RESENHA: Todas as Suas (Im)Perfeições, de Colleen Hoover

Olá Leitores (as), como estão? Hoje trago a vocês a resenha do livro Todas as suas (Im)Perfeições, de uma das minhas autoras favoritas Colleen Hoover, publicado pela editora Galera Record. Apesar da minha baixa expectativa a respeito desta leitura, ainda assim  a autora conseguiu me surpreender positivamente no decorrer do desenvolvimento desta trama. Por esse motivo os convido a conferir minha opinião completa sobre esta obra.

Foto: Skoob
Título: Todas as suas (Im)Perfeições
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Ano: 2019
Páginas: 304
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance / Ficção

SINOPSE

Uma história de amor perfeita é suficiente para manter vivo o casamento entre duas pessoas imperfeitas?O acaso uniu Quinn e Graham duas vezes. A primeira delas, no que consideraram o pior dia de suas vidas, quando ela descobriu às vésperas do casamento que estava sendo traída pelo noivo e ele, pela namorada que pretendia pedir em casamento. A segunda, meses depois, em meio a encontros ruins.Deste reencontro surgiu um amor profundo e um relacionamento perfeito... ou talvez nem tanto. Com o passar dos anos e a frustração por não conseguirem ter filhos, Quinn e Graham acumularam silêncios e desconfianças. O casal se encontra no centro de um furacão, e seu futuro depende das promessas feitas quando o casamento ainda parecia uma praia paradisíaca.


A Colleen Hoover se tornou uma das minhas autoras preferidas desde que li seu título Métrica em 2013. Desde então venho lendo todos os seus livros publicados pela Editora Galera Record. Por isso quando soube do lançamento desse título fiquei louca querendo adquirir e quando o fiz, já fui louca iniciar a leitura. E confesso que gostei muito do tema abordado e como ela o desenvolveu. Vejam só:


“- Se você iluminar apenas as suas inperfeições, todas as qualidades ficaram nas sombras.” (pag.15) 

O livro conta a história dos personagens Graham e Quinn. Ambos acabam se conhecendo em um dos piores dia de suas vidas, quando descobrem que seus respectivos noivo e namorada estão lhe traindo. Porém a maior surpresa é que eles não esperavam se sentir atraído um pelo o outro, ao ponto de a cada encontro estarem se sentindo mais apaixonados. A partir disso a trama se decorre de maneira intercalada entre passado e presente. Onde o passado retrata os momentos desde que se conhecem e onde Graham tenta conquistar Quinn, com seu charme, ao ponto de se tornarem noivos e casados, ou seja, todos os momentos felizes de ambos. Em contrapartida temos o presente onde ambos já estão casados e passando por problemas de categoria 5. Já que o sonho deles é terem filhos e a infertilidade vem acompanhado essa tentativa frustrada, que os distanciou ao ponto do casamento não estar dando mais certo. Será que o amor deles irá suportar todos esses problemas? 

“Mas o joalheiro nunca disse, em nenhum momento, que o anel simbolizava eterna felicidade. Apenas eterno amor. O problema? Amor e felicidade não são coincidência. Um pode existir sem o outro.” (pag.23)
No começo da leitura eu só conseguir sentir raiva de Quinn por sua obsessão por ser mãe e achar que ela e seu marido só teriam um casamento feliz através desse outro ser. Porém no decorrer da trama e das descrições de seus sentimentos e pensamentos consegui sentir empatia e angústia por eles estarem vivenciando esta busca implacável que tem lhes gerado tanta frustração ao ponto de abalar seu casamento e de pensarem em colocarem tudo a perder. Contudo vamos acompanhar também a luta deles de reconstruírem esse amor através do que a vida lhes proporcionou e é lindo. Sinceramente senti inveja deles e desejei que o meu marido também lute por mim, mesmo quando estivermos no fundo do poço.

“Apenas me abraça em silêncio, porque sabe que, a essa altura, um pedido de desculpas é inútil. Pedidos de desculpas são ótimos para admitir arrependimento, mas de pouco valem para esvaziar a verdade das ações que causam remorso.” (pag.141)


Mas, o que mais me tocou nesta leitura foi quando a autora menciona que todos os casamentos em algum momento passaram por problemas de categoria 5, sejam eles qual for, e o dos personagens eram a infertilidade a busca desenfreada por ter filhos. Pode ser que outras pessoas busquem por outras coisas através do casamento e que também não vão conseguir como Quinn e Graham e isso vai fazer com que eles questionem se o divórcio não seria a solução dos problemas. A trama se decorre de maneira poética, romântica mas também com muito sofrimento, mas de maneira real. Além de ser muito bem descrita e construída. Esta história é narrada em primeira pessoa pela perspectiva de Quinn. 

“- Nosso casamento não é perfeito. Nenhum casamento é perfeito. Houve momentos em que ela desistiu de nós. Houve ainda mais vezes em que eu desisti de nós. O segredo para nossa longevidade é que jamais desistimos ao mesmo tempo.” (pag.200)

A Colleen Hoover conseguiu desenvolver a trama de maneira surpreendente e de fato as soluções dos problemas não se conduziu da maneira mais fácil muito pelo contrário. E a primeira vez que leio um livro em que o casamento é algo que traz tanto sofrimento e esse fator deixou a leitura ainda mais instigante. Acredito que a infertilidade é a causa de muito sofrimento para muitos casais, e isso com certeza deve gerar uma grande tristeza. Enfim, esta é uma história incrível que me conquistou aos poucos e por isso super recomendo a leitura. Mas, e vocês já tiveram oportunidade de ler este ou outro livro dessa autora? Se interessaram por esta obra? Deixem nos comentários a opinião de vocês, é sempre muito importante e bem vinda.

Espero que tenham gostado, e por hoje é só.

Até o próximo post

Me acompanhe nas redes sociais:

28 comentários

  1. Olá, tudo bem? Só li um livro da autora, e gostei muito, então pretendo ler várias outras obras dela, inclusive essa. Adorei a resenha, parece ser uma leitura maravilhosa!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Eu ainda não li os livros da Colleen e esse está me chamando atenção, pois as resenhas que li até agora são super positivas, inclusive a sua. Adorei as fotos, ficaram lindas e parabéns por isso!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê uma chance aos livros da autora, tenho certeza de que não vai se arrepender.
      Abraço.

      Excluir
  3. Olá

    Sou do time que já leu algo da autora e não conseguiu finalizar.
    Tentei 3 vezes e não rendeu. Ficava enjoada, com sono e achava a história terrivelmente chata haha

    Larguei e nunca mais tentarei.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Esse livro está na minha wishlist mesmo antes de ser lançado aqui pela GR. Já imagino o sofrimento que vou ter durante essa leitura, porque a Colleen não brinca na hora de estraçalhar o meu coração com suas histórias. Fico feliz (mas nada surpresa) que ela conseguiu desenvolver a trama de uma maneira inesperada, essa mulher tem um talento que nem sei como descrever!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente com esse livro ela consegue nos despertar muitas emoções e estraçalhar nossos corações como você mesma citou. Depois que finalizar a leitura venha compartilhar sua opinião, quero saber se gostou.
      Beijos.

      Excluir
  5. Foi um dos últimos livros que li em 2019 e gostei bastante. Minha única ressalva é que a Colleen romantiza demais o lance do amor cura tudo, e nesse caso deveria ter mostrado a Quinn com um apoio profissional.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Rumo aos 4K no instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse negocio que você disse sobre o amor cura tudo e algo surreal que ela realmente romantiza e a vezes incomoda. Esse foi um dos motivos de não ter favoritado muita de suas obras, principalmente Assim que Acaba.
      Beijos.

      Excluir
  6. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    Esse livro está na minha lista de desejados e estou simplesmente loooooouca pra ler! Seus comentários a respeito me fizeram desejar a leitura ainda mais...
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Tenho alguns livros da Collen, mas ainda não li nenhum. Pretendo ler todos até o fim do ano e com certeza Todas as suas imperfeições já está na minha lista. Fiquei muito curiosa e confesso que amo ler histórias sobre casamentos.

    Gabriela Nascif

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia e depois venha compartilhar comigo sua opinião a respeito da leitura das obras dessa autora incrível. Te desejo uma ótima leitura.

      Beijos.

      Excluir
  9. Olá, Lana!
    Devo confessar que sou muito fã da Colleen Hoover, e comecei pelo que eu acho seu melhor livro "Um caso perdido"!!
    "Todas as sua imperfeições" já está comprado, e pretendo lê-lo ainda esse ano - se tudo der certo!
    Terminei recentemente "É assim que acaba" e super indico também, apesar que acho difícil algum outro superar "Um caso perdido".
    Abraço,

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2020/01/e-2020-chegou.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já li É assim que acaba, e acredita que não gostei a forma como a autora conduziu a história, principalmente o final que sempre vem enfatizar que o amor supera tudo e sabemos que não é verdade. Espero que goste da leitura desse livro.

      Beijos.

      Excluir
  10. O casamento pode trazer sofrimento mesmo quando há amor, esse é o grande lance, não existe felizes para sempre, existe a realidade, o compromisso e a dedicação na horas que as coisas azedam para que a história continue se ainda tem amor. Eu acho que sua crítica desse livro foi a melhor, e gosto dessa proposta de o casamento não ser um mar de rosas porque não é

    ResponderExcluir
  11. Oii!! Tudo bem??

    Então, eu já vi várias resenhas sobre esse livro e todas giram em torno de como o autor (a) conseguiu desenvolver uma trama sobre um casamento e sobre como a infertilidade gira em torno desse contexto. Não é algo que queira ler agora, mas essa leitura está bem anotada!!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Oi Lana!
    Li esse livro, fiquei tão profundamente em prantos quando Quinn achava que sua situação não tinha solução, não enxergava nada mais que sua vontade deixando o marido de lado lutando pelos dois. Por outro lado o deslize de Graham não me deixou feliz, perdeu uns pontinhos comigo, mas a história em si é muito real e muito emotiva. Parabéns por sua resenha, suas palavras me fez rever algumas partes do livro. Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em relação ao deslize de Graham só posso dizer que fiquei me questionando se eu perdoaria, e conseguiria superar numa boa. Eu fiquei muito assustada e angustiada com a obsessão de Quinn por filhos, mais fiquei pensando que poderia ser outra situação que geraria também esse conflito e acabei entendendo a situação.

      Beijos.

      Excluir
  13. Olá!

    Coisas que não são uma escolha tendem a tirar nossa paz de espírito, podemos não querer ter filhos, mas o poder ter se quisermos é uma coisa tão maravilhosa e mesmo assim só damos valor quando não temos essa escolha. Enfim, AMO a Collen e venho acompanhando sua evolução, sua mudança de foco para algo mais maduro, ainda não cheguei nesse livro em especifico, mas não falta muito e eu estou bem curiosa. Adorei sua resenha e essa dica de leitura de ouro.

    Beijos
    leitura-terapia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bom?
    Eu estou com este livro aqui na estante, pronto para ser lido no próximo mês! Eu gosto muito como a autora desenvolve as temáticas em seus livros e esse especificamente, por se tratar de um casamento em crise, me deixou bem curiosa. Adorei conferir sua opinião, só me deixou ainda mais animada pela leitura!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você goste dessa leitura, tanto quanto eu!
      Beijos.

      Excluir
  15. Ainda não li nada da escritora, esse ano desejo ler pelo menos uma obra dela, pois a minha curiosidade está bem aguçada. Gostei da resenha dessa obra que leu, estou penando em iniciar por esse título.

    ResponderExcluir
  16. Olá Lana!!!
    Da CoHo eu li apenas um livro e o mesmo me impactou que quero ler também os outros dela. Já li algumas resenhas sobre este livro, mas muita gente não havia gostado e fiquei um tanto desanimada, mas hoje digo que gostei da premissa que você apresentou melhor em sua resenha e espero poder terminar com uma sensação boa como você.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que o livro tem pontos positivos e negativos que pode vir agradar e desagrada ao leitor, depende apenas de perspectiva. O livro como um todo não me agradou teve pontos que me incomodaram, mais a reflexão por trás da história e ponto alto dessa leitura.

      Beijos.

      Excluir
  17. Oii, tudo bem?
    Eu sou uma grande fã dos livros da Colleen, ela escreve uma maneira incrivelmente real e dolorosa, não é atoa que eu acabo chorando em todo rsrs. Esse livro eu ainda não li, mas é bom saber que ela não perdeu a mão e eu ainda não a vi abordar problemas no casamento em suas obras, então estou bem curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amo a escrita da autora e a forma como ela consegue ser flexível nos temas abordados em seus livros. Mais nem todos me emocionaram, este por exemplo foi livro em que não chorei, mais me impactou de outras formas.

      Beijos.

      Excluir
  18. Este é um livro da CoHo que eu ainda não li, mas estou muito ansiosa. Estou com ele no kindle, mas como tenho alguns livros que preciso ler antes, estou guardando essa vontade para mais tarde.

    ResponderExcluir
  19. Eu adorei esse livro, inclusive foi ele quem me trouxe de volta para a autora depois da decepção Tarde Demais. Torci muito pelo casal e me emocionei em diversas cenas.
    Adorei suas fotos.
    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo