quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

TAG: Com que filme eu vou

 Olá pessoal, tudo bem com vocês? Eu estava meio sem saber o que postar hoje, já que só quero postar sobre o resumo das leituras do ano quando conseguir gravar um vídeo falando sobre as melhores e as que decepcionaram. Ontem, a Maria Eduarda do Histórias e Encantos me salvou ao avisar que havia me indicado para responder a tag Com que filme eu vou. Obrigada, Eduarda!

 Eu estou bem por fora desse mundo dos filmes, vejo o que passa na TV e só! Mas vou tentar responder, pois em 25 anos já deu pra ver muita coisa.

Foto do Blog: Uma Garota Quase Geek

 As regras são: 
 Colocar o link do blog que te indicou: Histórias e Encantos
 Indicar mais cinco blogs para responder a TAG: estão no fim do post.

 Responder:

 1. Um filme para assistir sozinha

 "Os estagiários" foi um filme que vi sozinha. Ele fala sobre dois homens adultos e desempregados, que vão tentar ser estagiários no Google, competindo com vários nerds bem mais jovens. Eu achei a construção dos personagens e desse conflito de gerações bem legal, nem vi o tempo passar.


 2. Um filme para assistir quando está chovendo 

Chuvinha, nada pra fazer, vamos ver "Lisbela e o prisioneiro" mais uma vez, especialmente pela trilha sonora!

 3. Um filme para te fazer dormir 

 "Frozen"! É praticamente impossível eu dormir com a TV ligada, mas como eu já vi "Frozen" uma dezena de vezes com a minha sobrinha, e que como ela gosta de ficar deitada quando está vendo filmes, se eu também deitar no sofá é bem capaz de pegar no sono.

 4. Um filme para assistir bêbada

 Eu não lembro o nome do filme, mas foi um que eu assisti esses dias, e que é tão sem noção, mas tão sem noção, que só estando muito bêbada para assistir e não ficar revoltada com o final. É sobre um grupo de amigos que se reúne pra uma viajem, e nos lugares por onde passam não encontram pessoa alguma, além disso, um a um do grupo vai desaparecendo, e tem ainda um caderno com desenhos que preveem quem será o próximo a desaparecer. O final não esclarece absolutamente nada, foi perda de tempo ter assistido.


 5. Um filme para assistir enquanto você está fazendo outra coisa 

 "O terno de dois bilhões de dólares", mas pode ser qualquer outro do Jackie Chan (menos "Karate Kid", esse eu não aguento mais ver!).

6. Dois filmes para serem assistidos em sequência 

 "Os vingadores", gosto bastante de ver essa turma de super heróis salvando o mundo.

 7. Um filme para assistir acompanhada 


 "A múmia", eu vi há uns 10 anos, durante o dia, com meus irmãos, e mesmo assim ainda levei um monte de sustos e quase tive pesadelo; então, nada de assistir sozinha.

 8. Um filme para assistir com os amigos 

 "A Culpa é das Estrelas" foi o primeiro e único filme que vi no cinema. Eu e uma amiga lemos o livro e ficamos super ansiosa para ver a adaptação cinematográfica. Elaboramos um planejamento (pois moro em outra cidade) para conseguirmos ir assistir juntas. Acho que qualquer adaptação de livro para filme é uma boa pedida pra ler a história antes e depois ir no cinema com os amigos que também leram.

 9. Um filme para assistir com a mãe

 "As crônicas de Nárnia: o leão, a feiticeira e o guarda-roupas". Vocês vão dizer que eu sou malvada, mas eu precisava falar sobre minha série de filmes favoritos aqui! Sempre que passa os filmes de Nárnia na TV, eu assisto. Acho que ninguém lá em casa se interessa mais por eles, mas não importa quantas vezes o filme passe, a minha mãe sempre tem que aparecer nas partes onde aparecem sátiros, leões falantes e ficar fazendo comentário sobre eles, então, meu objetivo é conseguir fazê-la sentar ao meu lado e ver o filme inteiro, pra entender que Aslan, o leão, é o ser mais lindo do universo!

 10. Um filme para assistir com o pai

 Se eu já sou desligada de filmes, meu pai é mais ainda! Acho que nunca vimos um filme juntos. Talvez, ele topasse assistir "Dois filhos de Francisco" comigo, por gostar de música sertaneja.

 Blogs que vou indicar:
Prefácio
Sai da Minha Lente
MãeLiteratura
Estante da Ale
The Tony Lucas Blog

 Escolhi 5 blogs que visito sempre, mas quem mais quiser fazer fique a vontade!

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da tag. Já viram algum dos filmes que citei? Usam algum site para registrar os filmes que assistem? Eu até tentei marcar no Facebook, mas tinha muito filme que não estava cadastrado lá. Não lembro o nome agora, mas sei que tem uma rede social tipo o Skoob, mas para filmes, porém acho que não dou conta de mais nenhuma rede social.

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Resenha: livro "Uma chance para recomeçar", Diana Scarpine

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje, venho comentar sobre a minha experiência de leitura com o livro "Uma chance para recomeçar", escrito pela baiana Diana Scarpine e publicado pela Editora Pandorga em 2016.

Resenha, livro, Uma-chance-para-recomeçar, Diana-Scarpine, Editora-Pandorga, romance, literatura-nacional, inclusao, representatividade, personagem-deficiente, capa, fotos, critica, opiniao, compra, trechos, escritora-baiana

 "Não há tormenta capaz de ocultar para sempre o Sol." (página 425)

 "Uma chance para recomeçar" é um romance ambientado na cidade baiana de Jequié, com narração intercalada entre os dois protagonistas: um capítulo narrado por Carina, outro por Aurélio. Carina só vivia para trabalhar, e justo quando resolveu tirar uns dias de férias, teve uma estranha paralisia facial e precisou procurar atendimento médico. Na clínica onde foi atendida, lhe sugeriram que massagens poderiam ajudá-la, e como seu problema tinha sido causado pelo estresse, ela decidiu tentar as massagens para ver se conseguia se sentir melhor.

 Aurélio foi o massagista que a atendeu. Há alguns anos, ele perdeu a sua esposa e a filha de forma trágica, e essa tragédia deixou muitas marcas em Aurélio, além de uma deficiência (que não vou contar qual é). Desde então, Aurélio apenas sobrevivia, trabalhava para não ser um peso para a mãe, com quem voltou a morar depois do acidente, mas não tinha amigos. Por sua deficiência e aparência, poucos clientes o procuravam, e ele não se esforçava muito para permitir a aproximação das outras pessoas.

 Carina, cansada de ser vista como uma máquina de trabalhar, talvez pelo medo de estar morrendo que sentiu quando teve a paralisia e pela vontade de viver que nasceu aí, decidiu tentar se aproximar de Aurélio, nem que fosse para uma amizade, embora ela desejasse muito mais. Mas ele não soube lidar bem com a aproximação de Carina. Depois de anos sendo discriminado e achando que merecia sofrer por não ter conseguido manter sua família em segurança, ele se sentia ainda mais culpado por nutrir um interesse especial por aquela mulher que o tratava tão diferente de todas as outras pessoas. E Carina interpretaria as atitudes de Aurélio como mais uma rejeição, como as tantas que ela sofreu ao longo da vida.

 "A perspectiva de nunca mais me encontrar com Carina despertava-me diferentes sensações. Por um lado, tal perspectiva deixava-me aliviado, pois não teria mais de lidar com a confusão de sentimentos e atitudes que ela me provocava. Por outro lado, tal perspectiva fazia-me sentir culpado e ainda mais vazio. Eu sentia falta de seu tom de voz meigo e tranquilo, de seu carinho, de seu perfume suave e único, e até de seus conselhos, embora não os seguisse. Concluí que era eu, e não ela, que precisava de nossa amizade, e que seria ainda mais difícil conviver com a dor, a solidão e o vazio que habitavam a minha alma, se não tivesse mais o bálsamo de sua companhia por alguns momentos durante a semana. Provavelmente, ela se afastara por minha culpa. Eu a afugentara com minha covardia." (página 103)

 O que temos em "Uma chance para recomeçar" são dois personagens solitários, cada um carregando seus dilemas, e tudo o que eles precisam é aceitar uma chance para recomeçar suas vidas, para viver algo diferente do que viveram até então. Será um longo caminho até o final feliz, pois os dois são bem cabeças duras. Cada um acha que sabe os motivos de o outro estar agindo como age.

 Temos muitos desencontros que poderiam ter sido resolvidos se os personagens fossem sinceros um com o outro? Sim! Dá vontade de entrar no livro e dar umas sacudidas nos protagonistas para ver se eles se acertam de uma vez? Dá! Irrita ver o Aurélio toda hora repetindo "ninguém pode gostar de mim porque eu sou um monstro"? Irrita! E mesmo assim "Uma chance para recomeçar" foi uma leitura que me ganhou já nas primeiras páginas, pela ótima escrita da autora, e que se mostrou agradável até o último capítulo. O livro ficou alguns meses na minha estante, e quando eu peguei ele pra ler, só imaginava que devia ter começado a lê-lo assim que chegou, porque foi uma leitura muito, muito boa!

 Considero que a personalidade de Aurélio foi convincente, mas creio que a autora poderia ter procurado outras formas de fazer o leitor entender como os personagens estavam se sentindo nos diálogos, sem usar sempre a expressão "tom de voz". Muitas vezes, só o que é falado já serve para compreendermos a entonação e a intenção com que aquilo foi dito, e é bom deixar um pouco por conta da imaginação do leitor. Eu gostaria de ter conhecido mais da vida da Carina antes da paralisia facial, para entender como exatamente ela se tornou uma pessoa solitária, acho que algumas cenas de dificuldade de interação com outras pessoas ou até mesmo no seu ambiente de trabalho ajudariam a torná-la mais real.

Resenha, livro, Uma-chance-para-recomeçar, Diana-Scarpine, Editora-Pandorga, romance, literatura-nacional, inclusao, representatividade, personagem-deficiente, capa, fotos, critica, opiniao, compra, trechos, escritora-baiana
Resenha, livro, Uma-chance-para-recomeçar, Diana-Scarpine, Editora-Pandorga, romance, literatura-nacional, inclusao, representatividade, personagem-deficiente, capa, fotos, critica, opiniao, compra, trechos, escritora-baiana
Resenha, livro, Uma-chance-para-recomeçar, Diana-Scarpine, Editora-Pandorga, romance, literatura-nacional, inclusao, representatividade, personagem-deficiente, capa, fotos, critica, opiniao, compra, trechos, escritora-baiana

 A capa do livro é muito bonita! As páginas são amareladas e porosas. Há um detalhe lindinho no início de cada capítulo. As margens, letras e o espaçamento são de bom tamanho. E a edição está muito bem revisada. Um ótimo trabalho da editora Pandorga!

 Enfim, "Uma chance para recomeçar" é um livro que eu gostei e que recomendo, para quem gosta de romances e de boas leituras, daquelas que vão te prender, te fazer rir e suspirar, sentir raiva dos vilões e empatia pelos protagonistas. É um livro recomendado também por trazer personagens com deficiências físicas, sabemos que são poucas as obras em que eles tem espaço, ainda mais se tratando de romances românticos; e representatividade importa sim, e muito, para que na vida real, pessoas como o Aurélio não se sintam menos merecedores de amor. Fica meu agradecimento à Diana Scarpine por me permitir conhecer a história de Carina e Aurélio e a minha recomendação de leitura.

 Detalhes: 432 páginas, ISBN-13: 9788584421350, Skoob, blog da autora, Twitter, fan page. Onde comprar online: SaraivaCia dos LivrosLivraria CulturaLivraria da FolhaLivraria da TravessaEba livrosAmazon.

 Ps.: acho que quem gostou de "Amor de Cordel", da Andrea Marques, da mesma editora, também vai gostar de "Uma chance para recomeçar".

 Por hoje é só, espero que tenham gostado da resenha. Me contem: já conheciam o livro ou a autora? Tá rolando SORTEIO de um exemplar desse livro e brindes, participem pois vale super a pena, é só clicar aqui.



Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Resenha: conto "O retrato oval", Edgar Allan Poe e resumo do desafio #12mesesdePoe

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje, venho comentar sobre "O retrato oval", último conto lido para o desafio 12 meses de Poe, e também fazer um balanço sobre o projeto.

Skoob
 Acredito que "O retrato oval" seja o conto mais curto de todo o desafio, com apenas 3 páginas. Nele, conheceremos um narrador que se vê obrigado a passar a noite em um castelo abandonado. No quarto onde ele repousava, havia um livro sobre as muitas obras de arte presentes no castelo, e uma havia lhe chamado a atenção em especial: um quadro que retratava o rosto de uma mulher, e aquela pintura parecia tão viva! Qual seria sua história?

 Em se tratando de uma obra do Poe, a mulher da pintura certamente teria algo sombrio em sua vida, eu só não esperava que sua tragédia tivesse sido movida pelo amor. Um ótimo conto para fechar esse desafio que eu amei participar!

 Queria só comentar que foi bem legal ver uma semelhança entre "O retrato oval" e "O papel de parede amarelo", conto da Charlotte Perkins Gilman, que foi resenhado recentemente no blog: ambos trazem um protagonista que parece enxergar mais do que era para existir em um determinado objeto.

 Assim finalizo minha participação no desafio criado pela Anna Costa, a quem eu só tenho a agradecer por ter criado esse projeto e me dado a oportunidade de conhecer a escrita desse autor clássico. Se não fosse pelo desafio, eu certamente não saberia por onde começar.

 Também preciso agradecer a Anna por ter me possibilitado finalmente conseguir cumprir um desafio literário! Eu nunca conseguia terminar nenhum, mas consegui ler todos os contos e postar todas as resenhas dentro do prazo.

 Sobre os contos que li: os sete últimos foram os melhores para mim, e os cinco primeiros não me agradaram muito. Fica a dica de não julgar um autor por um único conto, ainda mais quando ele tem uma vasta produção de histórias do gênero. Vocês podem conferir meus comentários sobre cada conto clicando aqui: #12mesesdePoe.


 Agradeço ainda a Anna por ter me inspirado com seu projeto a também montar um desafio literário, o "Leia Mais, Brasil!", sobre o qual já falei nesse post aqui e convido todos vocês para participarem. Fica a dica para que quem quiser ler gratuitamente algum dos contos, passe lá no blog da Anna para fazer o download deles, pois em 2017 o desafio deve continuar e novos trabalhos do Poe serão lidos.

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl


segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Vídeo: leituras de outubro de 2016

 Será que dá pra colocar o canal em dia antes do fim do ano? Acho que não, mas com o vídeo de leituras de outubro no ar, agora só falta editar e postar o vídeo de leituras e o de recebidos em novembro.

 Outubro foi um mês em que consegui ler bastante e muitos livros bons, confiram:



  Me contem: vocês já leram ou querem ler algum deles? Na descrição do vídeo tem os links das resenhas dos livros citados.


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl

domingo, 25 de dezembro de 2016

Lançamentos Ler Editorial

 Olá pessoal, tudo bom com vocês? No post de hoje, venho mostrar um lançamento da Ler Editorial para dezembro, e dois lançamento de novembro (que eu já tinha mostrado lá na fan page mas ainda não tinha falado sobre eles no blog), confiram:


Compre na Amazon
Leia um trecho

sábado, 24 de dezembro de 2016

25

Maria


 Hoje é meu aniversário. Completo 25 anos.

 Talvez pelo cansaço que esse final de 2016 está trazendo, eu tinha pensado em não escrever nada, mas todo ano eu faço um post aqui no blog sobre o meu aniversário, e depois de ler o que escrevi ano passado, eu resolvi não deixar passar em branco esse ano.

 Aos 24 eu fui no meu primeiro evento literário, a Feira do Livro da cidade de Resende (RJ). Lá, pela primeira vez, eu vi escritores de perto e fui reconhecida como blogueira. Eu nunca me senti tão no lugar certo como naquele dia!

 Aos 24 eu me casei. Infelizmente ainda não tenho todas as fotos do casamento para mostrar. Foi um dia inigualável, em que fui tomada por uma alegria divina.

 No dia seguinte, entrei numa livraria pela primeira vez!

 Depois disso, tive em mãos o primeiro livro que traz um conto meu.

 E esses foram os momentos marcantes dos meus 24 anos. Além disso teve faculdade, estágio, amigos e tudo aquilo que tem feito parte da minha vida.

 Cada um sabe o que lhe faz sentir vivo, feliz, alegre... e isso varia de pessoa pra pessoa. O que te motiva pode não ser o mesmo que motiva outra pessoa, simples assim!

 Minha vida está definitivamente diferente do que eu imaginava que estaria vivendo aos 25, e isso não é ruim. Estou orgulhosa de mim! Do caminho que eu venho trilhando.

 Tudo o que quero é poder chegar aos 26 com a minha família (de sangue e de coração) bem, com saúde. O resto a gente resolve, sempre resolvemos.

 Se me permito fazer planos, quero conseguir me formar na faculdade e conseguir transformar em livro, com começo, meio e fim, uma das muitas histórias que povoam a minha mente.

 Obrigada por me acompanharem e tenham todos um feliz Natal!

 Maria.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Resenha: livro "Birman Flint e o mistério da pérola negra", Sergio Rossoni

 Olá pessoal, tudo bem com vocês? No post de hoje, venho comentar sobre a minha experiência de leitura com o livro "Birman Flint e o mistério da pérola negra", escrito pelo Sergio Rossoni e publicado pela Chiado Editora em 2015.

Resenha, livro, Birman-Flint-e-o-mistério-da-pérola-negra, Sergio-Rossoni, Chiado-Editora, capa, fotos, opiniao, critica, romance-policial

 A obra é um romance policial com animais fazendo os papéis que normalmente são representados por humanos, e não há humanos no mundo (idêntico ao nosso) em que a história se passa. O gato Birman Flint é um repórter investigativo, seu assistente é o rato Bazzou, e eles foram chamados para ajudar na investigação do assassinato de Karpof, um camundongo que trabalhava para o Czar Gatus Ronromanovich. Antes de morrer, Karpof conseguiu deixar uma mensagem escrita com sangue em seu caderno de anotações, uma mensagem que mencionava, entre outras coisas, uma tal pérola negra, e que poderia ajudar os investigadores a encontrarem o seu assassino e descobrir qual a ligação do crime com a família do Czar.

 Foi super interessante ver animais interpretando a figura do detetive imortalizada por Sherlock Holmes, Poirot e Miss Marple, entre outros. E ver o mundo só com animais que falam também foi ótimo; ressalto que, durante todo o livro, os personagens continuaram mantendo suas características, agitando as asas (no caso do detetive Ponterroaux, que era um galo), dando miados (no caso de Birman), ou seja, a mistura entre suas características animais e o que se esperava dos cargos que ocupavam (jornalistas, chefes de estado, guardas, professores, etc.), além da escolha da função desempenhada por cada bicho, foi muito bem feita.

 É necessário ter muita criatividade para criar uma história como a que Sergio Rossoni criou! E ele merece muitos elogios por isso! Eu fiquei encantada no momento em que ele inseriu aeroportos e viagens pelo céu com os animais. E preciso mencionar que estava bem curiosa para saber como um gato e um rato poderiam trabalhar em equipe, mas em nenhum momento Birman demonstrou ter interesse em se alimentar de roedores, o mesmo não se pode dizer dos salmões, pois aparentemente os peixes eram simplesmente alimento para os demais personagens.

 Três coisas me incomodaram na obra: em diversos momentos um diálogo é interrompido para que se descreva as expressões ou pausas dos personagens, eu sei que isso pode ter sido feito para evitar parágrafos muito longos, mas acaba quebrando o ritmo de leitura e fazendo com que se demore bem mais do que o imaginado para concluí-la. Além disso, há um número grande de personagens, e em alguns momentos eu me perdia um pouco sobre quem era quem.

 O terceiro ponto é o final; os romances policiais que costumo ler tem sim continuações, mas normalmente um caso é resolvido em cada livro, já em "Birman Flint e o mistério da pérola negra" o caso do assassinato de Karpof não é totalmente solucionado embora pareça que a história termina bem perto da resolução de todo o mistério. Me senti frustrada após ler 380 páginas e ainda não ter todas as peças do quebra-cabeças que compõe o mistério que ronda a família Ronromanovich. Até onde descobri, achei muito boa a trama articulada pelo autor e todos os enigmas que já foram revelados, mas e o quê ainda vai acontecer com os vilões e com os mocinhos?

 "O gato repórter desviou do grupo de comerciantes fitando-o de maneira ofensiva, guardando o Webley antes que alguém resolvesse chamar a polícia local, já imaginando como seria custoso explicar o que um repórter estrangeiro fazia correndo pelas ruas de Moscóvia carregando uma arma.
 Seu olhar desorientado vasculhando o mar de cores e aromas ao seu redor, notando do outro lado da rua o Ford modelo T saindo a toda.
 Correu em seu encalço quando a rajada de balas disparada por uma metralhadora Maxim rugiu em sua direção, protegendo-se em meio à pilha de caixotes velhos numa esquina qualquer." (página 231)

Resenha, livro, Birman-Flint-e-o-mistério-da-pérola-negra, Sergio-Rossoni, Chiado-Editora, capa, fotos, opiniao, critica, romance-policial
Resenha, livro, Birman-Flint-e-o-mistério-da-pérola-negra, Sergio-Rossoni, Chiado-Editora, capa, fotos, opiniao, critica, romance-policial, ilustração, gatos
diagramação, trecho,Resenha, livro, Birman-Flint-e-o-mistério-da-pérola-negra, Sergio-Rossoni, Chiado-Editora, capa, fotos, opiniao, critica, romance-policial
sobre-o-autor, Resenha, livro, Birman-Flint-e-o-mistério-da-pérola-negra, Sergio-Rossoni, Chiado-Editora, capa, fotos, opiniao, critica, romance-policial

 Acho a capa desse livro muito bonitinha, assim como a ilustração presente nas primeiras páginas. A diagramação traz margens grandes, letras e espaçamento de bom tamanho. As páginas são amareladas e porosas, e há poucos erros de revisão.

 Detalhes: 383 páginas, ISBN-13: 9789895138982, Skoob, página no Facebook, site do autor. Onde comprar online: loja da editora, Livraria Cultura.

 Por hoje é só, espero que tenham gostado da resenha. Me contem: já conheciam o livro ou o autor? Já leram obras onde animais tinham funções normalmente humanas?


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Resenha: livro “Conto de Natal”, Charles Dickens

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje venho comentar sobre a minha experiência de leitura com o livro “Conto de Natal” (no original: “A Christmas Carol”, em algumas traduções: “Um conto de Natal”), escrito pelo Charles Dickens, publicado inicialmente em 1843, edição da Ediouro.

Resenha, livro, Cont-de-Natal, Charles-Dickens, ediouro, a-christmas-carol, fotos, capa, opiniao, critica, resumo, classico, seculo-dezenove, trechos, quote, fotos

 Narrado em terceira pessoa, o livro é protagonizado por Scrooge, um idoso empresário que só pensava em lucro, era avarento, pão-duro, mau-humorado, e desprezava o Natal. Em certa véspera natalina, após tratar mal seu funcionário, um senhor que havia pedido doações para os mais necessitados e o sobrinho, Scrooge recebeu uma estranha visita em sua casa: o fantasma de Marley, seu antigo sócio que havia morrido há alguns anos, preso em correntes feitas com sua própria avareza, que veio lhe avisar da visita de três espíritos.

 “- Bobagem? Então o senhor acha que o Natal é uma bobagem, tio? Sabe o que está dizendo?
 - E não havia de saber? – respondeu Scrooge. – Feliz Natal! Que direito tem você de estar alegre? Por que motivo? Você não é pobre?
 - Claro que sou – retorquiu o sobrinho, zombeteiro.  – Mas, então, por que o senhor está triste? O senhor não é rico?” (página 10)

 No decorrer da noite, vieram os espíritos, um de cada vez, primeiro o que lembrou Scrooge de seus natais passados e de como ele havia sido um homem diferente em outras épocas, depois o do Natal Presente, para lhe mostrar o que ele estava perdendo ao preferir se isolar, e por fim o dos natais futuros, mostrando qual seria o triste destino do protagonista. Uma verdadeira lição para que Scrooge refletisse sobre os caminhos que decidiu trilhar para a sua vida e sobre como deveria ter sido mais generoso com os demais. Ele ainda teria salvação ou seria tarde demais?

 Eu já havia lido esse livro no final da infância, mas com a releitura percebi que tinha esquecido algumas partes da história, que me parecia bem mais infantil do que realmente é. Achei interessante ler uma obra tão marcante escrita no século dezenove e poder conhecer um pouco mais sobre o Natal naquela época. Não me lembrava que a aparição do fantasma e dos espíritos tinha partes tão assustadoras, e achei maravilhosa a forma como o autor criou cada personagem e como o protagonista foi caindo em si durante a trama e percebendo o quanto ele havia endurecido e ficado vazio com o tempo. É uma leitura que eu recomendo a todos, não só pela ótima história mas também por promover a reflexão sobre a forma como convivemos com os outros. Um livro curto, com poucos capítulos, para ser lido com calma para aproveitar cada detalhe das descrições feitas pelo autor.

 “(...) Este é a Ignorância e aquela, a Miséria. Tenha cautela com ambos, mas especialmente com a Ignorância. Pois em sua frente vejo a palavra “Condenação”, e a predição há de ser cumprida a não ser que a palavra seja apagada.” (página 92)

Resenha, livro, Cont-de-Natal, Charles-Dickens, ediouro, a-christmas-carol, fotos, capa, opiniao, critica, resumo, classico, seculo-dezenove, trechos, quote, fotos
Mais uma citação que gostei.

Resenha, livro, Cont-de-Natal, Charles-Dickens, ediouro, a-christmas-carol, fotos, capa, opiniao, critica, resumo, classico, seculo-dezenove, trechos, quote, fotos, ilustração, tinzinho, scrooge, diagramação

 Essa edição da Ediouro tem uma capa bem bonita e sem orelhas, páginas brancas, boa revisão, margens estreitas, letras grandes e espaçamento de bom tamanho, além de algumas ilustrações.

 Detalhes: 125 páginas, Skoob. Onde comprar online: Saraiva (edição bilíngue) Submarino (edição em quadrinhos).

 Fica aqui a minha recomendação de leitura para qualquer época do ano, mas especialmente para quando o Natal se aproxima. E uma sugestão de presente também, para formar novos leitores.

 Por hoje é só, me contem: já conheciam o livro ou já leram algo do autor?


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Sorteio de Ano Novo: 12 livros, 2 ganhadores

sorteio, livros

Olá leitores, tudo bem com vocês?
Esta quase na hora de dizer Tchau para 2016 e dizer olá para 2017 e para entrar o ano novo com o pé direito e com muitos livros para ler, o blog Leituras da Mary se uniu com vários outros blogs amigos para realizar um grande sorteio de boas vindas a 2017.
Estaremos sorteando 12 livros para 2 ganhadores além de uma infinidade de marcadores e pôster, espero que vocês leitores gostem dessa promoção que nós preparamos com tanto carinho para vocês.

Regulamento
- O sorteio será realizado no dia 10/01/2017 ás 00:00 h.
- O resultado será divulgado no dia 11/01 na fã page do blog Leituras da Mary.
- É obrigatório residir em território nacional.
- Não serão aceitos perfis Fakes.
- O participante precisa seguir todas as entradas obrigatória, as opcionais como o próprio nome diz são opcionais, mas o participante tem mais chances de ganhar caso as cumpra. Será solicitado as provas de que o participante já seguia as regras obrigatórias antes do sorteio ser finalizado.
- O sorteado terá 48 h para responder o contato caso contrário será desclassificado.
- Cada blog é responsável pelo envio dos respectivos prêmios disponibilizados.
- O blog Leituras da Mary não se responsabiliza por extravios dos prêmios pelos correios.
- O prazo par o envio do livro é de até 30 após a confirmação dos dados dos vencedores.

Blogs e sites participantes
- Blog Leituras da Mary: Livros Harry Potter e o enigma do Príncipe + Livro Feitiço + marcadores.
-Blog Histórias sem fim: Livro Boa noite + marcadores.
-Blog Peregrino da Noite: Marcadores diversos.
-Blog Pétalas de Liberdade: A rosa louca + marcadores.
-Blog Livros Lab: Livro a filha da minha mãe e eu + marcadores.
-Blog Leitura Descontrolada: A formatura + marcadores
-Blog Livros e Afetos:  O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares + marcadores.
-Blog Histórias Literárias: O segredo da Caveira de cristal + marcadores.
-Blog Fascinada por Histórias: O ar que ele respira + marcadores.
-Blog Mundo Literário: Livro Guerra dos tronos+ marcadores + pôster.
- Blog Minhas escrituras: Livro filhos do Eden.
-Ler editorial: Livro Entre nós.

Boa Sorte a todos!

Inscreva-se no formulário abaixo


a Rafflecopter giveaway


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Desafio Literário para 2017: "Leia mais, Brasil!", vamos participar?

 Olá pessoal, tudo bem com vocês? O post de hoje é super especial, pois venho falar sobre um desafio literário que ocorrerá em 2017 e que estou ajudando a organizar, junto com a Gislaine Oliveira: o #LeiaMaisBrasil. Fiz um vídeo sobre ele, onde, inclusive, foi divulgado o nome do conto que será lido em janeiro, mas o conteúdo também está no texto abaixo.



 Por que o desafio foi criado?

 Segundo pesquisa recente, 44% da população brasileira não lê, e a média anual de leitura do brasileiro é de 4 livros, menor do que a de países como Espanha e Chile. Eu sou uma leitora voraz! Estando consciente dos benefícios da leitura, mas vivendo cercada de tantas pessoas que não tem o hábito de ler, que dizem que ler é chato ou cansativo, que alegam não ter tempo mas encontram espaço na agenda para outras coisas, despertou em mim a vontade de fazer algo para tentar mudar esse cenário.

 De onde veio a inspiração?

 A ideia para o "Leia mais, Brasil!" veio após conhecer outro desafio literário, o 12 meses de Poe, criado pela blogueira Anna Costa. A Anna é fã do escritor Edgar Allan Poe, criou um desafio onde os participantes deveriam ler um conto do autor por mês e debater sobre ele na página do desafio, durante o ano de 2016. A ideia era que mais leitores conhecessem os trabalhos do escritor e passassem a lê-lo.

 Resolvi participar por não ter lido nada do autor ainda, e por ser simples: eu sabia que era capaz de tirar alguns minutinhos do mês para ler um conto de menos de 10 páginas e fazer um comentário sobre ele. O fato é que, mesmo antes da leitura do conto de dezembro, já me tornei fã do autor e busquei, por conta própria, outras obras dele para ler.

 Com isso, pensei: se eu, que nem era tão fã do gênero que o Poe escreveu, já fui atrás de ler mais coisas dele, o mesmo pode acontecer com outras pessoas! Daí surgiu a ideia de fazer um desafio literário que estimulasse mais pessoas a lerem.

Desafio-Literário, 2017, Leia-mais-Brasil, leitura

 Como participar?

1 - Preencha o formulário de inscrição: https://goo.gl/forms/aAMCdvQh28TpzvRy2
2 - Entre no grupo e poste em seu perfil no Facebook: "Estou participando do Desafio Literário 'Leia Mais, Brasil!', participe também: www.facebook.com/groups/1810971792509198/".
3 - Chame um amigo (com um "status de leitor" diferente do seu, se você tem o hábito de ler, chame alguém que não tem o hábito de ler para participar com você [e vice-versa], assim, pretendemos  até o final de 2017, estimular mais pessoas a lerem).

AS REGRAS PARA PARTICIPAR FORAM SIMPLIFICADAS! Agora, basta entrar no grupo e marcar 3 amigos nesse post, convidando-os para participar também.

 Como vai funcionar?

- É só ler o conto selecionado para aquele mês, o conto será postado como uma nota no Facebook (você nem vai precisar sair da rede social para participar!) e disponibilizado para download gratuito, para você ler no seu celular, computador ou até mesmo imprimir, se quiser.

 A lista completa de contos selecionados será divulgada na próxima semana, mas já adianto que temos contos de: Leon Tolstói (russo, nascido em 1828, autor de obras como "Guerra e Paz" e "Anna Karenina" e cujo título é mencionado no vídeo aí em cima), Charles Perrault (francês, nascido em 1628, responsável por versões clássicas de contos de fadas) e o estadunidense Jack London (nascido em 1876, escritor de "O lobo do mar").

- E postar um comentário sobre o conto lido no tópico do desafio no grupo no Facebook. Fique calmo, se você não tiver gostado do que leu, pode dizer que achou horrível e explicar o motivo. Se você tiver alguma dúvida sobre a história, poderemos debater sobre ela.

 E o que ganharemos, além de mais leitores?

 Prêmios! Todo mês, será feito um sorteio através dos comentários deixados sobre o conto lido. Livros, camisetas, canecas e muitos outros brindes esperam por vocês, aguardem!


 E é isso! Quem topa participar? Eu garanto duas coisas para vocês:
 1 - é possível sim conseguir tempo para participar desse desafio todos os meses; eu estudo, faço estágio, trabalho, cuido do blog, escrevo, tenho criança em casa (não é filho), me divido entre duas casas (a da minha mãe e a minha) e consegui concluir o 12 meses de Poe;
 2 - e os contos, mesmo curtos, são histórias ótimas e deliciosas de se ler; tem um que me emocionou de uma forma que vocês não imaginam. Se você não costuma ler contos, participe mesmo assim, você não tem nada a perder.

 Se tiverem alguma dúvida, deixem nos comentários. Links úteis:

sábado, 17 de dezembro de 2016

Fotos mais curtidas no Instagram em 2016

 Olá pessoal, tudo bem? Quem aí tem perfil no Instagram? Eu tenho, e estou sempre postando fotos sobre minhas leituras por lá. Vi em alguns perfis, montagens com as fotos mais curtidas de 2016, e quis descobrir também quais as fotos mais curtidas no meu perfil durante essa ano. O site onde é possível descobrir isso é o 2016bestnine.com.

 Confiram as fotos mais curtidas do meu perfil em 2016:

instagram, instagram-literario, fotos, livros, marijleite, mais-curtidas


1 - Muitos livros, para falar sobre os recebidos de julho.
2- Aquisições de junho, com os livros que comprei na FLIR.
3- Livros que usei para responder a TAG dos 50%.
4- Em algum lugar nas estrelas, meu primeiro livro da Darkside, que comprei na Black Friday.
5- O quinto evangelho, uma das minhas melhores leituras do ano.
6- A hora da estrela, finalmente li um livro da Clarice Lispector.
7- Os livros que levei para minha casa nova em setembro.
8- Um passado sombrio, um livro de terror para variar minhas leituras.
9- Um romance em Paris, capa linda.

 Gostaram das fotos? Já descobriram quais foram as mais curtidas nos seus Instagrans?

 Se ainda não me segue, vem seguir (e aproveita que tá tendo sorteio lá no meu perfil): www.instagram.com/marijleite.

 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post.

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl