quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Resenha: filme "Que horas ela volta?"

 Olá pessoal, tudo bem? Na última segunda-feira, fui dormir um pouco mais tarde, pois queria ver o filme "Que horas ela volta?" que passaria na TV. Filme premiado no Festival de Sundance  nos Estados Unidos e no Festival de Berlim, teve uma boa repercussão entre o público e por ver tantos comentários favoráveis sobre ele, eu estava bem curiosa para assisti-lo e saber se era mesmo bom. Confesso que também estava curiosa para ver a atuação da Regina Casé.

Resenha, filme, Que horas ela volta?, Regina Casé, opinião

 Para quem ainda não conhece a história, em "Que horas ela volta?" conhecemos Val, uma empregada doméstica que veio trabalhar em São Paulo e deixou a filha Jéssica em Pernambuco. Na casa dos patrões,  onde ela morava, Val cuidou de Fabinho (o filho do casal) enquanto Barbara (a patroa) trabalhava fora.

 Val ficou mais de 10 anos sem ver a filha, e foi surpreendida quando Jéssica ligou avisando que viria para São Paulo para prestar vestibular. Os patrões autorizaram que Jéssica ficasse com a mãe no quarto de empregados até que as duas encontrassem outro lugar para morar.

 A chegada da jovem traria alguns conflitos para a convivência na casa, Jéssica não sabia que a mãe morava com os patrões e a garota não era como eles esperavam: submissa ou acanhada, ela havia se inscrito para o mesmo vestibular que Fabinho. Jéssica foi acusada de se achar melhor do que todo mundo, mas como ela mesma disse: não se achava melhor do que ninguém, apenas não se achava pior ou inferior.

Resenha, filme, Que horas ela volta?, Regina Casé, opinião
Foto: AdoroCinema

 "Que horas ela volta?" é classificado como drama, mas serviu mais para refletir do que para emocionar, me fez dar alguns sorrisos e, num geral, valeu a pena ter ido dormir mais tarde. Foi interessante ver como Val parecia ter transferido para Fabinho o cuidado que não pôde dar para a filha, assim como ver Jéssica não sucumbindo as tentativas (algumas vezes discretas, outras nem tanto) de Barbara de fazê-la se sentir menor por ser a filha da empregada. Achei engraçado quando Val tentou dar um presente para a patroa, mas quem realmente queria aquele presente era ela. E a cena que mais me tocou, foi uma em que a empregada se arriscou a fazer algo que nunca tinha feito antes.


Resenha, filme, Que horas ela volta?, Regina Casé, opinião
Foto: AdoroCinema
 Gostei bastante do figurino e da atuação da Regina Casé como a Val, Camila Márdila que fez a Jéssica também foi um destaque para mim.


 Enfim, "Que horas ela volta?" fala de um tema delicado: a relação entre patrões e empregados domésticos, que fica mais delicada ainda quando os empregados são tratados como da família apenas quando convém aos patrões; mostra como nos dias de hoje há mais possibilidades e que ninguém precisa obrigatoriamente seguir os mesmos passos dos pais. Val veio para São Paulo ser doméstica, Jéssica veio para ser arquiteta. Um filme só me pareceu pouco para explorar alguns pontos da trama, ainda assim, recomendo "Que horas ela volta?".

 Detalhes:
 Elenco: Michel Joelsas como Fabinho, Camila Márdila como Jéssica, Karine Teles como Barbara, Lourenço Mutarelli como Carlos, Regina Casé como Val.
 Roteiro e direção: Anna Muylaert
 Coprodução: Globo Filmes, Gullane, África Filmes
 Classificação indicativa: 12 anos

 Trailer:



 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado do post. Alguém aí já viu  "Que horas ela volta?"?

Participe das promoções do blog:


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados