sábado, 8 de agosto de 2015

Os 3 melhores pais literários

melhores, pais, literários

 Olá pessoal, tudo bem? Aproveitando que amanhã é o Dia dos Pais, resolvi fazer um post falando sobre os mais encantadores, os melhores pais dos livros que li. Como os escolhidos são personagens muito especiais  e eu não conseguiria colocá-los em ordem de preferência, eles seguem a ordem em que li os livros.

Hans Hubermann, A menina que roubava livros, Markus Zusak
 Hans Hubermann, de A menina que roubava livros (Markus Zusak).
 No peculiar livro narrado pela Morte, conhecemos a pequena Lizel, na Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial. Ela foi adotada por Hans Hubermann e sua esposa. Li o livro em 2013, na resenha sobre ele eu disse: "É com seu pai, Hans, que Liesel aprende a ler e escrever, tudo por causa de um livro roubado pela garota."; "(...) o pai era um homem muitíssimo mais incrível e bom do que todos pudessem imaginar, o cumpridor de promessas capaz de esconder um judeu em sua casa em plena guerra." e "Foram os livros que salvaram Liesel de várias formas, foram eles que aproximaram a garota do pai".
 Hans Hubermann é um personagem inesquecível; só para conhecê-lo, já vale a pena ler A menina que roubava livros.




Henry Melbourne, série, Uma geração. Todas as decisões, Eleonor Hertzog
- Henry Melbourne, da série Uma geração. Todas as decisões. (Eleonor Hertzog).
 Henry é um cientista que mora num barco com sua esposa e 8 FILHOS!!! Sendo 7 adolescentes: os gêmeos Teo e Ted, os gêmeos Tim e Tom, as meninas Pam e Lis, o caçula Bobby e Peggy (adotada há dois anos por Henry e Doris).
 Na resenha, escrevi sobre ele: "Henry é um dos personagens mais incríveis que já conheci. De uma coragem e inteligência admirável. Meio cabeça dura, mas extremamente capaz de resolver qualquer problema." Um trecho do livro: " - Sim, é isto que ele é: invencível. Sabe por quê? Não porque vença sempre, já perdeu diversas batalhas, este moço. É invencível porque nunca desiste de lutar. Não se pode vencer alguém assim."
 Henry confia tanto nos filhos, que eles são a tripulação de seu barco. As crianças tem responsabilidades, mas também tem amor. Ele e sua esposa amam muito sua família. Pude comprovar isso ao terminar recentemente a leitura do segundo livro da série, Linhagens (o primeiro é Cisne, que tem uma edição nova com outra capa, mas sou tão apaixonada por essa capa azul que tinha que colocá-la no post). Fiquei ainda mais encantada por até onde Henry é capaz de ir por seus filhos.


Atticus Finch,  O Sol é para todos, Harper Lee
- Atticus Finch,  de O Sol é para todos (Harper Lee).
 Atticus era um advogado viúvo, que tentava criar seus filhos, o adolescente Jem e a pequena Scout, da melhor forma possível. Na
resenha eu disse: "O mundo seria um lugar bem melhor, se mais pais educassem seus filhos como Atticus Finch!". Um de seus ensinamentos para as crianças: " Coragem é fazer uma coisa mesmo estando derrotado antes de começar - prosseguiu Atticus. - E mesmo assim ir até o fim, apesar de tudo. Você raramente vai vencer, mas às vezes vai conseguir.". Aliás, a resenha está cheia de citações inspiradoras.








 Outros personagens que merecem ser mencionados: Válter Guimarães, o pai da Bia, protagonista de Azar o seu! (Carol Sabar), sempre com um bom conselho para a filha; e o Sr. Walsh da série Família Walsh, escrita pela Marian Keyes, por mais cômicos que ele e a esposa sejam, estão sempre presentes quando as filhas precisam.

 Bom, esses são os pais da ficção que mais me marcaram positivamente. Eu também poderia fazer uma lista (provavelmente maior que esta) de pais detestáveis, como o da Valerie de A Lista Negra (Jennifer Brown). Assim como na vida real, há bons e maus pais. Em alguns grupos que participo no Facebook, já vi cada relato triste de jovens que não tem apoio algum dos pais, que tem adultos irresponsáveis ao invés de exemplos a serem seguidos.

 Tem muita gente que deveria aprender e se espelhar em Hans, Henry e Atticus! Talvez os livros possam influenciar algumas pessoas, tocá-las de uma forma que elas não são tocadas no dia-a-dia, abrir os olhos delas para que sejam melhores com suas famílias. Eu sinceramente espero que isso aconteça.

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado do post. Conheciam os papais citados? O seu preferido está na lista ou é de algum outro livro?



Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.

26 comentários:

  1. Hans <3 ♥
    Melhor pai ♥
    Adorei o post!!
    Beijos
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Mari,
    Gostei muito desse post. Mas dos pais que você citou, eu só conheço o Hans... E adoro ele. Está em um dos meus livros preferidos.
    Beijos!
    Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
  3. Oláa, adorei o post! Desses livros eu li apenas A menina que roubava livros e concordo com você que é um exemplo de ótimo pai! Até quero reler o livro, pois sempre foi um dos meus preferidos :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  4. Nossa! A um tempinho eu já havia visto o livro Cisne e seu post coincidiu com o a data, achei legal e boa ideia.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  5. Hans é um pai e tanto mesmo, enquanto lendo sua tag também lembrei de Otto, pai de Anne Frank, acho que no eu ver se encaixaria muito bem!
    Beijo,
    http://www.pactoliterario.com/

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post.
    Dos livros citados, só conheço A Menina que Roubava Livros. Mas estou para ler O Sol é para todos.
    Beijos!
    www.lindaestante.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu não conhecia nenhum dos pais da postagem, mas adorei todos!
    Vou procurar pelos livros!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Como não amar o Hans?? Melhor pai... Ele ensinou tanta coisa a Liesel, mostrou tantos novos mundos a ela! Uma cena do livro que gosto muito é quando ele desenha ela sem olhos e ela pergunta o porquê dele ter desenhado assim, então ele responde: Com um sorriso desse você não precisa de olhos. Achei uma fofura!
    Adorei seu top 3!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mari!
    A tripulação de Cisne está festejando até agora, e concorda plenamente que Henry é um paizão!
    De minha parte, li A Menina que Roubava Livros e considero a maior honra um dos meus personagens estar lado a lado com o maravilhoso Hans.
    Beijos e, mais uma vez, muito obrigada em nome de todos os meus personagens!

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem? Dos citados o único que li foi A menina que roubava livros e tenho um amor bem grande por este livro <3
    Adorei o post!!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Ainda não li nenhum desses livros... Mas não vejo a hora de conhecer esses pais... Dia dos pais me deixa meio triste, mas amei seu post, muito bem feitinho!
    Beijos!

    Lumartinho.Blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi, flor!
    Adorei seu tributo aos pais literários! Infelizmente, ainda não conheci nenhum deles, mas tenho em mãos as obras Cisne e A Menina que Roubava Livros. Dessa última, assisti ao filme e amei realmente a relação da protagonista com o pai adotivo.
    Recentemente, li Geek Girl e o pai da protagonista também era incrível! Cômico, mas igualmente humano. Às vezes, até um pouco imaturo porque se colocava igual diante da filha.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá
    eu li poucos livros em que o pai é presente no livor, geralmente ele é o mais ausente que uma família pode ler, mas falando desses livros que você escolheu eu não li nenhum dos 3 mas tem comentários bem bacanas sobre o sol é para todos
    Bjks
    Passa Lá - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Não sei escolher qual dos pais é meu preferido, se o da Liesel ou da Scout *-* Os dois são incríveis!

    ResponderExcluir
  15. Hans é um dos melhores pais que eu já conheci! Ele é tão fofo e dedicado e tenta sempre fazer o melhor do seu jeitinho <3
    Pensar nele me deixa triste </3
    Conheço os outros pais também, mas o Hans é com certeza o meu favorito!

    Beijoos
    Toca dos Livros

    ResponderExcluir
  16. Eu pulei os 2 primeiros porque ainda não li esses livros e não quero spoilers, mas: Atticus e Mr. Walsh são uns queridos! Acho que eles certamente mereceram um lugar na sua lista. Super válido o seu post. ^.^

    Beijo! ;*

    ResponderExcluir
  17. Hans é realmente um pai marcante, esse livro é perfeito.
    Também conheci o pai da Bia. Ainda citaria aqui Chris de a menina que semeava.
    Ainda quero ler o cisne e o sol é para todos
    Como Pai destestável deixo aqui a dica de corações feridos.

    Beijos
    www.leiturasdapaty.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oie
    Acredita que eu não li nenhum dos livros???
    Mas quero ler todos, tenho o livro Cisne aqui, mas ele é tão gigante que bate aquela preguiça.
    Mas ameiiiiiiiiiiiii o post

    ResponderExcluir
  19. Oiee, eu nao nenhum dos livros citados, haha, o que é uma pena, pois gostaria de ter conhecido esses pais!
    Adorei o post ^^
    www.guildadosleitores.com

    ResponderExcluir
  20. Conheço Atticus um pai como poucos e a frente de seu tempo, que tenta educar seus filhos com amor e livres de preconceitos.. parabéns pelo post e a menção merecida do personagem no dia dos pais. bjsshttp://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi, Maria!
    Adoro livros que têm personagens pais incríveis, é muito inspirador. Já li A menina que roubava livros e concordo com você! Cisne eu comecei a ler e também acho o Henry muito legal! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  22. Ahhh dos citados eu só conheço o Hans Hubermann,e acho ele o melhor <3

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  23. Fiquei curioso para conhecer esses pais tão bons, como você disse! Eu estou super interessado em "O Sol é para Todos"! Adorei o post!

    Abraços e até!

    http://lendoferozmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oie, tudo bom?
    Não conheço os pais citados no post, mas no final vi dois livros que já li e concordo com você: a série das Irmãs Walsh e Azar o Seu. No universo literário temos belos exemplos de pais. Tenho vontade de ler A Menina que Roubava Livros.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oi, flor!
    Que homenagem bacana para celebrar um dia tão especial como esse.
    Amei os livros que você escolheu para fazer referência a ele que é tão importante na nossa vida.
    Parabéns!
    Beijocas da Deebs!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim.
Leio todos os comentários, mesmo que nos posts mais antigos. Responderei seu comentário aqui nesse mesmo post. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados