segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Resenha: livro "A Formatura", Joelle Charbonneau

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje venho comentar minha experiência de leitura com o livro "A Formatura", terceiro volume da trilogia distópica "O Teste", escrito pela Joelle Charbonneau e publicado pela Única Editora em 2014.

Resenha, livro, A-Formatura, Joelle-Charbonneau, unica-editora, diagramação, trecho, fotos, capa, opiniao, blog-literario, petalas-de-liberdade, distopia, o-teste

 Fazendo uma recapitulação dos livros anteriores e evitando ao máximo os spoilers, a história se passa num futuro onde países foram devastados por guerras, em que foram usadas armas nucleares, causando a revolta da natureza. Onde antes era os Estados Unidos, fica a Comunidade Unida, cuja capital é Tosu City. Existem várias colônias, espécies de estados, onde pessoas vivem e trabalham pela restauração da terra.

 Cia Vale, a protagonista, era uma garota que sonhava em ir para a Universidade, onde poderia estudar e se tornar uma líder para ajudar ainda mais o seu país. Porém, para entrar na Universidade era preciso passar por um conjunto de provas chamado O Teste. Só que o Teste era muito mais cruel do que se poderia imaginar, e Cia não era mais a mesma garota sonhadora depois de ver tantos jovens brilhantes como ela sendo destruídos.

 Agora, aos dezessete anos, Cia tem um objetivo: acabar com o Teste. Para isso, ela precisará encontrar aliados, tarefa difícil num lugar onde é difícil saber quem é confiável, além de descobrir até onde é capaz de ir, quantos de seus princípios é capaz de abandonar, se quiser saber se o fim do Teste pode realmente trazer algo de bom para o seu país. "O Teste final é o mais mortal"!
"Quero acreditar que essa seja a verdade, mas a pressão que sinto crescer no peito enquanto olho a cidade em torno, forjada com esforço e esperança, me faz pensar se poderia haver outra verdade. Que, assim como os Sete Estágios da Guerra, e o período que se seguiu, a paz virá acompanhada de sacrifício e morte." (página 55)
 Talvez vocês saibam que a trilogia "O Teste" é a minha trilogia distópica favorita. E eu estava bem animada para ler esse último volume e saber como a jornada de Cia terminaria. "A Formatura" começa de onde o livro anterior, "Estudo Independente" parou, ou seja, já começa cheio de tensão, e continua assim por praticamente todo o livro. Mais uma vez, fui capturada pela história criada pela autora e me senti aflita com cada dificuldade que aparecia para a protagonista.

 Eu gostei do desfecho, mas nem tudo foi como eu imaginava. Acredito que aqui a narração em terceira pessoa impediu que algumas partes fossem melhor contadas. Algumas reviravoltas não ficaram totalmente claras para mim. Talvez, se houvessem mais alguns capítulos ou, quem sabe, um capítulo do ponto de vista de outro personagem, a trama ficasse melhor. Não entendi todos os objetivos do doutor Barnes, o dirigente do Teste, nem da presidente Collindar. Queria saber mais sobre o que tinha para ser dito numa mensagem que a Cia não pôde ouvir até o final, assim como conhecer melhor alguns personagens citados. E o final?! Bem, o final é sim o fim de um ciclo para Cia, mas é o começo de outro, onde há inúmeras possibilidades para a Comunidade Unida, e eu queria um epílogo.

 Por outro lado, "A Formatura" é um livro que nos faz pensar bastante se os fins justificam os meios. Foi interessante ver como a Cia se guiava (durante toda a trilogia) pelo que havia aprendido com o pai, não deixando de lado sua essência. Preciso mencionar também o Tomas, um personagem muito querido e que tem destaque nesse volume, além do fato de muitas informações sobre as guerras que levaram a sociedade até aquele ponto finalmente serem reveladas.
"Fecho os olhos, enquanto sou tomada por sensações: alívio porque Zeen vai ajudar; orgulho, porque parou de falar comigo como se eu fosse uma criança; e tristeza, por faze-lo prometer matar uma pessoa." (página 211)
Resenha, livro, A-Formatura, Joelle-Charbonneau, unica-editora, diagramação, trecho, fotos, capa, opiniao, blog-literario, petalas-de-liberdade, distopia, o-teste
Resenha, livro, A-Formatura, Joelle-Charbonneau, unica-editora, diagramação, trecho, fotos, capa, opiniao, blog-literario, petalas-de-liberdade, distopia, o-teste
Resenha, livro, A-Formatura, Joelle-Charbonneau, unica-editora, diagramação, trecho, fotos, capa, opiniao, blog-literario, petalas-de-liberdade, distopia, o-teste

  A Única fez um bom trabalho em "A Formatura", a imagem da capa tem tudo a ver com a história, assim como as cores escolhidas. As páginas são amareladas, a revisão está boa, a diagramação traz letras, margens e espaçamento de bom tamanho.
"Apesar da sua vontade em ver o Teste terminado, acima de tudo ele quer ir para casa. Esquecer. Compreendo esse desejo, mas não existe esquecimento para o que vimos e fizemos. A única maneira de viver com nossas ações é acabar com o que as causou. Ou morrer tentando." (página 189)
 Enfim, recomendo "A Formatura" e a trilogia "O Teste" (pois acredito que seja melhor lê-la em ordem) para quem procura uma distopia onde a personagem feminina é a líder e precisa ser forte e inteligente, e onde o romance passa longe de ser o foco. Prepare-se para cenas bem chocantes, que mostram até onde o ser humano é capaz  de ir na busca por poder. Como dica final, sugiro que a leitura dos três volumes seja feita com o menor espaço de tempo possível entre um livro e outro, pois como demorei mais de um ano entre a leitura do segundo e do terceiro, já havia esquecido algumas coisas. "A Formatura" poderia ser ainda melhor, mas continuo sendo fã da autora e da sua incrível e maravilhosa Malencia Vale!

Detalhes: 320 páginas, ISBN-13: 9788567028477, Skoobresenha do livro 1 "O Teste",  resenha do livro 2 "Estudo Independente". Onde comprar online: Submarino, Saraiva.

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já conheciam o livro ou a autora? Alguém aí já leu toda a trilogia? O que achou?

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

6 comentários:

  1. Oi Mari,
    Leitura distópica definitivamente não é um dos meus gêneros favoritos. Para falar a verdade, passo bem longe... Nem em livro, nem em série. Poucos foram os filmes deste gênero que eu assisti e posso dizer que realmente gostei.
    Mesmo assim, obrigada por mais uma excelente resenha. Como sempre, aliás.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Faz tanto tempo que não leio uma distopia, sinto falta desse tipo de leitura que normalmente é eletrizante, adorei a dica, é sempre bom conhecer personagens femininos fortes que não precisam de mocinhos para salva-las!
    Amei a resenha.

    Beijos
    Dani Cruz
    blogemcomum.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ola,
    Não sou muito fã de leitura distópica, e também prefiro livros únicos, mas gosto de livros de personagens forte e inteligente, principalmente se for personagem feminina, goste da dica e Parabéns pela resenha!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mari!!
    Gostei muito da indicação dessa trilogia, acho que já ouvi falar dela, adoro distopias que tem personagens femininas fortes e decidas. Sem dúvida essa é uma excelente indicação.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  5. Oi,a capa desse livro está deslumbrante! 😍
    Adoro essa cor!

    Quanto a trilogia " O Teste",ainda não os li.
    Lembro que assim que o primeiro livro foi lançado,só se falava dessa distopia. E talvez por esse motivo,o valor estava bem elevado.
    E resolvi esperar.
    Talvez eu ainda leia a trilogia e o último livro " A Formatura".
    E goste tanto quanto você das aventuras da Cia Vale.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Tudo bem?
    Sempre fui curiosa pra ler essa série, vejo muitas pessoas dizendo o quão bom ela é, mas ainda não tive a oportunidade de lê-la. Adoro distopias e vejo que esta série é cheia de ação, aventura e reviravoltas. Adorei sua resenha, fiquei perdida em algumas partes, mas é porque ainda não li os outros livros, mas consegui entender o contexto da série.
    Amei, beijos.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados