sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Resenha: "O Corvo", Edgar Allan Poe #ESCOLHEOPDLDARKSIDE

 Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje venho comentar sobre a minha experiência de leitura com o poema "O Corvo", que acredito ser a obra mais famosa do escritor Edgar Allan Poe. Quem acompanha o blog, sabe que estou participando de um projeto/desafio literário chamado "12 meses de Poe", que consiste em ler um conto do autor por mês. "O Corvo" não está no desafio, mas aproveitei que tinha curiosidade de lê-lo e que estou promovendo a campanha #ESCOLHEOPDLDARKSIDE para colocar a obra de uma vez na minha lista de leituras realizadas.

Resenha, O-Corvo, Edgar-Allan-Poe, Darkside, poema, trecho, opiniao, critica, capa, ebook

 "O Corvo" entra na campanha #ESCOLHEOPDLDARKSIDE por que, em 2013, a editora DarkSide Books publicou a obra em e-book numa edição "de luxe", com a versão original e duas traduções, além de ilustrações e alguns comentários sobre o autor.

 "Abri então a vidraça, e eis que, com muita negaça,
 Entrou grave e nobre um corvo dos bons tempos ancestrais.
 Não fez nenhum cumprimento, não parou nem um momento,
 Mas com ar solene e lento pousou sobre os meus umbrais,
 Num alvo busto de Atena que há por sobre meus umbrais,
 Foi, pousou, e nada mais."

Resenha, O-Corvo, Edgar-Allan-Poe, Darkside, poema, trecho, opiniao, critica, capa, ebook, original, tradução, machado-de-assis, fernando-pessoa


 Sobre a história: o poema traz um narrador que perdeu sua amada, e numa noite ouve barulhos parecidos com batidas na porta, mas quando abre a porta, só vê a escuridão da noite. O barulho persiste até que ele percebe que sua origem é na janela, e vai abri-la, sendo surpreendido por um corvo, o dono das batidas, que entra pela janela aberta.

 Até aí, tudo bem, mas talvez vocês saibam que corvos são animais considerados inteligentes, capazes de aprender a realizar algumas tarefas, entre elas, "falar" como um papagaio. Então, eis que o narrador começa a conversar com o corvo, mas parece que aquela ave só sabe dizer uma frase: "Nunca mais!". E o diálogo acaba não seguindo o rumo que o narrador gostaria.

 Já mencionei certa vez que admiro muito quem consegue juntar a narração de uma história com a criação de versos e de poesia, e só por isso "O Corvo" já me agradou. E com uma premissa interessante, o que tive foi uma leitura rápida mas marcante.

 A edição traz duas traduções: a de Machado de Assis (escritor brasileiro que viveu entre 1839 e 1908), que me pareceu usar um vocabulário mais rebuscado ao traduzir, mas também usou alguns termos mais interessantes; e a segunda versão que foi feita pelo poeta português Fernando Pessoa ( 1888 - 1935) que me passou a impressão de proporcionar uma leitura mais fluida, o que pode ter ocorrido por eu já estar familiarizada com a historia.

 Após "O Corvo" em sua edição original e com as duas traduções, há um artigo de Charles Baudelaire (tradutor das obras de Poe e "um dos principais divulgadores de sua obra na Europa"), que fala um pouco sobre o escritor, desde a aparência e o formato de sua cabeça, tão reproduzida em ilustrações, até sobre aspectos de suas obras, e por estar participando do "12 meses de Poe", foi possível concordar com várias partes do que Charles Baudelaire diz, além de ir identificando os contos a que ele estava se referindo ao longo da leitura do artigo.

Resenha, O-Corvo, Edgar-Allan-Poe, Darkside, poema, ilustração, ebook
 Além disso e de ilustrações bem interessantes feitas por  ilustrações de Édouard Manet, há mais alguns extras que não vou comentar para não tirar a graça para quem ainda vai ler. É uma ótima edição, com uma capa super bonita, diagramação com letras, margens e espaçamento de bom tamanho (aspecto que pode variar dependendo do dispositivo em que se está lendo) e uma boa revisão.

 E é isso! Fica a minha recomendação de leitura para quem é fã do autor e para quem ainda não leu nada dele mas quer conhecer sua escrita (uma dica: leia o poema mais de uma vez, ficará mais fácil captar detalhes e aproveitar a leitura). Quem quiser ler "O Corvo", o e-book da DarkSide pode ser lido online ou baixado clicando aqui. Além do poema de Poe, há outros dois e-books grátis no site da editora, para conhecê-los clique aqui.

 Detalhes: 50 páginas, Skoob.

 Me contem: já leram algo do autor? Se tiverem gostado do post, deixem seus comentários e compartilhem nas redes sociais com a tag #ESCOLHEOPDLDARKSIDE.

 Veja os demais posts da campanha:
 - Entrevista com Rô Mierling, primeira autora nacional de ficção da DarkSide
 - Top 5 livros desejados da DarkSide Books


Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl

9 comentários:

  1. Eu estudei um pouco a narrativa de Poe na faculdade e até comprei um livro com seus contos. Sempre deixo pra depois, nem sei porquê. Já que adoro contos, adoro terror e sempre vejo indicações dos contos do mestre, vulgo Poe.
    Adorei a resenha ;)

    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu achei super interessante a ideia desse projeto e tive a maior vontade de participar... Infelizmente não é bem o meu estilo e, esse ano já tinha na minha lista de metas vários livros fora da minha zona de conforto.
    Conheço a história por causa do filme e dos muitos comentários, como você mesmo comenta é a obra mais famosa do autor. Curti que a Darkside disponibilizou online... Acho que vou dar uma olhada e colocar ele na lista :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  3. Adoro os contos do Poe! ♥ Apesar de O Corvo não ser bem um conto, mas sim um poema, ainda assim se enquadra na qualidade de excelente contista do Poe. Não li essa tradução, mas super me interessei. Vou dar uma olhada nela aqui...

    ;*

    ResponderExcluir
  4. já li O corvo algumas vezes, na faculdade inclusive... antes mesmo da Darkside ter nascido heehhe
    mas ai quando vi o ebook deles fui conferir, claro...
    sempre bom revisitar um autor que tanto amo... <3

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Ainda não li absolutamente nada do Edgar, mas confesso que quero muito me aprofundar em sua escrita. Isso porque já ouvi muitos elogios e também por serem clássicos.
    Adorei a resenha e não sabia que haviam traduções da obra por Machado e Pessoa, o que me deixou bem intrigada para conferir.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu não sabia que a DarkSide tinha publicado Edgar Alan Poe. Sou completamente apaixonada pelo autor. Ele é um clássico que deveria muito ser lido.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, amo a Dark e não sabia desse e-book de O Corvo, um clássico da literatura. Também gosto de enredos que conseguem lidar com versos de uma formar até que normal. Vou ler e depois passo para dar minha opinião.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Nunca li nada do Edgar, mas tenho muita vontade.
    Infelizmente esse não é um livro que me chama muito a atenção, por isso não o escolheria para iniciar o autor.

    Beijos
    http://www.mundoinvertido.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Maria. Td bem?
    Eu estava procurando algo do autor pra ler, pois quero sair um pouco da minha zona de conforto. Só leio romances e quera dar uma lida em algo mais assustador. Creio que começar pel'O Corvo seja uma boa ideia, ainda mais se traduzido pelo Fernando Pessoa *.*
    Beijos <3

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados