Resenha: livro Linhagens, Eleonor Hertzog

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é Linhagens, escrito pela Eleonor Hertzog. Linhagens é o 2º livro da série Uma geração. Todas as decisões., o 1° é Cisne (que foi resenhado no blog no ano passado). No início de Linhagens, há um resumo do que aconteceu em Cisne, para quem leu o 1° livro e quer refrescar a memória ou para quem ainda não leu e quer começar por Linhagens. No final, há um apêndice com os nomes dos personagens ou termos importantes. Acho que só pelo resumo já dá pra ficar fascinado com o universo de Uma geração. Todas as decisões., mas se você leu Cisne, vai ficar ainda mais encantado.

Resenha, livro, Linhagens, Eleonor Hertoz
Resenha, livro, Linhagens, Eleonor Hertoz

 A história de Linhagens se passa no futuro, mas não se encaixa bem no gênero distopia pois, diferente das tramas distópicas, a Terra passa por um período relativamente bom. Recuperando um trecho de Cisne: "graças a tudo que se investe em Ciência, não há ninguém passando fome na Terra, as doenças mais sérias estão sob controle, as pessoas têm facilidades em suas casas que nem sonhariam, dez anos atrás! A poluição é coisa do passado, desertos viraram fazendas, até se fala em emigração pra Lua e bases do espaço".

 Recapitulando o que já vimos em Cisne (pode ficar tranquilo que a resenha está livre de spoiler, até porque, por mais que eu diga, é impossível tirar a graça e o mistério de livros com 700 páginas): além da Terra, foi descoberto um outro planeta habitado no Sistema Solar: Tarilian, os tarilianos são bem parecidos com os terráqueos, e há uma paz aparente entre os dois planetas, que também são bem semelhantes.

 Ser cientista é ter uma das profissões mais importantes da terra, assim como ser astronauta. Doris e Henry Melbourne são um casal de biólogos marinhos, que vivem num barco que leva o nome de Cisne, onde moram com os 8 filhos (o caçula ainda é criança, dos outros 7, 4 eram meninos [2 pares de gêmeos] e 3 eram meninas [uma era adotada]). Além deles, no barco também estão um jovem repórter terráqueo e um tariliano (que causou muita confusão no 1° livro) e dois estudantes tarilianos que estão fazendo intercâmbio na Terra.

 Linhagens começa exatamente onde Cisne parou, com o barco dos Meulbourne indo para uma ilha fazer análises e procedimentos de rotina. Mas algo estava errado naquela ilha. Peggy, adotada há 2 anos pelo casal e que era sensitiva, pressentia problemas na ilha. E eles realmente encontraram grandes problemas ao chegar lá. Problemas que desencadearam outros, que colocaram os ocupantes do barco em grande perigo, e que eles não conseguiriam resolver sem ajuda.

 A ajuda veio de onde eles nem esperavam, mas causou uma série de outros problemas. Peggy precisou ser afastada de sua família adotiva anterior quando foi descoberto que a mente da garota tinha a capacidade de alterar a mente de seus colegas, o que poderia comprometer o desenvolvimento das habilidades deles. Como no Cisne, um dos filhos dos Meulbourne tinha uma habilidade que podia neutralizar a capacidade de alteração de Peggy, ela foi mandada para o barco. Só que quando o Cisne recebeu ajuda externa para sair da confusão na ilha, a mente de Peggy foi mexida, de forma que ela poderia voltar a causar danos em seus antigos colegas de infância.

 "- Existem mundos e mundos dentro do mundo que você considera seu." (página 241)

 Só que esses colegas não eram jovens comuns. Terra e Tarilian não eram os únicos planetas habitados na galáxia, existiam muitos outros. E cada planeta tinha seus líderes, suas Linhagens, cada linhagem tinha (ou teve) sua Casa, seu palácio real com poderes especiais; atualmente a maioria estava disfarçada para que a população em geral não tivesse conhecimento delas.

 Entre os antigos colegas de Peggy, estavam herdeiros de linhagens, de grandes responsabilidades. E se Peggy fosse um perigo para esses herdeiros, não poderia continuar viva. Mas como ter certeza se ela era um risco ou não? E essa dúvida é a base da trama de Linhagens. Vamos ver a luta de cada família para se defender e defender os seus. Vamos ver o quanto Peggy é altruísta e até onde é capaz de ir para proteger os seus amigos. Vamos descobrir o quanto Henry e Doris amam sua filha adotiva e ver sua busca por uma solução que proteja a vida da garota, mesmo que isso os faça bater de frente com Robert e Diure, os Senhores de Merine (a Casa mais importante de Tarilian) e pais do melhor amigo de Peggy, Peter, o herdeiro de Merine e o jovem que pode (juntamente com seu irmão gêmeo) ser mais afetado se a mente da garota estiver fora de controle. E com isso tudo, muitas outras descobertas serão feitas.

 Por mais que a sinopse avisasse, por mais que as várias citações na orelha e na contracapa do livro também alertassem, mesmo já tendo lido algumas resenhas, eu não estava preparada para o que ia encontrar em Linhagens! As primeiras cento e vinte páginas roubaram meu fôlego, me deixaram de queixo caído, foram tensão do início ao fim, com os Melbourne em perigo e a ajuda inesperada. Em Cisne haviam problemas sim, mas eram, em sua maioria, problemas que poderiam ser resolvidos usando a inteligência, o jogo de cintura dos personagens. Em Linhagens, só isso não bastaria, forças muito maiores e inumanas estão envolvidas.

 No 2° livro ficam ainda mais evidentes as diferenças entre os personagens, entre as famílias. Enquanto os Meulbourne são  super unidos e acreditam que falar a verdade é sempre a melhor opção (ainda que tenham segredos), outros como os Senhores de Merine (Moriser, Robert, Peter, etc.) e Paul (tio de Peggy) parecem optar pelo caminho mais difícil, não acreditar nas capacidades dos mais jovens. E essas diferenças de métodos acabam criando inúmeros mal entendidos, rivalidades e confusões.

 Algo que eu gostei muito, foi que a Eleonor Hertzog foi me surpreendendo desde o primeiro capítulo, mostrando outro lado de vários personagens que conheci em Cisne. Eu detestava Moriser de Merine, odiava o Paul um pouco menos, não achava grande coisa do Robert nem da sua sogra, a Eris, e tive que rever meus conceitos de tanto que eles me surpreenderam em Linhagens. Já os Meulbourne, especialmente Henry, foram exatamente como eu esperava. Melhor família do mundo!

 "O relacionamento entre Moriser de Merine e seu genro terráqueo havia sido uma interminável sucessão de desentendimentos, críticas e cobranças. Iniciada no momento em que os dois se conheceram, estendera-se através de cada dia de convivência . Robert simplesmente não suportava a arrogância, cinismo e superioridade do tariliano. Moriser era frio nas palavras e impiedoso nos atos, mas o que mais enfurecia Robert era o fato de, apesar disso, Moriser de Merine estar praticamente sempre certo. Autoritário, competente e temível, o Patriarca afastava todos com um simples olhar. As exceções eram a Matriarca Eris, que parecia viver num mundo próprio de sorrisos, bolos e bordados, e Diure e Rael, que se entendiam com o pai de maneira formal e eficiente." (página 558)

 Algumas coisas que eu não tinha conseguido entender bem em Cisne, justamente essa parte de Linhagens e habilidades, ficaram bem mais claras para mim no 2° livro. A Eleonor Hertzog fez uma história mais elaborada, com mais fantasia e tensão, mas sem deixar de lado o seu tom bem humorado e seu frescor, as duas melhores qualidades de Uma geração. Todas as decisões..

 "Mal parecia verdade. Depois de tanto tempo afastados, mal parecia verdade estarem juntos de novo! Não precisavam de mente, telepatia, palavras, nada: só precisavam estar ali, olhos tarilianos cor de krilin presos a olhos terráqueos azuis que não paravam de chorar, para compreenderem que não precisavam falar de saudade, de ausência, da felicidade de estarem juntos... O gesto da mão de um procurando a do outro foi simultâneo, num toque firme, quente, cheio de alegria pelo reencontro. Os olhos de Peter encheram-se de lágrimas também." (página 538)

 Os dois adoráveis gigantes:

Resenha, livro, Linhagens, Eleonor Hertoz, Cisne, Uma geração todas as decisões, ficção-científica, et, quotes, trechos
cisne, Resenha, livro, Linhagens, Eleonor Hertoz

A capa dos livros foi feita pelo desenhista Rafael Krás.

Resenha, livro, Linhagens, Eleonor Hertoz, capa
Resenha, livro, Linhagens, Eleonor Hertoz, contracapa, sinopse

A autora:

Resenha, livro, Linhagens, Eleonor Hertoz

Diagramação:

Diagramação, LetraImpressa, Resenha, livro, Linhagens, Eleonor Hertoz

Meu exemplar é autografado e com dedicatória !

autógrafo, Resenha, livro, Linhagens, Eleonor Hertoz

 Na resenha do 1° livro, eu havia reclamado um pouco da diagramação e da falta de orelhas de Cisne. Linhagens tem orelhas, o que deixa a capa mais resistente. E a diagramação me pareceu melhor, com um tamanho de letras, margens e espaçamento mais equilibrado. Também tinha falado da minha falta de espaço para guardar o livro, já que ele era maior do que os meus outros, mas felizmente consegui mais espaço.

 A edição de Linhagens que li é da Editora LetraImpressa, mas tanto Cisne quanto o 2° volume da série estão de casa nova, agora eles fazem parte do catálogo da Mundo Uno Editora, como Cisne mudou de capa, no site da editora estão disponíveis sobrecapas para serem impressas para os livros.

 O próximo lançamento da série será um Spin-off, denominado Guardião?, que tem previsão de lançamento para a Bienal, no mês que vem. Depois, teremos Talismãs, o terceiro livro da série (pelo qual eu já estou ansiosíssima).

 A história do 1° livro focava mais na vida no Cisne, já o 2° mostrou um pouco mais de Merine/Tarilian. Apesar de ter conseguido matar as saudades de todos os meus queridos personagens, alguns tiveram menos destaque em Linhagens. Senti falta de mais bagunça entre os irmãos Meulbourne, de mais cenas com o Joe sendo perseguido pelo Pierre, o gato dissimulado da Françoise, de mais capítulos com o meu casal favorito: a Michele (filha de um conhecido de Henry e Doris) e o Anton (um extraterrestre que encontrou a cura para sua solidão nos beijos da Michele). Eu gostei de conhecer outros personagens, mas fiquei bem contente ao saber que a autora pretende escrever outros Spin-offs, e ainda mais ansiosa por Talismãs.

 Uma geração. Todas as decisões. se tornou a minha série favorita, superando Harry Potter. Consequentemente, por ter me surpreendido tanto, a Eleonor Hertzog também se tornou minha escritora nacional favorita. Até então, entre os brasileiros, o Maurício Gomyde era o meu preferido, agora quem ocupa o posto é a Eleonor, com sua narrativa bem humorada e cativante.

 Cisne tem 726 páginas, Linhagens tem 700, e podem ser lidos bem mais rápido do que parece, talvez por terem bastante diálogos (principalmente o 1°); 10 dias, uma semana, ou até menos tempo, se você não tiver que trabalhar e estudar e ficar completamente preso pela história. Eu li bem mais devagar, para poder ficar mais tempo com a história. Alguns dias eu estava cansada, mas pegava o livro e desligava do mundo; em outros eu estava triste, e a leitura me trazia sorrisos e alegria; em alguns eu estava entediada, e Linhagens fazia meu coração acelerar. Talvez tenha sido por me causar tantas sensações durante a leitura que eu tenha gostado tanto do livro.

 Eu poderia ficar horas e horas falando sobre a série, mas acho que já está bom, por hoje. Enfim, Linhagens foi um livro que eu gostei e que recomendo, especialmente para quem procura um bom livro nacional, quem gosta de histórias inteligentes, bem humoradas, cheias de surpresas, com personagens cativantes; uma obra para leitores de todas as idades!

 Detalhes: 700 páginas, ano: 2013, ISBN-13: 9788566652031, Skoob (média de notas: 4,9/5), página no Facebook, grupo. Onde comprar online: direto com a autora (impresso), Amazon (o e-book custa apenas R$1,99, muito barato!!!).

 Acesse o blog da autora e saiba mais sobre a série, curiosidades da galáxia, eventos e dicas de leituras:  www.eleonorhertzog.com.br. Se quiser conferir a escrita da autora, ela está postando uma história  do universo de Uma geração. Todas as decisões. no Wattpad, chama-se Olho do Feiticeiro, para ler é só clicar aqui.

 Por hoje é só; espero que vocês tenham gostado da resenha. Quem aí já leu Linhagens e/ou já conhecia a autora?

 Eleonor Hertzog, obrigada!




Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.
29 comentários via Blogger
comentários via Facebook

29 comentários

  1. Muito legal esses livros! Já escutei falar bastante de Cisne... Mas não curti muito esse segundo livro. Resenha legal parabéns.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Uau, são realmente dois gigantes heim? rsrs
    Já li várias resenhas sobre Cisne e apesar de a história ser interessante, não me sinto muito motivada a realizar essas leituras, já que não é um gênero que eu leia tanto.
    Mas ambos os livro parecem ser bem legais e para quem tem tempo para ler com bastante calma deve ser uma boa leitura.

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  3. Resenha 10 de um livro incrível! Li os dois e tenho um carinho enorme pela Eleonor. Já pude trabalhar com ela e contar com ela em um evento que fiz, quando tinha outro blog. O que dizer dessa dupla? São mágicos. Mal posso esperar para ler de novo e postar uma resenha ainda melhor lá no blog. Beijocas!

    Ensaiando

    ResponderExcluir
  4. Os livros são pequenas bíblias não é? Haha. Parecem ser excelentes, mas ruins para se carregar no busum, hehe. O único lugar onde leio atualmente :D

    ResponderExcluir
  5. Confesso que por serem muito extensos e com essas capas que não me chamaram em nada a atenção (vamos combinar que são bem feinhas né?) provavelmente eu não leria. Não consegui ser fisgada. Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente, ainda não li Cisne, mas estou na fila para poder apreciar a obra da autora, adorei o enredo, aliás, até o momento, tenho me encantado por tudo o que ela escreve.

    ResponderExcluir
  7. ouço falar muito bem da autora e seus livros, teve um tempo que até me animei pra ler mas depois desisti... as capas são tão diferentes, nem parece ser uma série xD
    Que bom e a autora soube conduzir a história com tantas páginas sem perder o pique, e outra coisa que achei bacana foi o que vc falou sobre as pontas que ficaram na leitura do primeiro que logo foram esclarecidas em Linhagens...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  8. oie como vai?
    eu não conhecia os livros, deu um certo medo dessa quantidade de página kkkkkk mas confesso ter ficado curiosa com o enredo.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu conheci a Eleanor em um evento e desde então tô namorando Cisne. Mas confesso que ainda não tomei coragem para lê-lo devido a quantidade de páginas. Esse segundo livro também é um tijolinho haha, mas fiquei interessada.
    Espero ler o primeiro livro em breve!
    Beijos

    Livros da Jess

    ResponderExcluir
  10. Oi, sempre ouço falar muito bem das obras da autora.
    Sou louca para lê-las. Mas são enormes, né?
    Assustam um pouco.
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu não leria este livro, mas por não ter interesse neste gênero e pelo tamanho, parece um tijolão, não teria mita coragem... kkk

    Abraços e até!

    http://lendoferozmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pela resenha.
    Mas infelizmente não me interessei pelo livro.
    Beijos!
    www.lindaestante.com.br

    ResponderExcluir
  13. Cisne já estava na lista de desejados, agora que sei que o segundo livro é bom tbm fiquei ainda mais curiosa com essas leituras! E essas capas estão lindas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Que bom que a autora manteve a qualidade no segundo livro. Não sei se leria por falta de tempo, mas a premissa é interessante.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  15. Oiii! Deu pra ver que você gostou mesmo do livro! Eu achei bem interessante e mesmo sendo livros de 700 páginas, eu quero ler... Goatei do mundo em que se passa a história!
    Beijos

    Lumartinho.Blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. O livro já me conquistou pela capa, é daquelas que você namora por horas. rsrsr
    Achei o tipo de história que é a minha cara, adoro livros que nos surpreendem, nos fazem rir e que são grandes! kkkkk
    Vou procurar pra ler

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  17. Gostei muito da ideia do livro, já tinha ouvido falar de Cisne.
    O mundo parece ser legal.
    Percebi que apesar da extensão do livro você gostou bastante e eu fiquei curiosa.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  18. Te confesso que já conheço a obra Cisne e não gosto muito dela, tanto que acabei vendendo meu exemplar. Porém, parece que história ganha um enredo melhor pelo visto, tentarei ler esse um dia.
    Bjs
    tudoculpadalua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oii!
    Nossa, são realmente dois calhamaços! hahahaha
    Eu não conhecia os livros, confesso, mas a premissa deles me deixou interessada. Adoro livros que nos deixam sem reação de tão bem desenvolvidos e escritos. Estou mesmo muito curiosa. O tamanhã deles não me assustou, já que você falou tão bem e tão animada deles. Espero ler em breve!

    Beijos!
    www.palavrasradioativas.com

    ResponderExcluir
  20. Oie!!
    Nossa, eu jamais compraria esses livros pela capa mas, agora conhecendo a historia posso garantir que já está n minha lista de muito desejados.
    Ameeeeeiiii!!!
    *--*

    ResponderExcluir
  21. Confesso que li algumas resenhas do livro e perdi o interesse que tinha no começo quando vi Cisne em caixinhas de correio por aí, e o tamanho do livro me desanimou um pouco também, mas lendo a sua resenha com o parecer sobre os dois livros e um pouco das histórias, até que minha curiosidade voltou novamente, curti que o livro não é exatamente uma distopia, nada contra, mas não me prendo muito a ela. Bom, espero conseguir ter a oportunidade de lê-los mais pra frente e assim que ler o spin-off traz resenha pra gente.

    bjs

    ResponderExcluir
  22. Olá! Como vai?

    Gostei muito da postagem, não conhecia a autora e nem o seus livros. Também não compraria pela capa mas gostei muito da premissa.

    Abraços,
    Ludy
    http://nodivacomaspalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oiee, que livro longo, hein! haha, eu estou mais numa fase de ler livros únicos, cansei de séries pois não tenho paciencia para ficar muito tempo presa numa mesma história, e esses livros são bem grossinhos, n é? hah, então apesar dos elogios n fiquei com vontade de ler :p
    www.guildadosleitores.com

    ResponderExcluir
  24. Hey,
    Ainda não li o primeiro livro pois não curti muito a premissa, e infelizmente, mesmo com seus elogios, também não gostei da premissa deste :(
    Att, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  25. Oi, tudo bem?
    Eu nunca tinha visto esse livro, mas já li alguns comentários sobre o primeiro e confesso que fiquei curiosa com a série, mas não é algo que eu queira ler no momento, sabe?

    Beijos :*
    Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Oii!

    Conhecia o livro só por ver a capa mesmo, não sabia qual era a história. Agora que sei qual é não sei se irei ler pois a história não me agradou muito, mas vou anotar caso eu mude de ideia!
    Parabéns pela resenha :)

    Beijos, Kamila
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  27. Oie, tudo bom?
    Se alguém não conhecia a série, sua resenha veio para não deixar nenhuma dúvida. Eu tenho Cisne há quase dois anos e até hoje não tive coragem para ler. Essa pegada um pouco distópica e fantástica da obra parecem interessantes. Uma série que pretendo conhecer, mas falta coragem para encarar os três livros.
    Sua resenha ficou ótima.
    beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Oi, tudo bem?
    Quando entrei na blogsfera ouvia bastante pessoas falando desse livro, mas nunca tive coragem de lê-lo pelo tamanho, fora que o tema não me interessa muito então dispenso a dica.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo