Veda 27: respondendo perguntas dos leitores + SoSeLit #4: O que mudou no meu gosto literário depois do blog

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje, vocês saberão um pouco mais sobre minha relação com a leitura! Provavelmente vocês viram que estou participando do VEDA, um desafio que consiste em postar um vídeo por dia no canal do blog no YouTube (para ver todos os vídeos postados durante o VEDA, clique aqui, lembrando que comentando em todos eles, você participa do TOP COMENTARISTA de abril e concorre aos livros "Entre quatro paredes" e "Amor de todas as formas", clique aqui para saber mais). E o vídeo de hoje é respondendo as perguntas que vocês, que acompanham o canal, me deixaram lá no formulário e nos comentários do primeiro vídeo do VEDA. Apertem o play para conferir:



 Agora, vamos ao segundo assunto do post. Fui convidada para a Sociedade Secreta Literária (SoSeLit), grupo de blogueiros literários que se uniu para trocar experiências, e todo mês traremos blogagens coletivas. O tema de abril é "O que mudou no meu gosto literário depois do blog".

 Quando comecei o blog em 2010, ele era pessoal. Voltei a me interessar por livros ao conhecer outros blogs literários, resolvi retomar o hábito da leitura em 2012 e falar sobre livros no Pétalas de Liberdade. A leitura foi tomando cada vez mais espaço aqui e agora é raro ter algum post que não seja sobre livros.

 Andes do blog eu não lia. Passei cerca de dois anos longe dos livros, havia terminado o Ensino Médio e perdi o acesso à biblioteca da escola. Numa cidade pequena, sem dinheiro, conseguir livros era difícil. Ao retomar o hábito de leitura, pedindo livros de presente de aniversário, comprando na Avon, pegando emprestado num grupo no Skoob, bastava que a capa, o título ou a sinopse me chamasse a atenção para querer lê-lo. Talvez, devido à dificuldade de acesso aos livros na época, cada um que chegava até mim era tratado como algo precioso.

 Desde a época de frequentadora da biblioteca da escola, lia de tudo um pouco. Da fantasia infantil do Sítio do Picapau Amarelo", passando pelo romance policial de Agatha Christie, ao clássico Machado de Assis (embora eu não tenha amado nenhum dos livros do Machado de Assis na época). Me lembro que só não li "O escaravelho do diabo" por ter ficado com medo da palavra diabo no título, coisas de adolescente...

 Esse meu interesse pelos gêneros literários variados continuou me acompanhando na vida adulta (vide imagens dos últimos livros resenhados). Continuo lendo de tudo, basta que a capa, o título, a sinopse, o nome do autor ou um comentário sobre a obra me chamem a atenção.

 Continuo preferindo livros com finais fechados e felizes, como vi certa vez num meme: onde quem tem que casar, casa, e quem tem que morrer, morre, e não onde quem tem que casar, morre, e quem tem que morrer, casa, rsrs. Mas já me aventuro num drama vez ou outra, e até consigo aceitar quando os mocinhos não ficam juntos (Oi Jojo Moyes, Nicholas Sparks e John Grenn =]!). E parei de ter medo de livros de terror! Até hoje não li nenhum livro que me perturbasse ou que me assustasse por ser de terror. E isso é algo que eu amaria ver mais gente fazendo: se aventurando a ler o que é diferente, o que fala sobre morte ou monstros...

 Acho que o que mais mudou no meu gosto literário, foi o fato de ter perdido parte daquele sentimento de reverência por cada livro, me tornando mais crítica. Hoje, sei o quanto é trabalhoso escrever um livro e também sei que nem todos os livros lançados já estão bons o suficiente para chegar aos leitores; sei que não é pelo fato de ser um livro, que devo "perdoá-lo" se ele traz um relacionamento abusivo romantizado, se ele traz uma visão machista, homofóbica, racista ou apoia qualquer forma de preconceito ou discriminação (seja um livro publicado nesse ano ou no século passado, podemos entender o contexto da época e mesmo assim sentir incômodo com certas coisas). Ainda não tive oportunidade de reler alguns livros lidos há anos, mas certamente se fosse lê-los novamente, poderia ter interpretações e reações diferentes, mudar faz parte da vida, né?!

 E você, o que mudou no seu gosto literário com o passar do tempo?

 Conheça os demais participantes da SoSeLit: Eu Insisto, My Dear Library, La Oliphant, Um Metro e Meio de Livros, Livro Lab, Yara Guez, Barda Literária, Coleções Literárias.

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

17 comentários

  1. Acho que meu gosto literário não mudou muito, não. Continuo gostando das mesmas coisas, principalmente livros que prendem a atenção e que fazem rir!

    ResponderExcluir
  2. Amei sua histórias com livros. Ler é mesmo libertador e assim como você eu adoro ler de tudo um pouco, descobrir coisas novas, quebrar preconceitos.

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  3. Eu meio que sempre tive essa simpatia com os livros, desde bem pequena. Comecei a ler livros mais de "adulto" com uns 10, 11 anos (O Diário de Anne Frank foi um dos primeiros) e de lá para cá não parei mais. A diferença é que, tendo um blog, leio muitíssimo mais, tipo uma leitura atrás da outra rsrs, coisa que eu não fazia antes. Olha só que engraçado, hoje eu até aceito finais felizes kkkk, mas confesso que minha preferência sempre foi por finais duvidosos, casais separados ou, mesmo se o final for feliz, que seja de um jeito diferente do que a gente espera/torce, algo mais "vida real". Mas com o tempo fui conhecendo outras histórias, tramas mais fofas e comecei também a gostar de casais que ficam juntos (e que a gente torce muito por eles) e finais felizes no geral. <3

    Beijinho,
    Aline | Livro Lab

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Sabe que eu já tava bem burra velha quando comecei a ler e me apaixonar pelos livros? kkkkk Até me arrependo de não ter começado mais cedo esse gosto pela leitura. A questão de ser mais crítica ainda tenho que melhorar, gosto da maioria das coisas que eu leio, não sei se tenho sorte de pegar livros bons e que são do meu gosto mesmo, ahahah.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Tag bacana, acho que hoje me tornei mais crítica também e quebrei aquela barreira que me fazia ter medo de clássicos ou de dizer que nao gostei de algum deles, o mais importante é construirmos uma opinião firme a respeito de algo, nao baseada em cânone e academicismo, isso sem duvida me fez evoluir bastante.

    ResponderExcluir
  6. Oi Maria, VEDA não é fácil,eu até tento acompanhar os canais, mas não consigo, então eu imagino criar e editar um vídeo por dia... Então, parabéns!
    Adorei te conhecer mais um pouquinho através das perguntas e de tuas respostas.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Sempre li, mesmo antes de me tornar blogueira. Aliás, a leitura me acompanha desde a infância, quando lia livros escondido que pegava da minha mãe e tia.. Que eram aqueles de banca (que hoje detesto!) e Agatha Christie, Sheldon (continuo curtindo).. Entre outros, como: Meu pé de laranja lima, Éramos Seis e outros nesse estilo.

    Mais tarde me apaixonei pela série Harry Potter e com isso segui o gênero literário que ainda me agrada muito! Com isso as leituras foram crescendo cada vez mais e não apenas sendo uma distração.. Mas uma necessidade diária!

    Sobre finais, confesso que amo um final desastroso! rsrs
    Não me importo tanto com finais fechado ou abertos desde que isso seja coerente com o desenrolar da história.. Tem enredos que pedem um fechamento redondo, enquanto outros, quanto o autor deixa margem para imaginação fica ainda melhor.. cito aqui o Haruki Murakami e o livro Sono.

    Gosto de ler algumas tags e comparar gostos, opiniões e posições que algumas vezes parecem com as minhas ou divergem.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  8. Oiiieee


    Com certeza o blog faz a gente ler mais e consequentemente a gente vai se tornando mais crìtica. Tem o lado bom porque a gente amadurece como leitor e aprende várias coisas, culturas e lendas, tantas histórias legais pra ler, mas tem o lado ruim quando parece que nada mais é perfeito, a gente vai se tornando mais exigente e chega um momento em que é dificil um livro ser exatamente 5 estrelas pra nós. Às vezes sinto falta daquela época de começinho do blog quando parecia que tudo me agradava tanto....rsrs

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Me identifiquei bastante com você, com seus gostos literários. Não dou muita importância para finais felizes, mas prezo muito para finais fechados. Pensi como você em relação a perdoar livro, sou do tipo que largo sem dó se tiver algo que não me agrade dentro do que acho errado e no geral estamos constantemente em mudanças. Eu só lia Nicholas Sparks e afins e hoje eu simplesmente amo um bom thriller, um drama e um terror de me deixar sem querer pegar água na cozinha.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu comecei a ler (depois dos infantis, claro) com Agatha Christie e até hoje o gênero policial é o meu preferido, mas leio tudo o que possa me interessar. Só o terror que eu não curita tanto, mas tenho lido cada vez mais gênero dele e gostado cada vez mais. Assim como você, com o passar do tempo eu passei a ser mais crítica mesmo com as minhas leituras e com certeza reagiria de maneira diferente para livros lidos antes que eu amei.

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Amei a tag.
    Seu blog é muito bacana e acho que você acertou em cheio ao transforma-lo de pessoal para literário. Me identifiquei muito com suas respostas principalmente com a preferencia a livros com finais fechados e felizes. Parabéns pelo blog e muito sucesso para você.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Sobre meus gostos literários, na verdade, eu saí do armário e admiti que gosto de romances água com açúcar estilos de banca e de romances de época beeem açucarados... kkkk
    Em todo o caso, continuo gostando de livros policiais e fantasia, mas ainda não consegui ter coragem de encarar um livro de terror.
    Gostei muito do seu post e um dia pretendo ter coragem de participar do VEDA, embora não tenha conseguido ainda ter postado nada no Youtube.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem o BEDA também, que ao invés do Youtube, é feito no Blog, com posts escritos no lugar de vídeos, se quiser experimentar fazer em agosto :).

      Excluir
  13. Olá, meu gosto literário mudou bastante, antigamente gostava de série mais longas e hoje, talvez por causa do tempo mais escasso, prefiro livro únicos além de ter deixado de ler tantos romances e partido mais para as fantasias *-* Quando relei algum livro que resenhei no começo do meu canal e comparo minha opinião atual com a de quando li percebo como fiquei muito mais exigente e critica.

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    Achei bem legal o vídeo, eu confesso que o meu gosto, preferências literárias foram expandindo com o passar do tempo, pois basicamente eu li ficções históricas, passei a ler ficção científica, depois trillers e terror, clássicos da literatura, tudo aos poucos!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Oie
    é incrível como ter um blog musa nosso gosto, nos faz conhecer coisas novas, acho muito legal que vc deioxu de ter medo de livros de terror pois eu adoro, muito interessante seu texto

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Todos curtem um bom final feliz né?
    Eu acho que é comum mudarmos um pouco o gosto literário, tanto quanto pelo blog e pela idade. Claro creio que o blog ajuda a abranger os gêneros, o que é uma coisa muito boa!

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo