Resenha: conto "Felicidade Clandestina", Clarice Lispector #ProjetoClaricese

Felicidade-Clandestina, Clarice-Lispector

 Olá pessoal, tudo bom? Ontem falei sobre as leituras do 12 meses de Poe, e hoje venho falar sobre outro desafio que estou participando esse ano: o projeto Clarice-se, que consiste na leitura de contos da escritora Clarice Lispector. O conto de março era "Felicidade Clandestina", e para mim foi uma releitura, pois eu já havia lido ele há algum tempo. Acredito ser um dos contos mais famosos da autora.

 A narradora nos fala sobre um episódio onde uma colega de escola, filha do dono de uma livraria. brincou com ela de uma forma não muito legal, talvez por inveja pelo fato de a narradora e as demais garotas da turma serem mais bonitas.

 "Eu já começara a adivinhar que ela me escolhera para eu sofrer, às vezes adivinho. Mas, adivinhando mesmo, às vezes aceito: como se quem quer me fazer sofrer esteja precisando danadamente que eu sofra."

 A filha do dono da livraria, segundo a narradora, era egoísta e má, e quando possuía um livro que a narradora gostaria muito de ler (As reinações de Narizinho), resolveu fazê-la de boba, mas a narradora, com sua esperança inocente, não desistiu de conseguir o livro emprestado e aceitou a humilhação que a outra lhe impunha. Até que um dia finalmente conseguiu o tão sonhado livro, e aí experimentou uma espécie de felicidade clandestina: a felicidade de conseguir algo que desejou muito, um sentimento para ser saboreado aos poucos.

 Esse é um conto de linguagem fácil, com personagens cativantes, que transita entre sentimentos infantis e adultos. É uma história curtinha, mas uma boa leitura para quem quer conhecer a escrita da autora.

 "Não era mais uma menina com um livro: era uma mulher com o seu amante."

 Por hoje é só, me contem se já leram essa ou outra história da Clarice, e se passaram por alguma situação marcante com colegas de escola.


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl
2 comentários via Blogger
comentários via Facebook

2 comentários

  1. Oiii!
    Eu amo esse conto dela! Tenho alguns livros dela aqui e preciso tomar vergonha na cara e ler, porque sei que são os melhores contos do mundo.

    Beijos,
    Natália.
    www.doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mari!
    Achei bem interessante esse projeto. E esse conto deve ser um amorzinho.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo