Resenha: livro “Demian”, Hermann Hesse

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é “Demian”, escrito pelo alemão Hermann Hesse. Publicado inicialmente em 1919, há quase cem anos, a edição que li é a quadragésima sexta, uma edição comemorativa do cinquentenário de lançamento da obra no Brasil lançada em 2015 pela Editora Record.

Resenha, livro, Demian, Hermann Hesse, trecho, Record, capa, opinião, quotes

 O fato de eu gostar de clássicos, o fato de ser do mesmo autor de "O lobo da estepe" (que eu não li, mas é um título do qual já ouvi falar) e essa capa linda e colorida me fizeram querer ler “Demian”, que foi uma leitura rápida (li no último final de semana) e agradável até certo ponto.

 “Demian” é narrado em primeira pessoa por Sinclair, que começa sua história nos contando sobre quando tinha 10 anos e se meteu numa encrenca, experimentando pela primeira vez aquela sensação de ter que resolver a situação sozinho, sem recorrer aos pais, e ficando a mercê das chantagens de Franz Kromer, um garoto que era um pouco maior que ele. Antes disso, Sinclair era uma criança feliz e via o mundo como se fosse dividido em dois: um bonito (representando pela proteção de seus pais) e outro sombrio (representado pelas coisas perigosas e ilícitas). Até então, Sinclair vivia na parte boa do mundo, depois das chantagens, passou a viver atormentado na parte sombria.

 "Em meus sonhos era como minha sombra, e me fazia sofrer com sua convivência obrigatória mais do que na própria realidade; minha imaginação onírica dava a Kromer meios de domínio superiores e minha escravidão era total. Acabei por viver nesses sonhos - sempre tive propensão a sonhar - mais do que na realidade, e aquelas sombras me roubaram energia e vida." (página 43)

 O pesadelo durou até que Sinclair conheceu Demian, um garoto novo na escola, mas que parecia diferente de todos os outros, e que apresentaria para Sinclair uma nova forma de ver a vida e o mundo.

 "Glorifica-se a Deus como o Pai de toda a vida, ao mesmo tempo que se oculta e se silencia a vida sexual, fonte e substrato da própria vida, declarando-a pecado e obra do Demônio." (página 73)

 Eu gostei bastante do início do livro, a leitura me parecia semelhante a aqueles livros que encontrava na biblioteca da escola e que lia quando adolescente, que traziam personagens com sentimentos tão comuns aos meus. Creio que muitos leitores se identifiquem com o protagonista, na questão de passar por um momento difícil quando se é criança ou adolescente, e ficar em dúvida se recorre ou não aos pais, ainda que a sede de aventura clame por tentar resolver a situação por si mesmo.

 Demian mostrou para Sinclair uma nova linha de pensamento, depois daí os capítulos seguintes foram se passando e a trama tomou um rumo mais filosófico, com a busca de Sinclair para compreender e desenvolver sua nova forma de ver o mundo. A adolescência de Sinclair acabou sendo apenas um pano de fundo para a trama, e se antes era possível ler rapidamente mesmo com o vocabulário um pouco mais elaborado, a partir daquele momento eu precisava ler com muita atenção, na esperança de que ainda houvesse algo que me motivasse a querer saber como terminaria a história. Ou seja: gostei do começo, por ter me entretido, mas o desenvolvimento da história foi muito mais para o lado filosófico abordando um tema cujos conceitos eu entendi, mas não me trouxe satisfação como leitura. Felizmente o livro é pequeno e consegui terminá-lo.

 Algumas vezes eu pesquiso um pouco mais sobre determinada obra, para ver se eu deixei passar alguma informação importante que se eu soubesse poderia ter me influenciado positivamente durante a leitura, mas com "Demian", mesmo lendo o posfácio e pesquisando um pouco sobre a história do livro, nada mudou.

 "Não somos uns porcos, como disse. Somo homens. Criamos deuses e lutamos com eles e eles nos abençoam." (página 138)

Resenha, livro, Demian, Hermann Hesse, trecho, Record, capa, opinião, sinopse

 Sobre a parte visual: a capa é realmente bonita, as páginas são amareladas, as margens, as letras e o espaçamento tem bom tamanho e a obra está bem revisada.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Alguém aí já leu o livro ou alguma outra obra do autor?

 Detalhes: 196 páginas, ISBN-13: 9788501020291, Skoob (média de notas: 4,3/5, minha nota: 3/5). Onde compra online: Livraria CulturaTravessaSubmarino (edição antiga)Americanas (edição antiga).

 - Participe do sorteio da Trilogia A Caverna Cristalina.

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.
22 comentários via Blogger
comentários via Facebook

22 comentários

  1. Olá.
    Acho que eu iria adorar a leitura se ela parte para um lado filosófico.
    Ultimamente estou me interessando mais por um linguajar apurado e observações mais difíceis.
    Realmente, a capa é linda!
    Adorei os quotes e a resenha.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oiii
    Adoro este tipo de livro, com toda certeza irei colocar na minha lista futura de leituras <3 adorei a edição.
    Beijão

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Bom, nunca tinha ouvido falar do livro. Na verdade, ele não faz o meu estilo de leitura, ainda mais depois de ver sua resenha e saber que tem esse lado bastante filosofico. Por isso, deixo a dica passar, rs. Flores no Outono

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia a obra,apesar de ser um clássico. A Edição tá muito linda.
    Adorei a resenha,foi bem esclarecedora pra mim,e acho que não seria uma leitura que eu iria gostar.Livros que tendem a entrar muito no campo filosófico são bem desinteressantes na minha opinião.
    Abraços;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. A capa realmente está linda! Não conhecia o autor nem o livro... achei curioso relacionar que o Sinclair tem apenas 10 anos e já está saindo de encrencas sozinho e o livro tem quase 100 anos... Me fez refletir sobre como hoje somos tratados como crianças por mais tempo. Ótima dica!

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Gostei da parte de envolver filosofia com a história, às vezes me da vontade de ler este tipo de livro. Já ouvi falar de outros livros do autor, mas este eu realmente não conhecia.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  7. Confesso que não gostei muito da cor da capa, achei muito quente sabe? Kkkk mas a diagramação dela é bem bonita. Gosto de histórias alemãs, não conhecia esse autor, mas me pareceu bem interessante, quero ler.

    http://fluorescente.co/

    ResponderExcluir
  8. Eu me atrai pela leitura por conta da capa, mas me perdi no enredo. Não é muito uma leitura que combina comigo.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Caramba mesmo sendo um clássico como você citou, nunca ouvi falar nem do livro e nem do autor.
    A capa é chamativa mesmo, mas a história em si não me chamou atenção talvez pelos pontos negativos que citou na resenha.
    Bj
    CAMILA Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  10. Cara, eu quero muito esse livro, essa capa é linda e nem parece que tem quase 100 anos de escrito! Adorei a resenha e fiquei mais curioso ainda!!

    Abraços & até!!

    lendoferozmente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Marijleite, sua linda, tudo bem
    É muito importante ensinar que aquilo que não podemos contar aos nossos pais tende a ser errado, mas infelizmente os adolescentes só vão entender isso tarde demais. Parecia uma boa história, mas percebi que não sou o público alvo dela, uma pena. Mas gostei da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Oie

    O livro é bem pequeno mesmo. Que pena que a leitura ficou meio lenta do meio pro final. Talvez uma nova leitura você consiga entender um pouco mais da parte filosófica. O livro não me chamou tanta atenção, mas não é um livro que eu não leria. Se eu tiver oportunidade eu tento ler com certeza.

    Mayla

    ResponderExcluir
  14. Hey,
    Achei toda a ideia do livro interessante. Gosto de livros que tomam um rumo mais filosófico (desde que eu esteja no humor para tal), então talvez eu gostaria muito dessa leitura. A capa realmente é algo lindo, gostei muito da delicadeza dela.
    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  15. Ei, tudo bem?
    Eu nunca li nada do autor, mas tenho muita curiosidade. Minha amiga leu esse livro e adorou, o que me deixa mais curiosa de conferir a história. Sabendo dessa mudança no livro, já vou mais preparada quando o for ler.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  16. Oii,

    Não conhecia esse livro e nem o autor.
    Adorei essa capa, é muito bonita mesmo e achei história bem interessante.

    beijos

    ResponderExcluir
  17. Ameiii descobrir mais sobre o livro, pois só li algumas coisas por alto e confesso que pretendo ler o livro.

    ResponderExcluir
  18. Oiee, tudo bem?

    O livro e um clássico, se não me engano, essa edição é um relançamento. Gostei muito da resenha. Também me lembrou esses livros que a escola recomenda para os alunos.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bom?
    Ainda não conhecia esse livro. A história parece ser bem interessante, mas não sei se leria.
    Quanto a capa, gostei das cores dela.
    Até mais!

    ResponderExcluir
  20. Oii, tudo bem?
    Ainda não conhecia o livro, achei a premissa interessante, mas você mencionou que ele meio que ficou cansativo, eu não gosto de livros assim, porque demoro muito para terminar, mas que bom que mesmo assim foi uma boa leitura para você.

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Infelizmente o livro não me atraiu muito, só a capa que é realmente belissima.
    A premissa até é interessante, mas sinto que não iria gostar tanto.

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Não li nenhuma obra do autor e acho que se fosse ler não começaria por essa. Já li muitos clássicos e atualmente são poucos os que despertam a minha atenção, o que não aconteceu com esse :/ mas já ouvi falar no outro livro que você citou do autor, quem sabe esse não é melhor, né.
    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo