Resumo literário de 2020

 Olá, pessoal! Hoje, venho trazer um resumo literário do último ano. Apertem o play para conferir no vídeo ou continuem lendo:

Resenha: livro "Nas montanhas do Marrocos", Luisa Bérard

 Olá, pessoal! Como estão? Na última resenha do ano, venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Nas montanhas do Marrocos", escrito pela Luisa Bérard. Li na edição independente lançada pela autora em 2017, mas há uma nova edição pela Editora Novo Conceito.


 Katherine Hartington era uma jovem lady inglesa que, contrariando os planos da mãe, não queria pensar em casamento, preferindo ajudar a tia na administração do ducado.

 "— Talvez um dia você seja capaz de compreender o real sentido do amor... — externou tia Margareth, sem ocultar sua preocupação. — Vou procurar o meu livro de Luís Vaz de Camões. Se a memória não me falha, está na biblioteca de Fairmont. Fairmont. Suas poesias serão um excelente referencial para você dimensionar as contradições do amor. As coisas não são lineares...

 — Pode ser que tenha razão. Entretanto, enquanto eu não encontro este homem especial, é prudente evitar os homens errados. Na maior parte das vezes, as consequências são extremamente danosas para as mulheres." (página 90)

 Eis que, em uma viagem de navio, uma tragédia aconteceria e Katherine acabaria sendo vendida como escrava no Marrocos. Fahid, um príncipe marroquino, seria seu "dono", e a convivência com Fahid mudaria as concepções de Katherine sobre relacionamentos.

Resenha: livro "La Belleza de la Bestia", Phavy Prieto

 Olá, como estão? Depois de cerca de 250 dias usando o Duolingo (aplicativo onde podemos aprender outras línguas) e meses ouvindo músicas em espanhol, decidi tentar ler um livro no idioma. Vi "La Belleza de la Bestia" no story da Gabi do Livros e Citações e resolvi pegar o e-book já que estava disponível no Kindle Unlimited.


 A história é uma releitura (amo!) de "A Bela e a Fera", com capítulos narrados por Mirabella e por Bastián de la Rose.

Resenha: livro "Lady Audácia", Karina Heid

  Olá, pessoal! Como estão? Na resenha de hoje, venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Lady Audácia", escrito pela Karina Heid e publicado em 2020.


 "Do lado oposto do cômodo, Dieter concluía que o respeitado bordel já fora mais bem frequentado. Não que ele pudesse criticá-lo, dado o quanto o frequentava, mas o controle de acesso às acomodações do terceiro andar estava um fiasco. Sua mãe, por exemplo, estava ali, e não deveria estar."

 Wolfgang Thiessen ficou surpreso ao ser convidado para um baile na residência dos Württemberg-Winental; industriais do aço, mesmo os ricos como ele, não eram normalmente convidados para os eventos da nobreza. O convite só poderia significar que Wilhelmine, a duquesa viúva, estava mesmo desesperada para encontrar uma noiva para seu filho, o nono duque de Württemberg-Winental. E Wolfgang Thiessen tinha três filhas solteiras: Charlotte, Emma e Arabella.

Resenha: livro "Long Shot: A Grande Jogada", Kennedy Ryan

 Olá, pessoal! Como estão? Na resenha de hoje, venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Long Shot: A Grande Jogada", escrito pela Kennedy Ryan e publicado no Brasil pela  Editora The Gift Box em 2020.


 "Melhor nenhum homem do que o errado."

 A narração é dividida entre Iris e August. Os dois se conheceram num bar onde, certa noite, Iris estava assistindo a um jogo de basquete na TV, enquanto August tentava controlar a ansiedade pelo seu próprio jogo no dia seguinte.

Resenha: livro "Perfeito pra mim", Kel Costa

 Olá, como estão? Na resenha de hoje, venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Perfeito pra mim", escrito pela Kel Costa e publicado pela Ler Editorial em 2020.

Resenha-livro-Perfeito-pra-mim-Kel-Costa

 Rosa, a narradora, conheceu um rapaz no elevador da multinacional onde ela trabalhava. Ele era cadeirante, muito bonito, e a conversa entre os dois rolou fácil.

Resenha: livro "Garota em pedaços", Kathleen Glasgow

 Olá, pessoal, como estão? Na resenha de hoje, venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Garota em pedaços", escrito pela Kathleen Glasgow e publicado no Brasil em 2017 pelo selo Outro Planeta.



 "'É contraintuitivo, não é? O fato de machucar a si mesmo fazer você se sentir melhor. O fato de você, de alguma forma, conseguir se livrar de dor ao provocar dor a si mesma'.

 O problema é: depois."

 Charlotte Davis, a narradora, é uma garota de 17 anos da gelada Minneapolis. A relação com a mãe se deteriorou depois que o pai morreu. Charlie perdeu sua melhor amiga e passou por coisas terríveis depois disso. Quando a história começa, ela está numa clínica psiquiátrica onde há outras garotas como ela: que se cortam. Seu diagnóstico: automutilação sem intenção de suicídio e transtorno de controle de impulso (TEPT).

 Mas, Charlie terá que sair dessa clínica, e acabará indo para o ensolarado Arizona, onde precisará encontrar um caminho para seguir em frente e lutar para não se render aos velhos hábitos.

Topo