Resenha: livro "Atraída Por Um Highlander", Maya Banks

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje, venho comentar sobre minha experiência de leitura com "Atraída Por Um Highlander", livro escrito pela Maya Banks e publicado em 2017 pela editora Universo dos Livros.

Resenha, livro, Atraida-Por-Um-Highlander, Maya-Banks, Universo-dos-livros, blog-literario, petalas-de-liberdade, opiniao, kindle, capa, foto

 Há alguns dias, vi um trecho de "Atraída Por Um Highlander" em um grupo e decidi dar uma olhada no e-book para ver como a cena terminaria. Acabei ficando curiosa e pegando a história desde o começo para ler. Resultado: só parei ao chegar na última página!

 No primeiro livro da Trilogia McCabe, conheceremos Mairin Stuart. Seu pai lhe deixou uma herança: quando tivesse seu primeiro filho, juntamente com o marido, teria direito a uma propriedade importante naquela época em que clãs frequentemente entravam em conflito e a posição do rei era complicada na Escócia.

 Mairin viveu anos escondida num convento, esperando o momento de encontrar um guerreiro que fosse um bom homem para ela e que pudesse ajudá-la a cuidar de sua herança. Porém, foi raptada e levada para se casar com Duncan Cameron, mas ela temia que o violento laird pudesse matá-la tão logo tivessem um filho e ela se tornasse desnecessária.

 Mairin se recusou a dizer sim e foi agredida por Cameron, mas ela conseguiu fugir com Crispen, um garotinho que conheceu na viagem até o castelo de Duncan. Eles chegaram nas terras do pai de Crispen, o laird Ewan MacCabe.

 O casamento de Ewan com Mairin parecia a melhor solução para ambos: ele teria o dinheiro para restaurar seu clã, que passava por dificuldades desde o ataque de Duncan anos antes (um dos irmãs de Ewan foi traído pela mulher que amava e que possibilitou o ataque); e ela poderia viver em segurança sem temer ser descartada por um marido interessado apenas em sua herança. O problema é que Cameron não havia desistido e seria capaz de tudo para colocar as mãos nas terras de Mairin.

 Acompanharemos o desenrolar desse relacionamento que começou baseado nas vantagens que um poderia oferecer ao outro, são dois personagens com ideias diferentes que entrarão em conflito algumas vezes, ainda assim, o amor entre eles florescerá.

 Eu não tenho mais paciência para macho que acha que mulheres precisam ser submissas, algo comum nos livros que mostram a cultura do período, por isso evito ler romances de época com highlanders. Mas esse, que foi o 1° da Maya Banks que li, até que conseguiu me prender. A autora criou um enredo e personagens que chamaram a minha atenção. Fiquei bem curiosa para conhecer mais dos irmãos MacCabe e gostei muito da relação da Mairin com o Crispen, filho fofo do Ewan com a esposa que faleceu no ataque de Cameron ao clã.

 Enfim, valeu a pena ler "Atraída Por Um Highlander", mas é bom ter em mente que é um romance ambientado em meio à violência e conflitos sangrentos. Com base no meu gosto pessoal (desculpem a redundância), dei 3 de 5 estrelas no Skoob, pois é um romance bom, com uma escrita OK, que pode ganhar 5 estrelas de outros leitores, mas que para mim, com os muitos romances que já li, não traz grandes novidades e não é o tipo de romance que eu gosto (não ligo para violência em suspenses, terror, mas não curto em histórias de amor).

 Sobre a edição: apesar de a mulher ser parecida com a descrição da protagonista, não seria uma capa que chamaria a minha atenção, e não me lembro de ter encontrado erros no e-book.

 Logo trago a resenha dos outros 2 volumes da trilogia, protagonizados pelos irmãos do Ewan. Me contem: já leram esse ou outro livro da autora? Gostam dessas histórias de highlanders?

 Detalhes: 336 páginas, ISBN-13: 9788550300962, Skoob. Sinopse: Ewan, o mais velho dos irmãos McCabe, é um guerreiro decidido a destruir o seu inimigo. Agora que o momento é ideal para a guerra, os seus homens estão preparados e Ewan quer reaver aquilo que lhe pertence - até que uma tentação de olhos azuis e cabelo negro se atravessa no seu caminho. Mairin pode muito bem ser a salvação para o clã de Ewan, mas, para um homem que sonha com vingança, as questões do coração são um território desconhecido a conquistar. Mairin é filha ilegítima do rei e é senhora de propriedades valiosas que a obrigaram a esconder-se e a desconfiar do amor. Os seus piores receios acabam por acontecer quando é salva do perigo mas depois obrigada a casar com o seu salvador, Ewan McCabe, um homem carismático que está habituado a mandar. Mas a atração que sente pelo seu novo marido fá-la desejar o seu toque; o seu corpo ganha vida com a mestria sensual dele. E à medida que a guerra se aproxima, as forças, o espírito e a paixão de Mairin obrigam Ewan a derrotar os seus próprios fantasmas e a entregar-se a um amor que significa mais do que a vingança e a terra. Clique para comprar na Amazon (e-book disponível no Kindle Unlimited):

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

19 comentários

  1. Personagens masculino que acham que mulheres são submissas: NÃO NÉ! Fico feliz que esse livro da Maya não seja assim. Infelizmente é o que sempre encontramos em romances de época. Aliás, indico o livro "edenbrooke". A mulher tem uma personalidade e tanto! ;)

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem? Conheço a escrita da autora e apesar de boa eu não curto muito o estilo de leitura ao qual ela se dedica!
    Prefiro outros gêneros. Ainda assim, não negaria em ler um livro da autora se bem recomendando em algum momento que eu queira sair da rotina!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, como vai? Eu li essa obra e infelizmente eu não gostei muito da leitura.Você deu 3 estrelas no Skoob? Eu não o avaliei no Skoob, mas se tivesse que avaliá-lo lá, certamente eu daria 2 estrelas. Gostei da sua resenha. Abraços!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. oi!
    Eu adorei a temática do livro é bem interessante, não conhecia o trabalho da Maya Banks. Já coloquei na lista de leitura..

    ResponderExcluir
  5. achei bem interessante essa ideia de a personagem não ser submissa, eu geralmente evito romances por causa disso, porque me da nervoso ver essas coisas. Mas amei a dica, já quero ler, sem contar que essa capa não tem nenhum defeito! amei!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Nunca li nada da autora, mas tenho bastante curiosidade, pois passo vendo falarem super bem dos livros dela. Adorei tua resenha e fiquei doida para ler!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  7. Então, sou como você. Evito ler algo com highlanders, mas uma vez li um romance normal e até gostei, mas não é muito o meu estilo mesmo. E sendo da Maya já fico com o pé atrás pois sempre ouço falarem mal dos livros dela.

    ResponderExcluir
  8. Não é uma temática que me chamaria a atenção tão facilmente, não sei se o leria por toda essa violência contra a mulher e porque a história não me conquistou. Gostei da sua sinceridade!

    ResponderExcluir
  9. Sinceridade é o fator mais importante numa resenha. E eu consegui notar isso na sua. Infelizmente, o livro não me agradou muito, por isso, passo a dica.

    Beijos,
    Blog Diversamente

    ResponderExcluir
  10. Oiiii,

    Eu nunca li nada da autora, mas já li coisas péssimas sobre os romances contemporâneos e a mania que ela tem estigmatizar a mulher como um objeto e como ela adora fomentar a rivalidade feminina. Mas já li coisas boas sobre os romances de época dela e tenho muita vontade de ler, mas sinceramente não tenho muita paciência com as mesmas coisas que sempre permeiam eras obras dela. De toda forma eu tenho vontade de ler este livro e acho a capa dele bonita kkkkk Adorei suas impressões e a forma como já prepara a gente para as possíveis falhas na história.

    Beijinhos...
    http://www.equipenerd.com.br

    ResponderExcluir
  11. pela capa eu não leria kkk sinceramente, mas pela sua resenha eu leria kkkk, e agora to em conflito, mas o fato de ter um contexto de violência me deixa curiosa, obras assim me deixam intrigada em ler e entender o desenvolvimento.

    ResponderExcluir
  12. Oi!

    Me identifiquei muito com o primeiro parágrafo da tua resenha ''vi um trecho em um grupo'' isso acontece muito comido e eu fico tão curiosa que já saio adicionando o livro a minha lista de desejados para posteriormente adquiri-lo.
    Fico em conflito com esse tipo de leitura pois gosto ao mesmo tempo que fica entalado na gargante essa parte de macho alfa cuja mulher tem que ser submissa, mesmo sabendo que é uma característica da época é um tipo de leitura que eu não gosto de exaltar, mas fico feliz que essa obra tenha sido uma exceção. Tenho alguns livros da autora para ler e espero que esse seja um dos próximos ^^

    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  13. Eu nunca li nada da autora, mas até pouco tempo atrás tinha três livros dela aqui. A verdade é que só olhando na estante para ver se ainda tenho dois (porque um eu sei que doei), que recebi quando da parceria com a Harlequin. Ainda não os li por serem eróticos e eu não curtir muito o gênero. Todavia, tenho visto muita gente falando bem dos livros de época da autora, o que desperta minha curiosidade. Ainda mais porque curto histórias que se passam na Escócia e sobretudo no período medieval.

    Não gostei muito da capa, mas a história parece envolvente. Quero ver como se desenvolverá o relacionamento entre os protagonistas e o afeto entre a mocinha e o filho do mocinho.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem? Eu li um livro da Maya recentemente e gostei muito da escrita da mesma, esse livro em especial eu não conhecia, mas amei a sua resenha e com certeza já vou adicionar a minha lista.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem? Eu não me interesso mais por esse tipo de livro, porque tenho procurado outros tipos de leitura, mas a eu adolescente teria adorado. Eu não sabia o que era um highlander, fiquei curiosa. Mas não leria este livro, não. Mas que bom que gostou tanto da leitura assim. Acho que eu teria gostado dessa história em meio a violência, se eu ainda me interessasse por romances de época.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Eu não conheço nem a autora, nem os livros. Não sei se seria o tipo de leitura que me despertaria o interesse. Mas, parece ser uma temática muito interessante.
    Eu não posso ouvir falar ou ler em algum lugar a respeito de highlander, porque já lembro da minha mãe. Ela amava aqueles filmes com a temática, e era gamada no Christopher Lambert. hahahhaa Abraços

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
  17. Eu não vejo a hora de ler os livros dessa trilogia e gostei muito de ver um pouco mais sobre este volume aqui na sua resenha, gostei dos pontos que você mencionou.

    ResponderExcluir
  18. Nunca li nada da autora, mais confesso que tenho cisto tantas resenhas que estou ficando curiosa com a escrita, espero ter a oportunidade em breve!

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem??

    Li os três livros da série lá em 2012/2013, e tenho uma relação de amor e ódio, tanto com os livros, quanto com a escritora. Acho as mocinhas dela passivas demais, frágeis demais... Não sei, não me pegam, mas leio todos hahaha. É, eu não sou muito normal não!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo