Resenha: livro Madame Bovary, Gustave Flaubert

 Olá pessoal, tudo bem? O livro da resenha de hoje é o clássico Madame Bovary, escrito por Gustave Flaubert e publicado originalmente em 1857.

Resenha, livro, Madame Bovary, Gustave Flaubert, trechos, capa dura

 O livro conta a história de Carlos Bovary (ou Charles, em outras edições) e Ema. Carlos era um médico. Ema era uma moça com uma condição financeira modesta, que havia estudado em um convento e agora ajudava o pai em sua propriedade. Ela conheceu Carlos e pensou que, talvez, casando-se com ele, poderia enfim experimentar a felicidade e o amor que ela tanto lia nos romances.

 Carlos se apaixonou completamente pela jovem, se sentia o homem mais feliz do universo por tê-la ao seu lado. Para Ema, a situação foi diferente. O casamento não trouxe a felicidade que ela esperava, seu marido tinha pouca ambição, tinha um pensamento pequeno demais se comparado com os desejos da esposa.

 Ema tinha um vazio, uma sede de algo mais. Deus, Carlos, a filha, nada foi o suficiente. Ela buscou sua satisfação no adultério, Carlos não desconfiou de nada. Mas os homens também não deram a ela a felicidade plena; Ema fez dívidas, a situação financeira do casal piorou, levando a bela mulher a um fim trágico.

 "Desejava talvez fazer a alguém a confidência de tôdas estas coisas. Mas explicar um inexplicável mal-estar, que muda de aspecto como as nuvens e que se move em turbilhão como o vento? Faltavam-lhe, pois, palavras, ocasião e coragem." (página 37)

Resenha, livro, Madame Bovary, Gustave Flaubert, trechos, capa dura

 A edição que li é bem antiga, de 1970, quando ainda se acentuava "êle', "sôbre" e "espôsa", tem muitas palavras pouco usadas atualmente. Certamente, se tivesse lido uma edição mais recente, a leitura seria mais agradável. A narração é bastante descritiva, apesar de ter sido uma leitura mais rápida do que eu esperava, por vezes tive vontade de pular um trecho ou outro, mas a esperança de que naquele trecho pulado pudesse conter o brilhantismo que eu imaginava que a história deveria ter, me fez ler linha por linha.

 Quis ler Madame Bovary por ser um clássico, e por eu sempre ver referências a ele em outros livros ou na internet. Na época em que a história foi escrita e publicada, causou um grande reboliço por tocar em temas polêmicos como o adultério. Minhas expectativas eram altas e, no final da leitura, fiquei na dúvida se preferia não ter lido o livro e continuar naquela expectativa de que era uma história marcante ou se foi melhor ler de uma vez. Ao menos, agora sei do que se trata a obra. Não senti nada por nenhum personagem, uma única sequência de cenas, mais próxima do final, me trouxe alguma emoção. É um bom romance para quem gosta de romances trágicos.

 A edição que li é até bonita, com capa dura, folhas amareladas e bom tamanho de letras e fontes.

 Detalhes: 261 páginas, Skoob (média de notas: 3,8/5, minha nota: 3/5). Onde comprar online: Submarino (há várias outras edições do livro no site).

 "(...) denegrimos os que amamos sempre nos desliga deles um pouco. Não é bom tocar nos ídolos; o dourado pode sair nas nossas mãos." (página 212)

 Por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da resenha. Quem aí já leu ou tem vontade de ler Madame Bovary?



Até o próximo post!

Me acompanhem nas redes sociais:
 twitterfacebook | G+SkoobGoodreadsBloglovin (receba os posts do blog no seu e-mail)| Instagram.
3 comentários via Blogger
comentários via Facebook

3 comentários

  1. Oi Maria!

    Que coincidência! rsrs
    Estava lendo este livro, nas minhas férias, mas ontem resolvi dar uma pausa na leitura e começar outra obra. Estava achando ele cansativo!
    Como você, também estava esperando muito da leitura, mas confesso me decepcionei um pouco, e também achei a leitura um pouco difícil.. Como no momento com a volta da faculdade e trabalho resolvi pausa-lo um pouco, mas desejo retomar a leitura em breve.

    Beijos
    Ana Flávia Medeiros
    http://mariapano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mari! Tudo bem?
    Sabe que eu nunca tinha ouvido falar nesse livro? Tem uma história legal, mas acho que eu acharia um pouco dificil de ler.
    Beijos

    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Maria!
    Também estou numa situação parecida com a sua! Tenho vontade de ler, por tantas referencias e indicações vistas por aí, mas será que não vou me cansar?
    Acho que vou tentar, mesmo que seja pra depois achar fraquinho..
    Obrigada! :*

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar :)!!! Sua opinião é muito importante para mim. Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
*comentários ofensivos serão apagados

Topo