quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Resenha: livro “Entre o amor e a vingança”, Sarah MacLean

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje, venho comentar sobre a minha experiência de leitura com o livro “Entre o amor e a vingança”, primeiro volume da série de romances de época “O clube dos canalhas” (que eu li no ano passado), escrito pela Sarah Maclean e publicado no Brasil pela Editora Gutenberg (cada volume contará a história de um dos quatro sócios do clube O anjo caído e até pode ser lido individualmente, embora vá perder um pouco da graça).

Quatro escândalos, sussurrados em salões de festas em toda a Grã-Bretanha.
Quatro aristocratas, exilados da sociedade, agora realeza no submundo londrino.
Quatro amores, poderosos o suficiente para domar a escuridão e devolver esses anjos caídos à luz. Goodreads

Resenha, livro, Entre-o-amor-e-a-vingança, Sarah-MacLean, série-o-clube-dos-canalhas, editora-gutenberg, romance-de-epoca, critica, opiniao, fotos, capa, trecho, vingança

 Sobre a história: O primeiro livro conta a história de Michael, o Marqêus de Bourne, que após a morte dos pais, perdeu praticamente tudo aos 21 anos num jogo de cartas  com seu tutor, que supostamente deveria ajudá-lo. Dez anos depois, em 1831, Bourne era novamente um homem rico após se tornar sócio do maior clube de jogos de Londres, o cassino “O anjo caído”, mas ainda queria vingança. Durante todos aqueles anos, ele procurou meios de tentar reaver a propriedade que perdeu, Falconwell. Eis que Chase, um de seus sócios e o maior detentor de informações entre os quatro, lhe trouxe novidades: Falconwell tinha um novo dono, um antigo vizinho, um marquês, que tinha colocado-a como parte do dote da filha mais velha, Lady Penélope Marbury.

 Penélope foi criada para ser uma dama perfeita, sempre fazendo tudo o que se esperava de alguém de sua posição social, porém, um escândalo a marcou: anos atrás, seu noivo,um duque, se apaixonou por outra mulher e o noivado foi desfeito. Desde então, Penélope passou a ser vista como uma imperfeita, afinal, não conseguiu segurar seu noivo que a trocou por uma mulher de linhagem duvidosa. As 28 anos de idade, ela ainda era solteira, mas estava sendo pressionada a se casar, para não prejudicar a possibilidade de bons casamentos para suas irmãs mais novas.

 Bourne faria de tudo para concluir sua vingança e ter Falconwell de volta, inclusive obrigar Penélope a se casar com ele. Penelope, que após ver como seu ex-noivo conseguiu encontrar um amor, que passou anos desejando também ser amada, acreditava que se casar com Michael poderia não ser tão ruim, afinal, na infância eles eram amigos. Só que Michael estava tão cego por seu desejo de vingança que parecia não haver mais nada do garoto que ela um dia conheceu.

Resenha, livro, Entre-o-amor-e-a-vingança, Sarah-MacLean, série-o-clube-dos-canalhas, editora-gutenberg, romance-de-epoca, critica, opiniao, fotos, capa, trecho, vingança

“Aquela mulher. Aquele casamento. Aquilo tudo. Não significava nada. Não podia significar nada. Ela era um meio para um fim. O caminho para sua vingança. Era tudo o que ela podia ser. Durante toda sua vida, Bourne destruiu tudo de valor que teve. Quando Penélope percebesse isso… que ele era todo tipo de decepção, ela o agradeceria por não permitir que se aproximasse muito. Ela ficaria grata por ele liberá-la para um mundo tranquilo e simples, onde teria tudo o que desejasse… e não precisaria se preocupar com ele.”
 Minha opinião: O que me motivou a ler o livro foi saber até que ponto Michael levaria sua vingança, pois em alguns livros em que há essa premissa, o personagem acaba se “rendendo” muito rápido, o que não aconteceu na trama escrita por Sarah: Michael realmente foi longe, quase longe demais. E como nem só de vingança vive essa história, foi bem interessante ver como a trama foi construída, como os sócios do Bourne tiveram um papel fundamental no desenrolar da trama, como Penélope foi crescendo no decorrer dos capítulos e tomando as rédeas da própria vida e como o passado dela, do Bourne e de um terceiro amigo influenciou no que eles eram quando adultos.

 Na vida real, a ideia de que uma mulher possa salvar ou mudar um homem é perigosa, pois pode fazer com que mulheres se mantenham em relacionamentos abusivos correndo o risco até de serem assassinadas, é bom ter isso em mente, já que, não só nesse primeiro livro mas como em toda a série, a premissa é a de um protagonista (note que eu disse protagonista, e não personagem masculino) que se redime com os erros do seu passado após encontrar o amor. Acredito que ninguém pode mudar se não quiser, acredito também que somos donos apenas da nossa própria vida, ainda assim, as nossas atitudes tem impacto na vida das outras pessoas.

 Pela mágoa de ser traído pelo seu tutor, alguém que deveria ser seu amigo, pouco tempo após a morte dos pais e sendo tão jovem quando isso ocorreu, Bourne parecia só ver a vingança como caminho, mas ele não tinha poder sobre os amigos e sócios, que apesar das suas próprias dores, viram algo de bom nele com a convivência e queriam que ele fosse feliz. Bourne também não tinha controle sobre Penélope, uma pessoa que tinha os seus próprios desejos e que lutaria pela sua felicidade Talvez se ela não o tivesse conhecido desde a infância, desde antes de Michael passar a se sentir menos merecedor de respeito e amor, menos nobre, não tivesse insistido em permanecer ao lado dele.

 Comparado com outros romances de época que li, “Entre o amor e a vingança” é relativamente maior, pois acontece bastante coisa na história. A escrita da autora é boa, a leitura é fluida, os personagens principais e secundários são interessantes, o fato de se passar, de certa forma, no lado obscuro da sociedade, dá um diferencial, mas a Sarah ainda não superou a Lisa Kleypas no meu ranking de autoras favoritas de romances de época.

 Detalhes: 304 páginas, ISBN-13: 9788582352939, 2015. Skoob. Onde comprar online: Saraiva, Amazon: Entre o amor e a vingança (O clube dos canalhas).

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Fica a sugestão para quem procura um bom romance de época cheio de vingança, amizade e amor. Resenharei um livro da série por semana, na próxima quarta-feira trarei o post sobre o segundo volume, aguardem! Me contem: já conheciam o livro ou a autora? Já leram romances onde havia esse desejo de vingança?

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

21 comentários:

  1. Oi flor,
    Tudo bom?
    Acho as capas dos livros dessa série linda, sempre fico babando quando vou a livraria. Sobre a história achei interessante e fiquei feliz ao saber que a autora conseguiu segurar a trama até o final. Não nego que me chama muita atenção em ter eles sim, mas são vários livros né? Também quero te dar os parabéns por colocar bem sua opinião sobre o que é vida real e o que é fantasia, porque como você disse daqui a pouco temos o índice de violência contra mulheres crescendo, pois vão achar que isso e normal e faz parte e não é assim que funciona.Enfim, adorei a resenha.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Mais uma coleção que eu quero muito ler! (Como se não bastasse as que eu não acabei ainda) Me lembrou um pouco os Livros da série "as irmãs cynster", por causa do tamanho e da "demora", por assim dizer, dos personagens se renderem. Geralmente eu acho os livros com o mesmo tema meio bobinhos, mas a Stephanie Laurens conseguiu me fisgar. Acredito que este tenha o mesmo efeito.

    ResponderExcluir
  3. Ola!!
    Adoro romances de época, não conhecia a série ainda e nunca li livros da Sarah Maclean, gostei do enredo e acredito que o Michael não vai muito longe com a vingança, e a vai acabar se rendendo ao amor a Penelope, a capa do livro é linda. Parabéns pela resenha, me deixou com um gostinho de quero mais!!!

    ResponderExcluir
  4. Mari!
    Adoro os romances de época e os ambientados no século XIX ainda mais, me fascinam e cativam.
    Apesar de não gostar muito de livros quando tem vingança.
    Quero muito poder ler, ainda por cima com essa capa vermelha, linda!
    Desejo um ótimo final de semana!!
    “A sabedoria consiste em ordenar bem a nossa própria alma.” (Platão)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bom?
    Então, a capa linda e a resenha bem detalhada, mas não é algo que me chama atenção, por ser um romance de época, é um gênero que não faz o meu tipo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Mari;
    Concordo com você quando a ilusão de uma mulher muar um homem ou vice-versa e sempre vai resultar em relacionamentos abusivos, coisas comum nestes romances de época.
    Sempre que leio algo com essa premissa de vingança é tipo cravo e a rosa rsrs, o casal fica junto no final. Não conhecia a série e nem mesmo a autora. A capa está linda, coisa comum neste gênero literário.

    Boa semana.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/2017/09/voce-quer-um-balao.html

    ResponderExcluir
  7. Oi tudo bem?
    Sou apaixonada por romance de época e quando acabei de ler a premissa do livro fiquei com o mesmo sentimento que você ficou até onde o Michael levaria essa vingança? Fiquei bastante curiosa e vou colocar na minha lista de desejados.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Obrigada pela dica de leitura.
    Adoro romance de época. Esse vai direto para a minha listinha (Listinha????)
    Gosto muito da Lisa Kleypas, mas qual a sua opinião sobre a Julia Quinn?
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rose, gosto muito da Julia Quinn, foi dela o primeiro romance de época que li. Se quiser conferir todos os posts onde já falei sobre a Julia, é só acessar: http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/search/label/Julia%20Quinn .

      Excluir
  9. oie,
    Estou começando agora a me aventurar nos romances de época. Gostei da premissa de Entre amor e Vingança e já ouvi falar muito bem sobre a autora. A única coisa que me incomodou foi esse clichê de que o cara precisa ser salvo pelo amor da mulher, estou tentando fugir de livros assim...meso assim vou anotar a dica.
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  10. Oi, Maria!!
    Adoro livros de época e sem dúvida a Lisa Kleypas é uma das maiores escritoras de romance de época que cria livros maravilhosos e espetaculares!! E com relação a essa Série O clube dos canalhas já conhecia mas ainda estou terminando outra série dessa autora que por sinal é maravilhosa!! Que é a Série Os números do amor. Bom sem dúvida assim que terminar o último livro vou querer ler esses também.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Gosto muito de romances de época e gostei que você ressaltou na resenha que na vida real esse tipo de situação poderia acarretar em um relacionamento abusivo.
    Acho interessantes enredos que apresentam algum tipo de vingança, até porque normalmente vemos com clareza que quem quer a vingança normalmente é o mais prejudicado.
    Gostei do enredo e fiquei interessada em conferir a série.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho um seríssimo problema com romances de época. Amo toda a ambientação, mas não curto os romances... Já li alguns e tive a impressão que tava lendo mais do mesmo, as histórias se parecem demais, e isso não me atrai. Gosto do novo, do surpreendente e isso não aconteceu, infelizmente. Outra coisa que não me agrada é que sempre são séries, se fosse um standalone poderia me interessar.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  13. Olá! Eu adorei a premissa da história, parece que te prende a cada instante para você saber qual os próximos passos dos personagens! Eu sou bem curiosa sobre essa autora e eu amo um bom romance de época, definitivamente irei anotar a dica ❤️

    Um beijo

    ResponderExcluir
  14. Olá!Tudo bem?
    Mais uma vez os livros de épocas me caçando.hahaha
    Estou apaixonada por eles não sei mais o que fazer.
    O livro parece realmente bom e você tocou em um assunto interessante a ideia de que a mulher mudar um homem,eu não acredito que isso possa acontecer só por nós mesmo podemos mudar.
    Gosto quando as personagens femininas são fortes e querem trilhar seus caminhos.Ah,tem vingança então,adorei.hahaha
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Oi Maria, como está?
    De novo romance de época me tentando a lê-los. Gente, assim vou acabar baixando tudo porque comprar fica complicado e meu espaço é menor que o Tyrion Lannister, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    Adorei a premissa do livro e a tua resenha levantou um ponto muito importante sobre fidedignidade à vida real. Gostei!
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Romances de época sempre são uma boa pedida.
    Como já comentei aqui,as histórias quase sempre tem algo em comum,mas nada que tire o brilho desse gênero literário.

    Ter vontade de mudar alguém,realmente nunca dá muito certo em relacionamentos amorosos como bem nos contou.
    Mas como ficção,vamos fazer de conta que dá certo.:(

    Boa dica!
    Se der ainda vou ler.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Oii Mari!!
    Romances de época geralmente tem um tom clichê e ainda estou a proucura de um livro de romance de época melhor que Orgulho e Preconceito,quem sabe esse não supera??!
    Mas me tira uma dúvida,deu a entender que o enredo do livro tem um pouco de "aventura" ou é coisa da minha cabeça?? Com sua resenha deu a entender que não é um enredo meloso por isso é bom de ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  19. Olá querida, tudo bem? Romance de época esta fazendo muito sucesso mesmo, este parece ter mais "elementos" dentro de sua historia. O que já um fato a mais pra série.Na verdade este é o fato que me desistimula um pouco, ser outa série...Mas vou acompanhando as continuações e ver como se desenvolverá a historia.

    ResponderExcluir
  20. Olá...
    Eu AMOOOO romance de época, então, já fiquei logo interessada pela obra! Achei interessante essa obra trazer bastante acontecimentos, então, já quero ter meu exemplar rsrs...
    Amei a resenha!
    Bjo

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados