Ainda vale a pena ter um blog literário? [SoSeLit #09]

blog-literario, petalas-de-liberdade

 Olá pessoal, tudo bem? O tema da blogagem coletiva da Sociedade Secreta Literária de setembro era "Por quê eu comecei o blog?". Para responder essa pergunta, precisamos voltar um pouco no tempo. O ano era 2010, eu tinha finalmente um computador com internet e tempo livre. Tempo que gastava, entre outras coisas, visitando blogs, e aí nasceu em mim a vontade de ter o meu próprio espaço na internet, para falar do que eu quisesse e continuar escrevendo, coisa que não fazia muito depois de ter terminado o Ensino Médio.

 Então, criei o Blog Do Meu Jeito (lembro que, na época, minha prima também criou um blog, mas acabou não levando-o adiante). Optei pela plataforma Blogger por achá-la mais personalizável do que o WordPress (e olha que na época não existiam tantas funcionalidades como atualmente). E passei a postar sobre qualquer coisa sobre a qual quisesse escrever. Me aventurei por todas as áreas possíveis: falei sobre produtos de beleza, sobre música, sobre minha cidade, postei crônicas, falei de decoração, tutorias, compartilhei posts humorísticos... E nesse tempo continuava visitando outros blogs, inclusive, muitos literários (o da Melina Souza, com suas fotos lindas, foi uma inspiração em especial), o que me levou a redescobrir meu amor pelos livros.

 Foi assim que, no final de 2012, o blog, que já se chamava Pétalas de Liberdade, passou a ter o conteúdo literário que hoje é o foco dele. Encontrei algo sobre o qual eu poderia produzir conteúdo próprio, onde não dependeria, por exemplo, da minha aparência ou de roupas que tivesse que comprar para falar sobre.

 Desde então, conheci muitos livros novos, tive a oportunidade de encontrar pessoalmente autores que já eram meus amigos na internet, participei de feiras de livros, escrevi alguns contos que foram publicados em antologias, e tenho uma estante lotada! Já recebi sim comentários desagradáveis. Já pensei muitas vezes em desistir do blog (na verdade acho que esse pensamento aparece pelo menos uma vez por semana), muitas vezes sinto que poderia estar fazendo outra coisa ao invés de passar horas e horas escrevendo um post pelo qual ninguém parece se importar. Mas eu gosto tanto de escrever... E como falei ontem no meu Instagram: os livros foram tão importantes no meu processo de me entender melhor. Num país como o nosso, onde a leitura é pouco valorizada e incentivada, ser mais uma pessoa nessa luta para mostrar que ler é legal, que ler pode mudar vidas, é uma tarefa da qual não quero desistir.

 Atualmente, as redes sociais são extremamente mais fortes do que na época da criação do blog. Um post no Instagram é visto por muito mais pessoas do que um post aqui no blog (o que não significa que ele é lido ou procurado por essas pessoas). Isso leva alguns a acharem que os blogs estão morrendo, mas precisamos lembrar de certos pontos importantes.

 Primeiro: o Instagram tem um limite de caracteres, o que não acontece com o blog, onde as postagens podem ser mais aprofundadas e desenvolvidas.

  Segundo: se você pesquisar pelo nome de um livro no Google, não vai aparecer uma resenha dele no Instagram, e sim as resenhas postadas em blogs ou sites; para que você encontre conteúdo sobre determinado livro no Instagram, é preciso que quem o postou tenha, por exemplo, usado o título dele ou o nome do autor como Hashtag ou marcado o autor ou a editora.

 E, por fim, mas não menos importante, vale lembrar que o Instagram é uma rede social do mesmo criador do Facebook, cheia de limitações e onde você vê o que o algoritmo decide que é do seu interesse, e não o que realmente você procura, além de muitos posts patrocinados. Assim como outras redes sociais (lembram do Orkut?), ela pode acabar um dia, o seu perfil pode ser suspenso, entre outras coisas. Sem falar que volta e meia está fora do ar, o Blogger é bem mais estável. E vocês sabiam que é possível baixar todo o conteúdo do seu blog para o seu computador?

 Então, eu acho que ainda vale sim a pena ter um blog literário, principalmente pelo mesmo motivo que me levou lá em 2010 a criar um: ter o seu espaço na internet. E usando as redes sociais para complementá-lo, ou vice-versa, você pode aproveitar o melhor que há em cada plataforma: texto, vídeo, foto, para se expressar.

 E por hoje é isso, espero que tenham gostado de saber um pouquinho mais sobre a história do Pétalas de Liberdade. Me contem: vocês tem, já tiveram ou pensam em ter um blog? Usam também as outras redes sociais para produzir ou consumir conteúdo literário?

 Ps.: os posts dos primeiros anos do blog ainda podem ser vistos nos arquivos, é bom para ver as mudanças que o tempo trouxe.




 Ps.: meu perfil no Instagram chegou em dez mil seguidores, e tem sorteios para comemorar: até dia 30/09 tem sorteio valendo um kit de marcadores , até 10/10 tem sorteio de dois livros da Carol Dias e até 14/10 tem sorteio valendo o livro Beco da Ilusão, cliquem e participem.
Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

16 comentários

  1. Eu mantenho um blog literário desde 2015. Mas desde 2007 aproximadamente eu venho criando blogs por aí. Criava e deletava. E tinha flogao, vibeflog, fotolog e essas coisas também. Aí em 2010 criei o Check-in Virtual. Eu precisava de um espaço para escrever e transcrever o conteúdo das últimas folhas do caderno. Penso que na época eu podia ter investido melhor nele .Hoje eu poderia estar vivendo de blog. Mas eu passava meses sem postar, e foi assim, com uma variedade de conteúdos que em 2013 eu comecei a acompanhar blogs literários e em 2015, depois de ter passado uns três anos lendo muito pouco por causa do vestibular, resolvi criar um blog para compartilhar minhas leituras e me obrigar a nunca parar de fazer o que mais amo, que é ler. Também optei pelo blogger por ser mais personalizável e assim como você vivo pensando em desistir, mas hoje nao me vejo sem o CV.

    Check-in Virtual

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Esse negócio que muita gente tem feito em migrar e ficar somente em redes sociais acho complicado, tudo bem que tem gente que acha que é mais fácil ser visto por lá, mas para escrever textos longos e agregar outros conteúdos o blog ainda é a melhor escolha pra mim. Seja por ser mais livre, independente de algoritmos que convenhamos faz você desaparecer numa multidão e é como você disse, um dia pode acabar.

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bem? Como é bom conhecer sua história sobre o começo de blogueira, o que te motiva a continuar e tudo mais, eu sou uma colaboradora do blog Livros & Tal, e amo de paixão resenhar livros e filmes, sou viciada em ler então o tempinho que tenho é só leitura kkk, sem dúvida o blog é bem melhor do que as outras redes sociais, parabéns pela sua iniciativa de ter seu próprio canto, onde você coloca seu coração na verdade, bjs!

    ResponderExcluir
  4. Concordo muito com isso que você disse das redes sociais. Não vou mentir, quando estou no insta, é bem prático ver resenhas por lá. Mas é aquilo, a rede tem esses malditos algoritmos, tudo é meio voltado à publicidade, sem falar que você fica à mercê daquela rede, do que acontecer com ela. Outra coisa é que, para mim, o blog serve também como arquivo pessoal kkkk porque eu juro que sou meio esquecida e ter minhas impressões registradas é uma forma de sempre ter como me lembrar dos livros que leio. =)

    Beijos!
    Livro Lab

    ResponderExcluir
  5. O, Maria!
    Eu tenho o meu blog já há quase 8 anos e sei que não é fácil competir com outras redes sociais. Mas admiro quem consegue e a gente tem sempre que saber inovar nas postagens e abordagem com o blog. Desde que vc faça o que gosta e ainda se divirta com essa atividade, está valendo.
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  6. Olá, Maria!

    É muito bom conhecer um pouco mais da história do seu canal. Até porque eu só o conheci este e amei saber o que te motivou a criá-lo e modificá-lo depois até ficar do jeito que você queria. O que temos em comum além da paixão por livros é termos criado nossos blogs no mesmo ano. :D

    Meu amor pelos livros começou em 2007 (antes eu lia, mas outras coisas) e em 2010 quando passei por uma separação que me destroçou e ainda tinha que lidar com outros problemas sérios resolvi criar o blog. Ele seria mais como um lugar para organizar os livros que lia. Fazia breves comentários sobre alguns livros, sobre outros dava uma opinião mais detalhada... Era muito jovem, uma adolescente, e nem sabia como funcionava a blogosfera. Seguia alguns blogs, mas estava bem perdida nesse universo.kkkkkk... Fui aprendendo com o tempo e nunca tive a intenção de ter um blog profissional. O meu não é. E nunca será. Ele é meu "cantinho", como sempre o chamo. Um lugar onde posso falar livremente pela minha paixão pela literatura. E ele me faz um enorme bem.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Olá! tudo bem?

    Eu sempre tive isso de querer um blog, canal, podcast, mas isso exige muitas coisas, principalmente disciplina e motivação. Nem sempre é fácil ter isso, mas no fim o gosto por escrever e comentar as coisas que gosto ganha, então sempre volto a tentar. E eu prefiro muito mais fazer isso num blog do que por instagram e afins, por mais que atualmente essas redes sejam mais fortes. Acho que temos que seguir aquilo que nos motiva mais. Adorei o texto =D

    Bjus, Mirian.

    https://castelodoimaginario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Maria!
    É sempre muito legal saber mais sobre a criação dos blogs das pessoas que sempre vejo postando haha Menina, a gente entrou na blogosfera na mesma época! "Abri" meu blog em 2009. Acho muito importante termos redes sociais para expandir nosso alcance e produzir mais conteúdo, mas para mim os blogs sempre serão imprescindíveis, seja pelo espaço maior para escrever, seja pela possibilidade de moldar o layout ao nosso gosto... é um lugar onde todos conseguimos encontrar nosso espaço, marcar nossa voz e posicionamento.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá

    Amei o post. Concordo que no blog o conteúdo pode ser mais amplo e bem explorado do no Instagram ou em outras redes sociais. Também acho que esses novos meios devem ser usados para contribuir para crescer os blogs, não para tirar o espaço.
    Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  10. Olá, eu penso muito sobre manter um blog ou nao, principalmente por conta da valorização(ou pouca) que recebemos, mas também penso no quanto isso me faz bem e me livra de todos os meus transtornos, entao de certo modo, vale a pena. Adorei os questionamentos apontados por voce.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Que legal conhecer mais da sua história. Acho que vai de cada um migrar né. Mas meu cantinho não abro mão, primeiro por todos os pontos que você mencionou sobre ter mais espaço, ser mais fácil na busca na internet. Mas o mais importante para mim é o bem que me faz e como me sinto produtiva em usar um espaço para falar sobre minhas experiências com a leitura. Sei que muita gente vê nisso uma forma de ganhar dinheiro e respeito também, mas tento adequar com outras mídias, porém minha preferência sempre será o blog.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  12. Também tenho blog e te entendo de gostar tanto dessa plataforma. Nela a gente se expressa e não tem aquele perigo de mais hora menos hora ela simplesmente acabar como foi um dia com o orkut, como você citou. Além do mais, a gente que gosta de livros, depois que começa a falar sobre eles não consegue mais se calar. Adorei sua sinceridade e expontaneidade em contar pra gente um pouquinho da história de seu espaço.

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    eu entrei na blogosfera em 2013 e naquela época já estava em busca de espaço para falar sobre livros e literatura. Lembro quando as fanpages eram ótimas para se divulgar conteúdos, o retorno era bem satisfatório na época e de uma hora para a outra o algoritmo ferrou com tudo. Demorei bastante para entrar no instagram e quando cheguei já não estava mais tão fácil crescer, por essa e por outras nunca cogitei trocar o blogger pelas redes sociais, ainda prefiro mantê-las apenas como suporte mesmo. Até porque é como você disse, em questão de estabilidade nunca se sabe qual será a novidade de amanhã.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu trabalho com redes sociais e sim, tem toda essa questão de Facebook e Instagram dar mais visualização, mas a mudança de algoritmo prejudica muuuito o produto de Conteúdo, pois o Face e o Insta quer te forçar a pagar para ter visualizações e o orgânico fica super prejudicado na maioria das vezes. Eu sou apaixonada por escrever e tenho um prazer enorme de fazer isso ao menos uma vez na semana, mesmo com toda a minha demanda de trabalho, ainda que não tenha nenhum comentário ou nenhuma visualização, pq acima de tudo eu faço isso para mim, eu preciso gostar do que estou fazendo, para que as pessoas gostem do que escrevo. Pelo menos é o que eu acredito. A vontade de desistir acontece muuuito, com mais frequência do que muitos imaginam, mas a persistência e inovação também motiva... então vamos aí, aos trancos e barrancos, mas sem desistir!

    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  15. Eu tenho o blog desde 2012 e sem dúvida, vale muito a pena. Principalmente par ao nosso próprio crescimento pessoal, não apenas para se fazer conhecido ou qualquer outro motivo fora da gente, mas pelo que a gente quer fazer e um espaço todo nosso para fazer. Amo o Instagram também, mas jamais deixaria meu conteúdo apenas lá e já pensei também e fazer um canal no youtube, mas sou preguiçosa demais pra isso.
    beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Que post bacana! Bom, eu lembro de ter criado um blgo quando mais nova, mas não lembro nome e nem o que postava kkkk Até que decidi criar meu blog literário e então eu segui firme com ele até um tempo atrás, pois embora continue com ele, já não posto com tanta frequência mais e muitas vezes me pego pensando se ainda vale a pena ter um blog, pois os insta parecem estar ocupando todos os espaços :/ Enfim, eu prefiro mil vezes um blog e tem espaço para todos, né? O que importa é compartilhar o nosso amor por livros e incentivar mais pessoas a lerem.

    Beijos :*

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo