sábado, 5 de agosto de 2017

Resenha: livro "Lexus - O despertar da Escuridão", Paulo Henrique Bragança

 Olá pessoal, tudo bem com vocês? No post de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o livro "Lexus - O despertar da Escuridão", escrito pelo Paulo Henrique Bragança e publicado pela Editora Arwen em 2015. Eu ganhei o livro em uma rifa, e foi uma das minhas leituras para o Projeto Lendo Nacional.

Resenha, livro, Lexus-O-despertar-da-Escuridão, Paulo-Henrique-Bragança, Arwen, diagramação, zumbi, livro-nacional, opiniao, blog-literario, fotos, imagem, capa

 A história se passa em Campos Elíseos, cidade onde ficava o laboratório LEXUS. Bianca era uma garota que levava uma vida comum aos dezessete anos: estudava, tinha amigas, morava com o irmão mais velho (Lucas) e com os pais, que eram cientistas. Até que, enquanto os pais estavam em outra cidade por causa do trabalho, houve um ataque ao LEXUS e o caos se instaurou em Campos Elíseos. E agora Bianca e o irmão teriam que lutar para sobreviver e reencontrar os pais. Além disso, havia a Fernanda, a namorada do Lucas, que estaria com eles na tentativa de escapar do caos de Campos Elíseos. Afinal, quando um laboratório explode, os segredos que ele abrigava ficam expostos...

 "Realmente, os sons haviam parado. Confusos, mal se deram conta quando a criatura caminhou até a janela e agora observava estranhamente a superfície transparente. Então, puderam comprovar por si mesmos a fidelidade da descrição de Bianca. A mulher, ou criatura, estava despedaçada, como se tivesse sido atacada por cães famintos e ferozes." (página 52)

 Eu não imaginava do que se tratava a história até começar a ler. Mas fui positivamente surpreendida conforme fui avançando na leitura dos capítulos. A Bianca é uma garota inicialmente comum, que vê sua vida desmoronando e tem que lutar pela sobrevivência. O Lucas, irmão dela, foi um personagem que gostei bastante pelo seu apego à família e à namorada.

 Falando na Fernanda, ela também foi uma personagem que se destacou: filha de um militar, aprendeu com o pai a se defender. Aqui parabenizo o autor por ter incluído não só representatividade em seu livro mas também por ter colocado a realidade. Explicando melhor: Bianca e Fernanda em nenhum momento precisaram ser salvas somente por serem as garotas, elas não foram resumidas ao fato de serem mulheres. Fernanda era filha de um militar, e aprendeu diversas coisas na convivência com o pai. Toda pessoa aprende algumas coisas com o meio em que vive, com as pessoas com quem convive, e esse aprendizado deve ser levado em conta na hora de construir um personagem, coisa que o autor de Lexus fez, mas que muitos outros ignoram. Obrigada, Paulo Henrique Bragança, por suas personagens não frágeis, mas parecidas com o que temos no mundo real!

 "- Que maneiro! - disse Thiago, quando o motor 1.8 ganhou vida. - Achei que ligação direta só dava certo em filmes. Onde aprendeu a fazer isso?
 O carro começou a se mover e a ganhar velocidade, cortando a noite com a luz amarelada de seu faróis.
 - Meu pai me ensinou. Passávamos horas na garagem, sujos de graxa, regulando o motor do nosso velho Impala 67. - Fernanda respondeu, mas manteve o olhar fixo na rua. - Ele me ensinou muito sobre mecânica." (página 74)

 O livro é dividido em duas partes, e eu confesso que o desfecho não me agradou totalmente. Depois de tudo o que a Bianca passou, meu coração de leitora que sempre se compadece dos personagens esperava um final um pouco melhor para ela, uma recompensa por todo o esforço, uma luz no fim do túnel. É um livro curto e de leitura rápida, com mais algumas páginas talvez fosse possível aprofundar mais alguns personagens, como a Aurora, por outro lado, achei que ficou na medida para leitores que, como eu, não são muito fãs de narrativas apocalípticas.

Resenha, livro, Lexus-O-despertar-da-Escuridão, Paulo-Henrique-Bragança, Arwen, diagramação, zumbi, livro-nacional, opiniao, blog-literario, fotos, imagem, capa
Resenha, livro, Lexus-O-despertar-da-Escuridão, Paulo-Henrique-Bragança, Arwen, diagramação, zumbi, livro-nacional, opiniao, blog-literario, fotos, imagem, capa
Resenha, livro, Lexus-O-despertar-da-Escuridão, Paulo-Henrique-Bragança, Arwen, diagramação, zumbi, livro-nacional, opiniao, blog-literario, fotos, imagem, capa


 A capa passa bem a atmosfera da história. As páginas são amareladas, a diagramação traz letras, margens e espaçamento de bom tamanho e há detalhes no início de cada capítulo, só uma revisão mais cuidadosa se faz necessária.

 Detalhes: 156 páginas, ISBN-13: 9788568255216, Skoob, Fan page (compre com o autor)compre na Amazon.

 Enfim, "Lexus - O derpertar da Escuridão" é uma boa indicação para quem procura uma leitura rápida e cativante, para quem quer descobrir até onde o ser humano é capaz de ir em situações extremas. Por hoje é só, espero que tenham gostado da resenha. Me contem: já conheciam o livro ou o autor? Alguém sabe se tem continuação?


 Participem do TOP COMENTARISTA  de agosto para concorrer ao livro "Dois Mundos", clique aqui para deixar seu e-mail no formulário de inscrição.


Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

14 comentários:

  1. Mari!
    Se o livro trata de fazer com que o ser humano reflita do que é capaz, diante de situações extremas, acredito que já vale a leitura, porque livros que nos fazem refletir sobre situações hipotéticas são sempre bons.
    Desejo um mês repleto de realizações e um ótimo final de semana!
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  2. Olá, não conhecia o autor. E fiquei curiosa em conhecer,lendo esse livro.

    Lendo a sua resenha Mari,achei um livro curto, mas com muitas aventuras e força de vontade de sobreviver dos personagens a todo esse caos.
    E devo admitir que fiquei curiosa em descobrir o que desencadeou todos esses problemas na cidade.

    Me deu vontade de ler! :)

    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Oiii Maria tudo bem
    Eu fiquei meio assim se leria esse livro ou não, principalmente em relação ao enredo não ter te prendido e isso é muito importante para mim, foi uma bela sorte tu ter ganho ele em um rifa, sua resenha ficou ótima e bem sincera.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Heiii, tudo bem?
    Ainda não conhecia o livro "Lexus - O despertar da Escuridão", e achei bem interessante a premissa.
    Como vc tb nao sou mto chegada a ler livros com apocalipses, mas é legal ver o desenvolvimento da história e dos personagens em um mundo assim.
    A capa está linda e gostei mto da resenha, deu pra ver os pontos fortes da obra.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  5. Gostei da premissa do livro e por ser autor nacional, com certeza vou anotar a dica! E a capa da um certo clima, né? Fiquei bem curiosa! Bjos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Mari
    Que pena que o desfecho não agradou muito. Um livro curto e que tem uma boa premissa, me parece uma ótima dica. Confesso que não curto muito livros nesse estilo, mas conheço muitas pessoas que iam gostar. Gostei da opinião sincera.

    Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  7. Olá
    José, que trabalha junto a mim no blog, fez a leitura dessa obra e ele achou bem fraca para um ereto que podia ser bem mais rico. Eu, como sou de acatar quase todas as opiniões dele, acabei desistindo da leitura; mas quem sabe eu tente fazê lá em breve. Acho essa capa muito top mesmo. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oii! Gosto muito de obras desse gênero e fiquei bastante curiosa em relação ao enredo. Também achei interessante o cuidado que o autor teve com a criação dos personagens, pena que o desfecho final não fora muito bom. Mas vou anotar a sua dica para ler um dia. Bjss!

    ResponderExcluir
  9. Olá! Não imaginava uma história assim também. Achei a premissa bem interessante, parece ter bastante ação, gostei da observação sobre as personagens, legal ele ter tido essa percepção, beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oie, tudo bem? Me pareceu uma história bem interessante e envolvente, e adorei saber sobre as personagens femininas! Um ponto a mais, e fiquei realmente curiosa para conferir a leitura agora. Adorei sua resenha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Não conhecia, mas fiquei interessada na premissa, parece ser um livro e tanto! O trabalho da Arwen está incrível mesmo, espero que por dentro esteja tão bonito por fora.

    ResponderExcluir
  12. Também não sou muito fã do gênero, mas, como qualquer outro livro, se for bom, os preconceitos vão embora. Fiquei interessada e é uma pena que a revisão deixa a desejar. Acredito que é um dos principais pontos que devam ser analisados antes de se publicar um livro.

    https://notasmentaisparaumdiaqualquer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oiii!

    Eu não conhecia o livro mas gostei de conhecer aqui. Mesmo com suas pontuações, parece ser uma leitura ok... O problema mesmo é a falta de cuidado com ela. Poxa, o que custa cuidar melhor dessa parte, né?

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem? Não conhecia o autor, mas gostei do que se trata. Final não felizes também não são coisas que curto, por isso fiquei meio receosa, mas temas apocalípticos são enredos que quando bem escrito me agrada. É bem curto mesmo, quero ver como o autor trabalhou isso. Ótima resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados