TOP COMENTARISTA DE ABRIL

TOP COMENTARISTA DE ABRIL
Seu comentário pode te dar o livro "Ninfeias Negras", clique na imagem para saber como participar! E quanto mais você comentar, mais chances tem de ganhar!

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Resenha: livro "Extraordinário", R. J. Palacio

   Olá pessoal, tudo bem? Para finalizar o ano, nada melhor do que uma resenha de um livro que faz jus ao nome: "Extraordinário", da autora R. J. Palacio, publicado no Brasil pela editora Intrínseca.
livro, Extraordinário, R. J. Palácio, Intrínseca, resenha, trecho
   "Extraordinário" é dividido em partes, cada parte dividida em pequenos capítulos. A história é contada do ponto de vista de vários personagens.
   August Pullman, apelidado de Auggie, tem dez anos e, por causa de uma síndrome rara, nasceu com uma deformidade facial que o fez passar por diversas cirurgias. O fato de Auggie estar vivo é praticamente um milagre, depois de tantas intervenções cirúrgicas e tanto tempo no hospital. Mas Auggie sempre teve o apoio dos pais e de sua irmã, Via.
   Aos 10 anos, os pais de Auggie decidem que é a hora de tentar colocá-lo na escola, já que, até então, ele estudava em casa. Auggie é matriculado no quinto ano. Se já não é fácil ser um alundo novo, é ainda mais difícil ser um aluno novo com um rosto nada comum.
   "A questão é que, quando eu era pequeno, nunca me incomodava em conhecer outras crianças porque todas elas também eram pequenas. O legal de crianças pequenas é que elas não dizem coisas para tentar magoar você e, mesmo que às vezes façam isso, não sabem o que estão falando. Quando elas crescem, por outro lado... sabem muito bem o que estão dizendo." (página 27)
   Auggie sofre e precisa enfrentar o preconceito dos outros alunos e pais de alunos, pessoas que não aceitam que ele se aproxime pelo simples fato de ele ter um rosto diferente. Mas Auggie também consegue encontrar amizades verdadeiras e pessoas boas; mostrar o quanto ele é extraordinário no melhor sentido da palavra.
   "Quem diria que o fato de eu me sentar com o August Pullman no almoço teria tanta repercussão? As pessoas agem como se essa fosse a coisa mais esquisita do mundo. É estranho como as crianças podem ser estranhas.(...)
   Então simplesmente fui até lá e me sentei. Nada de mais. Queria que as pessoas parassem de tentar fazer parecer grande coisa.
   Ele é só um garoto. O garoto mais estranho que já vi, é verdade. Mas só um garoto." (página 127)
   Por ser contado por vários personagens, o livro nos mostra também o impacto que uma criança com necessidades especiais causa em uma família e em um grupo. Por exemplo, Via, a irmã mais velha de Auggie, teve que aprender desde muito pequena a resolver seus problemas sozinha e a não cobrar tanto de seus pais. Não foi fácil para uma garota tão nova viver sabendo que não seria a prioridade dos pais (e olha que os pais de Via e Auggie eram muito legais).
   "— Amo muito, muito o August — disse ela, baixinho. Ainda me lembro de seu sotaque, ela era brasileira e carregava nos erres. — Mas já tem muitos anjos cuidando dele, Via. E quero que você saiba que eu estou olhando por você. Certo, menina querida? Quero que saiba que você é o que mais me importa. Você é meu... — Ela olhou para o mar e abriu os braços, como se tentasse aplainar as ondas. — Você é tudo para mim. Entendeu, Via? Você é meu tudo.
   Eu entendi. E compreendi também por que ela disse que aquilo era segredo. Avós não deveriam ter favoritos. Todos sabem disso." (página 94)
   Venho criando uma tese de que a maioria dos livros pode ser resumida em um único trecho da história. Creio que o trecho que resume "Extraordinário" é esse pensamento do Justin, o namorado de Via:
   "não, não é tudo um acaso. se fosse, o universo nos abandonaria à própria sorte. e o universo não faz isso. ele cuida das suas criações mais frágeis de formas que não vemos. como com pais que amam cegamente. e uma irmã mais velha que se sente culpada por ser humana com relação a você. e um garotinho de voz grave que perdeu os amigos por sua causa. e até uma garota de cabelo rosa que carrega sua foto na carteira. talvez seja uma loteria, mas o universo deixa tudo certo no final. o universo cuida de todos os seus pássaros."
   Uma parte que me emocionou bastante foi quando August experimentou seu aparelho auditivo pela primeira vez. Recentemente passei por algo um pouquinho parecido: comecei a usar óculos, eu não estava muito contente com a ideia de usá-los e de saber que eu tinha um problema na visão. Mas nunca vou me esquecer da primeira vez que coloquei meus óculos. O mundo e as cores ficaram mais vivos. Eu fiquei sem voz na hora. Assim como August.
   "Como descrever o que ouvi quando o médico ligou meu aparelho auditivo? Ou o que não ouvi? É muito difícil encontrar as palavras. O mar não estava mais dentro da minha cabeça. Havia sumido. Dava para ouvir os sons como luzes brilhantes na minha mente. Foi como estar em um quarto em que uma das lâmpadas no teto queimou — você não percebe como está escuro, até que alguém troca a lâmpada e você fica, tipo:    “Uau, como está claro aqui!” Não sei se é aplicável, em termos de audição, a palavra “claro”, mas acho que sim, porque agora eu estava ouvindo claramente.
   — Que tal, Auggie? — perguntou o médico. — Consegue me ouvir bem?
   Olhei para ele e sorri, mas não respondi.
   — Querido, está ouvindo algo diferente? — disse a mamãe.
   — Não precisa gritar, mãe — falei e assenti, feliz.
   — Está ouvindo melhor? — indagou o otologista.
   — Não ouço mais aquele barulho — respondi. — Está tão silencioso nas minhas orelhas!
   — O ruído branco sumiu — disse ele, assentindo. Ele olhou para mim e piscou. — Eu falei que você ia gostar do que ouviria, August.
   Ele fez mais alguns ajustes no aparelho do ouvido esquerdo.
   — Está muito diferente, meu amor? — perguntou a mamãe.
   — Sim. — Assenti. — Está... mais leve." (página 221)
   Tem um trecho dito pelo diretor da escola de August com que eu concordo muito, a idade em que Auggie e seus colegas de escola estão é uma fase muito importante, a transição da infância para a adolescência. A mistura entre a inocência da infância e o conhecimento do mundo adulto.
   " (...) acho que tem mais a ver com essa idade específica que têm agora, este momento especial na vida de vocês, que ainda me emociona, mesmo vinte anos depois de eu ter sido um aluno com essa idade. Porque vocês estão no limite, crianças, na fronteira entre a infância e tudo o que vem depois. Estão em transição." (página 301)
   Uma coisa que me encantou em August foi a capacidade que ele tem de conquistar as pessoas, de fazer com que elas se apaixonem por ele quando leem sua história (no caso dos leitores) ou quando quebram a barreira do preconceito e se aproximam dele (no caso dos personagens).
   August poderia ser um menino triste e que se faz de vítima por causa de sua diferença; mas não, ele é corajoso, bom, inteligente, bem humorado... é impossível não se encantar por ele, não admirá-lo, torcer por ele e querer ajudá-lo.
   Mais uma coisa que quero comentar: em "Extraordinário" é citado o livro "Diário de um banana" (o primeiro que resenhei no blog), achei isso bem legal.
capa, livro, Extraordinário, R. J. Palácio, Intrínseca, resenha, trecho, resumo, preconceito
contracapa, livro, Extraordinário, R. J. Palácio, Intrínseca, resenha, trecho
   Sobre a parte visual/gráfica do livro: as folhas são amareladas, o tamanho das letras e das margens é bom. Achei a capa muito bonita, recentemente foi lançada uma segunda edição com a capa azul, mas eu prefiro essa.
   Para finalizar a resenha, ressalto que "Extraordinário" aborda assuntos tão importantes como preconceito e aceitação com uma linguagem muito fácil de ser compreendida e de uma forma muito real e sincera. É um livro encantador, super recomendado para todas as idades na minha opinião.
   "Extraordinário" mostra que não há problema algum em ser diferente e em perceber que alguém é diferente, a questão é o que você faz a partir daí.
   Uma ideia bastante defendida no livro é a da gentileza. De que devemos ser o mais gentis possíveis, que é assim que as coisas melhoram, e é isso que creio que podemos usar para esse novo ano que vai começar. Que nos esforcemos para ser o melhor que pudermos para o mundo.
   Quem quiser saber mais sobre o livro, personagens ou sobre a autora, é só visitar o site: www.intrinseca.com.br/extraordinario, recomendo que leiam a parte dos preceitos no site, eles tem tudo a ver com a história e são frases inspiradoras.
   Detalhes: ISBN: 9788580573015, 320 páginas, página do livro no Skoob. Onde comprar online: Saraiva (por apenas R$15,90), Submarino.
   Por hoje é só. Espero que vocês tenham gostado da resenha. Quem já leu o livro?
   Hoje termina a votação para o Blog do Ano, provavelmente na próxima semana liberarei o resultado.
   Obrigada por fazerem parte do Pétalas de Liberdade em 2013. Que possamos continuar juntos em 2014.
   Desde já, feliz ano novo!
Me acompanhem nas redes sociais:
twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| InstagramFlickrLivraria Pétalas de Liberdade. 

sábado, 28 de dezembro de 2013

Participe do livro Utopia - contos fantásticos

   Olá pessoal, tudo bem? Hoje trago mais uma novidade da Andross Editora para vocês:

Até 28 de fevereiro de 2014, a Andross Editora estará recebendo contos fantásticos para publicação no livro “Utopia”.
A Andross Editora está recebendo contos de novos escritores para publicação no livro “Utopia”, a ser lançado no segundo semestre de 2014 no evento Livros em Pauta. Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 28 de fevereiro de 2014. 


Alex Mir
Tudo o que o que estiver relacionado a fantasia, seja ela totalmente fora do que conhecemos ou que faça parte do realismo fantástico, será avaliado”, disse Alex Mir, o organizador do livro. “O que vale mesmo é a criatividade!”, completa
 SINOPSE DO LIVRO: Existe um lugar no universo onde as coisas são diferentes do que conhecemos. Nele, a fantasia impera de maneira surreal, de forma que criaturas antagônicas e quiméricas coexistam naturalmente e incidentes sobrenaturais façam parte do cotidiano. Entretanto, esse ideal de perfeição pode não ser assim tão harmônico. Conheça UTOPIA, onde o extraordinário é comum.” 

SERVIÇO: 
Livro:Utopia - Contos fantásticos” 
Organização: Alex Mir
Envio do texto: até 28/02/2014 
Lançamento: Segundo semestre de 2014 (no evento Livros Em Pauta
Regulamento: no site www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora

Me acompanhem nas redes sociais:
twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| InstagramFlickrLivraria Pétalas de Liberdade. 

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Caixa de correio: livros de novembro

   Olá pessoal, tudo bem? E aí, como passaram o Natal? O meu foi bom, e meu aniversário também, mas outro dia conto mais sobre isso. Hoje vim mostrar a minha caixa de correio de novembro, fui deixando para depois e quase que o post só saía ano que vem.
   Em novembro foram muitos livros, sete no total. Como a maioria foi emprestada e já devolvi, não consegui fotografar todos juntos.
Livros, novembro, Extraordinário, Julieta Imortal, Ser Clara
   "Extraordinário", autora: R. J. Palacio, Editora Intrínseca, ISBN: 9788580573015, 320 páginas. Onde comprar online: ExtraPontofrio (está por apenas R$14,90, aproveitem!).
   Peguei "Extraordinário" emprestado, já li e devolvi; será a próxima resenha do blog. Realmente é um livro extraordinário.
Extraordinário, R. J. Palacio, Editora Intrínseca, livro, capa, sinopse
   Sinopse: "August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.
   Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor. "

   "Julieta Imortal", autora: Stacey Jay, Editora Novo Conceito, ISBN: 9788563219572, 237 páginas. Onde comprar online: AmericanasPontofrio.
   Peguei "Julieta Imortal" emprestado no book tour promovido pela Ana do blog Garota Ociosa. Muito obrigada Ana! Já li e resenharei em breve, é apaixonante.
Julieta Imortal, Stacey Jay, Editora Novo Conceito, livro, capa, sinopse
   Sinopse: "Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz. Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano. Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará de tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela."

   "Ser Clara", autora: Janaina Rico, Pedro & João editores, ISBN: 9788599803738, 288 páginas. Onde comprar online: SubmarinoAmericanas
   Fazia tempo que queria ler esse livro, peguei emprestado, já li e devolvi e resenharei em breve. É super divertido.
Ser Clara, Janaina Rico, Pedro & João editores, capa, livro, sinopse
   Sinopse: "Clara é uma jovem brasiliense, de 27 anos, que está envolvida com os preparativos do casamento de sua melhor amiga, Laura. Durante a festa conhece um médico rico e famoso, o homem dos sonhos de qualquer mulher. Porém, acaba se envolvendo com um colega de adolescência. Mal sabe ela os obstáculos que viverá pela frente, tais como uma sogra desesperada e até mesmo tentativas de assassinato, até que consiga decidir o que quer da vida. 
Trata-se de um livro de linguagem simples e atual, que descreve o cotidiano, os sonhos e as aventuras de uma mulher vivendo entre a realização de uma vida independente e o desejo de conhecer e viver um grande amor. 
Clara, Laura, João Thomas, Léo são personagens que encontramos em nosso dia a dia, no trabalho, nos bares, nas festas. Um passeio pelos desejos e sonhos do imaginário feminino."

   "Quem é Você, Alasca?", autor: John Green, editora WMF Martins Fontes, ISBN: 9788578273422, 229 páginas. Onde comprar online: SubmarinoSaraiva.
   Peguei "Quem é Você, Alasca?" emprestado também, li, devolvi e resenharei em breve. É um livro legal.
Quem é Você, Alasca?, John Green, editora WMF Martins Fontes, livro, capa, sinopse
   Sinopse: "Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez"."

   "Clube de Vênus", autora: Cristina Frentzen, Modo Editora, 216 páginas. Pode ser baixado no Amazon.
   Da parceria com a autora Cristina Frentzen, recebi o texto de "Clube de Vênus" encadernado. Já li e resenhei no blog, para ver a resenha clique aqui.
Clube de Vênus, Cristina Frentzen, Modo Editora, livro, hot, resenha, sinopse
   Sinopse: "Você nunca faria amor comigo sabendo o que esperar de mim... Você vai esperar, até que eu perca o controle, que eu seja uma ameaça para tudo e todos, para você e para mim... Neste dia eu irei beijá-la como nenhum homem jamais a beijou, eu irei devorá-la de dentro para fora... " Dr. Tom Esquivel é cirurgião residente do principal hospital de Nova Suburbia e leva uma pacata vida de casado. Quando recebe o chamado para uma consulta de rotina, sua vida muda drasticamente. Ele conhece Dra. Erica Stone, sua nova chefe que guarda um segredo a sete chaves, disposta a compartilhar com Tom em troca de algo que ele anseia mais do que tudo: ela.

   Mês passado recebi dois livros infantis do Itaú, da campanha "Leia para uma criança". Veio um folheto com algumas informações e instruções sobre a campanha e um marcador de páginas. Ainda não li esses livros para nenhuma criança, mas vou ler e pretendo fazer um post mais detalhado sobre o assunto.
Leia para uma criança, O mundo inteiro, E o dente ainda doía, livro infantil, itaú
   "O Mundo Inteiro", autores: Liz Garton Scanlon, Marla Frazee, editora Paz e Terra, ISBN: 9788577531356, 40 páginas. Onde comprar online: SubmarinoAmericanas.
   Sinopse: "A praia deserta, a noite tranquila, o dia de chuva, a horta, a cozinha, e a família reunida. O que seria o mundo inteiro? Com versos rimados e ilustrações, este livro traz uma possível resposta a essa pergunta, oferecendo aos pequenos leitores uma mensagem de humanidade e harmonia."
   "E o Dente Ainda Doía", autora: Ana Terra, Editora: DCL, ISBN: 9788536813578, 32 páginas. Onde comprar online: ExtraSaraiva.
   Sinopse: "Jacaré gosta de tomar banho de sol, folgado e largado. Mas este não conseguia descansar com uma tremenda dor de dente que lhe deu. Vieram coelhos, sapos, ratos, tatus, toupeiras, patinhos e outros bichos para ajudar, Mas, e o dente? O dente ainda doía."

   Esses foram os livros de novembro, mês que vem tem mais. E vocês, quais desses já leram; quais tem vontade de ler?
   Li muito no mês passado e estou com várias resenhas para serem postadas e vários posts para fazer, minha meta para 2014 será conseguir colocar tudo em dia.
   Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado do post.


terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Mais um aniversário: cheguei aos 22

Marijleite
   Olá pessoal, tudo bem? E aí, todo mundo pensando no Natal? Mas além de ser véspera de Natal, hoje é um dia ainda mais especial para mim por ser meu aniversário. Completo 22 anos.
   Quis fazer esse post para deixar registrado como me sinto no dia de hoje. Estou numa fase diferente da minha vida, uma fase onde quero me conhecer mais, me entender mais. Dar mais importância a cada dia.
   Hoje me sinto incrivelmente animada e contente. E isso é muito bom!
   Pensando nos meus últimos 365 dias, nem todos foram fáceis ou felizes, assim como todos os 365 dias de muitas pessoas também não foram. Mas hoje, os dias difíceis e tristes parecem não ter grande importância, claro que não consigo esquecer que eles existiram, mas me sinto tão alegre, esperançosa e certa de que tudo valeu a pena. 
   Me sinto extremamente jovem aos 22. É como se minha vida estivesse apenas começando e um universo de possibilidades se abrisse a minha frente.
   Por outro lado, não me sinto como se ainda tivesse 15 ou 18 anos. Tenho consciência de que o tempo está passando, não sou mais uma adolescente, preciso pensar no futuro, tenho responsabilidades, preciso fazer escolhas.
   Sinto falta do descompromissamento e das ilusões que tinha na adolescência. Muita falta, muita saudade daquela época. Infelizmente não dá para voltar no tempo e é para a frente  que se anda!
   Espero que ter 22 anos seja ainda melhor que ter 21.
   Sei que já falei isso ano passado, mas não posso deixar de agradecer a Deus por ter me dado uma família incrível e por ter colocado tanta gente bacana na minha vida. Agradeço também a cada um que visita e comenta no blog Pétalas de Liberdade, escrever nesse blog me faz um bem enorme, e poder interagir com vocês é muito bom.
   Obrigada por fazerem parte da minha vida.
   Ah, coloquei uma foto minha nesse post, coisa que não costumo fazer com frequência, a foto não está muito boa mas serve para vocês me conhecerem um pouco mais.
    Por fim, desejo que vocês tenham um feliz Natal!
   Um grande abraço!
  Me acompanhem nas redes sociais:
twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| InstagramFlickrLivraria Pétalas de Liberdade. 

sábado, 21 de dezembro de 2013

Resenha: livro "Uma garrafa no Mar de Gaza", Valérie Zenatti

   Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é "Uma garrafa no Mar de Gaza", escrito por Valérie Zenatti e publicado no Brasil pela editora Seguinte.
Livro, resenha, Uma garrafa no Mar de Gaza, Valérie Zenatti, editora Seguinte, capa, conflito israel e palestina
   Esse livro é a prova de que não são necessárias muitas páginas para que uma história seja fascinante e empolgante. Com apenas 128 páginas, "Uma garrafa no Mar de Gaza" me encantou.
   Provavelmente vocês devem conhecer alguma coisa sobre o conflito entre palestinos e israelenses; basicamente um disputa de território, uma guerra que parece nunca ter fim.
   A história se passa no ano de 2003. Um homem-bomba se explodiu em um café próximo a casa de Tal Levine, uma adolescente israelense que mora em Jerusalém. Atentados não são novidade para quem vive naquela região, mas esse em especial marcou Tal. Procurando uma forma de desabafar, ela decide escrever.
   "O terrorista se explodiu dentro do café Hillel. Seis corpos foram encontrado. Foi um atentado médio, ou seja, vão falar dele por dois dias, e mais um pouco nos suplementos dos jornais do fim semana." (página 12)
   "Deve ser por isso que decidi escrever: para não assustar os outros com o que tenho dentro da cabeça, e para que não decretem impulsivamente que fiquei louca." (página 13)
   Mas apenas escrever não é o bastante, Tal precisa saber como pensa e o que sente quem está do outro lado do conflito. Mesmo sendo arriscado, ela escreve uma carta, coloca numa garrafa e pede para que seu irmão (que trabalha no exército) jogue a garrafa no Mar de Gaza.
   Tal gostaria que a carta fosse encontrada por uma garota que tivesse mais ou menos sua idade. Mas quem encontra a garrafa e responde Tal é um rapaz que usa o pseudônimo de Gazaman.
   E é a partir daí que a história se desenvolve. Através das conversas dos dois, temos os dois lados da moeda: a visão de uma jovem israelense desejando a paz e a visão de Gazaman, um palestino que vive num local cheio de restrições impostas por Israel e que, a princípio, não acredita que as coisas possam melhorar.
contracapa, Livro, Uma garrafa no Mar de Gaza, Valérie Zenatti, editora Seguinte, resenha, Tal Levine, carta
    Eu poderia ter lido o livro todo em apenas um ou dois dias, mas quis ler mais devagar. A história é tão bem escrita que foi impossível não sentir o clima de tensão dos habitantes daquela região e não temer que na próxima página um dos personagens estivesse no lugar errado e na hora errada, se é que me entendem.
   Tive medo do que aconteceria no final, eu só conseguia ver duas possibilidades: a primeira seria um final feliz e pouco real, a segunda seria um final trágico e triste. Mas a autora me surpreendeu com um final quase que metafórico: é preciso ter esperança!
   Enfim, "Uma garrafa no Mar de Gaza" é um livro lindo, que aborda os conflitos  do Oriente Médio de uma forma muito direta e real. E comprova minha teoria de que numa guerra ambos os lados saem perdendo.
   "Eles nem percebem mais que suas guerras ferem, cada vez mais violentamente, aquela que dizem amar, e que de certa forma estão destruindo." (página 15)
   Algumas pessoas reclamam muito do Brasil, mas talvez elas não tenham ideia de como é a vida na Faixa de Gaza ou em Jerusalém, não saibam como é viver odiando e sendo odiado por uma pessoa simplesmente pelo fato de você ter nascido em outra religião. Reclamam de alguns programas da tv aberta brasileira, mas não sabem o que é ver notícias sobre atentados e mortes na tv, rádio e jornal como uma coisa rotineira.
   Meu trecho preferido do livro:
   "Eu ri, porque é bem engraçado ver um primeiro-ministro cantar, e desafinado ainda por cima, mas mamãe me disse que era falta de educação, que ele estava se esforçando e que não devíamos zombar das pessoas cheias de boa vontade" (página 35)
   Sobre a autora:
sobre a autora, Livro, Uma garrafa no Mar de Gaza, Valérie Zenatti, editora Seguinte
   Em março esse livro foi adaptado para o cinema. Vocês podem saber um pouco mais sobre o filme aqui. Não vou colocar o trailer porque me pareceu que a história foi bastante mudada, foi tirado um pouco do protagonismo dos jovens personagens principais, mudaram drasticamente alguns personagens e, aparentemente, a família de Tal não é tão legal (impossível usar outra palavra para descrevê-la) no filme quanto é no livro.

   Falando sobre a parte visual e gráfica do livro: gostei da capa com os autores que fizeram Tal e Gazaman no filme, o tom de azul usado me lembra a área onde a história se passa. O tamanho da letra e das margens é bom, as folhas são amareladas.
   Quem quiser saber mais sobre o livro é só acessar o site da editora Seguinte. ISBN: 9788565765022, 128 páginas. Página no Skoob. Onde comprar online: Submarino, Saraiva.

   Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha e que, quem ainda não leu, leia esse livro quando puder.
   E continuem votando no Blog do Ano e no prêmio TopBlog.
Me acompanhem nas redes sociais:
twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| InstagramFlickrLivraria Pétalas de Liberdade. 

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Participe do livro “Horas Sombrias - Contos sobrenaturais, de suspense e de terror”

   Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje trago uma novidade para quem gosta de escrever e gostaria de ter seus textos publicados.
   A Andross Editora está recebendo contos de novos escritores para publicação no livro “Horas Sombrias”, a ser lançado no segundo semestre de 2014 no evento Livros em Pauta. Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 28 de fevereiro de 2014.

Alfer Medeiros
Alfer Medeiros, organizador do livro, diz que vale qualquer conto com temática sobrenatural, de suspense ou de terror. "Nosso intuito é escolher textos com tramas e personagens bem variados, cuja única ligação é a temática do livro: o medo.", diz Alfer. "As tramas precisam mexer com o leitor, deixá-los assustados, perturbados", completa.

 SINOPSE DO LIVRO: 
“Dizem que quando nos divertimos, o tempo passa depressa. Não é o caso da leitura deste livro. Você mergulhará em um universo de horror e medo, onde momentos de desespero, angústia e agonia se arrastarão por horas sombrias e intermináveis.” 

SERVIÇO: 
Livro: “Horas Sombrias - Contos sobrenaturais, de suspense e de terror”
Organização: Alfer Medeiros
Envio do texto: até 28/02/2014
Lançamento: Segundo semestre de 2014 (no evento Livros Em Pauta)
Regulamento: no site www.andross.com.br
Realização: Andross Editora

   Além da antologia "Horas Sombrias", a Andross também está recebendo textos de outros temas para outras antologias, para saber quais é só acessar o site.

Me acompanhem nas redes sociais:
twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| InstagramFlickrLivraria Pétalas de Liberdade. 

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Resenha: livro "Diário de uma hipocondríaca", Bete Giacomini

   Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é "Diário de uma hipocondríaca", escrito por Bete Giacomini e publicado pela editora Dublinense.
Diário de uma hipocondríaca, Bete Giacomini, editora Dublinense, capa, livro, resenha, hipocondria
   Resumidamente, podemos dizer que "a hipocondria é um estado psíquico em que a pessoa tem a crença infundada de que padece de uma doença grave. Costuma vir associada a um medo irracional da morte, a uma obsessão com sintomas ou defeitos físicos irrelevantes, preocupação e auto-observação constante do corpo e até às vezes, à descrença nos diagnósticos médicos. Muitas vezes encarada como algo engraçado, a patologia é séria e prejudica a vida de pacientes e parentes." (Wikipédia)
   Elisa tem 38 anos, é controladora de tráfego aéreo e foi diagnosticada pelo psicanalista e pelo psiquiatra como hipocondríaca.
   "Se pudesse, viveria com menos gravidade. Entretanto, seguro avião no céu..." (página 180)
   "Se hipocondríaca não pressupõe pessoa que afirma como verdadeiro o que é falso, mas pessoa que sente verdadeiramente o que é falso e tem medo, devo dizer que posso ser outra, tipo Alterego - eu mesma, porém, muito medrosa. E não se trata de disfarce nem codinome. Eu, quando apavorada, tenho de acalmar uma semente de abacate que fica excitada no meu estômago..." (página 32)
   Como parte de seu tratamento, Elisa começou a escrever um diário. Nesse diário, ela fala sobre o que acontece em seu dia-a-dia, o que ela sente e o que pensa durante pouco mais de um ano.
   Elisa passa por situações que parecem bem engraçadas para quem não tem ou não convive com pessoas que tem hipocondria. Seja em casa, no trabalho ou na rua, o mundo está cheio de perigos para Elisa (e mesmo assim ela consegue cumprir seu trabalho que exige muita atenção e que é de uma responsabilidade enorme).
   Eu mais me identifiquei do que achei graça dos apuros pelos quais ela passa. Vou contar um segredo para vocês: pelo que sei, não sou hipocondríaca, mas já pensei e agi como a Elisa algumas vezes. Já fiquei apavorada e tive vontade de abrir um guarda-chuva quando alguém espirrava perto de mim; já cismei que pudesse estar doente e não estava; já enxerguei o mundo como um terrível amontoado de germes e bactérias assustadores, entre outras coisas, mas não passei por tudo isso ao mesmo tempo como a Elisa passa.
   Em cada página fui conhecendo e entendendo um pouquinho mais sobre a personagem. Alguma história que parecia mal contada num dia, era esclarecida em outro. E a Elisa ia mudando e se tornando mais real para mim em cada palavra.
   Selecionei alguns trechos que mais gostei para colocar na resenha, gostei de muitos mas tive que escolher só alguns para a resenha não ficar muito grande:
   "Sempre há algo meio esquerdo rondando minha imaginação. Nunca espero que ela, a imaginação, vá me colocar no topo da felicidade. O tempo todo aguardo a hora em que vai me jogar no bunker do mau agouro." (página 33)
   "Nota: Em defesa da sombrinha, cabe dizer apenas que, nos registros históricos, há casos comprovados de que já prestou segurança de vida às suas muitas portadoras; não há relato quanto à proporção dos ferimentos nas cabeças atingidas, consta apenas que eram homens." (página 36)
   "Não sei se me inclino para o lado da esperança e acredito nela ou se rio a favor da desilusão. Para ser esperançosa é preciso esforço e um médico." (página 61)
   "Sentimentos querem ser bons e nem sempre podem. Mas continuam tentando. Como também continuam escondendo quando não o são. O que não é de boa qualidade não se diz." (página 168)

   Gostei dessa citação de Oscar Wilde que está no começo do livro, deu até vontade de começar a escrever num diário.
Citação de Oscar Wilde

   Sobre a autora:
Diário de uma hipocondríaca, Bete Giacomini, editora Dublinense, sobre a autora, hipocondria, livro, resenha
   Assim que terminei de ler o livro, entrei em contato com a autora (que foi super atenciosa) para fazer algumas perguntas. Duas eram sobre partes específicas da história e não adiantaria colocar a resposta  para quem não leu o livro ainda. As outras duas foram:
   Pergunta 1: Queria saber de onde veio sua inspiração para escrever esse livro? Vi que você era publicitária, por que escrever um diário de uma hipocondríaca?
   Resposta: "Uma em cada duas pessoas é hipocondríaca. Esta (minha) estimativa, nada absurda, fala por si. A (minha) estatística, quase alarmista, justifica a ideia do livro.
   “Diário” é inspirado num século imerso em doenças psicológicas, a hipocondria aparece com suas doses diárias de sofrimento. Faz tantas vítimas e arranja sintomas, até ao limite do pânico, que precisava ser abordado. Então, escrevi “Diário de uma Hipocondríaca”, porque acredito no remédio que pode ser a leitura. E, Elisa, a personagem hipocondríaca, não por coincidência, tem a terapêutica missão de confessar a falta de lógica de ser hipocondríaca e, enquanto ela faz rir disso, seriamente, vai tirando o foco do susto e do medo, paralelamente que empresta conhecimento, cumplicidade e companhia."
   Pergunta 2: Você tem outros livros publicados além desse?
   Resposta: “'Diário de uma Hipocondríaca' é meu segundo livro. O primeiro é uma novela, que escrevi tempos atrás, como um teste para ver como me saía como escritora. Estou com dois originais em fase de acabamento. Acredito que um dos títulos deverá sair no próximo ano."

livro, resenha, Diário de uma hipocondríaca, Bete Giacomini, editora Dublinense, contracapa, hipocondria
   Sobre a parte visual/gráfica do livro posso dizer que: gostei bastante da capa, as folhas são amareladas (algumas páginas tem ilustraçõezinhas de remédios parecidos com o da contracapa), o tamanho das letras e das margens é ótimo.
   Detalhes: número de páginas: 192; página no Skoob; ISBN: 9788562757839; onde comprar online: site da editora, Saraiva, Fnac.

   Em resumo: "Diário de uma hipocondríaca" é um livro para quem procura uma leitura divertida, ou para quem tem interesse em saber mais sobre a hipocondria do ponto de vista de uma hipocondríaca.
   Muito obrigada editora Dublinense pela atenção e por disponibilizar o livro para resenha. Muito obrigada Bete Giacomini por responder minhas perguntas e parabéns pelo livro!
   Espero que vocês tenha gostado da resenha. Quem já leu ou conhecia esse livro?
   Ah, e continuem votando no blog do ano e no Pétalas de Liberdade no prêmio TopBlog.
   Falando em prêmio, o blog Pétalas de Liberdade foi eleito como um dos melhores blogs de 2013 pelos leitores do blog Café entre Amigos! Fiquei muito surpresa e contente pela premiação. Agradeço todos que gostam do meu blog e que votaram nele. Muito obrigada!

Me acompanhem nas redes sociais:  twitter: @marijleitefacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| InstagramFlickrLivraria Pétalas de Liberdade. 

sábado, 14 de dezembro de 2013

Wishlist: Natal e aniversário

   Olá pessoal, tudo bem? Já contei no blog que faço aniversário no dia 24 de dezembro, véspera de Natal. Já me perguntaram algumas vezes e sempre respondo que não ganho dois presentes por causa disso, mas se ganhar um já fico bem contente.
   Sempre costumo fazer listas com as coisas que quero ou preciso comprar; mesmo essas listas raramente tendo mais de dois ou três itens, me ajudam a planejar melhor meus gastos. Esse ano resolvi fazer uma wishlist (lista de desejos) com coisas que eu quero/preciso comprar ou que gostaria de ganhar. Algumas certamente conseguirei, outras são apenas desejos e só se o Papai Noel ver meu post e eu tiver sido uma garota muito boazinha esse ano para conseguir em 2013 ainda.
   Já que amo livros, eles merecem destaque na wishlist:
Wishlist, Natal, aniversário, livros
   1 - Feérica - Carolina Munhóz, editora Fantasy - Casa da Palavra.
   Sinopse: E se uma fada se revelasse em um reality show? Violet Lashian tem apenas um objetivo: ser famosa em seu mundo. Mas quem nunca se seduziu por esse pensamento? Ignorada pelas fadas de uma sociedade que preza a padronização, a jovem de cabelos roxos decide abandonar seu sofrimento em busca de um lugar entre as estrelas de Hollywood. Bastidores de reality shows. Festas badaladas. Encontros amorosos com jovens milionários. Entrevistas em rede mundial. Fama instantânea, dinheiro e poder. De repente, a feérica se vê cercada pela realidade com que sempre sonhou. Mas será que Violet é capaz de manter a pureza de sua raça mágica em um mundo corrompido pelo deslumbre material? E quais seriam as reais consequências de sua revelação para a existência oculta de seu povo? Você descobrirá tudo isso e muito mais nos próximos capítulos deste livro.
   Depois de ler "A Fada", livro da mesma autora, fiquei com muita vontade de ler "Feérica"!
   2 - O Lado Bom da Vida, Matthew Quick, editora Intrínseca .
   Sinopse: Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes da internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança. 
   Disseram que meu jeito de falar do mundo se parece com o de um personagem desse livro, quero ler e ver se concordo.
   3 - O Teorema Katherine, John Green, editora Intrínseca .
   Sinopse: Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.
   Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.
   Quero muito ler esse livro, sempre gostei de matemática e o personagem do livro também gosta.
4 - Eu sou Malala, Malala Yousafzai, Christina Lamb, editora Companhia das Letras.
   Sinopse: A História da Garota que Defendeu o Direito à Educação e Foi Baleada Pelo Talibã.
   Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. Mas a recuperação milagrosa de Malala a levou em uma viagem extraordinária de um vale remoto no norte do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Aos dezesseis anos, ela se tornou um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o Prêmio Nobel da Paz.
   Eu sou Malala é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens. O livro acompanha a infância da garota no Paquistão, os primeiros anos de vida escolar, as asperezas da vida numa região marcada pela desigualdade social, as belezas do deserto e as trevas da vida sob o Talibã. Escrito em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb, este livro é uma janela para a singularidade poderosa de uma menina cheia de brio e talento, mas também para um universo religioso e cultural cheio de interdições e particularidades, muitas vezes incompreendido pelo Ocidente. “Sentar numa cadeira, ler meus livros rodeada pelos meus amigos é um direito meu”, ela diz numa das últimas passagens do livro. A história de Malala renova a crença na capacidade de uma pessoa de inspirar e modificar o mundo.
   O que dizer de Malala? O que dizer de um país onde garotas não podem frequentar a escola? Uma garota lutando por um direito que muitas vezes não é valorizado pelos brasileiros.
   5 - Sábado à noite, Babi Dewet, editora Generale.
   Sinopse: Essa é a nova edição de SAN, que foi lançado de forma independente em 2010, e hoje chega às livrarias pelo Selo Generale (Editora Évora). É o primeiro livro de uma trilogia repleta de amor, música e amizade. Amanda é popular na escola e os amigos do seu amigo de infância são considerados os ‘marotos’ do pedaço por desrespeitarem as regras. Tudo ao seu redor acaba desmoronando quando um amor mal resolvido volta à tona e a sua amizade é posta em prova. Se não bastasse, seu diretor resolve dar bailes aos sábados e uma misteriosa banda mascarada foi convocada pra tocar. Mas suas letras dizem tanto sobre ela… Afinal, quem são esses mascarados de Sábado à Noite? 
   Último livro da lista, já vi algumas resenhas bem positivas sobre ele.
   As chances de eu ganhar alguns desses livros são bem grandes, vou esperar meu aniversário chegar para ver.
   A segunda parte da minha wishlist é composta por:
Wishlist, Natal, aniversário

   1 - DVD As Vantagens de Ser Invisível, li e amei (e resenhei) o livro que deu origem ao filme, agora quero muito assistir "As Vantagens de Ser Invisível".
   2 - Painel de cortiça com moldura da Rain Coat, para colocar fotos e outras coisas mais.
   3 - Sapato Peep toe na loja Ana Hickmann, o salto não é muito alto, ele é cheio de glitter e lindo!
   4 - Paleta 96 cores da Debby Shop, amo sombras e sempre quis uma paleta dessas. Ela tem "96 sombras de cores variadas, com acabamento matte, acetinado, cintilante e com glitter". Ou seja, dá para usar tanto no dia a dia quanto em uma maquiagem para uma ocasião especial. Esse é um dos itens que por enquanto ficam só na lista de desejos, mas um dia ainda terei uma paleta assim.
   5 - Pincel de Base D-Make Profissional da Debby Shop, tenho uma base líquida ótima da Oceanic (resenha aqui), mas acho que ela via ficar melhor ainda se aplicada com pincel.
   6 - Pulseira florzinha madrepérola e strass prateada da Amo Muito, amo flores, achei essa pulseira linda!
   7 - Tripé para câmera, essa provavelmente será minha próxima compra. Preciso para me ajudar a fazer as fotos para o blog. Ainda não pesquisei muito sobre qual seria o melhor modelo para mim; se alguém tiver tripé para câmera e puder me dar dicas, eu aceito.
   8 - Estante com porta de vidro, último item da lista. Como eu queria ter uma estante para poder guardar meus livros, e com porta de vidro para proteger da poeira seria melhor ainda. Uma pena que não tenho grana nem espaço no meu quarto para colocá-la. Mas sonhar não custa nada. Quem sabe um dia, né? 

   Essa é minha lista de desejos de Natal e aniversário. E vocês, tem algum dos itens citados? Costumam fazer ou já fizeram wishlists?
   Estou contando os dias para o meu aniversário!
   Bom final de semana!
Me acompanhem nas redes sociais:  twitter: @marijleitefacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| InstagramFlickrLivraria Pétalas de Liberdade. 

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Resenha: livro "Clube de Vênus", Cristina Frentzen

   Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é "Clube de Vênus", escrito pela Cristina Frentzen e publicado pela Modo Editora.
Clube de Vênus, Cristina Frentzen, Modo Editora, livro, resenha, hot, literatura nacional
   No mês passado recebi o texto do livro encadernado, tive a honra de poder ler "Clube de Vênus" antes de ele ser lançado! Fiz um post falando um pouco sobre ele aqui.
   "Clube de Vênus" conta a história de Tom Esquivel, um médico de um importante hospital universitário. Ele era casado com a fisioterapeuta Vivian, que também trabalhava nesse hospital. O trabalho era a prioridade, a coisa mais importante para os dois. 
   "Tom não soube bem como processar aquela resposta.Tinha dificuldades em interpretar sinais que não fossem oferecidos pela simples fisiologia do corpo humano, da leitura precisa dos equipamentos médicos. Era bom em diagnosticar doenças, não intenções. No entanto, ele próprio não tinha problemas com esses meros detalhes procedimentais. Tudo o que queria era atender seus pacientes da melhor forma e, sem dúvida, já havia burlado uma ou outra regra em prol do melhor resultado."
   Tom levava uma vida tranquila, focada no trabalho, até que ocorre uma mudança na direção do hospital e Tom tem uma nova chefe: Erica Stone. Aí tudo muda! A forma como eles se conhecem não é nada comum.
   "- Eu nem sei por onde começar, o que significa que não é uma boa ideia começar! Se você não sabe, melhor não saber, acredite!"
   "- Já parou para pensar nas coisas que dizemos e que nem sempre é o que queremos dizer? Ao menos você tem certeza de que quando digo que foi um prazer conhecê-lo, eu estou dizendo a verdade..."
   Acho que ainda não disse que Tom era lindo, né? Erica também era muito bonita, além de casada e misteriosa. Desde o primeiro encontro dos dois, rola um clima. E tudo o que Tom mais deseja é Erica, e ele será capaz de entrar no jogo dela para conseguir o que quer.

"- Imoral para quem? - Erica insistiu no debate. - Quem está julgando o que fizemos? Você? Aqueles que não viram e não sabem? A sociedade de Nova Suburbia? - E mais uma vez, tomou um gole de seu suco antes de prosseguir. - Acredite, qualquer sociedade é capaz de reconsiderar alguns valores, se outros se mostrarem mais importantes. Você vai aprender isso mais cedo ou mais tarde. O subversivo nada mais é do que aquilo que corrói uma estrutura. É a única razão pela qual o vemos com algo por baixo."

"(...)Olhe em volta, Esquivel... O que é este estábulo, exceto um lugar? Neste momento, ele não é nada além de uma folha em branco. Nossas almas dão a essa folha linhas imaginárias que se transformam em história. Nossos desejos alimentam o cenário vazio, dando-o significado. Somos o oxigênio que faz esse coração pulsar forte. Algumas pessoas apenas são incapazes de se enxergar como gatilhos, esperam ser atiçadas, são passivas diante da vida. E a vida é puro desejo, Esquivel... Não estamos vivos enquanto não damos vazão a eles. Você está começando a dar vazão aos seus... Como ontem à noite."
   Alguns dos comentários que recebi no post de apresentação do livro eram sobre a falta de uma história interessante em livros eróticos, eu não leio muitas obras desse gênero, aliás, não leio muitos livros de gênero nenhum, costumo variar bastante minhas leituras; por isso não posso falar se livros eróticos tem ou não uma história interessante.
   "Clube de Vênus" é um livro hot, não recomendado para menores de dezoito anos, mas tem sim uma história bem escrita e interessante. Um mistério que me fez querer ler mais e mais, para descobrir os segredos do Clube de Vênus e de Erica Stone. Superou minhas expectativas. Li o livro em dois dias, o que é bem rápido para o meu ritmo de leitura (ele tem 216 páginas).
   A princípio, achei curioso o fato de esse primeiro livro da série não ser chamado de primeiro volume e sim de primeira temporada. No final da leitura, concluí que essa foi uma escolha genial da autora. Na última página tem uma revelação que muda muito o significado de tudo o que aconteceu antes. É como acontece em séries ou seriados, o último episódio deixa um gancho para a próxima temporada. Eu não imaginava que a história pudesse ter aquele desfecho. Esperarei ansiosamente pela segunda temporada!
   A história é contada em terceira pessoa e dividida em capítulos. Já havia falado em outro post, mas repito, a capa vai ficar linda! E essa máscara da capa tem tudo a ver com a história. Não tenho como falar sobre a diagramação, tamanho da letra, etc., pois não recebi o livro pronto, apenas o texto encadernado. Mas apenas pelo que recebi, pude comprovar o capricho da Modo Editora com seu trabalho.
   Tenho uma boa notícia, o livro já pode ser comprado no formato digital (e-book) no Amazon pelo link: www.amazon.com/dp/B00H3QTQX6. E em março ele será lançado no formato impresso, avisarei quando a data estiver definida.

   Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Quem quiser saber mais sobre "Clube de Vênus" pode acessar o blog www.clubedevenus.blogspot.com.br (dá para ler o primeiro capítulo e descobrir como o Tom e a Erica se conheceram, além de ler alguns trechos). "Clube de Vênus" também está no Facebook (facebook.com/serieclubedevenus)e Skoob.
   Muito obrigada Modo Editora, Adriana Vargas e Cristina Frentzen!

   Ah, lembram-se da surpresa que falei que estava preparando no meu último post? Seria um sorteio, mas tive uma mudança de planos e ele não será mais feito, mas pensarei em alguma outra coisa para vocês.
   E continuem votando no Blog do Ano! E, se gostarem do Pétalas de Liberdade, votem nele no prêmio TopBlog.

Me acompanhem nas redes sociais:  twitter: @marijleitefacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| InstagramFlickrLivraria Pétalas de Liberdade. 

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

5 on 5: Natal

   Olá pessoal, tudo bem? Vocês estão animados com a votação do Blog do Ano, hein? Em dois dias já foram mais de 50 votos! Quem ainda não votou, pode conhecer os blogs indicados e votar clicando aqui.
   Ah, e já que vocês estão animados, que tal votar no blog Pétalas de Liberdade no prêmio TopBlog? É só clicar aqui e votar com seu e-mail ou Facebook. Para saber mais sobre o prêmio TopBlog, leiam esse post. Ajudem o blog a passar para a segunda fase!
   Falando do assunto principal do post de hoje, dia 5 é dia de 5 on 5: 5 blogueiros que postam 5 fotos sobre determinado tema. O tema do mês foi Natal.
Caixas natalinas
   1 - Caixas natalinas.
Enfeite, Papai Noel, Natal, árvore de natal
   2 - Papai Noel
Árvore de Natal, enfeites
   3 - Árvore de Natal com enfeites e pisca-pisca.
Laço, enfeites, luzes, árvore de Natal
   4 - Laço, enfeites e luzes. Essa ficou bem embaçada, desfocada, mas eu gostei tanto das cores.
Luzes, pisca pisca, Natal
   5 - A minha câmera tem uma opção de ajuste para fotografar fogos de artifício, dá para fazer algumas fotos bem bonitas com essa configuração. Decidi fotografar a árvore de Natal no escuro, com o pisca-pisca aceso e balançando a câmera. Saiu essa foto acima, achei super legal.

   Achei que minhas fotos não iam ficar boas, mas quando comecei a editá-las no PhotoScape, me surpreendi! Gostei bastante do resultado. A terceira e a quarta foram minhas preferidas, não ficaram nítidas ou perfeitas, mas gostei muito das cores. Exceto a primeira foto, todas as outras são da árvore de Natal que montei em minha casa.
   Convido vocês para verem as fotos dos outros participantes: Isabel, Angela, Claudia e Pedro.
   E aí, gostaram das fotos? Ah, estou preparando uma surpresa para vocês!

Me acompanhem nas redes sociais:  twitter: @marijleitefacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| InstagramFlickrLivraria Pétalas de Liberdade.