lugares inspiradores. O livro se destaca pelo fato de podermos extrair lições de coisas que para nós são tão simples, como a descoberta de uma nova cachoeira na região. 

“(...) as sensações e paixões imateriais, independente de qualquer que sejam nossas crenças, vão estar sempre em algum lugar, em mim ou em você, e se formos determinados o bastante, eternizará ainda por muitas gerações!”

Um livro para ler em 30 dias, pois são 30 capítulos com historias e fatos diferentes. Ações que não sabemos ser verdadeiras ou falsas, mas temos certeza da carga emocional e verdadeira que cada uma delas contém. 

“Se fantasia ou realidade é menos importante. O que vale é saber que estou aprendendo. Especialmente aprendendo a aprender melhor!”

 Enfim, Nanci traz muitas histórias inspiradoras, e o livro cumpre o seu papel de direcionar o leitor há uma trilha, e deixar com ele a decisão de segui-la ou não.  A edição está fantástica, com imagens no inicio de cada capitulo, o livro com as folhas em forma de diário e a capa está maravilhosa.

 Espero que tenham gostado :) 
Postado originalmente aqui.


0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo