Resenha: livro "Horas Noturnas", Bianca Carvalho

 Olá pessoal, tudo bem? Hoje, trago a resenha de um livro que li no Wattpad: Horas Noturnas, da Bianca Carvalho.

Resenha, livro, Horas Noturnas, Bianca Carvalho, literatura nacional, suspense policial

 Narrada em terceira pessoa, a história se passa na Inglaterra, no ano de 1863. Maryanne Lestrange tinha 19 anos e morava com seu pai, o detetive Joseph Lestrange; ele era tudo para ela, desde que sua mãe havia morrido, anos antes.

 Maryanne era diferente da maioria das jovens de sua época, ela não se contentava com a ideia de casar e ser uma dona de casa, queria mais. Sendo assim, sempre que seu pai tinha um caso para investigar, ela dava um jeito de ajudá-lo, e era boa nisso, muito boa. Curiosa, observadora, atenta e esperta. Mas era frágil fisicamente, fazendo com que ninguém desconfiasse quanta inteligência se escondia em um corpo tão pequeno.

 "Era inquieta como uma flor balançando ao sabor do vento."

 Moças começaram a aparecer mortas na cidade onde Maryanne morava, jovens com quase a mesma idade que ela, assassinadas com requintes de crueldade. O detetive Lestrange foi chamado para investigar. Um detalhe despertou sua curiosidade: as vítimas portavam um recado, um papel com uma citação de obras do escritor Edgar Allan Poe, como se fosse uma charada para a polícia. Ele contou o fato para Maryanne, sua ajudante extraoficial, e foi ela quem decifrou as charadas, que davam pistas de quando o próximo assassinato seria cometido. A partir daí, começou uma corrida contra o tempo, na tentativa de pegar o serial killer e salvar as próximas vítimas.

 Nessa corrida, Lestrange e Maryanne passaram a contar com o Caçador, um justiceiro mascarado, responsável pela morte de criminosos da cidade que, por algum motivo, estivessem fora do alcance da polícia. Seria o Caçador um herói ou um bandido? O fato é que o coração de Maryanne finalmente bateu mais forte por alguém, alguém por quem não deveria ter acelerado. Maryanne se encantou pelo misterioso Caçador. Um amor que tinha poucas chances de dar certo.

 "Perceber que sua filha estivera com a mente completamente ausente durante o desjejum fora fácil. Era sempre ela quem puxava assunto, quem fazia perguntas que pareciam não ter fim, tentando sanar sua curiosidade latente. Naquela manhã, em contrapartida, parecia desatenta, com o olhar perdido e uma espécie de meio-sorriso no rosto. E, naquele exato instante, sentada no parapeito da imensa janela da biblioteca, parecia sonhadora.

 Para qualquer moça de sua idade, aquela condição poderia ser considerada extremamente normal. Tinha noção que, para a maioria delas, a razão de suas existências era se apaixonar, casar, ter filhos, formar uma família, e tudo isso, de preferência, com um homem rico e generoso. Mas ele conhecia o espírito indomável de sua menina. Conhecia cada entrelinha de sua alma, conhecia seus olhares, as expressões mais raras de seu rosto... E por conhecê-la mais do que ela mesma, poderia jurar que estava encantada com algo. Ou alguém. E era exatamente isso que o preocupava.

 Por saber tudo sobre Maryanne, tinha plena noção do quanto ela se sentia atraí­da por tudo que era perigoso. Era fascinada por um mistério, por um enigma, e sabia que isso resumia plenamente a essência do Caçador. Se aquilo que ela mostrava em seus olhos não era o princípio de uma paixão, no mínimo significava uma espécie de encanto pelo mistério que ele representava. Toda aquela aura de segredo deveria ser muito sedutora para ela. Maryanne não iria descansar enquanto não o decifrasse, não descobrisse sua identidade. Lestrange só esperava conseguir mantê-la longe o suficiente para que ela simplesmente o esquecesse."

 O Caçador era dono de uma alma atormentada, mas Maryanne tinha algo que chamou sua atenção, talvez fosse a coragem, a bravura, a curiosidade ou a inocência.

 "Em seguida tirou a máscara que o impedia de ver quem ele mesmo era. Tinha vezes que nem ao menos se lembrava de seu verdadeiro rosto quando estava disfarçado. Em outras sequer se lembrava de quem realmente era. A imagem refletia um homem que poderia ter tudo que quisesse. Aquele homem, que o fitava de volta, poderia ter alguma chance com Maryanne Lestrange, se tivesse a oportunidade de permitir que ela o conhecesse bem. Isso, claro, se também permitisse que as trevas dentro de seu corpo desaparecessem. Não havia muita humanidade dentro dele. Talvez o sentimento por Maryanne fosse sua última lembrança de que ainda possuí­a um coração. Sem saber mais quem era, duas metades confundindo-se dentro de sua mente, ele colocou a máscara novamente. E então reconheceu-se no espelho, finalmente."

 Mas o serial killer não daria tempo para que esse romance se desenrolasse com tranquilidade, continuava a atormentar a cidade, de forma que a investigação precisava avançar. Esse avanço colocou Maryanne e pessoas importantes para ela em grande perigo.

 Horas Noturnas é um suspense policial com um toque de romance de época, cheio de mistério. Gostei mais da parte do suspense do que da parte do romance. A identidade do Caçador é relativamente óbvia desde o princípio, mas por se tratar de um livro onde todos são suspeitos, achei melhor esperar para ter a confirmação no decorrer dos capítulos. Quanto a identidade do assassino, ocorreu um fato interessante: meu subconsciente me pregou uma peça, ao me fazer trocar o nome de um personagem em certo ponto da leitura, talvez fosse minha mente desvendando o segredo antes que eu pudesse perceber com clareza. A revelação de quem era o serial killer e do motivo pelo qual cometia os crimes me surpreendeu, mas não tanto quanto a descoberta de quem era seu cúmplice, fiquei tão surpresa, foi algo tão inesperado que fez a minha nota final para o livro aumentar.

 Enfim, Horas Noturnas foi uma boa leitura, que recomendo para quem gosta de histórias bem construídas, cheias de suspense e mistério, com um toque de romance. Para mim, a relação entre  Lestrange e Maryanne foi o ponto alto da trama, por isso, recomendo o livro também para quem procura uma história que retrate uma bonita relação entre pai e filha. Além de ser mais uma obra que prova que a nossa literatura nacional tem sim bons autores.

 A escrita da autora é boa, flui com facilidade. A capa segue o padrão da Editora EraEclipse, do qual gosto bastante. Para quem se interessou e quiser ler online, o livro está completo no Wattpad, os que preferirem baixar o ebook, ele está a venda na Amazon, já quem gosta de livros impressos, pode adquirir Horas Noturnas na loja da editora EraEclipse.

 Detalhes: Skoob (média de notas: 4,5/5, minha nota: 4/5), número de páginas: 200, site da autora.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já leu Horas Noturnas ou algum outro livro da Bianca Carvalho?

 Esse é o 2° livro de suspense policial nacional que resenho nesse mês, para quem quiser conferir a resenha do 1°, é só clicar aqui → Presságio - Leonardo Barros. E tem dica de outra história que estou acompanhando no Wattpad nesse post.

 Participe das super promoções do blog e concorra a muitos kits de livros: 5 anos do Pétalas de Liberdade e Aniversário do Escritos & Estórias. Boa sorte! 

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.
14 comentários via Blogger
comentários via Facebook

14 comentários

  1. Essa capa é tão linda!! Combina totalmente com a premissa, que aliás, maravilhosa sua resenha, a cada frase eu ficava com mais vontade de acompanhar o desenrolar do mistério, e o fato do final ser uma surpresa é melhor ainda; na maioria dos livros já fica subentendido quem é o vilão pelas entrelinhas

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br
    Tem resenha nova no blog de "Seis anos depois", vem conferir!

    ResponderExcluir
  2. Tem tantos livros que quero ler, mas que estão parados por causa da facul =/
    Não conhecia a história e me interessei <3

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  3. Está na minha lista de leituras para esse ano. Adorei a resenha. Deu mais vontade de ler.
    Bjs e grata pelo comentário em meu blog. Beijos doces.

    ResponderExcluir
  4. Preciso terminar esse livro ou perco a parceria! Estou ansiosa pra conhecer melhor a história e a linguagem.
    Obrigada pela visita no Coração de Papel.
    Parabéns pela resenha.

    Beijo, Mari Scotti

    mariscotti.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu amodoro as capas dos livros da Bianca, gente. As artes são maravilhosas!
    Investigação criminal lá na época dos 1800 + mocinha fodona + referências a EDGAR ALLAN POE = quero. Preciso muito!
    E pelo jeito tem um ship legal também ASJKFNASUGBAUOAGAS
    Amei a resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu achei a capa desse livro muito bonita. Já tinha visto ele em um outro blog e me interessado. Não tenho o costume de ler no wattpad, por isso acabo perdendo boas histórias hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi Mari!

    Recebi o convite - mais como obrigação - da Editora para ler a obra, mas recusei. Eu adoro um suspense e esse parece muito bom, eu até leria um ePub do livro, mas não leio no Wattpad.

    Adorei sua resenha!

    Bjs!

    http://leiturasilenciosaoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo