Resenha: livro "A oportunista", Tarryn Fisher

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho comentar sobre minha experiência de leitura com o primeiro volume da trilogia "Amor e Mentiras", o livro "A oportunista", escrito pela Tarryn Fisher e publicado no Brasil em 2016 pela Faro Editorial.

Resenha, livro, A-oportunista, Tarryn-Fisher, faro-editorial, amor-e-mentiras, sinopse, capa, opiniao, trechos

 "Ele havia me esquecido. Posso fazê-lo se lembrar - não do que fiz a ele, mas do que ele sentia por mim." (página 65)

 A história é narrada por Olivia Kaspen. Na faculdade, ela conheceu Caleb Drake, um popular jogador de basquete, enquanto Olivia era a típica garota focada nos estudos. Ela e Caleb acabaram se envolvendo, mas Olivia tinha uma dificuldade enorme em confiar e em demonstrar sentimentos, tanto que ela ficou magoada com Caleb e fez algo horrível para magoá-lo também, o que causou a separação dos dois.

 "Nenhuma garota em seu juízo perfeito abriria mão de Caleb - exceto eu, é claro; mas eu nunca tive a pretensão de estar em meu juízo perfeito." (página 17)

 Três anos depois, Olivia reencontrou Caleb e descobriu que ele perdeu a memória num acidente. Nesse reencontro, não havia no rapaz nenhum sinal de mágoa por ela, e como o coração de Olivia continuava batendo fortemente por Caleb, ela acabou aceitando se encontrar mais vezes com ele sem revelar que eles já se conheceram e namoraram no passado.

 No fundo, Olivia via na situação uma oportunidade de ter uma segunda chance com Caleb, até que ele recuperasse a memória... Mas, temos Leah Smith, a mulher com quem Caleb namorava antes do acidente. E Leah será capaz de qualquer coisa para manter seu relacionamento com Caleb!

 "- Talvez você logo se lembre de suas coisas favoritas - comento em voz baixa.
 Ele dá de ombros.
 - Ou talvez eu escolha novas favoritas. Começando com você.
 Isso deveria me deixar excitada, mas só serve para me lembrar que o nosso relacionamento é como uma bomba relógio.
 - Posso ser sua garota favorita?
 - Você já é, duquesa.
 Minha visão se embaça e meu coração dá um salto. Será que eu estou imaginando coisas?
 - Você acabou de me chamar de quê?
 Caleb olha para mim embaraçado.
 - De duquesa. Mas não me pergunte por que, a palavra simplesmente veio a minha cabeça. Desculpe-me.
 Olho para a frente, esperando que ele não perceba o horror em meu rosto.
 - Não, não, tudo bem - eu digo baixinho. Mas não está tudo bem. Duquesa é o apelido que Caleb me deu na faculdade." (página 63)

livro, A-oportunista, Tarryn-Fisher, faro-editorial, amor-e-mentiras,

 Comprei a trilogia na última Black Friday por ter visto alguns comentários interessantes sobre ela, por querer conhecer o trabalho da Faro e pelo precinho bom. Comecei a ler e me vi surpresa com a forma como a leitura fluía rapidamente, além de a autora conseguir me prender na trama desde as primeiras páginas. Os capítulos são divididos entre presente, mostrando o que acontece com Olivia a partir do momento em que ela reencontra Caleb, e passado, mostrando desde a época em que eles se conheceram na faculdade, e a gente fica curioso para entender o motivo de eles terem se separado e também como será o desfecho desse reencontro.

 "- Você é como um par de botas de salto alto... É cheia de atitude e sensualidade, mas faz as pessoas se sentirem desconfortáveis só de olhar para você.
 Bem, eu havia sido oficialmente promovida de lhama a bota."  (página 107, uma das conversas entre Caleb e Olivia na época da faculdade)

 Como já comentei no blog, normalmente tenho problemas para gostar de livros que abordem perda de memória, mas como não é a protagonista a desmemoriada (e por um outro motivo que não vou revelar), não me incomodei com isso; e também tenho problemas com histórias que se passem num longo espaço de tempo, no caso de "A oportunista", vemos cerca de dez anos da vida de Olivia, mas também não foi um problema para mim por ter essa divisão entre passado e presente que suavizou um pouco a passagem de tempo.

 Pelo seu histórico familiar, Olivia tem essa dificuldade de demonstrar seus sentimentos, de se abrir, de ver o seu lado bom e de confiar. Imagino o quanto tenha sido difícil pro Caleb passar anos ao lado dela sem ouvir um "eu te amo". Eu não julgo Olivia como uma pessoa horrível, acho que ela própria já se julgava de forma muito dura; claro que esconder do Caleb que eles já se conheciam não foi o mais certo, mas é como se ela não acreditasse ser digna de amor e de felicidade. Outros personagens nessa história também erram feio!

 "- Por que você está tão feliz assim? - ele pergunta, batendo as cinzas de cigarro dentro de uma lata de Red Bull vazia. - Há alguma coisa terrivelmente errada com o universo quando você está tão feliz que até começa a cantar." (página 92, uma conversa de Olivia com um amigo, para vocês terem uma pequena noção da personalidade dela, aparentemente fria, mas isso era um fator bem positivo em seu trabalho como advogada)

 O desfecho desse livro não foi como eu esperava, terminei a leitura realmente abalada após tantos encontros e desencontros (fiquei olhando pro meu marido e imaginando como seria desesperador se tivéssemos errado tanto quanto os personagens e tido o mesmo desfecho que eles...). Eu entendo que chega um ponto em que uma pessoa se cansa de insistir e tudo o que quer é paz, mas eu esperava um final diferente. Se os próximos dois livros da trilogia fossem apenas para ver a mesma história pela visão dos dois outros personagens (Leah e Caleb), eu não leria, mas pelas sinopses, as próximas tramas se passam após o final de "A oportunista", o que me deixou com alguma esperança de que os rumos da história mudem, só espero que não se passem tantos anos como ocorreu nesse primeiro volume.

 "Não devia fazer isso com ele, mas quero fazer. Esfrego minha têmpora. Tudo isso é tão complicado e injusto. Após três longos anos, eu tenho o que desejo, mas não de verdade. Ele não sabe quem sou eu, pois se soubesse não estaria sentado em minha sala de estar." (página 119)

Resenha, livro, A-oportunista, Tarryn-Fisher, faro-editorial, amor-e-mentiras, sinopse, capa, opiniao, trechos
A-oportunista, Tarryn-Fisher
Tarryn-Fisher

 A edição tem uma capa que representa bem a nossa protagonista, além da boa combinação do preto, branco e vermelho (o interior da capa é colorido). As páginas são amareladas e grossas. Há poucos erros de revisão. A diagramação tem letras, margens e espaçamento de bom tamanho, relativamente grandes.

 Detalhes: 256 páginas, ISBN-13: 9788562409615, Skoob. Clique e compre na Amazon (e-book e físico):

 Por hoje é só, espero que tenham gostado da resenha de hoje. Fica a minha recomendação para quem procura uma leitura que pode ser bem rápida se você se envolver tanto quanto eu me envolvi com esse romance. Para compensar o turbilhão de emoções que essa história provoca, talvez vocês conheçam bandas novas, além de um pouquinho do mundo dos tribunais, já que Olivia é advogada, e vemos trechos do seu trabalho como pano de fundo. Me contem: já conheciam o livro ou a autora? Provavelmente na semana que vem trago a resenha de "A perversa" para vocês!

 * Clique aqui e participe dos sorteios de livros que estão rolando no blog.

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

25 comentários

  1. Eu tenho a trilogia, recebi para um evento da Faro ♥
    Assim, como os livros eles são continuação pelo que entendi da sua resenha, talvez o desfecho final mesmo sela melhor não é mesmo?
    Só lendo para saber.
    Tô curiosa para ler os livros devido a perda de memória do Caleb e como autora trabalho com isso hahahahaha

    ResponderExcluir
  2. Oi Mari! Conhecia a trilogia, mas não li e também não tenho muita vontade ler. Não gosto muito de romances atuais, mas achei a ambientação legal. gostei também da passagem de tempo, embora tenho ficado incomodada com a maneira que a protagonista usa pra se aproximar do cara novamente, sendo mentirosa, porque não contou pra ele que já o conhecia e tirou dele o direito de escolha. Obrigada pela dica!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse ali na resenha, não é só a Olivia que erra, então... quando o leitor descobre a verdade sobre algumas coisas dessa trama, leva um certo tombo, rsrs.

      Excluir
  3. Oi, flor! Grata pela dica, mas não faz muito meu gênero.
    Mas devo confessar que o livro me pareceu muito bem escrito pelos quotes que você colocou.
    Adoro ler os quotes dos livros nas resenhas! rsrs
    Está um valor bem em conta na Amazon, né? Uau!
    Vou ver se compro pra presentear uma amiga que faz niver no fim do mês e adora o gênero. rs
    Mais uma vez, valeu pela sugestão!
    Beijinhos!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  4. Oii!
    Conheço a trilogia, mas ainda não li! Confesso que a trama não conquistou muito e não sei se leria :/ Ainda mais com o que você mencionou sobre o desfecho do livro. Acho que não curtiria!

    bjs
    https://blogperdidanasnuvens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro ainda, mas ainda bem que gosatste de fazer a leitura!

    Mesmo não fazendo muito o meu género habitual de leitura, que pena que o final te abalou tanto!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Sempre vejo essa Trilogia, mas ainda não tive a oportunidade de ler.
    Gostei da história, a única coisa que me desanima é a perda de memória do personagem. Irei colocar na minha lista de leitura para tirar minhas próprias conclusões.
    Obrigada pela resenha e sinceridade.
    Beijãoooo
    Www.anneandcia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari tudo bem? Já ouvi falar muito sobre esse livro, mas não me chamou a atenção, por ser a personagem aproveitando da perda de memoria do outro, adorei sua resenha quem sabe mais a frente dou uma chance a essa leitura, mas mesmo assim obrigado pela dica, parabéns pela resenha, bjs!

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu lembro que teve uma época que essa trilogia estava em todos os lugares e tinha muitas pessoas elogiando. Cheguei a pensar em comprar, porém, o enredo não me despertou tanta curiosidade e eu acabei dando prioridade para outros livros.
    Confesso que continuo não estando muito curiosa para ler, mas achei uma pena que o final não tenha sido como você esperava. Porém, como ainda tem dois livros pela frente, eu espero que o desfecho da trilogia seja mais satisfatório.
    De qualquer forma, adorei a resenha e a sinceridade com que você falou sobre a obra.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Essa trilogia está na minha lista de futuras aquisições, sempre leio ótimas críticas a respeito. Espero conseguir comprá-la logo!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. oiii, tudo bem?
    nunca ouvir falar sobre esse trilogia e pelo o que você escreveu parece ser interessante, irei anotar a dica.

    abraços.

    ResponderExcluir
  12. Oiiii,

    Fiquei super curiosa para entender como as coisas funcionam nesta história! Me lembrou um pouco de Meu Romeu esse negócio de mesclar o passado e o presente e ter uma história traumática no passado. Mas quero saber como ela vai conduzir este reencontro e o que aconteceu no fim do livro para que você ficasse tão incomodada rs.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  13. Esta série tem sido muito bem falada mesmo, uma pena que eu não tive o prazer de ler ainda. Não tenho problemas nem com enredos onde algum personagem tenha falta de memória e nem com espaçamento longo de tempo como você. Pelo menos estes fatos não te atrapalharam.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  14. Olha, eu vou te falar que eu realmente tenho uma base de péssimas experiências com essa autora e até agora tudo que eu li dela eu acabei por não gostar nenhum pouco; tanto que eu acabo sempre vendo sobre essa e fico com muuuuuuuuito pé atrás de ler e nem sabia do que se tratava até agora e meu Deus, você tá me convencendo a tentar dar mais uma chance porque olha essa história!! Eu também não sou muito fã desses livros com lapso temporal, mas eu fiquei bem curiosa e intrigada e já não gostei da Leah ao mesmo tempo que a entendo afinal é o boy dela, né gente?? Vamos ver se dessa vez eu consigo gostar da obra dessa mulher, torcendo <3
    Um super beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  15. Oi.
    Achei sacanagem ela não ter revelado tudo desde o começo e imagino que isso não vai dar coisa boa. O fato de você ter dito que o final é surpreendente reforça isso. Até que fiquei curiosa para ler, mas parece não ser um livro que posso ler tão despretensiosamente, por conta dos altos e baixos emocionais.
    Adorei a resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Tenho essa trilogia e ainda não consegui pegar pra leitura. Fiquei animada com o desenrolar e parece ter boas surpresas ao longo da trama. Tarryn tem uma boa dinâmica e personagens envolventes, por isso acho que vou curtir a leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  17. Oi, Mari

    Eu tenho esse primeiro livro, mas ainda não li por conta das leituras prioritárias, sempre vai entrando um livro na frente! Hahaha
    Eu não sabia que a história acompanhava mais de anos da vida da protagonista, essa é uma informação nova pra mim.
    O que mais me atrai nessa trilogia é que os personagens não são bons e nem ruins, são dúbios, e quero saber como tudo isso foi desenvolvido.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Levei um susto quando vi a passagem de tempo, rsrs.

      Excluir
  18. Oie
    essa foi uma série que gostei muito por fugir bastante de padrão, tanto em questão de personagem quanto em triangulo amoroso, foi uma série que prendeu e valeu a pena, adorei ver a resenha aqui

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Olá, não conhecia esta série, mas para falar a verdade não curti muito estes encontros e desencontros e por ter um final que voce não apreciou. A capa estaelijda, e é interessante por retratar a protagonista. Por flasr nela, achei seu desenvolvimento bem interessante de acordo com o que li na sua resenha, isso ate pode destoar um pouco do nerede, que achei bem enrolado. Desta vez vou passar a dica.

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bem? Ainda não conhecia essa série (nem a autora) e fiquei bem curiosa para saber ler ele, pois tem comentários negativos e positivos, e eu acho isso muito legal pois são diferentes pontos de vistas!

    Obrigada pela dica! Beijos!

    www.resenhasetudomaisbr.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Oii, Maria.
    Comprei essa trilogia no mês passado e estou bem curiosa para ler. Sua resenha me deixou ainda mais doida para conferir. Ultimamente estou muito na Vibe dos livros new adults e afins.
    Beijitos, Mary.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo