TOP COMENTARISTA DE ABRIL

TOP COMENTARISTA DE ABRIL
Seu comentário pode te dar o livro "Ninfeias Negras", clique na imagem para saber como participar! E quanto mais você comentar, mais chances tem de ganhar!

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Resenha: conto “Berenice”, Edgar Allan Poe #12mesesdepoe

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje, venho comentar sobre minha experiência de leitura com o conto “Berenice”, lido para o desafio 12 meses de Poe; eu já havia visto alguns comentários sobre ele, mas não sabia ao certo do que se tratava, agora entendo o motivo de ser uma das histórias mais famosas do autor.

Skoob
 É um conto diferente dos demais que já lemos no desafio, pois o narrador tem um nome: Egeu, que foi um garoto de saúde delicada, e que na vida adulta desenvolveu uma certa doença que o fazia ficar fascinado por um determinado objeto, por mais simples que fosse, e passar horas apenas o observando, absorto, perdido do resto do mundo. Egeu até tentava lutar contra essa doença, tentava não ficar obcecado por algo, mas era mais forte do que ele.

 “As meditações nunca eram agradáveis, e ao fim do devaneio, a causa primeira, longe de estar fora de vista atingira aquele interesse sobrenaturalmente exagerado que era a característica principal da doença.”

 Na mesma casa também morava sua prima, Berenice, que foi uma criança cheia de vida, muito diferente dele, mas havia ficado doente, uma doença que trouxe muitas mudanças para a jovem, especialmente ataques de catalepsia, eventos em que ela parecia morta.

 “Entre a numerosa série de males acarretados por aquela fatal e primeira doença, que realizou tão horrível revolução no ser moral e físico de minha prima, pode-se mencionar, como o mais aflitivo e o mais obstinado, uma espécie de epilepsia, que não poucas vezes, terminava em catalepsia, muito semelhante à morte efetiva e da qual despertava ela, quase sempre, duma maneira assustadoramente subitânea.”

 Eis que as doenças dos dois primos se chocaram em certa ocasião, Egeu ficou obcecado por certa parte do corpo de Berenice, que por sua vez parecia ter sido fatalmente atacada por sua enfermidade. O resultado disso foi chocante!

 Eu li o conto duas vezes, na primeira a linguagem me pareceu um pouco complicada, já na segunda a leitura foi muito mais fluida. Alguns elementos de outros contos já lidos no desafio reapareceram em “Berenice”, como a catalepsia e a obsessão por uma parte do corpo (no caso de O coração denunciador, era pelo olho com catarata do patrão). Foi uma história muito bem pensada, onde na medida em que ia lendo, já imaginava o que o narrador poderia ter feito, mas não cogitei a hipótese da doença de Berenice contribuir para tornar a “loucura” do narrador ainda mais assustadora. Ou seja, gostei do conto e recomendo a leitura!

 Saiba mais sobre o desafio, clique aqui.
 Participe do sorteio do livro "A Rosa Louca", clique aqui.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Me contem: já ouviram falar sobre "Berenice"?

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl

7 comentários:

  1. UAU! Me chamou muito atenção! muito diferente! Fiquei super curiosa para ler também! <3

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido falar sobre esse conto, mas eu conheço muito pouco de Edgar Allan Poe. A história é muito curiosa e apesar de ter elementos repetitivos de outros contos do autor, deve ser bastante inusitado para quem pega para ler sem ter lido nada dele antes.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi. Poe é sensacional, estou planejando lê-lo próximo ano, já li alguns contos, mas quero me dedicar ara ler tudo que for possível escrito por ele

    ResponderExcluir
  4. Berenice é um dos contos que mais gosto de Poe.Essa fascinação absurda pelas mulheres morrendo nas histórias dele me deixam bem intrigada...^^
    conclui o desafio e ja vou participar desse ano...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não conheço muitos contos de Poe, mas tenho vontade de ler a obra dele mais a fundo. A catalepsia é um tema recorrente em seus contos, além claro, do tom mórbido que usa para escrever, mas ainda assim as obras dele nos surpreende na riqueza de detalhes, sem dúvidas vale a pena conhecer. Fiquei bem curiosa para conhecer melhor os dois primos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Apesar de não ter lido nada de Poe, tenho muita vontade de ler seus contos.
    Berenice, particularmente, me pareceu uma história louca, mas ao mesmo tempo me chamou muito a atenção pela temática da obsessão do narrador.
    Pretendo ler assim que possível.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  7. Oiiiii, não sabia que você estava participando desse projeto do Poe. Adoro o Poe, comecei a ler adolescente, mas acabei me perdendo com o tempo. Lembro vagamente desse conto e adorei você ter trazido ele para me relembrar. Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados