Resenha: livro "O Mundo de Quatuorian: Cheiro de Tempestade", Cristina Pezel

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com "O Mundo de Quatuorian: Cheiro de Tempestade", livro escrito pela Cristina Pezel e publicado pela Mundo Uno Editora em 2017.

 "- Quando o pânico é criado, isso estimula os povos a aceitarem regras e imposições em troca de tranquilidade - raciocinou Phelih." (página 159)

Resenha, livro, O-Mundo-de-Quatuorian-Cheiro-de-Tempestade, Cristina-Pezel, Mundo-Uno-Editora, blog-literario, blog-petalas-de-liberdade, capa, fantasia, livro-nacional-bom, leitura, trecho, opiniao, amazon

 "Espadachins? Há quanto tempo isso era apenas história? Quatuorian não via lutadores, guerreiros ou disputas com sangue desde que haviam sido banidos após a Guerra Última, centenas de sóis-azuis atrás." (página 177)


 A história é narrada em terceira pessoa e se passa no fictício mundo de Quatuorian, onde há mais de uma lua e um sol no céu e os habitantes tem algumas habilidades especiais como mover objetos com a mente, fazer luz, etc. Quatuorian é governado por um imperador e dividido em quatro terras: Probatus, Crystallos, Jucundus e Caldária, cada uma tem seu Mestre Tetrarca. Lá, o tempo não é medido em anos, mas sim em sóis-azuis (um sol azul equivale a um ano). É um lugar aparentemente pacífico, mas a paz de Quatuorian começa a dar sinais de estar ameaçada com o surgimento de criaturas há muito consideradas desaparecidas.

 "- Há aqui uma ponte. A famosa e antiga Ponte do Estreio. Antigamente, as quatro terra de Quatuorian eram conectadas, mas este estreito foi criado por uma força muito poderosa há milênios. Algumas centenas de sóis-azuis depois foi construída uma grande ponte, que começa exatamente neste portal de pedras. Por ela passaremos para chegar a Crystallos.
 O silêncio era geral. Maron prosseguiu:
 - A ponte foi derrubada. Por isso não a estão vendo.
 O silêncio continuou.
 - O poder de Kártida nos permitirá pisar sobre ela. Todo aquele que estiver conectado ao Kártida poderá cruzá-la. Nossos equipamentos e artefatos, cavalos e carroças terão que estar interligados. Assim, atravessaremos a ponte.
 - A ponte do passado? - perguntou Rhem.
 - Sim. Vocês entrarão no Kártida. Entraremos no passado. Iremos até o outro lado, no passado. Depois retornaremos ao presente e já estaremos fisicamente lá." (página 214)

 É em Probatus que vive Teriva, um garoto de mais ou menos nove anos. Ele tem um melhor amigo chamado Vinich, que é um pouco atrapalhado. Juntos, eles estudam com Mestras para entrar na Estação Gnária quando se tornarem adolescentes. Teriva pensa em dar prosseguimento aos estudos indo depois para o Castelo Branco em Crystallos, onde pode ser escolhido como um dos guardiões de Quatuorian. Os garotos conhecem Julenis, que tem mais ou menos a idade deles e veio de Jucundos, uma garota bonita e que guarda alguns segredos.

 Enquanto acompanhamos o crescimento dos três, suas questões familiares e as fases de aprendizado pelas quais Teriva, Vinich e Julenis precisam passar até se tornarem adultos, também vamos presenciando fatos que não deveriam estar acontecendo em Quatuorian, mostrando que alguém está tramando um grande plano que pode mudar a vida dos habitantes daquele mundo, e essa mudança não será para melhor! Os três amigos descobrirão que vão ter um papel importante para impedir que esse plano se concretize.

 "- Tudo está registrado em uma série de profecias e explicado com pormenores em outro códice, do qual não devo falar no momento. Porém, as predições... É necessário que entendam: passamos por um momento de revelações proféticas importantes. Devemos nos preparar para os próximos sóis-azuis e para o destino de Quatuorian. Vocês fazem parte do que está sendo mostrado agora e precisarão fazer parte disso no futuro." (página 169)

 Eu só via comentários positivos sobre "O Mundo de Quatuorian" e finalmente tive a oportunidade de ler a história, e lhes digo que o livro é mesmo tão fantástico como dizem e merecedor de todos os elogios que recebe!

 O fato de a autora ter criado um mundo próprio, com regras, astros e animais diferentes pode ser confuso num primeiro momento para alguns leitores que não estão acostumados a ler livros de fantasia nesse estilo (confesso que para mim era difícil ficar lembrando sempre que sol-azul era o mesmo que ano), assim como os nomes do grande número de personagens secundários podem ser difíceis de gravar. Mas passado esse estranhamento inicial, que certamente não acontecerá para quem já está acostumado com leituras do tipo, só resta o encantamento com a trama fantástica.

 Uma das coisas mais legais do livro são as "camadas" que ele tem. Em parte dele, temos uma leitura muito agradável onde acompanhamos a vida e o crescimento de três personagens adoráveis, com seus aprendizados em "escolas" diferentes, e a autora nos mantém curiosos para saber mais sobre eles e suas capacidades. Ao mesmo tempo, como pano de fundo, temos a ameaça a Quatuorian. Teriva, Vinich, Julenis e a maioria dos outros personagens não sabem quem é o grande vilão da história, nem imaginam que o perigo está tão perto, mas nós, leitores, vamos descobrindo aos poucos, e é impressionante quando nos damos conta de todos os detalhes do plano de Vorten e da extensão de suas artimanhas em busca de poder.

 "- E essa... invenção... vai fazer o quê? - perguntou Vinich.
 - É uma espécie de fechadura não controlada por chaves. Vai poder ser usada em várias coisas. Só quem souber o código consegue abrir a fechadura. Entendeu?
 - Mas se alguém quer trancar algo, não fica mais fácil usar a chave mesmo?
 Heron observou Vinich e deu um suspiro profundo.
 - Antes de existirem as chaves, tudo era guardado com trinco e cordas, até que alguém inventou a fechadura. É o mesmo princípio. Naquele tempo certamente alguém achou que era mais fácil continuar do jeito que estava. Igual a você, pensando que minha ideia é inútil. Ela abre uma gama de possibilidades para o mundo." (página 134)

 A escrita da autora é ótima e os capítulos são curtos, proporcionando uma leitura fluida. É fácil imaginar os cenários descritos. O enredo nos prende na curiosidade pelo que virá a seguir. Os personagens são bem construídos; falando especialmente do trio principal: Teriva era um menino muito bom e não perde sua bondade ao crescer, Vinich parecia o alívio cômico do trio mas se revelará bem mais do que se espera, e Julenis é admirável e inteligente; os personagens secundários também são interessantes, como os outros alunos, os mestres, e temos até um gigante! Já comentei no blog que tenho certa dificuldade com histórias onde acompanhamos os personagens da infância à vida adulta, talvez por me apegar demais a eles como crianças e ser difícil vê-los crescendo (só por curiosidade: personagens desmemoriados, sonhos e anjos também não funcionam muito para mim), mas em "O Mundo de Quatuorian" o crescimento dos personagens e a passagem de tempo não me incomodou nem um pouco.

 "- Crystallos se resume a isto: Castelo Branco. - Kerlad abriu os braços num gesto efusivo e cuspiu uma gargalhada curta. - Não há mais nada aqui. Só neve, pinheiros e Castelo Branco. Por isso não é exatamente um reino..." (página 231)

Resenha, livro, O-Mundo-de-Quatuorian-Cheiro-de-Tempestade, Cristina-Pezel, Mundo-Uno-Editora, blog-literario, blog-petalas-de-liberdade, capa, fantasia, sinopse, autora
Resenha, livro, O-Mundo-de-Quatuorian-Cheiro-de-Tempestade, Cristina-Pezel, Mundo-Uno-Editora, gigante, ilustracao
Resenha, livro, O-Mundo-de-Quatuorian-Cheiro-de-Tempestade, Cristina-Pezel, Mundo-Uno-Editora,
Tirei as fotos para o post num dia nublado, então não ficaram muito boas.

 A edição segue o ótimo padrão da Mundo Uno. A capa traz uma ilustração que tem tudo a ver com a história (além do azul que amo!). As páginas são amareladas. A diagramação tem margens e espaçamento de bom tamanho; num primeiro momento as letras me pareceram pequenas, mas não foram desconfortáveis para a leitura, há um mapa de Quatuorian no começo (mostrei no vídeo do início da semana), além de algumas ilustrações lindas de personagens e cenas. Não me lembro de ter encontrado erros de revisão.

 "- Alguém pode prestar serviços ao desequilíbrio. - Axion voltou-se para Zetran, explicando seu argumento. - Temos percebido mudanças. Todos os Mestres o sabem: ganância, ambição e inveja são males que gradativamente voltam a Quatuorian. Observamos isto há décadas, em pequenos atos. Basta verem os julgamentos que fazemos com frequência. O que tem sido trazido para disputa? Cada vez mais exercemos o papel de magistratus para decidir por interesses econômicos e conflitos de habitantes." (página 80)

 No início de "O Mundo de Quatuorian: Cheiro de Tempestade" há um prefácio, com o qual eu concordo totalmente, falando sobre livros fantasia e citando alguns dos mais conhecidos, como os do J. R. R. Tolkien, As Crônicas de Nárnia, Harry Potter e Guerra dos Tronos; o livro da Cristina Pezel não é uma cópia de nenhum deles, mas consegue se equiparar a todos os best sellers /clássicos mencionados, sendo um excelente livro de ficção fantástica recomendado para leitores de todas as idades! A história é muito bem pensada, amarrada e complexa no sentido de que Quatuorian tem inúmeros detalhes e características próprias, tornando até difícil escrever essa resenha sem correr o risco de errar alguma definição, mas fiz o meu melhor. Enfim, fica a minha recomendação de leitura para quem procura uma ótima fantasia nacional. Lembrando que a continuação, "O Retorno do Imperador", já foi lançada, mal posso esperar para lê-la!



 Por hoje é só, espero que tenham gostado do post. Me contem: já conheciam o livro ou a autora? Curtem fantasia?

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

22 comentários

  1. Nossa, realmente parece ser uma leitura muito boa! Eu amo fantasias, mas ultimamente tenho me decepcionado com as que eu li, vou apostar nessa pra ver se melhora kkkk
    Adorei essa ilustração da foto, achei a coisa mais linda e a capa então, nossa senhora, sem comentários! Ahazou!!

    ResponderExcluir
  2. Eu também já me deparei com vários elogios a respeito desse livro, porém confesso que tenho receio de dar uma chance a essa obra pelo fato de que se trata de uma fantasia, e como você disse o fato de a autora criar um novo mundo pode confundir quem não tem costume a esse tipo de enredo. Porém quem sabe futuramente eu não acabe mudando de ideia e lendo essa obra. Espero gostar e me surpreender.

    ResponderExcluir
  3. Olá

    Algumas vezes as pessoas perdem o tempo delas comparando obras ou qualquer coisa. Para compara algo temos que ter as mesmas condições para ambas as coisas. Livros de época bem distintas, de forma alguma devem ser comparadas, porque tudo é diferente e toda Literatura é influenciada por seu meio.

    Gostei da premissa do enredo porque gosto do destaque que dão para os personagens no que tange este gênero e como constroem detalhadamente cada mundo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi! Faço parte de um grupo de livros de fantasia, e este livro está entre um dos mais elogiados dos que mencionam lá. Eu tenho muita vontade de ler, primeiro por se tratar de fantasia, que é um dos meus estilos favoritos e depois por ser nacional, algo que eu quero muito melhoras, a leitura de livros nacionais. E só pelos elogios a originalidade da obra, tenho certeza que não vou me arrepender. Obrigada pela dica!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Eu gosto muito de fantasia, mas faz um tempo que estou focada em outros gêneros, pois cansei um pouco do estilo das tramas fantasiosas. A única exceção é O Senhor dos Anéis que estou lendo no momento.
    Mas acho muito importante quando o autor cria o seu próprio mundo, pois esse é um dos pontos mais fortes do gênero.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oii, tudo bem?

    Adorei a premissa do livro, sou apaixonada por fantasia. Achei a capa muito linda. Gostei de saber que os personagens são bem construidos, estou bem curiosa com toda a história, vou colocar na lista de desejados.

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas amei ler sua resenha e ver o quanto você gostou. Confesso que ando tendo dificuldade para ler fantasia, com exceção das séries que já acompanho e quero terminar, então, não sei se é uma leitura que eu faria no momento. Porém, parece que o autor desenvolveu muito bem a trama e o universo, e achei muito interessante o fato da história mostrar o crescimento dos personagens.
    Adorei sua resenha e fico feliz que você tenha gostado da leitura. Não pretendo ler por enquanto, mas quem sabe futuramente, né?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Ainda não conhecia essa leitura mas tenho adorado conhecer livros de fantasia. A autora parece ter uma escrita bem envolvente e um enredo bem construído.
    Vou anotar para conhecer em algum momento.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  9. Tudo bem? O livro tem uma premissa bem interessante.
    Adoro o gênero, mas no momento ando lendo outros gêneros.
    Fantasia sempre irá ser uma grande paixão, então vou anotar a dica, pois realmente me chamou atenção, mas não para leitura imediata.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Amei a sua resenha! Conheci o livro agora e estou realmente pensando em comprá-lo

    ResponderExcluir
  11. Eu também vejo comentários positivos para o livro e estou bem curiosa com ele. Gostei muito de poder ver a sua opinião sobre a leitura e você me deixou bem animada para ler, espero ter a oportunidade em breve.

    ResponderExcluir
  12. Oiê,

    O gênero não é muito o meu estilo, mas achei a história super interessante.
    Adorei ler a sua resenha!

    ResponderExcluir
  13. Oi Mari!
    Adorei a capa e a ilustração que postou, deve ser um livro fantástico com muitas aventuras. Gostei da trama, como você comentou sobre os nomes dos personagens secundários é assim mesmo depois a leitura deslancha que nem percebemos o término. Parabéns pela resenha fiquei curiosa em conhecer o mundo de Quatuorian, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem? Que sinopse mais interessante. É impressionante como autores conseguem criar universos tão fantásticos como esse. Ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro da editora mas fiquei bem curiosa. O que dizer dessa edição? Está muito linda. É possível ter uma noção do que nos aguarda durante a história. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  15. Oi Mari,
    Adoro livros de fantasia e amei a dica. Não conhecia a autora e nem a editora. Achei a edição bem caprichada com belas ilustrações. A história prendeu a minha atenção, principalmente por ter crianças como protagonistas. Lerei com certeza!
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  16. Adorei conhecer essa obra, fiquei muito curioso para saber dessa história na íntegra, pois é um estilo que me agrada demais. Anotei na minha lista de desejados, pois estou muito interessado.

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?

    A edição parece estar bem bonita.
    Confesso que não tinha visto nada sobre essa obra, até o momento.
    Gostei muito da sua colocação final sobre obras de fantasia e aventura, é bem isso mesmo.

    Confesso também que faz bastante tempo que não leio nada nesse estilo, mas que fiquei curiosa, parece que o universo no qual o enredo se desenvolve foi bem construído e eu fiquei curiosa. rs

    Beijo.
    Ana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem construído ♥! Espero que surja uma oportunidade para que você possa lê-lo, vale super a pena!

      Excluir
  18. Achei o projeto gráfico do livor maravilhoso, mas uma coisa me chamou ainda mais a atenção que foi você descrever o livor dizendo que ele é em camadas, com núcleos bem desenvolvidos e envolvente. Já quero ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá Mari!!!
    Eu gosto de fantasia, porém lia mais quando era mais nova. Achei a premissa da história interessante e gostei que você disse que conseguiu lidar com os núcleos e com a história já que não é muito seu gênero.
    Fico feliz que o livro chegue perto das fantasias clássicas que conhecermos e que é muito bem escrita.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo