Resenha: livro "Lavínia e a Árvore dos Tempos", Lucinei M. Campos

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é "Lavínia e a Árvore dos Tempos", escrito pelo Lucinei M. Campos e publicado em 2014.

Resenha, livro, "Lavínia e a Árvore dos Tempos", Lucinei M. Campos

 "Lavínia estava muito assustada com aquilo. Uma árvore que poderia ter lhe matado, isso sim era muito estranho, até mesmo para ela, que acabou de ganhar uma fada homem. Entretanto, o que mais lhe deixava espantada era que, justamente a sua fada ficara longe vendo o que acontecia." (página 106)

 Na terceira semana da Maratona Literária de Inverno que estou participando, o tema era "outros mundos", e pela sinopse parecia que "Lavínia e a Árvore dos Tempos" (livro que comprei na FLIR) se encaixava, mesmo boa parte da trama se passando no "mundo real". Na obra, conheceremos a garota Lavínia, nove anos de idade, morena e de cabelos cacheados, morava com o pai e a mãe, e tinha um melhor amigo chamado Léo. Ela não gostava da escola, pois era alvo da implicância da maioria dos alunos de sua turma, se escondendo na hora do recreio e, por precisar que o caminho de seu esconderijo estivesse livre para voltar para a sala, sempre acabava chegando atrasada e levando bronca da professora. A forma como algumas crianças eram más com a Lavínia era de partir o coração e explicava o motivo de ela não ser uma aluna dedicada. Felizmente, quando a aula terminava e ela podia ir para casa, tinha a companhia de seu amigo Léo, que logo que chegava da escola dele, corria para a casa da Lavínia para passarem a tarde juntos.

 A vida seguia assim, até que, numa noite, ela foi acordada por um ser muito estranho, um homem meio vestido como um vaqueiro ou um cangaceiro, que falava com um sotaque nordestino carregado, tinha uma peixeira como varinha mágica, dizia se chamar Lorivaldo e ser uma fada, uma fada homem que iria acompanhá-la por um ano. Inicialmente, Lavínia achou que estava sonhando, mas no dia seguinte lá estava o Lorivaldo com todo o seu mau humor, e não estava sozinho, tinha um goblin também, uma criaturinha pequena (chamada Dagoberto) mas que não era um gnomo, e o fato de Lavínia poder ver o goblin surpreendeu a todos, a garota poderia ser muito mais do que Lorivaldo e os leitores imaginavam.

 "- Aquilo não foi minha culpa, Atlântida foi má construída mesmo. Iria afundar de uma forma ou de outra! Espera, já estava afundada, só eles que não perceberam! - zombou com um riso macabro no rosto rude." (página 36)

 Falando em Lorivaldo, Lavínia não sabia, mas protegê-la por um ano era a sua punição por ter feito tanta coisa errada ao longo dos séculos. O cara podia ter evitado a destruição de Atlântida!!! Mas era um criminoso, e sua última chance de escapar de uma prisão perpétua, era proteger a garota, justo ele, que detestava humanos. Ele aceitou, pois inicialmente imaginava encontrar uma maneirar de conseguir se livrar da pena, e se a menina acidentalmente morresse ao longo do ano, ele achava que estaria livre. Eis o nível de maldade do ser! Só que Lavínia já estava acostumada com hostilidade, e não se intimidaria com a grosseria de Lorivaldo.

 "Por que dariam uma fada que odeia humanos, e era odiada por quase todos, para uma criança? Lavínia tinha sua grande questão para resolver, que a cada instante tornava-se mais complexa que antes." (página 140)

 Poderia ser só um ano onde Lavínia tinha uma fada e não sabia como usá-la, se não fosse a capacidade única da garota de ver outros seres mágicos, e o fato de seres do passado de Lorivaldo terem planos malignos que incluíam a menina. Quem era realmente Lavínia? Ela usaria os poderes de sua fada para se vingar dos colegas da escola? E Lorivaldo, cumpriria sua pena, continuaria malvado ou seria modificado pela convivência com a garota? E por qual motivo justamente ele havia se tornado sua fada protetora? Só lendo para saber!

 "(...) ninguém é desprezado por todos. Sempre terá alguém que desejará ficar com você, ou por simplesmente não lhe conhecer, não dirá nada. Você terá que descobrir isso! Perceba as pessoas a sua volta e não somente a dor que algumas lhe trazem! Assim, você vai deixar de querer vingança! - mais do que uma sugestão, Lorivaldo lhe passou uma lição." (FINALMENTE O LORIVALDO DANDO UM CONSELHO CERTO, GENTE!; página 162)

 "Lavínia e a Árvore dos Tempos" é uma publicação independente, necessitando de alguns ajustes no texto (se não me engano, o autor vem fazendo melhorias em novas tiragens), e mesmo sendo um pouco diferente das minhas expectativas elevadíssimas, foi um livro que eu gostei e que fico feliz por ter lido e agradecida ao Lucinei por ter escrito. O autor conseguiu juntar seres mágicos de outras culturas (fadas, goblins, faunos, ninfas...) com mitos do nosso folclore (boitatá, curupira...) de uma forma muito natural. A ambientação também me agradou: com parte da história se passando no Brasil, e outra parte se passando no mundo mágico que foi bem construído e mostrado e explicado aos poucos. Essa "brasilidade" é o que torna a obra única! A amizade entre Léo e Lavínia, dois personagens com características bem definidas, foi um ponto alto da obra, uma amizade verdadeira, onde um dá forças para o outro quando necessário, mas sem que o Léo roube o protagonismo dela. E como eu imaginava pela sinopse, o livro tem cenas engraçadas, proporcionando muitas risadas, especialmente quando o Lorivaldo está em cena (por mais que ele seja "do mal" em alguns momentos, é impossível não torcer por sua regeneração). É uma daquelas histórias para ser lida em voz alta para as crianças, mas que também emociona e cativa leitores de outras idades, que ficam curiosos para saber o que acontecerá com Lavínia e Lorivaldo, aparentemente tão diferentes um do outro, mas com tanto em comum.

Resenha, livro, Lavínia-e-a-Árvore-dos-Tempos, Lucinei-M-Campos, publicação-independente, literatura-nacional, folclore, fada, humor, capa, opiniao, critica, fotos,
Resenha, livro, Lavínia-e-a-Árvore-dos-Tempos, Lucinei-M-Campos, publicação-independente, literatura-nacional, folclore, fada, humor, capa, opiniao, critica, fotos, sinopse
Resenha, livro, Lavínia-e-a-Árvore-dos-Tempos, Lucinei-M-Campos, publicação-independente, literatura-nacional, folclore, fada, humor, capa, opiniao, critica, fotos, trecho
Resenha, livro, Lavínia-e-a-Árvore-dos-Tempos, Lucinei-M-Campos, publicação-independente, literatura-nacional, folclore, fada, humor, capa, opiniao, critica, fotos,
Criatura e criador
 Sobre a parte visual: capa linda e condizente com a trama, páginas amareladas, margens, letras e espaçamento de bom tamanho.

 "Lavínia e a Árvore dos Tempos" tem um final fechado, mas tem uma continuação já lançada: "Lavínia e a Magia Proibida", afinal, o mundo da Árvore dos Tempos ainda tem muito para ser explorado e um grande potencial para se tornar um enorme sucesso e marcar gerações de leitores. Eu poderia ficar falando sobre diversos pontos da trama, mas acho que já tá bom, né? Quero ressaltar o fato de ser uma história divertida de fantasia com "ingredientes" bem brasileiros, indicada para todas as idades, falando especialmente sobre a importância da amizade.

 Detalhes: 236 páginas, Skoobpágina no Facebook (onde o livro pode ser adquirido), primeiro capítulo no Wattpad.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Me contem nos comentários se já conheciam a obra ou o autor.

Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobInstagramYouTube| Snapchat: marijleite_pdl
5 comentários via Blogger
comentários via Facebook

5 comentários

  1. Olá tudo bem!
    Que post bacana!
    Eu ganhei em sorteio "Lavínia e a Magia Proibida" que é a continuação desse , mas pelo que entendi pode ser lido aleatoriamente.
    Vou ler o meu e depois trocamos figurinhas. rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Essa capa é muito linda, e eu sou muito apaixonada por fantasia. Eu ri muito quando você falou nos diversos arquétipos do Lourivaldo. Acredito que por ser paraibana essa leitura é ainda mais convidativa.

    Att

    ResponderExcluir
  3. Oii,

    Achei essa capa bem fofa e a história bem interessante. Gostei da sua resenha. E já coloquei esse livro na minha lista.

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Oie
    que livro mais fofo, ainda não conhecia mas já gostei do enredo e da edição, uma graça de leitura parece ser, ótima resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. eu adorei esse livro... bem divertidinho mesmoo
    adorei o blog, espero vocÊ no
    Colecionadores de Livros

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo