Resenha: livro "Pets Companhia"

 Olá pessoal, tudo bem? Na resenha de hoje venho falar sobre minha experiência de leitura com o livro "Pets Companhia", uma antologia de contos, crônicas e poesias, organizada pelo Antônio Guedes Alcoforado e publicada pelo selo Antologias Brasileiras da Editora Illuminare em 2016.

Resenha: livro "Pets Companhia"

 O livro é compostos por 22 textos, contos em sua maioria, com animais de estimação como tema, escritos por autores brasileiros e portugueses. Vou mencionar apenas alguns textos e não todos para o post não ficar muito longo.

 "Átila" do Adnelson Campos é narrado por um cão relembrando seu passado, sobre como ele não era mais querido pela família humana, é um texto que retrata com detalhes a impulsividade animal. Em "Cão? Não quero", do Antônio Guedes Alcoforado, um médico tenta convencer uma senhora a ter um animalzinho de estimação que pudesse lhe fazer companhia para pequenas caminhadas, mas o negócio dela é outro tipo de bicho... "Cão de guarda quer miminhos" do Carlos Arinto é protagonizado por Luís Gonzaga, que teve a casa praticamente invadida por um cachorro, e acabou se apegando a ele, passando, sem perceber, a ser um dono dedicado e orgulhoso do seu amigo de quatro patas.

 "Sente-se feliz. Um cão e depois uma mulher são prendas que o destino lhe oferece, já não era sem tempo, que a vida tem sido de sofrimento e de muitas necessidades.
 Se a mulher não gostar... nem tinha pensado nisso. Bom, se não gostar pode ir pelo mesmo caminho de onde veio. O cão fica." (página 18)

 "Latidos e miados" do Carlos Asa tem um personagem solitário que adota um cachorro encontrado na rua e o animal faz uma bagunça enorme na casa, deixando o personagem muito bravo, mas logo esse cachorro fica doente e falece, deixando seu dono muito triste, até que ele reencontra a alegria de viver através de um gatinho. Outro personagem que fica furioso com um cão resgatado é o narrador de "Veludo, meu amigo", conto do Júlio Gomes, onde os pelos do canino Veludo espalhados pela casa toda, levam seu dono quase ao extremo, mas isso logo vai se resolver com uma atitude heroica de Veludo.

 "O sentido da vida" do Mário Resmin Júnior foi o conto que mais me marcou, ao trazer a história de Chopper, um cachorrinho muito especial, que demonstrava seu cuidado e carinho através de seus gestos, um verdadeiro amigo.

 "Entre soluços eu tento encontrar uma frase que possa ser dita, mas naquele momento, vendo minha filha de doze anos segurando o choro, percebi que os cães são anjos, que entram em nossas vidas para mostrar que mesmo em um mundo onde tudo é tão corrido e acelerado, que mesmo tão desvirtuado, ainda existe, neste mundo, espaço para um amor incondicional." (página 61)

 Destaco ainda: "Amor apesar de tudo" do João Marcos Borges, que traz um triângulo amoroso entre gatos; "A princesa Kelly e o terrível e falante Richard Parker" do Luiggi Steffan com o caso de um gato que fala; e "A vida de Cyssa" da Madalena Cordeiro, que mostra como determinadas pessoas relutam em adotar um animalzinho fêmea por pensar na possibilidade de filhotes no futuro, ser do sexo feminino não é fácil nem no reino animal!

 A maioria dos contos é sobre cães e gatos, mas também há sobre tartaruga e peixes, alguns são narrados por humanos e outros pelos próprios animais. As histórias retratam bem o que é conviver com um bichinho de estimação, como eles podem ser bagunceiros e encantadores ao mesmo tempo, como podem ser ótimas companhias, grandes amigos que chegam de mansinho e mudam a nossa vida, trazendo alegria e amor, e deixando uma saudade imensa e muita tristeza quando chegam ao doloroso fim de sua existência. O lado mais triste dessa relação entre humanos e animais também é mostrado, com a incompreensão por parte do homem, a falta de respeito ao animal, as crueldades e o abandono.

 Esse retrato da realidade foi um ponto positivo para mim, por outro lado, foi uma leitura que eu demorei muito mais do que o esperado para finalizar. O livro tem apenas 72 páginas, mas a leitura não rendia, sabe aquela sensação de que o livro não acaba nunca? Foi o que senti. Talvez se tivesse lido um texto por dia, não tivesse ficado cansada. E eu esperava também que houvesse uma maior diversidade de espécies, além dos cães e gatos; a capa traz pássaros, roedores, e eu desejava encontrar contos que fugissem do habitual, o que não aconteceu.


 Acho a capa simples e bonita, retratando vários animais. As páginas são amareladas, tem um detalhe no início de cada conto (foto acima), diagramação com letras não muito grandes, mas bom tamanho de margens e espaçamento. Só a revisão deveria estar melhor, pois encontrei alguns contos com vários erros.

 As edições da Illuminare são limitadas, então talvez não seja fácil encontrar o livro para comprar, mas fica a sugestão de leitura para quem procura contos sobre animais. Vocês gostam de histórias com essa temática? Têm algum bichinho de estimação?

 Detalhes: 72 páginas, Skoob.

 "Pets Companhia" foi minha décima primeira leitura do desafio de ler 30 livros em janeiro (no Instagram você pode descobrir quantos eu li), confira os demais posts do desafio:

Até o próximo post!

Me acompanhe nas redes sociais:

10 comentários

  1. Oiee ^^
    Eu ainda não conhecia esse livro, e apesar de amar animais (não só pets), não sei se leria. Como você disse, a maior parte dos contos traz gatos e cães, e imagino que isso se torne um pouco cansativo *-* E eu não sou muito fã de ler contos, apesar de ser contista...haha'
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  2. Ola lindona não conhecia o livros mas gostei da ideia e o tema ser sobre animais. Achei a capa linda e com certeza entrará para minha lista de leitura. Uma pena a revisão não estar boa. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Esse livro parece ser bem lindinho, mas apesar de ter textos rápidos e envolventes, a ideia de pegar qualquer parte da leitura onde eles possam vir a sofrer já me destroça, por isso tenho certeza de que não leria.
    Gostei da sinceridade na resenha.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari!
    Confesso que evito ler livros sobre animais, pois não gosto de vê-los sofrer, muitas vezes é isso que acontece e quando eles são maus tratados me corta o coração. Mas apesar disso adorei sua resenha, ficou bem direta e colocou sua sinceridade nas palavras, parabéns pela resenha, obrigado pela dica quem sabe eu me animo a ler. Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Não conecia ainda essa antologia. Já tive tantos animais de estimação que tenho certeza que vou me identificar com pelo menos 1 dos 22 textos.
    Uma pena o livro não trazer tantos animais como sugere a capa e vou anotar a dica aqui para ler os contos aos poucos e não sentir a leitura pesada.
    Espero que eu ainda consiga achar uma edição!
    Abraços.

    FLeituras

    ResponderExcluir
  6. Olá Mari!!!
    Eu tenho duas porquinhas da índia e já tive um cachorro que faleceu alguns anos e me faz falta até hoje, mas eu admito que evito livros desse tipo porque se trás alguma parte do bichinho falecer me dar uma dor no coração e eu caio aos prantos e fora que não sou ligada muito a contos.
    Porém, fiquei chateada em saber que os contos só falam sobre cachorros e gatos pois o tanto de bichinhos que temos é demais.
    De toda forma é uma ótima dica!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    sério que eu ainda não conhecia tal antologia? Amei as capas, a ideia e os contos que você apresentou me deixaram super animado por essa leitura. Já coloquei em minha metas e vou adquirir o quanto antes.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mari!
    Não conhecia o livro e mesmo amando animais dificilmente leria o livro porque não é bem o estilo de leitura que me prende. Mesmo assim para quem gosta do tema seria uma ótima dica de leitura. A capa é muito fofa!

    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo