quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Resenha: livro "Para sempre", Ana Maria Machado

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é "Para sempre", escrito pela carioca Ana Maria Machado e publicado pela editora Alfaguara.

Resenha, livro, Para sempre, Ana Maria Machado, Alfaguara, trechos

 Em Para sempre, a autora usa as histórias de Nelson e Suzana e de Antônia (filha do casal) e Daniel para discutir a ideia dos amores eternos. Nelson se encantou por Suzana desde a primeira vez em que a viu, eles se casaram, tiveram filhos e se amavam, até que surgiu uma mulher bem mais jovem e a relação do casal desandou. Antônia, vendo a situação que os pais vivenciavam, tentou resistir ao sentimento que nutria por Daniel, mas o amor falou mais alto. Um amor forte, ainda assim, insuficiente para evitar os problemas que surgem em todo relacionamento com o passar dos anos.  

 "Mas de qualquer modo, com ou sem eternidade, o fato é que esse amor pode não ser considerado tão eterno assim, porque, afinal de contas, começa. Quer dizer, não tem vida eterna - porque antes ouve um momento em que não existia. E nem sempre nesse início dá para se saber que é amor - quanto mais se é para sempre e outras categorias ligadas a essa ideia." (página 7)

 Quem não quer um amor que dure para sempre? Encontrar alguém especial, amar em todos os aspectos e até o fim da vida! Por mais que alguns não digam, essa ideia e essa busca pelo amor eterno está presente em nossa sociedade: no cinema, nos livros, na poesia, na música... Mas, infelizmente, o que vemos na vida real são relacionamentos que não são felizes para sempre. É assim desde antes do milênio passado e parece que continuará sendo assim (a diferença é que, nos dias de hoje, quando uma relação não dá mais certo, há a possibilidade da separação).

 "Na vida real e moderna, entre pessoas que domesticaram as emoções primitivas porque se querem educadas e civilizadas, o caminho que resta ao sofrimento da rejeição é ser lentamente purgado em impotência, vivido como luto da perda, entregue ao tempo. Na esperança que o tempo aja logo, de que a traição deixe de clamar por justiça, de que o amor afinal não seja eterno e não resista tanto assim, de que a dor seja aplacada ou capaz de se transformar simbolicamente em qualquer outra coisa mais suportável, antes que só lhe reste virar doença fatal." (página 88)

 Já havia lido outros livros da autora na época do colégio (Bisa Bia, Bisa Bel é um dos meus preferidos), mas já fazia muito tempo e eu não tinha certeza sobre como era a escrita da autora. Fluida, boa de se ler; Ana Maria Machado não ganhou o Prêmio Hans Christian Andersen à toa! Ela realmente sabe usar as palavras para defender suas ideias, usa trechos de outras obras para exemplificar seus argumentos.

 Qualquer um que já tenha se apaixonado ou tenha ouvido a história de algum apaixonado, certamente vai se identificar e concordar com a forma que a autora descreve o amor, e também a dor de um coração partido, mas essa, quem já viveu entende melhor.

 "E cada amante rejeitado tem que fazer do coração tripas e descobrir sozinho um jeito de se purgar e expelir o que antes o alimentava. Desta vez, sem a ajuda dos poetas românticos, tão fecundos na hora das promessas de eternidade...
 (...)
 Não, não era nos poetas que Susana devia buscar consolo. Não encontraria. Voluvelmente, estavam sempre celebrando os amores novos." (página 89)

 Por mais que eu saiba como é a vida real, foi impossível não torcer para que a próxima página trouxesse a esperança de um final feliz, de uma redenção para alguns personagens. Ao fim da leitura, não só eu, mas também outros leitores devem ter ficado torcendo para que os relacionamentos amorosos de suas vidas sejam diferentes, sejam para sempre. Acho que é algo que já está enraizado dentro de nós.

 Creio que a mensagem final da autora seja a comprovação de que o amor é para sempre, não importa quantas décadas se passem, sempre haverá pessoas se encontrando, se apaixonando e desejando que aquele amor dure para sempre. Talvez não seja eterno, talvez não seja até o fim dos dias, mas foi amor!

capa, Resenha, livro, Para sempre, Ana Maria Machado, Alfaguara, trechos
Resenha, livro, Para sempre, Ana Maria Machado, Alfaguara, trechos, sinopse
Resenha, livro, Para sempre, Ana Maria Machado, Alfaguara, trechos
Resenha, livro, Para sempre, Ana Maria Machado, Alfaguara, trechos, Diagramação

 Sobre a parte visual, a capa é simples e segue o padrão de capas da editora, mas eu gostei e achei bonita. As páginas são amareladas e com uma textura porosa. A diagramação é boa: com marges grandes, espaçamento e fonte de bom tamanho. É um livro pequeno, que pode ser lido em um dia.

 Detalhes: 128 páginas, ano: 2011, Skoob. Onde comprar online: Americanas, Submarino.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já leu algo da autora?

 Ainda não sei ao certo se esse é ou não o último post do ano. De qualquer forma, já lhes desejo um feliz ano novo e que 2016 seja um ótimo ano para nós!

18 comentários:

  1. Oi!
    Não conhecia esse livro e nem a autora, mesmo a obra não sendo meu do meu estilo usual de leitura, fiquei interessada, parece que ela, de fato, transmite uma boa mensagem enos faz refletir, estou numa vibe de procurar livros assim no momento.
    Beijos e feliz ano novo!
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  2. Olá. Não conhecia o livro,mas adorei a história,parece ser uma ótima leitura.A capa é simples e me agrada muito,bem sutil,mas linda!
    Ótima Resenha.Parabéns!

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oii
    O livro parece ser bem tocante!
    Gostei do assunto da obra! Com certeza um livro que eu leria!
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Oiiiii, adorei a edição, adoro livros com a capa assim. Com toda certeza eu leria este livro, adorei a história.
    Beijos ❤
    Segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. ahh, não conhecia esse livro, mas também sou uma entusiasta da escrita da Ana, é tão calma, tão fluída e apaixonante... Fiquei curiosa com esse livro, vou ver se acho por aí e vou tentar acrescentar na listinha (que já tá grande demais, senhorrr hahahaha).
    Beijos e um feliz 2016!
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    eu não conhecia o livro, apesar de já ter ouvido muito sobre a Ana Maria Machado. Não curto romances mas você falou tãaao bem da escrita da Ana Maria que deu vontade de ler! =D
    beijos
    relicariodepapel.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia a autora. Mas o livro parece bom. Gosto de histórias de amor & esperança, todo mundo precisa um pouco disso.

    ResponderExcluir
  8. Nossa adorei a sua resenha, muito lindo essa noção de amor eterno, hoje em dia as pessoas querem um amor eterno e perfeito e esquecem que eterno pode ser como Vinicius de Moraes mesmo disse: Que seja eterno enquanto dure, ainda sim será amor. E perfeição não existe pois uma relação é feita de dois seres imperfeitos.
    Enfim, amei a premissa do livro.
    Beijos.

    Giuliana

    ps. Feliz ano novo!

    ResponderExcluir
  9. Mesmo não curtindo histórias de amor, deu vontade de ler. Eu curto o modo de escrever da Ana Maria. Vou colocar este na lista. Feliz 2016

    ResponderExcluir
  10. Ana Maria Machado é um espetáculo como autora. Esse é um livro dela que eu ainda não li, pois achava a história muito dramática para o meu gosto. Eu tenho uma pequena aversão a drama em excesso. No entanto, pela sua resenha, talvez valha a pena arriscar. A escrita da Ana é muito boa. Parabéns pela postagem!
    Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
  11. Olá, ainda não li nada da autora, mas esse livros parece ser muito bom, trazendo um tema tão abordado de uma maneira diferente *-* Espero poder lê-lo em breve.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  12. Oi Marijleite, sua linda, tudo bem
    Eu como uma romântica incurável acredito no amor verdadeiro que dura para sempre. Mas nem todos conseguem passar pela vida e o encontrar. Por isso gostei do livro, vou deixar a dica anotada.
    beijinhos.
    cila.

    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie
    Deve ser uma leitura emocionante, muito legal sua resenha e o livro também, linda homenagem

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem? UAU! Que resenha linda. Não conhecia o livro, mas fiquei super interessada e já anotei a dica.
    A mensagem do livro me pareceu muito interessante e fiquei curiosa para saber o rumo dos personagens. Parabéns pela resenha ;)

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Não conhecia o livro, mas li algumas coisas sobre a autora. Gostei da premissa, mas nem tanto da capa. Se tiver a oportunidade quero conhecer!

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  16. Olá! Não conhecia o livro. Achei a premissa bem interessante e percebi que a leitura aparente ser bem emotiva, fiquei curiosa para ler. Beijos

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Nunca tinha ouvido falar deste livro, mas sim da autora, que é super elogiada.
    Não sei se leria o livro porque não faz muito meu estilo, mas quem sabe né?

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem? Ainda não tinha ouvido falar da obra e da autora. Mas vejo que você gostou bastante. Não sei se leria o livro, bem provável que não, pois não é meu estilo de leitura. Parabéns pela resenha.
    Beijos
    Academia Literária DF

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados