Resenha: livro "Segredos de uma noite de verão", Lisa Kleypas

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Segredos de uma noite de verão", escrito pela Lisa Kleypas e publicado no Brasil pela Editora Arqueiro em 2015.

Segredos-de-uma-noite-de-verão, Lisa-Kleypas, Arqueiro, As-quatro-estacoes-do-amor, romance-de-epoca, resenha, trecho,

 A história é narrada em terceira pessoa e se passa em Londres, em 1843. Já era o final da temporada de bailes, e mais uma vez Annabelle Peyton não tinha conseguido um pretendente, ainda que fosse linda, de boa família e bem educada. O problema era a falta de dote, seu pai morreu há alguns anos e seu irmão Jerremy, o outro homem da casa, ainda estava na escola. Como na época as mulheres da classe de Annabelle não podiam trabalhar, a família precisava se virar com as economias que tinham e que estavam acabando. Em poucas semanas, ela completaria 25 anos, e seria considerada velha demais para mais uma temporada. Algo pelo que alguns homens torciam, pois poderiam convencê-la mais facilmente a se tornar uma amante para conseguir se manter. A situação era desesperadora!

 Mas Annabelle não era a única tomando chá de cadeira, sem ser tirada para dançar, naquela temporada. Em certo baile, ela reparou em três outras jovens: Lillian e Daisy (as irmãs Bowmans, vindas dos Estados Unidos, muito ricas, mas sem um título) e Evie (deixada de lados nos bailes por sua gagueira). As quatro começaram a conversar e resolveram se unir para conseguirem bons casamentos. Já que Annabelle era a mais velha, portanto, mais próxima de se tornar uma solteirona, ela seria a primeira a ser ajudada. As Bowmans lhe emprestariam roupas e joias para que ela parecesse mais bela (Annabelle não tinha sequer um sapato adequado para andar na grama), e iriam para as duas semanas de festa de final da temporada na propriedade de lorde Westcliff no campo, onde fariam o possível para que Annabelle fisgasse um nobre disponível.

 "Annabelle ficou olhando para a moça americana fingindo estar chocada.
 - Você é cruel - disse por fim.
 - Herdei isso da minha família. Os Bowmans são cruéis por natureza. Embora também possamos ser diabólicos quando a ocasião assim nos exige.
 Rindo, Annabelle se voltou para Evie, que as fitava com uma expressão desconcertada.
 - Evie - principiou com doçura -, até hoje sempre tentei fazer as coisas da forma certa. Mas não surtiu grandes resultados. Portanto, de agora em diante estou disposta a experimentar um método diferente..." (página 55)

 Poderia ser um ótimo plano, mas temos Simon Hunt nessa história, não que ele quisesse atrapalhar as garotas, mas Hunt também fazia parte do time que gostaria de ter Annabelle como amante. Um casamento entre eles não era a primeira opção, já que Simon era filho de um açougueiro, sem sangue nobre nem título, mas que aos 33 anos, havia se tornado muito rico ao investir em empresas que fabricavam equipamentos agrícolas, navios e locomotivas (ramo que estava em ascensão na época) possibilitando que ele estivesse em muitos dos eventos da aristocracia, além de ser amigo de Westcliff. Dois anos antes, Hunt e Annabelle trocaram um beijo, e desde então, ele sempre lhe pedia uma dança nos bailes, e ela nunca dizia sim.

 "Um homem podia ser perdoado por ser um emergente, desde que possuísse uma boa dose de cavalheirismo. No entanto, Simon Hunt não tinha. Não era possível travar conversas educadas com um homem que sempre dizia exatamente o que pensava, não importava quão pouco lisonjeiras ou censuráveis fosses suas opiniões." (página 20)

 Mas na propriedade de Westcliff, os dois acabariam ficando mais próximos, se conheceriam melhor e teriam que decidir se poderiam ficar juntos apesar da diferença de classes.

 Ler "Segredos de uma noite de verão" me fez lembrar o motivo de a Lisa Kleypas ser minha autora favorita de romances de época! É fascinante como ela consegue descrever bem as roupas e os cenários da época, misturando ficção com realidade, ao citar comidas, músicas, instituições como bancos e teatros; a gente acredita mesmo na ambientação da história. A sucessão de acontecimentos e os personagens também são pontos altos, um enredo bem desenvolvido e coeso.

 A situação de Annabelle é realmente desesperadora por causa da falta de dinheiro. É impossível não se comover com o que a família dela precisa passar. Imaginem tomar chá com o mínimo de açúcar possível, ir aos eventos com roupas remendadas e joias falsas! Annabelle não conhece outra vida além da que teve, não circulou por outros meios além da sociedade aristocrática, então, o casamento com um nobre é a única saída que encontra.

 Simon Hunt tem consciência de que, apesar de rico, continua sendo um plebeu. Ele não é nenhum santo, e eu confesso que gostaria de ter entendido melhor o momento em que ele decidiu que Annabelle poderia ser sua esposa e não somente sua amante.

 Falando em não ser santo, essa é outra característica dos personagens, eles são reais, com defeitos e qualidades. Armar para conseguir um casamento pode não ser uma atitude muito louvável, e a tímida Evie até reluta um pouco em aceitar participar do plano, mas por outro lado, ela quer viver, ser livre da tia que a maltrata. Lillian (protagonista do próximo livro) é uma força da natureza, determinada, esperta, jamais seria como uma dócil dama inglesa, e Daisy é super divertida, rendendo algumas das cenas mais engraçadas do livro: para fazer uma bola de couro para jogar sem que desconfiem, diz que está fazendo uma almofada (horrível!) para alfinetes, depois é só tirar os alfinetes e a bola está pronta (página 84), não se contenta por ser baixinha com seu pouco mais de metro e meio por sentir que as mulheres baixinhas são tratadas como crianças e quando ia fazer vestidos, ficava nas pontas dos pés, resultado: bainhas que precisavam ser refeitas (página 87).

 Uma das coisas que mais gostei no livro foi como ele aborda a amizade. Já li vários livros onde as personagens femininas se tornavam amigas por terem algum laço com um homem em comum, por exemplo, a mocinha do segundo livro se torna amiga da mulher do mocinho do primeiro, ou seja, elas se aproximavam por causa de um homem. Em "Segredos de uma noite de verão" isso não acontece (e parece que é do mesmo jeito nos próximos volumes). Haja ou que houver, cassem-se com quem for, Annabelle, Lillian, Daisy e Evie continuarão sendo amigas e leais umas às outras. Sempre darão um jeito de conversar e se divertir. No início do livro há varias cenas só delas, ondem se divertem por se divertirem, sem a necessidade de estarem pensando em romance. Também é interessante a amizade entre Hunt e Westcliff, o segundo parece um nobre meio esnobe e insensível inicialmente, mas mostra seu valor nos capítulos finais.

Segredos-de-uma-noite-de-verão, Lisa-Kleypas, Arqueiro, As-quatro-estacoes-do-amor, romance-de-epoca, resenha, trecho,
Segredos-de-uma-noite-de-verão, Lisa-Kleypas, Arqueiro, As-quatro-estacoes-do-amor, romance-de-epoca, resenha, trecho,

 A edição segue o padrão dos romances de época da Arqueiro, com uma capa em tons de rosa, páginas amareladas, boa revisão, diagramação com margens, espaçamento e letras de bom tamanho.

"Nos últimos anos, havia se tornado extremamente rico, tendo adquirido títulos majoritários em empresas que fabricavam equipamentos agrícolas, navios e locomotivas. Apesar do seu modo nada polido, Hunt era convidado para festas da alta sociedade, porque era demasiado rico para ser ignorado. Ele personificava a ameaça que as indústrias representavam para a centenária aristocracia britânica presa à propriedade agrícola." (páginas 20 e 21)

 Enfim, "Segredos de uma noite de verão" foi um livro que eu gostei muito e que recomendo, pela boa construção da história, por seu pano de fundo com o embate entre a aristocracia inglesa e a ascensão industrial, por trazer um romance bem desenvolvido e com algumas cenas quentes intensas mas não vulgares, falar de amizade e ainda ter cenas bem divertidas. As situações vividas pelos personagens no século dezenove ainda causam empatia e reconhecimento no leitor dos dias de hoje. Estou me segurando para não jogar todos os compromissos pro alto, me trancar no quarto com os próximos volumes da série "As quatro estações do amor" (cada um é sobre um casal) e só sair de lá quando chegar na última página. Como estratégia para não fazer isso, o segundo volume, "Era uma vez no outono", encontra-se ainda embalado no plástico, pois sei que a hora que abri-lo, vou querer espiar as primeiras páginas e aí, "Adeus vida, trabalho, blog...".

 Detalhes: 288 páginas, Skoob, ISBN-13: 9788580414271, leia um trecho. Curiosidade: essa série se passa alguns anos antes da série "Os Hathaways" (já resenhada aqui no blog), mas não é preciso ler uma para ler a outra. Clique e compre na Amazon:

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já leram ou querem ler algo da Lisa?

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:




29 comentários

  1. Amei sua resenha, destacou bem todos os pontos positivos e esse livro e essa série valem a pena por demais. Amo todos os livros dela, que tem capas lindas e histórias super envolventes. Simon e Annabelle me conquistaram <3

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem?!
    Não costumo ler livros de época. Conheço a escrita da autora e até gostei da última que eu fiz.
    Esse livro não li; então não posso falar sobre a histórias.
    Sua resenha está muito bem pontuada e dá para ter noção do que encontrar.
    Essas capas são lindas.

    Bjs.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Fiquei impressionada com essa ideia de temporada para não virarem solteironas.
    Gostei de saber que a autora consegue descrever com perfeição a época aristocrática que se passa o romance e ainda mistura ficção a realidade, inclusive com personagens críveis. O lado da amizade é outro ponto que a grada nesta trama, então essa é uma recomendação que anoto com muito gosto, quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Maria! Ainda não tive oportunidade de ler os livros da Lisa, mas acredito que começarei por esta série. O fato da autora abordar o período de declínio da aristocracia me chamou atenção, pois os demais romances de época que já li mostram apenas o lado mais ostentador da época. Também gostei de saber que os personagens amadurecem ao longos das páginas. É ótimo acompanhar essas mudanças. Obrigada pela resenha!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Eu conheço todos os livros dessa serie desde que foram lançados aqui no Brasil e como não sou chegado ao gênero não tenho muita curiosidade em iniciar essa serie, porem fico feliz que tenha curtido a obra, principalmente pelo que você comentou sobre a amizade e como ela é abordada na história

    ResponderExcluir
  6. Oi, Mari.
    Ainda não tive a oportunidade de ler os livros dessa série, mas já estão na lista de desejados há um bom tempo! Gosto muito de romances de época e adorei saber mais sobre essas amigas e sobre como a autora tratou a amizade delas!!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nenhum livro de época, mas esse parece ser muito bom! Gostei desse "clube" das quatro solteiras que se uniram para casar e que acabam se tornando verdadeiras amigas! Pelo que você escreveu, é possível se imaginar dentro da própria história, pela descrição feita por ela! O bom é que são quatro livros, então dá para se divertir bastante! Fiquei bem animada para lê-los!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mari!
    Adorei essa série, mas minha favorita continua sendo Os Hathaways! Acho que o terceiro volume (que fala de Evie) é o melhor de As Quatro Estações do Amor! Sinceramente, você devia ler logo para ler em seguida a nova série, que mostra um avanço no tempo e encontramos alguns personagens dessa série no futuro. rsrs
    bjos!
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tudo bom?

    Já ouvi falar dessa série anteriormente e sou muito curiosa sobre ela. Gostei de saber que teve uma boa construção na história e o romance ser bem desenvolvido, ando lendo alguns livros em que isso não está sendo bem colocado na história. Mas adorei a sua resenha e super compreendo essa de querer jogar tudo pro alto e ler os outros haha ♥

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oiii tudo bem??

    Acho maravilhosas as capas dessa autora, da vontade de ter na estante.
    Mas acabo achando enredo bem parecidos de todos romances de época, e por ela colocar cenas mais quentes fico na duvida se iria gostar. Fora que esse lance de diferença de classes está presente na maioria das histórias, mas fiquei curiosa em conhecer algo da autora.
    Penso em ler antes de falar que não gosto.
    Adorei sua resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  11. Eu concordo contigo, a melhor lembrança que tenho a cerca desse livro é a construção de amizade entre as mulheres. É muito bacana ver isso acontecendo para além da conexao por conta de vinculos masculinos. Adorei a resenha, me deu certa nostalgia dessa série.

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    Li esse livro ano passado em formato digital e adorei.
    Tanto é que que me comprometi comigo mesma a só ler os demais volumes quando tiver os livros físicos em mãos (gosto dos digitais, mas nada se compara aos físicos).
    Sua resenha me fez relembrar vários momentos e despertou minha curiosidade novamente sobre o que vai acontecer com as outras amigas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Essa série é maravilhosa. Lisa Kleypas nos encanta com seus personagens e essa família é adorável.
    Ler sua resenha me deu vontade reler a série e embarcar em cada romance.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?

    Ah Lisa Kleypas é rainha! Preciso terminar essa série, mas já li histórias dela e ela sabe escrever e descrever bem. Não fica uma coisa maçante, cansativa. Lendo sua resenha, deu saudade desse livro. Acho que vou reler e dar continuidade na série.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Essa série é maravilhosa! Esse livro foi meu primeiro contato com a escrita da autora e me encantou por dois motivos que você citou na resenha: o quanto os personagens são humanos e reais, têm qualidades e defeitos; e a amizade entre as meninas, sem ter um homem como elo. Além disso, achei bem legal que esse livro não traz a rivalidade entre mulheres, como acontece muitas vezes em romances.
    Adorei sua resenha e já te digo para se preparar, pois os próximos volumes são muito melhores. O quarto, em especial, é o meu favorito.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?
    Eu conheço a autora por meio de outros blogs e da própria editora, já li inúmeras resenhas e percebi que a Lisa é uma autora de mão cheia, de qualidade. Infelizmente esse não é um gênero que costumo ler, por isso repasso para as meninas do blog. Gostei da sua resenha, ficou organizada e completinha, parabéns!
    abraço!

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    Essa série tem as capas mais bonitas na minha opinião. A cada nova resenha que leio só intensifica minha vontade de fazer a leitura dessa série, já comecei a me planejar para ler nos próximos meses, sinto falta da escrita da Lisa e de seus personagens diferentes.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?
    Ainda não li os romances de época da Lisa, mas li um livro contemporâneo dela e gostei muito. Fiquei muito contente por você ter gostado desse livro e por saber que a autora foca na questão da amizade, acho isso muito positivo. Vou super anotar a dica e espero não me decepcionar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá
    Sou louca para ler algo da autora, por sempre ler elogios referente a escrita dela e sobre os personagens que ela cria. Lendo sua resenha fiquei mega curiosa para iniciar a série, achei a premissa mega interessante. Sou o tipo de leitora que compra vários livros pela capa e a capa desse é madavilhosa. Beijos !!!

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bom?
    Sou apaixonada pela escrita desta autora e por toda essa série muito amor, que assim como os Hathaways, ganhou meu coração. Fiquei feliz em relembrar um pouco o sentimento de ter lido este livro através de suas palavras e claro, em saber que gostou da leitura tanto quanto eu. Também amei a forma como a amizade foi abordada ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Olá, Mari

    Olha, vou ser bem honesta com você, eu detestei a Annabelle. Não me comovi nadica com a situação dela, então sim, é possível! Hahaha Achei a personagem mega interesseira e preconceituosa, a ponto de cogitar ter um amante a ficar com Simon. Honestamente eu torci para ela ficar sozinha e virar limpadora de chaminés! Hahahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Comecei a ler e não terminei, mas, sei que por ser da Lisa Kleypas tem uma grande vantagem de ser muito bom. Acabei de ler um dela e fiquei encantada. Preciso colocar essa série em dia!

    ResponderExcluir
  23. Olá, realmente está é uma das poucas autoras que conseguem traduzir bem a época em que se passa suas histórias. Não conhecia este romance, mas pela sua resenha. Creio que eu adoraria a leitura. Os personagens parecem que foram bem escritos e isso é muito necessário em um romance de época.

    ResponderExcluir
  24. Oiee Mari ^^
    Eu gosto bastante da série Os Hathaways, da Lisa, mas li o primeiro livro dessa série (esse mesminho) e não curti muito. Achei a abordagem da amizade muito bacana e linda, mas não consegui gostar dos protagonistas, e isso me desanimou muito para ler os outros livros da série. Fico feliz que tenha gostado, mas essa é uma série que eu desisti *-*
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  25. Ola!!
    Nossa, adoro romances de epoca, mas acredita que eu nao tive ainda a oportunidade de ler nenhum livro da Lisa ainda? Adorei a sua resenha, achei a série bem inteligente e espero poder ler em breve!

    beijos

    ResponderExcluir
  26. Me lembrou um Sex In The City de época. O enredo é interessante e acredito que se tiver oportunidade lerei. Gostei da resenha, está bem completa.

    ResponderExcluir
  27. Oii
    Eu adorei a capa desse livro, a imagem da moça abrindo as fitas do vestido... achei lindo! E achei muito interessante essa amizade entre as moças e como cada uma tem uma personalidade bem diferente, mas me parecem todas mulheres fortes e muito divertidas. Dica anotada, viu!

    http://anneandcia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. Oii Maria.
    Adoro essa série, muito mesmo. Esse livro não é o que mais gosto, mas ainda assim me apaixonei por todo esse charme do Simon e ainda torci para que a Annabelle quebrasse a cara kkk. Adoro todos os outros personagens secundários e a ambientação desses livros.
    Bjs Mary

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    Toda vez que leio a resenha desse livro me pergunto pq ainda não li, hahahaha
    Amo a história dele e o Simon, claro. Vou ver se agora nas férias dou uma atualizada.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo